História Story Of My Life - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Jade Thirlwall, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Harry, Harry Styles, Jarry, Jarry Sthilrwall, One Direction
Exibições 105
Palavras 3.014
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


× Hiiii, eu estava afim de postar esse cap antes, mas eu tentei deixa ele maior, como foi a pedido de algums leitoras <3 (acho q passei uns 5 dias escrevendo ele 😂)

× Mt obg msm pelos novos favoritos ❤ e pelos lindos comentários, motivaram bastabte.

× Boa leitura 💗

Capítulo 3 - Irritation


P.O.V Jade

 

No dia seguinte acordei com um pouco de dor na cabeça, minha vontade de voltar a dormir era grande, porém minha consciência falou alto, então levantei usando a pouca vontade que me consumiu e fui tomar banho.

Como o clima estava frio, vesti uma calça jeans azul escuro, um moletom branco com detales nas mangas (1) e calsei uma botinha. Depois de terminar minha higiene matinal, peguei minha mochila, meu celular, desci para tomar café da manha e comecei a fazer o caminho da escola, que não era tão próxima, mas também não tão distante de casa.

Coloquei meus fones no ouvido e comecei a prestar atenção no caminho.

Provavelmente iria chover, então era melhor eu me apressar um pouco.

Eu estava tão distraída, que só notei que um carro estava me "acompanhando" quando olhei para o lado da rua. Tirei o meu fone e apercebi que era o carro de Anne.

-Você é surda? Eu buzinei umas três vezes, e você nem me viu- Harry disse mal humorado. Qualquer um diria que era mal humor matinal, mas no caso de Harry é diferente, ele sempre está de mal humor quando fala comigo.

-Desculpa eu estava com fone de ouvido- Respondi envergonhada e ele revirou os olhos.

-Eu percebi. Bom, minha mãe pediu para que eu te levasse na escola, já que estudamos juntos- Harry disse entediado.

-Não precisa e...

-Entra logo no carro- Ele me cortou já irritado, eu apenas acenti e entrei. O silêncio se impregnou no automóvel e ele era incômodo, por sorte chegamos rápido na escola e eu logo desci do carro.

-Obrigada- Agradeci antes de caminhar em direção a escola sem esperar a resposta de Harry.

 

-Bom dia, florzinha- Niall diz com um sorriso contagiante, assim que eu fecho o meu armário e pego o meu material.

-Bom dia Nini- Respondi sorrindo como ele.

Niall é o garoto mais cavaleiro e educado que eu conheço, seu sotaque irlandês é um charme, assim como seus cabelos loiros e olhos azuis cintilantes. Eu o conheci quando ele entrou na escola, fui a única que o mostrou onde era a sua sala de aula, e confesso que foi uma das minhas melhores atitudes, já que hoje ele é o meu melhor amigo.

Niall faz parte do time de basquete e é o meu único motivo de eu não faltar em nenhum dos jogos, não que os jogadores sejam insuportáveis ou algo do genero, pelo contrário, eles nunca me trataram mal, Diferente de outro grupo.

-Vai no jogo de sexta?- Niall me questiona assim que entramos na sala de aula.

-Quando eu não vou?- Pergunto sorrindo.

-Ah é, você não perderia por nada ver o seu jogador preferido marcar as melhores cestas- Ele fala, fingindo jogar uma bola imaginária de basquete.

-Como é convencido- Eu digo rindo e me sento na segunda carteira, ao lado da janela e Niall se senta na mesa de atrás.

-É apenas a verdade.

-Mas enfim, é a segunda semana de aula e já tem jogo? Nem deu tempo de vocês treinarem- Falo.

-O melhor time da cidade não precisa de muito treino- O loiro brinca novamente, me fazendo rir, porém logo paro, pois o grupinho de Harry chega e se senta nas últimas carteiras.

Bem, esse grupinho se resume a três idiotas que fazem brincadeiras sem graça com os outros alunos da classe, eu já fui alvo de muitas, todas vindo apenas de Harry, mas os outros garotos que estão sempre com Styles são Connor e Jake, irmãos gemios, literalmente.

-Olha quem chegou- Niall sussurra se referindo as garotos que acabaram de chegar.

-Quase esqueci de te contar, Harry voltou a morar com Anne, e hoje foi meio que obrigado a me dar carona- Eu conto e Niall ri.

-Agora que você não tem mais sossego... Pensando bem, eu ainda acho que você tem uma quedinha por ele- Niall diz com um sorriso de canto.

-E eu acho que você bateu a cabeça em algum lugar, você sabe bem que a única coisa que eu sinto pelo cacheado é raiva.

Ou não

-Que menina irritada- Niall brinca, me fazendo rir.

-O casalzinho do ano já chegou?- Harry diz alto em tom de zoação.

-Cala a boca, Styles- Niall fala, ainda calmo.

-O que foi? Eu só estou dizendo que o casalzinho mais clichê da escola chegou.

-Cara, já deu, você e todos sabem que eu e a Jade não temos nada- Niall diz.

-Quer saber Nini, ignora, nem vale a pena - Eu digo e percebo que Harry me fuzilou com o olhar, me incomodando um pouco. Logo eu volto a atenção ao loiro, enquanto alguns alunos chegam na sala.

-E o Bradley?- Niall me questiona mudando de assunto.

-Bom, durante as férias nós saimos bastante, só que ele vai se mudar para a Escócia, lembra?- Respondo.

-Sim, então vocês estão ficando por ficar mesmo, sem nada sério?

-Na verdade eu tenho esperança que ele ainda vai me pedir em namoro. Eu gosto dele Niall, não estou apaixonada, mas ele me trata tão bem e a Escócia não é tão longe, podemos manter um relacionamento a distância e nós feriados um visitar o outro, talvez- Eu digo enquanto encaro minhas mãos.

-Você sabe que eu não o acho certo para você, não é?

-Sei Niall, você faz questão de sempre me lembrar- Falo e solto um riso sem graça.

-E você já está sofrendo com os seus pais distante, seria mesmo certo se prender a mais alguém que não estará por perto? E eu ainda acho que ele anda esconden...

-Bom dia turma- O professor diz assim que entra na sala, me fazendo virar para frente.

 

*****

 

-Olha o Bradley ali- Niall diz apontanto para a mesa onde Brad estava.

Já era a hora do intervalo, eu e Niall nos encontravamos numa mesa próxima a porta de saida do refeitório.

-É- Eu digo assim que o vejo sentado numa mesa do outro lado da que nós estávamos.

-Não entendo por que ele não conversa com você na escola- Niall diz sério.

-Ele tem os amigos dele, e eu tenho você, apenas por isso- Eu respondo e mordo mais um pedaço da minha torta de morango, que estava divina.

-E você não sente ciúmes quando ele conversa com outras garotas, como agora?- Niall insiste, enquanto obeserva Brad, que falava com Kisha e Milly, duas garotas da sua sala.

Para falar a verdade eu não me sentia incomodada quando ele falava com outras garotas  o que era estranho e me fazia me sentir mal, porém nem todos sentem ciúmes do garoto que gostam, não é? Bom, espero não.

-Para ser sincera, não- Respondo indiferente.

-Você não gosta dele- Niall afirma e volta a me encarar.

-Claro que gosto, ele é um amor e sempre diz o quanto gosta de mim, além de que ele me faz me sentir bem- Eu digo convicta.

-Isso não quer dizer que você gosta dele de verdade, apenas é agradável ter uma convivência com ele e se sentir amada, mas você não o ama- Ele insiste.

-Vamos mudar de assunto? E como vai o Theo?- Digo me referindo ao sobrinho de Niall que era simplismente a criança mais fofa do mundo.

-Com saudade de você, sério, ele me diz isso toda vez que eu o vejo, parece aquele bonequinhos programados dizendo "Cadê a tia Jade, estou com saudade" ele nem me fala oi direito e eu sou o tio dele- Niall diz e eu rio da sua indignação.

-Ah, quero muito o ver logo.

-Quem sabe eu possa o levar no final de semana na sua casa- Niall sugere, me fazendo sorrir instantaneamente.

-EU VOU AMAR!- Exclamo feliz.

-Mas não precisa gritar- Niall diz rindo da minha animação.

-Okay- Digo também rindo e corando um pouco.

 

******

 

-Tchau Nini, até amanhã- Digo abraçando Niall, quando a aula acabou.

-Tchau florzinha.

 

Eu estava já voltando para a casa e dessa vez ouvi Harry buzinar, então caminhei até o carro e esperei ele dizer algo, já que seria meio grosseiro entrar no carro sem ser convidada, afinal ele apenas me disse que Anne pediu para que ele me levasse, para a escola, mas não para casa.

-Não vai entrar logo?- Ele diz e eu apenas obedeço.

Harry liga o som, o CD que estava no rádio era "X," do Ed Sheeran, como eu amava esse cd, catarolei baixinho o começo a letra, mas fui interrompida por Harry, que passou para a próxima música. Eu não achei falta de edução, até ele trocar pela terceira vez as músicas que eu cantava. Eu sábia que ele gostava das músicas, pois ano passado Harry no show do Ed Sheeran e eu mesma o vi lá com Gemma, que me acompanhou.

Ele estava fazendo de propósito, só para me irritar.

Respirei fundo, eu não queria brigar, mas isso seria praticamente impossível, já que eu sei que Harry fará de tudo para me tirar do sério o quanto ele pudesse.

-Finalmente- Comemorei para eu mesma, assim que chegamos na frente da minha casa.

Talvez eu esteja errada, já que Harry fez um favor em me dar carona, mas não era necessário ele me irritar, apenas não oferecesse a carona!

No momento em que eu iria entrar em casa, meu telefone tocou.

-Alo?

-Oi filha.

-Mãe! Que saudade.

-Eu sei, eu e o seu pai também estamos, ele queria muito falar com você, mas esta resolvendo os últimos detalhes da construção, sabe como ele gosta dessas coisas de construções... Eu nem sei o por quê contratamos uma pessoas para resolver os problemas com a construção, se o seu pai gosta de resolver e se envolver em tudo.

-Não tem problema, eu sei que ele gosta desse meio. Aí está tdo bem?

-Sim. E você, novidades?

-Tudo sim e de novidade, o Harry voltou a morar coma Anne.

-Que legal filha, vocês estão se dando bem?

-Bom... Ele me deu carona hoje, na ida e volta da escola.

Isso não é mentira.

-Agora você não precisa mais ir sozinha, isso não é ótimo?

-É sim, quer dizer, talvez eu ache que prefiro ir sozinha.

-Por que?

-Por que?...Hã... Porque eu não queria incomodar ninguém, sabe?

-É só por isso mesmo? 

-É sim, porque eu não quero que no final vire uma obrigação dele.

-Hum, então tá.

-Quase esqueci, o Niall irá trazer o Theo para me visitar, esse final de semana.

-Que legal, filha, o Theo é uma gracinha.

-E vocês tem novidades?

-Ah, não muito, o hospotal está quase ficando pronto, acho que mês que vem ele será inaugurado.

-Que bom mãe, espero que dê tudo certo.

-Eu também.

-Agora eu tenho que ir almoçar, okay? Depois eu te ligo novamente.

-Tudo bem, beijos filha, te amo e o seu pai também.

-Eu também amo muito os dois, beijos.

 

Depois de desligar o telefone, permiti que algumas lagrimas de saudade escorressem e soltei um longo suspiro, apesar de saber que a dorzinha no cravada em meu peito não passaria tão rápido.

Eu e meus pais sempre fomos próximos, nunca deixamos de resolver nossos problemas, deixando para depois, conversamos sempre que podemos e a saida deles para outro país ainda é um pouco complicada para mim. No começo eu pensei que não sentiria tanta falta, não por questão de não saber me cuidar, mas sim por falta de proximidade das pessoas que eu tanto amo, e que me conhecem. Eu tento não pensar nisso, mas hora ou outra acontece, como quando eu falo com eles pelo telefone por exemplo, ouvir as suas vozes e não poder os ver ou os abraçar, estar perto, é difícil.

Mas também não posso falar que me sinto totalmente "abandonada", pois Anne é ótima, e sempre quando eu preciso de um "carinho de mãe" ela está lá, me ajudando e me fazendo me sentir amada, Anne é a melhor.

Depois de quardar minha bolsa, eu fui a casa dos Styles, para almoçar com eles, como sempre. Ao chegar na casa, Anne percebeu que eu estava mais emotiva e veio ao meu encotro com um abraço reconfortante.

-Eu sinto falta deles- Digo baixinho, com a voz levemente de choro, parecendo uma criança fazendo birra.

Parece que quando você tenta guardar o choro e alguém te abraça, ele fica impossível segurar. Sendo assim, algumas lagrimas já caiam do meu rosto.

-Eu sei querida, vai ficar tudo bem. Que tal nós irmos fazer uma surpresa no dia da inauguração do Hospital?- Anne diz tantado me animar.

-Nós vamos para os Estados Unidos visitar eles?- Pergunto um pouco mais animada.

-Sim, eu sei que você já está sentindo muita falta deles, então por que não?- Anne me reconforta sorrindo.

-Muito obrigada, eu te amo!- Digo animada e a abraço novamente.

-Também te amo Jade, mas você não pode contar para os seus pais, vai ser uma surpresa.

-Okay- Respondo sorrindo.

-Então vamos almoçar?- Ela pergunta, e eu concordo.

Ao me virar para acompanhar Anne até a cozinha, reparo que não eramos somente nós duas que estavamos na sala, mas Harry também se encontrava por lá, observando tudo e não com olhar arrogante como sempre, mas sim compreensivo. Senti meu rosto esquentar e podia jurar que fiquei corada por conta da vergonha, até esperei que ele fizesse uma brincadeira sem graça, mas ela não veio.

Harry sempre me surpreendia, desde criança, a diferença é que agora algumas de suas "surpresas" não são tão agradáveis como antes.

Ele ainda me observava, sentado no sofá, usava a mesma blusa branca, que foi para a escola, calça jeans, seu cabelo estava mais bagunçado e eu podia jurar que os seus olhos verdes esmeraldas esravam mais foscos.

Quando percebi que nos olhavamos a tempo de mais, tentei desviar a minha atenção dele e finalmente fui até a cozinha, que já havia adotado um ótimo cheiro.

-Oi- Gemma diz assim que me sento ao seu lado, na mesa de jantar.

-Olá

-Por que seus nariz está vermelho?

-Porque eu virei uma rena do Papai Noel- Brinco com uma voz animada, tentando fingir empolgação.

-Muito engracado- Ela revira os olhos- É sério, por que estava chorando?

-Apenas saudade dos meus pais, mas não vamos entrar nesse assunto- Peço e ela concorda.

 

Já estavamos todos na mesa almoçando, e de tantos lugares em que Harry podia escolher para se sentar- Já que aquela mesa era enorme- o mesmo escolhe um a minha frente. Nenhum assunto foi tocado até agora, eu apenas encarava fixamente o meu prato e dava algumas garfadas.

-Como foi a faculdade, filha?- Anne puxa assunto.

-Estou gostando bastante e já fiz algumas amizades- Gem responde.

-Que bom e você, como foi a aula?-Ela pergunta a eu e Harry.

-Normal- Falamos em uníssono.

Extranho...

-Que lindos, já estão pensando igual, quero ser a madrinha de casamento- Gemma fala, me deixando envregonhada.

-Acho melhor você pedir para se madrinha do casamento da Jade e do Niall, é bem mais real- Harry diz sem humor.

-Eu já disse que eu e o Niall só somos amigos- Respondo tentando não me irritar.

-Não é o que parece- Ele insiste.

-Não tem que parecer, é o que é e eu estou ficamdo com outra pessoa.

-Eu preferia o Niall do que o Brad- Gemma comenta.

-Você está ficando com o Bradley do 3C?- Harry pergunta surpreso.

-Estou.

-Ele é um idiota- Harry diz com um tom de voz elevado.

-Harry, o que é isso?- Anne o repreende.

-É a verdade.

-Não, não é, ele nunca te fez nada- Digo irritada.

Conseguiu me irritar, parabéns.

-O que você vê nele?- Ele pergunta com voz debochada.

-Coisas que não te interessão.

Gemma e Anne nós encaravam sem saber o que falar.

-Mas agora eu quero saber Thirlwall- Ele esbraveja e trava o seu maxilar.

-Não é da sua conta!

-Nem você sabe o que dizer para defender o playboyzinho- Ele diz rindo ironicamente.

-Se quer tanto saber.... ele se importa comigo, me trata bem, tem um ótimo senso de humor e não me decepciona- Praticamente grito.

Ele é ao contrário de você- Completo mentalmente e Harry também pareceu entender assim, pois se calou e abaixou a cabeça.

-Me desculpa Anne- Digo olhando para ela, que parecia surpresa e sem entender a discussão que tinha acabado de presenciar- Perdi a fome, completo e vou até a minha casa.

O Harry é e sempre será um idiota.

 

*****

 

Tomo um banho demorado, coloco meu pijama, faço todas as minhas lições, mais ainda sobra muito tempo antes de dormir, então resolvo assistir algum filme.

Vou até a minha sacada para fechar a porta já que tinha começado a chover, mas paro para observar Harry, que estava deitado em sua cama, observando o teto. Nós dois quando eramos mais novos, nos chamavamos de vizinhos de janela e quando os meus pais e os dele iam dormir, nós ficavamos um na sua sacada conversando. Nós achavamos as crianças mais sortudas do mundo, por ter uma sacada próxima da outra, para ser extata, na frente da outra.

Me praguejo por não conseguir ter auto controle suficiente para não o observar quando o mesmo está no meu campo de visão. Com esse pensamento, finalmente fecho a porta da minha mini varanda e vou colocar um filme, que eu mal termino de assistir, pois acabo dormindo.

 

Quem vai ser o primeiro 
A começar a briga? 
Quem vai ser o primeiro 
A adormecer à noite? 
Quem vai ser o último 
A ir embora? 
Quem vai ser o último 
A esquecer esse lugar? 

 

Nós continuamos andando em círculos 
Nós alguma vez iremos aprender?

 

Espaços entre nós 
Escondem todos os nossos segredos 
Nos deixando sem palavras, e eu não sei por quê  
Quem vai ser o primeiro a dizer adeus? 

 

Quem vai ser o primeiro 

A se comprometer? 
Quem vai ser o primeiro 
A jogar tudo isso no fogo? 
Quem vai ser o último 
A ir embora? 
Esquecendo cada promessa que fizemos 

[...]

Nós continuamos nos revezando 
Nós alguma vez iremos aprender? 
Nós iremos aprender? 

 

Oh, os espaços entre nós 
Continuam se aprofundando 
É difícil te alcançar, embora eu tente

 

Spaces- One direction
 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


(1)
https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/236x/1c/2c/f6/1c2cf6ea268154e048648d9a79ad7148.jpg

× Essa parte da música que eu coloquei ficou enorme 😂 perdão, é que eu achei que combinava bastante todas essas partes com o cap

× Comentem e favorotirem, pfv ❤

× Bom feriado!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...