História Storybrook Years Later - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Capitão Killian "Gancho" Jones, David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Henry Mills, Personagens Originais, Princesa Aurora, Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Aurora, Cinderela, Fantasia, Once Upon A Time, Ouat, Regina
Exibições 10
Palavras 804
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Mutilação
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 12 - Tempo


Aurora P.O.V

   Faz exatamente  seis meses que o Hans voltou, infelizmente eu sei que ele é o pai da minha filha. Luna está convencida de que ele mudou e é o pai perfeito. Ela não fala na minha cara, mas eu sei que me culpa por não ter contado antes que ele tinha uma filha. Mas como eu poderia? Philip parece estar cada vez mais chateado pela falta de carinho da Luna nesses últimos meses.  E não é pra menos né. Desde o primeiro segundo em que ele soube que eu estava grávida dela ele se esforçou para ser um pai perfeito pra Luna. Quando ela foi sequestrada( odeio falar sobre isso) foi ele que esteve comigo para procura-la e me apoiar. O Phil continua zangado com a Luna por suas atitudes e nossa família em casa está fisicamente unida , mas piscicologicamente e emocionalmente separada. Estou quase fazendo oito meses de gestação e os enjoos enfim estão passando. Tanto na gestação da Luna quanto a do Phil não tive uma barriga tão grande quanto a da Mia. Acho que eu esqueci de falar sobre esse pequeno detalhe... Faz pouco tempo que por uma ultra eu soube o sexo do meu bebê. É uma menina e Mia foi o nome que escolhemos para ela. Eu e Philip já arrumamos o quartinho dela, todos os móveis em seus devidos lugares e todas as roupinhas e coisinhas que ela ganhou no chá de bebê estão guardadas.
- E esse barrigão hein... - Philip falou tentando me animar
- Mia vai nascer com um metro de altura - rimos
- Ela vai ser grandona mesmo... Diferente da irmã que pelo o que eu me lembre nasceu minúscula - ele sorriu
- Falando na Luna... Sabe que horas ela vai voltar pra casa? - perguntei
- Antes de sair ela disse que passaria em casa depois da escola e iria sair com o Hans... - ele falou desanimado
- Eu sei que parece ciúme mas... Todos os dias nos últimos seis meses foram assim. Escola, passadinha em casa, Hans e voltar para casa só para dormir. - falei preocupada 
- Ai Rora... - ele acariciou minha cabeça - Ela já deve estar chegando, vamos descer? 
   Fomos para o andar de baixo da casa, um pouco mais devagar do que das outras vezes. Minha barriga gigante não me permitia ver os meus pés. Ficamos sentados no sofá e em menos de dez minutos Luna abriu a porta jogando a mochila.
- Você sabe que o lugar da mochila não é aí mocinha... - falei
- Tá... - ela falou revirando os olhos e encaixando a mochila nas costas
- Nem um beijinho na mamãe? - reclamei fazendo biquinho
- Tá carente? - ela perguntou dando um beijo em minha testa
- Quer ajuda com isso? Me referi ás três grandes apostilas que ela carregava no braço
- Aceito
   Peguei as apostilas e subi com ela e fomos ao seu quarto.
- Vai sair com o Hans de novo? - perguntei
- Mãe, você pode chamar ele de " seu pai", e sim,  vou sair com ele.
- Você tem passado tão pouco tempo em casa... 
- Se você tivesse casada com ele ficaríamos juntos sempre... 
- O que você disse Luna? 
- Isso mesmo que você ouviu... Mas o Philip roubou eu e você dele
- Luna, o Hans te disse isso?
- O MEU PAI, estava certo! Você caiu nos encantos do seu " principe"
  A minha filha estava irreconhecível. O que aquele maldito Hans estava fazendo com a minha filha?
- Luna, me respeita! - falei grossa
- Te respeitar? Por que eu deveria? Você não foi uma mãe presente e agora vai ficar preocupada com essa criança que você vai ter com o "Príncipe Philip"
- LUNA! Você não está falando com as suas amiguinhas então tem que me respeitar! A culpa de não ter tido uma mãe presente não foi minha e eu passei todos os anos da minha vida ta procurando! 
- Vai vir com os discursos sobre esperança? Esse trabalho é da Branca de Neve né?
  Ela saiu correndo e saiu de casa batendo a porta, enquanto eu me sentei na cama dela e permiti que as lágrimas caíssem... Philip se aproximou devagar e deitou do meu lado.
- Você ouviu? Eu estou perdendo a minha filha para um cretino manipulador... O que eu fiz de errado?
- Aurora, você é a melhor mãe que eu já vi. Você é carinhosa e faz de tudo para fazer Phil e Luna felizes. Eu não vou desistir daquela menina. Ela pode não ser minha filha de sangue, mas meu coração á enxerga como filha e ela sempre será a NOSSA garotinha. Ela ama a Mia, mas está chateada.
- Eu não aguento mais viver assim...


Notas Finais


Me desculpem a demora


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...