História Storyshift - The traitor of the red eyes - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Tags Charisk, Mettatrisk?, Storyshift, Tragedia, Undertale
Exibições 166
Palavras 1.508
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Ficção, Hentai, Luta, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


O que deu em mim para escrever essa Fic? Não sei... Peguei a maior parte da Fic "Forgive me, Sweetheart", combinei com alguns elementos do livro "Segredos D'ella" (Obrigado, mãe)... Enfim, a historia está um lixo? Sim. Tem Feels? Não sei... Dica: Não façam esse tipo de coisas quando estiverem entediados...

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction Storyshift - The traitor of the red eyes - Capítulo 1 - Capítulo Único

Frisk era uma garota gentil e doce, seus lindos olhos dourados encantavam a todos... Há dois anos, ela caiu no Subterrâneo, o lar de todos os monstros. Depois de muitas confusões, ela aceitou a proposta da Guarda Real Toriel Dreemurr de morar no Subterrâneo, e passou a viver na da cidade de Snowdin, sendo vizinha dos dois filhos da guarda: o monstro-bode Asriel e a humana Chara Dreemurr, e em pouco tempo os três se tornaram grandes amigos...

Porém... Pela ironia do destino, Frisk acabou se apaixonando por Chara, uma linda jovem de cabelos cor de chocolate e olhos vermelhos. Estranho uma garota se apaixonar por outra garota? Frisk não se importava. Mas Chara via a menor como uma irmãzinha, e somente depois de um longo tempo ela foi notar que os sentimentos de Frisk por ela eram maiores do que uma amizade.

Com o tempo, as duas foram ficando cada vez mais intimas; a ponto de trocaram beijos cada vez mais quentes, mas uma noite em especifico, Chara pediu para que Frisk a encontrasse no Grillby’s, o melhor – e único – restaurante de Snowdin, mas se passaram duas horas e nada do amor de Frisk aparecer... A garota começou a ficar preocupada, não era comum Chara se atrasar.

- Vai fazer o pedido Senhorita Frisk? – perguntou Grillby, o dono do lugar – Ou vai esperar mais um pouco?

- Quer saber... Vou deixar para depois Grillby. – disse Frisk, se levantando – Vou até a casa de Chara perguntar por que ela não veio e o que ela queria.

Frisk saiu do lugar, pisando na neve fria e indo em direção da casa de Chara, que não ficava muito longe de onde ela se encontrava.

Frisk não entendia o motivo de Chara não ter comparecido, deixando-a sozinha e com fome... Ao chegar à frente da casa, bati na porta e fui atendida por Toriel, que sorriu ao ve-la:

- Ah! Olá criança! No que posso ser útil?

- Oi Tori... – ela respeitava Toriel como uma mãe – Eu posso falar com Chara? Ela me chamou para um encontro, mas não apareceu.

- Estranho... – ela disse, deixando Frisk entrar – Ela não nos disse nada a respeito disso... Ela está no quarto, pode ir!

Ela agradeceu e subiu as escadas, parando na frente da porta do quarto de sua amada, lentamente a abriu e não pode acreditar no que via:

Chara e Asriel estavam nus, ela estava sobre ele, cavalgando em seu “membro”, os dois gemiam de prazer. Frisk recuou um passo e acabou tropeçando, fazendo os dois amantes se assustaram e interromperem o “ato”.

- Ahhhh! Não sabe bater antes... – Chara parecia furiosa, mas seu queixo caiu ao ver quem havia entrado – Frisk!? Ah não... Não é o que você está pensando!

- Exato! Não é o que eu estou pensando – Frisk se levantou, com os olhos cheios de lágrimas – É o que eu estou vendo!

- Frisk, se acalme! – Asriel disse, enquanto colocava uma calça.

- Calma o caralho! – ela gritou – Eu odeio vocês!

Frisk saiu correndo da casa, indo em direção das Cachoeiras, ela se sentou em um canto e começou a chorar, ela realmente tinha visto aquela cena? A garota que ela amava a traiu com o próprio irmão? Por um longo tempo ela chorou, até que Chara apareceu e tentou se desculpar:

-Reflexo! Finalmente te achei! Você não entendeu: aquilo não era nada! Só sexo!

- Só sexo? – Frisk se levantou, morrendo de raiva – Você me deixa sozinha e transa com o próprio irmão para depois vir aqui me dizer que era só sexo?

- Você é a garota que eu amo! – Chara se aproximou – Desculpe por te deixa sozi...

- NÃO SE APROXIME DE MIM! – Gritou a menor, saindo correndo – EU NUNCA MAIS QUERO TE VER!

- Frisk!

Frisk correu por um longo caminho, chegando até uma região conhecida como Hotland, ela entrou em um laboratório que existia lá e voltou a chorar, tudo havia perdido o sentido...

- Está com o coração partido, querida? – uma voz perguntou – Eu tenho a solução! Coma as Flores Douradas que estão na estante... Elas curarão a sua dor...

Sem ver o dono da voz, Frisk foi até as flores que estavam na estante e as abocanhou. Por um tempo nada aconteceu então Frisk começou a sentir tontura e sua visão escureceu, perdendo os sentidos.

Um garoto com uma longa franja se aproximou dela, ele usava uma blusa preta com listras rosa, ele segurou Frisk em seus braços rindo:

- Eu vejo sua dor, jovem Frisk! – ele ria cada vez mais alto – Agora você me pertence! Vou sacrificar sua vida para recuperar a minha... Então poderei ser a estrela que sempre sonhei! Só preciso dar um beijo nesses belos lábios...

Quando seus lábios estavam a centímetros de distancia, Chara arrombou a porta do Laboratório, ela tinha uma faca nas mãos e uma expressão assassina no rosto:

- Quem diabos é você? Solte a minha garota!

- Ah! Permite que eu me apresente! – ele posou dramaticamente – Eu sou Mettaton! O demônio que vem quando a audiência sobe!

- Então foi você que a atormentou durante todo esse tempo! – Chara se aproximava furiosamente – Solte ela agora!

- Com prazer! – Mettaton a soltou, deixando seu corpo cair no chão.

- O que você fez com ela? – Chara estava em lagrimas

- Eu? Querida, a culpa disso tudo é sua! Você a chamou para sair! Você a traiu com o seu irmão! Eu só a convenci a comer as Flores douradas!

- Essas flores são venenosas! – Chara brandia a sua faca – Ela vai morrer?

- Não antes de me reviver! – ele olhou para Frisk com uma expressão maliciosa – Nesse exato momento, eu estou revivendo! Quando ela morrer, eu vou voltar à vida! Só preciso de um beijo dela para selar o acordo!

Mettaton se aproximou, mas Chara foi mais rápida: Com um golpe, decepou a franja dele.

- NÃO! O QUE VOCÊ FEZ? – ele se desesperou – Minha franja! Minha linda franja sexy!

- Caia. Fora. Daqui! – Chara gritou, fazendo Mettaton desaparecer.

Chara correu e abraçou a menor chorando, Frisk abriu os olhos e encarou a garota que odiava e amava.

- C-Chara...

- Frisk, me desculpe por tudo! – ela estava aos prantos – E-eu não deveria ter feito aquilo... Fui uma idiota! Só que eu estava tão curiosa para ver como era a sensação... Por favor, não me deixe sozinha!

- Chara – Frisk passou a mão em seu rosto – Você era meu amor...

Ela então fechou os olhos, e não se mexeu mais...

 

~Quebra de tempo, 1 ano depois~

 

Com a Alma de Frisk, o Rei Sans quebrou a barreira e libertou os monstros do subterrâneo, a única que estava infeliz com isso era Chara, ela e sua Família foram os que mais sofreram com a morte de Frisk. Já havia se passado um ano e eles ainda não haviam superado a morte da garota que era o amor de Chara...

Ela estava ajoelhada na frente do tumulo onde Frisk foi enterrada, quando uma Flor brotou do solo ao seu lado:

- Ainda sente falta dela, não é?

- Você é o tal de “Flowey”, não é? – Chara perguntou sem emoções – Vá embora! Deixe-me em paz!

- E ainda não superou o fato que foi culpa sua não é? – a flor continuou

- Já disse para me deixar sozinha, porra! – ela sacou a faca – Saia daqui agora! Ou eu te mato!

- Se me matar, não vou poder te contar uma maneira de salvar que você ama!

Chara recuou um passo, uma maneira de salvar Frisk? Não era possível... Mas ela precisava saber.

- Como? Me diga!

- Ah! Então você quer negociar! Eu te direi se aceitar os meus termos: Se eu te contar, você terá de conseguir as seis Almas para mim!

As seis Almas humanas? Elas haviam desaparecido... Mas eu tinha de tentar...

- Eu aceito os seus termos! Agora me diga: Como eu vou salvar Frisk?

- É tão simples que pode se dizer que você prometeu a toa: É só você resetar! Voltar ao ultimo momento em que salvou!

- Mas eu não salvo desde... – foi então que a ficha caiu – O dia que ela morreu...

Chara fechou os olhos e se concentrou, no momento que os abriu ela estava no quarto de Asriel, ele estava sentado na cama sorrindo:

- Então Chara... O que você queria me mostrar?

- Asriel... Eu tenho de ir! – Chara disse enquanto correu para fora do quarto

Ela chegou até o Grillby’s no exato momento em que Frisk saia.

- Agora você aparece? – ela estava irritada – Eu te espero por...

Frisk foi interrompida por um beijo que tocou os seus lábios, Chara e Frisk se abraçaram e se beijaram por um longo tempo, então Chara falou:

- Frisk... Eu fiz besteira! Eu te amo mais do que tudo nesse mundo! Achei que tinha te perdido para sempre...

- Do que você está falando? Eu estou aqui!

Chara não se importava mais com o que tinha acontecido, e selou os seus lábios com os de Frisk novamente...


Notas Finais


Ficou uma bosta? Sim ou claro? Digam o que pode melhorar... E se eu deveria fazer mais One-Shots, com uma temática mais feliz... Quem sabe eu faço uma Fic inteira de Storyshift... Bem, aqui está o link da fic que eu Plagi... me inspirei! https://spiritfanfics.com/historia/forgive-me-sweetheart-6569023. Tchau!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...