História Strange Love - Capítulo 2


Escrita por: ~

Exibições 48
Palavras 945
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Comédia, Crossover, Festa, Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi gente !!
Olha quem voltou :)

Bom.. Desculpem pela demora e pelo cap pequeno kkkk
Eu não consigo postar nos dias corretos.. Essa fic nem tem dia certo pra ser atualizada ksksksksk
Podem comentar porque quero saber oque estão achando.
Enfim, boa leitura <3

**
**

Ps : quase esqueci de agradecer a fofa da Acavalaria pela capa :)
Vlw amore <3

Capítulo 2 - A solução


Wanda Maximoff ( POV )

 

 

- E-Eu realmente não sei se devo aceitar esse tipo de ajuda. Minha mente está uma bagunça e não quero que ninguem entre nela para terminar com o serviço. - Comento.

 

 

A idéia parecia até ser boa no papél mas eu mesma não estava colocando muita fé nisso. Não permitiria que algum desconhecido entrasse na minha mente e ainda mas num momento tão turbulento como esse. Imagens de Pietro, pessoas morrendo por conta dos meus deslizes... Eram tantas coisas para organizar na mente, tantos assuntos que não foram resolvidos. Tantas vidas prejudicadas por uma só pessoa, Wanda Maximoff.

 

 

- Entendo. Você e Bucky tem esse direito. - T'Challa diz após meu comentário  - Stephen Strange é um amigo que conheci a pouco tempo e que tenho total confiança. Ele virá para cá no prazo de 2 ou 3 dias, esse é o tempo para que você pense melhor, Wanda. 

 

 

- Obrigado. - Sorri e ele fez o mesmo. O fato dele ter paciência comigo já ajudava e muito. - E você Barnes ?? Está de acordo com oque o rei falou ??? 

 

 

O principal motivo pelo qual estavamos aqui era Bucky, o homem teve sua mente sujada e enxugada pela H.Y.D.R.A 

 

 

- Bem... Estou cansado de ter minha mente invadida tambem, isso só prejudicou as pessoas ao meu redor. - Começa. - Mas dessa vez teremos um bom motivo e as pessoas ao redor são de confiança, sendo assim... - Responde.

 

**

**

 

Trocamos mas algumas palavras e logo sai daquele laboratório. Barnes permaneceu ali por conta dos ajustes que faria em seu braço mecânico, ele havia perdido o seu original na briga com Tony. 

 

Passei pelo locál que deveria ser a sala de estar, mas aquilo parecia ser um tipo de pálacio. Tudo era gigante naquela região, óbvio que deveria ser...Era o lar do rei. Steve, Clint e Sam permaneciam quietos e encaravam a enorme Tv com os rostos sérios. Aproximei meu corpo sem que nenhum deles percebesse já que estavam tão focados no que viam, e uma frase chamou minha atenção. 

 

 

- " Eu ainda vou achar eles, podem ter certeza absoluta disso. Cada um vai pagar pelos crimes que estão cometendo. " - Aquela voz sinica de Ross só me dava mas nojo. 

 

 

Como aquele velho idiota tinha coragem de sair dizendo que haviamos cometido crimes contra a população ?? Apenas ajudavamos todos eles a sobreviver contra ataques alieniginas, talvez robôs que querem destruir a humanidade. Não, eu não esqueci oque aconteceu naquela missão. Não esqueci que joguei uma bomba potente em direção há um predio, e tambem não esqueci do fato de te-las ferido e até levado a morte. 

 

Querendo ou não, a culpa de estarmos nessa situação toda é minha. Se eu tivesse controle sobre mim mesma e meus poderes nada disso iria ter acontecido. Estariamos na base, Clint estaria feliz e salvo com sua familia. Não teria que atacar Visão para fugir, enfim... Fiz tudo errado. 

 

 

- Maximoff. - Steve comenta e chama minha atenção. 

 

 

- Todos vocês estão aqui por minha culpa, lembrem-se disso - Dou de ombros. Sai da-li antes que os homens conseguissem falar outra coisa. Não queria que tivessem dó de mim, e sim falassem a verdade.

 

 

Esse clima melancólico não combinava comigo, eu sei disso. Sei que bancar a vitima tambem não ajuda, todos eles sabem que eu não estou nas melhores condições. 

 

Entrei em meu quarto e logo fechei a porta, encarei minha cama e logo tive o impulso de me jogar nela, acabei não fazendo isso. Me aproximei da janela daquele lugar e encarei a linda paisagem, aquilo tudo fazia meu corpo relaxar. Aquele reino era realmente lindo e mas lindo daqui de cima. 

 

**

**

 

Narrador ( POV )

 

 

- Que bela declaração, Secretário. Está contente com oque está acontecendo ??? - Romanoff levanta uma sombranselha. Ela, Stark e Visão estavam em uma das instalações do governo. O homem de ferro não permanecia na sala.

 

 

- Eu apenas disse as verdades que o povo precisa saber. Rogers e o seu pessoal iram para a prisão mas fechada e isolada do meu governo. - O homem rebate. - Achei que tivesse concordado com isso Romanoff, até porque foi uma das primeiras a assinar o tratado. 

 

 

- Nem me lembre disso... - A ruiva revira os olhos.

 

 

- Nós concordamos que os vingadores deveriam parar com certas atitudes, Ross. Não concordamos com o fato de você perseguir nossos amigos e tentar mata-los, porque é isso que você quer. - Visão comenta.

 

 

- Visão, Visão... Você foi criado a partir de um robô assasino que quase destruiu a humanidade. Qual a lógica de falar em morte, quando sua cara metade quase nos matou. - Ross sorri.

 

 

- Acho que já deu de Showzinho por hoje, Secretário. - Stark entra na sala. - Eles estão certos. Ir atrás de Steve e os outros apenas irá piorar toda situação.

 

 

- Ainda teremos muito tempo para discutir sobre isso, e vocês iram me ajudar. - Diz. 

 

 

Nenhum dos vingadores presentes na sala concordava com as atitudes de Ross, mas oque iriam fazer a respeito ?? A equipe estava comprometida e nada os ajudaria no momento. Talvez a inteligência de ambos mostrasse que a melhor opção era persuadir Ross até que ele esquecesse essa história, coisa que iria demorar muito. 

 

Os 3 levantaram da cadeira e sairam da sala sem dizer mas nada, nenhum deles gostava daquele homem. 

 

 

- Oque vamos fazer ?? - Visão pergunta. - Meu sistema não consegue achar uma respósta plausivel para essa situação.

 

 

- Vamos dar um jeito, Visão... Nós sempre demos. - Stark responde em tom convicto. 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...