História Strange Love - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, Got7, K.A.R.D, TWICE
Visualizações 15
Palavras 1.089
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Annyeong floquitos...
Me desculpa pela demora em postar, eu sei que já faz três semanas que eu não posto nada, mas eu estava com uma puta falta de criatividade e eu sinceramente prefiro atrasar os capítulos do que postar algo ruim.
Bom já dou um "spoiler": vou postar quatro capítulos seguidos e bom vai ser tipo um especial e eu vou chamá-lo de "Especial fortes emoções", hoje na globo às 20:00.

Espero que gostem!!!
Boa leitura.

Capítulo 12 - Ao pôr do Sol


•Jisoo on•

Mais um dia cansativo de trabalho na impresa do meu pai concluído, nunca pensei que ficar sentada em uma cadeira o dia inteiro poderia ser cansativo. Organizei minhas coisas guardando algumas na bolsa e deixando outras dispostas sob a mesa.

Me levantei seguindo até as grandes janelas e observei um pouco a vista antes de fechar as cortinas, passei pela porta de madeira apagando as luzes.

Fui até a sala de meu appa e ao abrir a porta o vi recebendo um boquete de uma mulher, ao ver a cena me enfureci, já estava ciente do fato dele pagar mulheres para lhe satisfazer, mais fazer isso na própria impresa é baixo demais até para ele. Percebi que ele não havia notado minha presença, estava ocupado demais gemendo, mas eu não ia deixar quieto.

-Mais uma puta appa?-Disse me escorando ao batente da porta.-Minha mãe realmente está no lucro por estar longe de ti.-continuei a falar com a maior cara de desgosto possível enquanto o mais velho, assim como a mulher, estava paralisado.-Você realmente não a merecia, tenho certeza de que ela está muito mais feliz por estar ao lado de Logan.-falei me preparando para sair.

-Jisoo!-Gritou.

-Não ouse dirigir a palavra a mim.-falei firmemente.-Amanhã buscarei minhas coisas.-disse virando as costas.-Aproveite a noite.

...

Ao sair da empresa me deparei com Jin escorado lembrar seu carro e pela primeira vez no dia eu sorri.

-Como foi o dia?-Perguntou quando eu me aproximei.

-Estressante.-disse o abraçando.-Briguei com o meu appa.

-Qual o motivo dessa vez?

-O mesmo de sempre.-suspirei- Amanhã vou vir buscar minhas coisas.

-Bom, será que um beijo melhoraria seu humor?

-Não sei Seokjin, mas podemos descobrir.

-Okay.-falou se aproximando, logo tomou meus lábios em um beijo calmo e necessitado, este que cessou pela maldita falta de ar.

...

Acordei no quarto de Jin, ao me virar para seu lado da cama percebi que o mesmo já havia levantado. Fiz o mesmo, um pouco relutante pois a cama de Seokjin era desveramente confortável. Ao me levantar segui para o banheiro, precisava urgentemente de um banho, ao me despir percebi que haviam algumas marcas em meu pescoço e em meu visto, automaticamente flashs da noite passada vieram em minha mente. Apesar de nunca chegarmos a de fato fazer sexo, as provocações eram o suficiente por enquanto.

Liguei o chuveiro e enquanto a água esquentava eu pensava em diversas formas de enfrentar meu appa. As cenas que presenciei em sua sala invadiram minha mente, mas logo as afastei ao entrar embaixo do chuveiro.

Ao sair peguei uma muda de roupa que havia deixado na casa de Jin e me troquei. Saí do quarto e fui recebida por um aroma indescritível que vinha da pequena cozinha. Ao adentra-la me deparei com Jin trajando um avental rosa fazendo o café.

-Bom dia oppa.-falei me sentando em uma banqueta.

-Bom dia jagiya.-disse vindo até mim e depositando um breve selar em minha testa.

-O que está fazendo?

-Panquecas.

-Hm...devem estar tão deliciosas quanto o cheiro.

-Estava pensando em passar a tarde na praia, o que acha?

-Pode ser, só preciso passar na empresa e em casa.

-Vai conversar com seu appa?

-Com toda a sinceridade espero não vê-lo. Não estou com cabeça pra isso, não agora.

...

Depois do café - que estava delicioso - seguimos para o meu apartamento, ao chegar me deparei com os gritos de Jennie e de Rosé, depois da noite de Rosé com Taehyung elas passaram a semana briagndo. Lisa estava no sofá olhando para o nada, aparentemente não notara minha presença.

-Rosé, deixa de ser infantil!-Jennie gritou descendo as escadas.

-Eu estou sendo infantil? Tem certeza?- a mais nova indagou também descendo as escadas.

-Chega!-Gritei do batente da porta.

Logo uma discussão ainda mais estressante se iniciou e eu já estava sem paciência alguma. Subi para meu quarto e me troquei descendo já pronta para sair.

...

Ao chegar a empresa um calafrio percorreu meu corpo, sei que não tinha nada a temer - ou talvez tivesse e não sabia -. Adentrei a mesma e ainda na recepção encontrei com meu pai.

-Jisoo minha filha!-sorriu.

-Vim buscar minhas coisas.

-Onde ficou sua educação e seu respeito? Vir para cá com essas roupas-disse se referindo ao meu "vestido" que deixava transparecer o biquíni.- e ainda por cima me faltar com respeito.

-Primeiro gostaria de dizer que você não merece meu respeito e em segundo lugar, por que não posso trajar essas roupas sendo que as vadias que você contrata podem ficar nuas passeando pela empresa depois do horário?-fiz uma pausa.- Ah é esqueci, desde de que você foda elas está tudo bem não é appa?

Seu olhar percorreu a recepção e depois me analisou, provavelmente com receio de que alguém estivesse ouvindo nossa discussão.

-Jisoo, se eu fosse você eu começaria a medir as palavras antes de desferi-las a mim.

-Vá pro inferno!-falei e logo recebi um tapa do mesmo.

-Eu não admito que fale assim comigo!-esbravejou.

-Quer saber foda-se! Vamos em bora Jin.

...

Já estávamos na praia a um bom tempo, Jin parecia apreensivo com algo mas resolvi não perguntar o que era.

-Oppa, vamos mergulhar?

-Pode ir na frente depois eu vou.

-Okay.-respondi em um tom tristonho.

Estava a alguns minutos na água quando um rapaz se aproximou.

-Eaí gatinha?!-Disse se aproximando.

-Sai pra lá idiota.

-Calma docinho.

-A "docinho" já tem dono.-oivi a voz de Jin.

-Dono?-Perguntei quando o rapaz se afastou.

-Sim dono.

-E quem seria?

-Eu.

-Está equivocado Seokjin. Nem ao menos namoramos.

...

O Sol já estava se pondo e a praia já estava vazia.

-Jin vamos?-Perguntei me levantando.

-Primeiro vem comigo.-falou me puxando para perto do mar.

-Jin o que está fazendo?-Perguntei quando moreno se ajoelhou.

-Kim Jisoo, desde a primeira vez que te vi na sala de aula senti algo diferente por você. Até então eu nem sequer sabia o que era o amor, mas você me ensinou, mesmo que involuntariamente. Seu sorriso despertou coisas nunca antes sentidas por mim, sua voz me faz querer acordar todos os dias e ouvi-la, sua fofura me faz querer guardá-la em um potinho.-fez uma pausa rindo anasalado.-Bom são tantas qualidades que se eu falasse todas ficaria aqui até amanhã. Mas enfim, Jisoo você aceita namorar comigo?-Perguntou tirando um pequeno anel do bolso.

-Jin-mal conseguia falar graças aos pequenos soluços- Eu aceito.

Assim que o respondi ele colocou o anel em meu dedo e me puxou para um beijo, este transbordava este sentimento - até então desconhecido por nós - chamado amor.


Notas Finais


Espero que tenham gostado...E desculpe mesmo o atraso...
Kisses floquitos e até o próximo capítulo.😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...