História Strange Love - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, Got7, K.A.R.D, TWICE
Visualizações 30
Palavras 1.791
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Annyeong floquitos!!!
Posso dizer que estou envergonhada com esse capítulo.
Bom estamos aí com nosso famigerado hot.
Espero que tenha ficado bom, qualquer coisa me perdoem é o meu primeiro capítulo deste gênero.
*Suspiro* Aish que vergonha.
Boa leitura.

Capítulo 15 - Eu te amo


Autora on

Jin e Jisoo agora se viam em uma balada, esta por sinal devia ser a mais movimentada da cidade, estava lotada, as pessoas dançavam se encostando nas outras com copos de bebida na mão e aparentemente já estavam pra lá de bêbadas, outras se agarravam nos cantos escuros do local, sendo que algumas apenas se beijavam e outras praticamente transavam ali mesmo. Jisoo chamara Jin para sair mas não esperava que ao fim da noite fossem parar naquele local, que para ela era extremamente vulgar - não que ela fosse santa, mas aquele local a fazia se sentir uma menina inocente - havia uma pista central lotada de pessoas dançando e em torno vários palcos com strippers dançando sensualmente. Além das vadias que sensualizavam ao lado de rapazes certamente desconhecidos.

Já o moreno estava se divertindo, ainda mais quando mulheres vinham se jogar nos braços dele e o mesmo podia ver a raiva transbordar do olhar de sua namorada, esta que insistia em dizer que não sentia ciúmes.

-Jin, vou buscar algo para beber.-A morena gritou para que o maior pudesse ouvir.

-Eu vou com você.-gritou de volta.

-Não a necessidade oppa, me diga oque quer e eu trarei.

-Então me traga um burbon.

-Okay oppa.

Jisoo então saiu dali e foi em direção ao bar, passou por entre as pessoas torcendo para não cair, chegou ao local e pediu o burbon de Jin e um copo de tequila. Rapidamente recebera a bebida, apesar da hostilidade do local tinha de admitir que este possuía um dos melhores atendimentos que já vira.

Voltou para o local e viu Jin com uma garota, não se importou afinal sabia que Jin não estava a traindo. Provavelmente a garota era apenas mais uma rapariga que não tinha nada melhor para fazer.

-Oppa, sua bebida.-Jisoo falou ao se aproximar dos dois.

-Quem é essa?-a garota perguntou.

-Eu lhe disse que tinha namorada.-Jin respondeu com um sorriso ladino pegando o copo de bebida.

-Tá esperando oque pra sair daqui vadia?- Jisoo perguntou a loira.

-Olha como fala comigo.-Tentou fazer uma voz intimidadora, mas falhara miseravelmente.-Gatinho você merece coisa melhor, essa daí não está a sua altura.-falou embolando as palavras.

-Quer dizer que ele deve terminar com a filha do maior empresário da Coréia pra ficar com uma qualquer que ele conheceu na boate?-Jisoo perguntou debochada- É um bom investimento Seokjin o que acha? Se quiser não me importarei caso fique com ela.-deu de ombros, cínica.

-Oh então você é a famosa Kim Jisoo?-Perguntou debochada.

-Sim e quem seria você?

-Katherine Belacqua.-respondeu com um tom de importância.

-Ah sim, seus pais são do ramo da moda.-se recordeu.-Sabe sua mãe, a senhorita Helena já deu pro meu pai uma vez. Ela realmente é uma vadia vestida para atacar.-completou rindo da cara indignada da garota.

-Arg sua...

-Eu vou pro bar, com licença.-falou se dirigindo novamente para o local.

Jisoo e Jin passaram mais algumas boas horas na boate até resolverem ir para casa antes que perdessem o resto de consciência que tinham sobre o que estavam fazendo.

•Em casa•

Ao descer em do táxi adentraram a pequena residência de Jin, esta que fora organizada mais cedo pois estava em estado de calamidade.

-Amor acho que estou bêbado.-Jin falou prensando a menor na parede. Poderia até se fazer de bêbado mas tinha total consciência do que estava fazendo.

-Acho que eu também estou.-A morena falou atacando os lábios do maior. Durante o ósculo era possível que ambos sentissem o sabor das inúmeras bebidas ingeridas por eles, isto na visão de Jisoo deixavam as coisas ainda melhores.

-Tem certeza de que quer isso?-Jin perguntou ao final do selar, começando a depositar pequenos selares no pescoço da outra.

-Sim.-Jisoo respondeu submersa aos simples toques de Jin.

Jin então a puxou para mais perto e automaticamente a morena entrelaçou suas pernas na cintura do garoto, este que agora subia as escadas rumo ao seu quarto.

Assim que passou pela porta levou a garota até sua cama e a colocou sob os lençóis. Em seguida começou a retirar o vestido que a mesma trajava, coisa que não fora fácil afinal o vestido que ela usava era extremamente apertado e "confuso". Ao retirar a peça o garoto parou para admirar o corpo de Jisoo, esta que ficara totalmente envergonhada e escondera o rosto.

-Pra que essa vergonha baby? Não há nada aqui que seja motivo de vergonha, muito pelo contrário.-sorriu malicioso.

-Não estou acostumada com as pessoas me observando neste estado oppa.

-Então se acostume.

Jin então se abaixou e tomou os seios da garota, ora chupava, ora mordiscava um enquanto sua mão estimulava o outro. A garota já estava encharcada apenas com esse toque e agora imaginava como seria no momento em que sentisse o membro de Jin em seu interior, pensamento este que a fez sentir uma fiscada em seu sexo. Depois de minutos de inteira dedicação aos seios de Jisoo, Jin partiu para sua intimidade, fazendo um caminho de beijos desde o maxilar da garota até a calcinha já encharcada, esta que o mesmo arrancou com a própria boca.

Jisoo estava agora totalmente exposta para ele e ter a visão de sua intimidade encharcada era algo que não imaginara presenciar tão cedo. Começou afastando as pernas da morena a deixando ainda mais exposta e foi fazendo uma trilha de beijos na parte interna de sua coxa até sua virilha. Ao chegar na mesma começou a estimular o clitóris da garota que se contorcia com os movimentos lentos e precisos do garoto. Jin então começou a sugar o clitóris de Jisoo enquanto passava o dedo nos lábios vaginais e na entrada encharcada espalhando ainda mais o líquido que saía dali. Jisoo sentiu o dedo do mais velho adentrar sua intimidade e se contorceu, era de certa forma incômodo ter aquilo ali, mas era desveramente prazesoro.

Jin então começou a fazer movimentos de vai e vem com o seu dígito tocando o ponto da garota, ato este que arrancou um gemido manhoso de sua namorada. Continuou então a estocar e colocar mais um dígito, no final estava com três dedos dentro da intimidade da garota que se encontrava perto do orgasmo.

-Jin e-eu v-vou...-Não conseguira terminar de falar, o orgasmo desceu tão forte que não foi possível contê-lo.

O moreno abocanhou a virilha da garota e começou a sugar todo seu líquido começando a mordiscar os grandes lábios e o clitóris intercalando a atenção entre eles. Jisoo que estava totalmente sensível apenas gemia, gemia como uma gata no cio, gemia querendo mais contato e gemia ao consegui-lo.

Ainda sensível fechou as pernas tremendo, enquanto isto Jin se levantara e retirara as peças de roupa ficando apenas com uma boxer cinza, esta que deixava seu volume bem marcado, fazendo a menor salivar.

-Oppa, eu posso te ajudar?-Jisoo perguntou inocentemente.

-A gatinha quer leite?-Perguntou com um sorriso malicioso.

Jisoo apenas fez um gesto de positivo com a cabeça e recebeu um sorriso sacana do companheiro.

-Então me mostre oque sabe fazer, e no final lhe darei oque quer.

Jisoo se levantou e seguiu até onde Jin estava, se ajoelhou no chão e passou a mão pelo membro do garoto que ainda estava coberto pelo tecido fino e úmido. Retirou a boxer e teve a visão do membro do garoto, este estava molhado com o pré-gozo, as veias saltadas e a cabecinha arroxeada. Certamente estava morrendo de tesão.

-Jin, é realmente grande.-falou observando-o como uma criança que vê um doce gigante.

-Apenas faça seu trabalho baby, seu daddy precisa de ajuda e quanto antes melhor.

Jisoo então começou uma masturbação lenta por toda a extensão com uma mão enquanto com a outra dava leves apertos na cabecinha, ato que arrancou diversos gemidos arrastados do rapaz. Começou então a levar o membro em direção a sua boca, pôde senti-lo tocar sua garganta e ainda sim não havia conseguido colocá-lo por inteiro, o que não coubera passara a masturbar com as mãos no mesmo ritmo do vai e vem que fazia. Jin apenas gemia em deleite, submerso nesse sentimento chamado luxúria. Depois de um tempo Jin acabou por gozar e a morena, como uma boa garota engoliu tudo.

-Parabéns baby, fez direitinho.-Jin falou.-Agora vai receber mais uma recompensa.

Jin então levou a garota novamente para a cama e se posicionou entre suas pernas.

-Está pronta?

-Sim.

O garoto então começou a penetrar vagarosamente a garota, assim que se colocou por inteiro no interior da menor começou a estocar de forma lenta e precisa. Para Jisoo poderia definir esse método como uma forma torturante de se fazer sexo.

-Mais rá-rápido.-suplicou.

-Mais rápido o que baby?

-Me fode mais rápido.-gritou.

Jin atendeu ao pedido de sua namorada e começou a estocar cada vez mais rápido atingindo o ponto da garota várias vezes ocasionando gemidos cada vez mais altos, levou um dígito até a boca e o umideceu levando em seguida para a outra entrada da garota.

-Aí não.-Jisoo pediu.

-Shhh...Calma eu não vou te machucar.

-T-tudo bem.-respondeu ainda apreensiva.

Jin então começou a penetrar aquele buraquinho rosado da garota que se contorceu, gemendo cada vez mais.

-Jin, e-eu es-estou qua-quase go-gozando.

Jin pode sentir o interior de Jisoo se contrair e seu membro ser apertado de uma forma maravilhosa.

Logo a menina gozou e Jin se retirou de dentro da mesma e começou a dar leves tapinhas na intimidade encharcada da garota focando em seu clitóris. Jisoo tentou fechar as pernas mas foi impedida, Jin abocanhou sua intimidade e começou uma sucção fazendo a gozar novamente.

-Jin está muito sensível. Para por favor.-falou quando o garoto voltou a distribuir mais tapas na região.

Jin então parou e começou a se masturbar, umideceu dois dígitos e os passou na cabeça de seu pênis se masturbando em uma velocidade maior e logo atingindo seu orgasmo e gozando nos seios e na intimidade da garota.

-Vem aqui limpar gatinha.-Se referiu a porra que saía de seu membro.

-Oppa não consigo me levantar.

-Vem aqui baby.

-Okay.-falou seguindo com dificuldade até o garoto.

Se abaixou e limpou o membro do mesmo, em seguida Jin a deitou no chão e limpou o próprio gozo sentindo um pouco do seu gosto.

-Essa foi a melhor foda da minha vida jagiya.

-Da minha também oppa.-sorriu sacana.

-Vamos tomar um banho.

-Não consigo andar oppa, tá doendo.-fez um bico.

...

Durante o banho rolaram apenas mãos bobas é beijos, se trocaram e deitaram na cama em que fora colocado um novo lençol.

-Te amo oppa.

-Também te amo Jisoo.-falou passando seus braços em volta da garota e colocando seu rosto na curvatura do pescoço da mesma.

Acabaram dormindo enquanto trocavam carícias, em seus pequenos corações sabiam que realmente se amavam e que esse amor duraria para sempre.


Notas Finais


Me digam o que acharam...Aigoo estou, sei lá, isso é estranho, mas tudo bem uma hora ou outra eu ia ter de escrever isso.
Espero que tenham gostado.
Kisses 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...