História Strange Paths - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Alfa, Lemon, Ômega, Universo A/b/o
Exibições 60
Palavras 1.543
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Hentai, Lemon, Magia, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Hey, novo capítulo!

Capítulo 10 - A brother


Adrian virou-se com um sorriso, sentindo o peso do braço leve em seu peito, ao seu lado, Elly dormia profundamente, seu pequeno corpo encolhido como uma bola e quente contra o corpo do alfa .O ômega havia se tornando mais carente nos últimos dias, muito provavelmente graças a sua condição, o homem não estava reclamando de qualquer forma.

A gravidez já havia começado a se tornar aparente no corpo do menor, a barriga já ligeiramente visível por baixo da fina camiseta, era quase imperceptível, mas não ficaria dessa forma por muito tempo. O homem de olhos azuis possuía sentimentos confusos com relação a isso: por um lado sentia-se feliz e orgulhoso de uma forma que nunca sentira antes, mas por outro ele estava assustado, pois o corpo de Elly era tão pequeno, magro e frágil...parecia perigoso de qualquer forma.

Ele moveu a mão acariciando as costas do ômega carinhosamente, fazendo com que o menor se movesse dormindo, tentando aproximar-se em busca de mais contato, seus cabelos loiros caindo sobre os olhos. Adrian encarou-o, perdido em pensamentos como as vezes acontecia, o garoto ainda possuía aquele efeito hipnótico de antes, mesmo com seus olhos dourados fechados.

O alfa poderia permanecer naquela cama para sempre, admirando o pequeno, mas não naquela noite, ele tinha coisas para a resolver.

Ele levantou-se e fitou a porta onde Cam estava encostado, observando-o com preocupação.

--É uma armadilha.

O homem de cabelos negros bufou, revirando os olhos

--Talvez, mas tenho que resolver isso, Cam. Não posso fugir para sempre.

O outro lobo concordou com a cabeça

--Certo, tentarei entender isso se morrer esta noite.

--Se isso acontecer...

Cam rosnou baixo

--Ah, vamos lá, cale a boca. Eu estava brincando, não ouse aceitar isso como uma possibilidade.

--Se isso acontecer-- Adrian continuou, ignorando a última frase --Tem de ir embora, fugir para longe e proteger o Elly. Pode me prometer que fará isso?

O homem de olhos castanhos o encarou com seriedade.

--Mas é claro, prometo com minha vida.

Adrian concordou novamente, passando por seu amigo mas parando para deter uma mão em seu ombro.

--Obrigado.

--Não ouse morrer. Não quero ter que cuidar da sua família para você.-- Cam respondeu, com um tom divertido e tenso ao mesmo tempo.

Adrian sorriu com a palavra, ''família'', soava tão certo e...bom.

--Voltarei logo.

Estava escuro quando ele deixou a casa, o frio da noite batendo contra o seu corpo ao mesmo tempo que transformou-se em lobo, seguindo-o enquanto corria pela floresta, tentando pegar o rastro dos outros que o esperavam

Não levou muito tempo para localizá-los. Os cinco homens estavam agrupados em uma clareira, parados e alerta. Jensen se encontrava no meio, seus olhos acinzentados afiados e divertidos, como sempre.

--Achou que eu não viria.-- Adrian cuspiu logo após assumir a forma humana, movendo-se devagar de forma a encarar a todos.

Ele apenas lembrava-se do rosto de Jensen, o resto era desconhecido, eles não eram lobos recém adquiridos pela alcateia, Landon jamais mandaria novatos, mas mesmo assim o alfa não lembrava de tê-los visto antes.

--Pelo contrário, sabia que não conseguiria não vir-- Jensen respondeu, sorrindo--Então...como está a vida como futuro papai?

O tom era irônico mas Adrian retrucou com um sorriso frio

--Ótima, tirando o fato de que não consigo tirar vocês da minha cola.

--Pare de jogar conversa afora Jensen-- um homem se pronunciou, ele era alto e possuía cabelos e olhos igualmente negros--Fale logo por que viemos.

O lobo de olhos cinzas franziu a testa, seus olhos tornando-se vermelhos de irritação.

--Certo, Amon. Obrigado pelo lembrete. Sabemos como deve estar sendo estressante para você, com a gravidez do garoto e agora essa...condição.

Adrian encarou-o com raiva

--Como diabos sabe disso?

Jensen ignorou a pergunta.

--Quero dizer, acredito que agora seja especialmente perigoso.

Adrian respirou fundo, não permitindo-se deixar abalar pelas palavras.

--Elly é forte, ele tem a mim e tem ao Cameron.

--Isso pode facilmente mudar-- a provocação foi seguida de um meio sorriso--Vamos lá, sabe que Landon jamais vai desistir.

O homem de olhos cinzas moveu-se para a frente, sendo seguido pelos outros que estavam próximos. Adrian ficou tenso, rapidamente percebendo o perigo da situação. Ele conseguia lutar e abater um alfa, talvez dois...mas cinco? Nunca conseguiria.

--Relaxa, cara. Não vai morrer, pelo menos não esta noite-- o outro lobo continuou, até que sua face estava a centímetros da dele.

--Por que? Por que Landon está postergando tanto isso?

O outro homem, Amon, se pronunciou, sua voz grave pingando feito ácido.

--Por que ele quer ser a pessoa a fazer o que tem de ser feito. Todos sabem que ele lida sozinho com traidores.

O alfa de olhos azuis repudiou o sentimento de culpa que o assolou por um instante, apesar de tudo uma parte de si ainda se sentia como um traidor, mas isso de forma alguma significava que ele abriria mão de Elly.

--Certo, então. É por isso que vocês estão aqui? Jogar esse joguinho mental esperando que eu fique assustado?

Jensen riu

--Não, apesar de que é bem divertido...estamos aqui para avisar que não iremos fazer nenhum ''ataque'' até que o ômega dê a luz.

Adrian franziu a testa, confuso.

--O que?

O outro alfa deu de ombros

--Até que ele esteja fora de perigo, não tentaremos pegá-lo.Precauções de segurança, sabe como é....uma coisa tão preciosa, odiaríamos vê-la quebrar.

O homem de cabelos negros cerrou os dentes.

----Obrigado, muita consideração da parte de Landon.

Os sorriso estranhos nos rostos dos outros lobos mandou um arrepio por sua coluna, decidiu que precisava voltar, precisava checar se estava tudo bem na cabana.

--Mensagem recebida-- declarou, em um tom sério, virando-se e se afastando da alcateia.

A jornada até a casa deixou-o inseguro, não confiava neles, não mesmo, seus sorrisos, suas vozes...o homem parou em frente a casa. Alguma coisa estava errada.

Estava muito quieto e a casa estava mergulhada em escuridão, Adrian correu pelos degraus da pequena escada chegando com rapidez a porta da frente.Seu coração apertou quando reparou no líquido vermelho que estava no chão, perto do batente.

--Cam!-- gritou, arrombando a porta

O interior da casa estava em ruínas, como se um tornado tivesse passado pela sala, a mobília estava quebrada, pedaços de concreto, madeira e vidro cobriam o chão. As janelas estavam quebradas também e ele congelou quando olhou para sua lateral, o chão atrás do sofá ensopado de sangue, um pesadelo vermelho.

Adrian cambaleou até lá, sua cabeça girando de vertigem, quando finalmente olhou sobre o sofá não conseguiu segurar as lágrimas que ardiam em seus olhos.Cameron estava deitado sobre a poça de sangue, seu corpo lívido  e seus braços fracos cobrindo a barriga, onde um corte nauseante rasgara sua pele e mostrava sua carne.O alfa pode ver que a luta fora brutal, pelo amontoado de cortes e mordidas no corpo do outro.

Mas ele ainda estava vivo, isso era perceptível pela sua respiração rarefeita e os olhos que se grudavam nele.

O homem caiu de joelhos ao lado de seu melhor amigo.

--Cam

A voz do outro soou dolorosamente fraca ao responder:

--Ele apareceu do nada...Não o vi até Elly gritar...e ele é mais forte, ele sempre foi mais forte...eu tentei....me desculpe.

--Fique quieto. Precisa descansar, tudo vai ficar bem.

O lobo de olhos castanhos moveu a cabeça, subitamente enérgico, tremeu tentando fazer com que a atenção do amigo se voltasse para o que estava falando, e não para as suas feridas.

--Não, me escute Adrian. Ele o tem agora, não consegui impedi-lo.

--Ele feriu Elly?

Cam estava dando o máximo de si para manter seus olhos abertos e suas frases coerentes.

--Eu...eu não sei. O garoto estava assustado,ele me viu antes de ser arrastado por Landon.

Adrian fechou os olhos, cerrando a mandíbula.  O ômega deveria estar devastado, ele havia ficado apegado ao alfa de olhos castanhos, vê-lo daquela forma, achando que era por sua causa...

Nesse momento Cameron ofegou, sua boca enchendo-se de sangue.O amigo resfolegava, tentando manter o fôlego, tentando manter-se desperto, mas não estava conseguindo e então caiu a ficha, seu melhor amigo, a única pessoa em que confiava, que o salvara tantas vezes quando pequeno e já adulto, estava morrendo.Morrendo pois havia cumprido sua promessa ao dizer que protegeria o ômega com a sua vida, e agora o destino havia interpretado essas palavas.

O lobo de olhos azuis segurou a mão do outro, que tremia involuntariamente, e sentiu uma onda de amor e gratidão pelo que o amigo fizera, seu corpo quebrou-se em espasmos, soluços incoerentes, as lágrimas varrendo o seu rosto. Não estava pronto para isso, não estava pronto para dizer adeus ao seu melhor amigo.

Sempre haviam sido eles, os dois contra o mundo. Crescendo nas ruas da cidade, dois alfas revoltados contra a vida e o próprio destino, protegendo ômegas mais frágeis que também habitavam as ruelas, mas, acima de tudo, protegendo um ao outro.

--Vamos lá, Cam, você não pode partir, Quem vai me ajudar a resolver tudo, a consertar as coisas...quem vai me salvar se não você?

O lobo ferido deu um meio sorriso com essas palavras, seus olhos igualmente molhados, ele apertou com força a mão do amigo.

Adrian virou o rosto mas retribuiu o aperto, uma saudação final, um último adeus à um irmão.

Não estava pronto para isso.

 

 

 

 


Notas Finais


Então, eu sou um ser humano horrível? Sou.
Chorei escrevendo esse capítulo? Pô, pra cara***
Mas brincadeiras a parte, espero que não me odeiem...beijinhos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...