História Strange Way Of Love - Capítulo 54


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Tags Magia, Nalu, Romance
Visualizações 1.226
Palavras 1.631
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Genteeee ! Volteeeeeei! Tudo bem com vocês ?
Bom, primeiro MUITOOOO OBRIGADA A TODOS OS COMENTARIOS E FAVORITOS ! TO MORTA DE ALEGRIAAA *---*
Obrigada mesmo! Vocês sao o motivo do meu retorno kk

Sei que muitos pedem para postar semanal, mensal, mas gente infelizmente minha vida ta muito corrida. Eu entrei de férias e parei de trabalhar agora, então consegui escrever... Mas em julho estarei trabalhando no MS, então vai ser bem dificil escrever, mas essa semana estou em MG então vou me esforçar para conseguir postar mais capitulos e NUNCA VOU DESISTIR DA FIC ! <3

O capitulo esta curto e eu estou sem pratica nenhuma, peço desculpas por isso.

Enjoy!

Capítulo 54 - Titania


 

Naquele dia após a luta, Lucy sorrateiramente saiu do colégio, sabendo que seu pai estaria a esperando no portão principal. Ela estava ferida, cansada, mas havia feito a promessa para seu pai e precisava ir ao medico com urgência.

- Cadê a Lucy ? - Natsu perguntou confuso, ao perceber que a loira já não estava no lugar que ele havia a deixado alguns minutos atrás.

- Ela entrou em um carro preto, acho que era alguém da família. – Erza que estava responsável por tomar conta da garota, disse tranquilamente.

- Você não devia tomar conta dela enquanto eu estava falando com o diretor ?

- E foi o que fiz... Ajudei ela ir até o carro – a ruiva concluiu e Natsu bufou irritado.

Desde a luta Lucy e ele não haviam conversado, até porque a garota havia desmaiado e o rosado mais do que nunca sentia a necessidade de conversar com Heartfilia.

- Pelo menos a luta de vocês acabou bem... – Erza murmurou e ele acenou positivamente. Tudo estava caminhando perfeitamente...

 

Todos os alunos devem ir ao estádio para esclarecimento das próximas lutas.

- O velho não tem limites... – Dragneel bufou – Acabamos de lutar, precisamos de uma pausa – concluiu caminhando em direção ao estádio.  

 

 

- Boa noite pirralhos! – o senhorzinho disse com um grande sorriso – A noite de hoje foi realmente esclarecedora em vários aspectos. Mais uma vez conseguimos perceber como vocês estão crescendo e se mostrando mais fortes e principalmente – suspirou satisfeito – Estão aprendendo a trabalhar em equipe.

- Como vocês sabem ainda temos uma ultima luta e prova teórica – comentou sério - Como todos lembram a ultima luta seria apenas alunos com índice de força maior contra os alunos mais fracos, no entanto, percebemos a necessidade de entrosamento entre muitos de vocês. – suspirou – Vocês sabem que ninguém é suficientemente forte sozinho e na nossa vida, no dia a dia em nossas missões como magos a Fairy Tail, precisamos de companheiros, ou melhor dizendo, amigos. – sorriu – Tendo isso em mente, vocês vão se dividir em equipes, no momento achamos melhor grupos de no máximo três alunos. Vamos trabalhar no colégio durante esses meses no período da tarde na parte da luta e no período da manha com a parte teórica e finalmente, no ultimo mês de aulas vocês vão receber uma missão da Fairy Tail.

- UMA DE VERDADE ? DAQUELAS QUE FICAM NO QUADRO DE MISSÕES NA GUILDA ? - um garoto que estava com seus olhos brilhando de empolgação perguntou aos berros.

- Sim! Uma missão de verdade. – sorriu – Apenas os alunos que conseguirem concluir a missão poderão ingressar na guilda.

A explosão de comentários foi inevitável.

- Devido a essa mudança, o colégio terá de passar por algumas reformas internas para conseguirmos treiná-los e educá-los da melhor maneira possível. – disse mais alto fazendo todos se calarem – Sendo assim, decidimos que vocês vão ter um período de férias agora, um mês de férias e assim que voltarem para o colégio, nossas aulas vão estar remodelas para o estilo de alunos que nós queremos que vocês sejam.

- Vejo vocês no dia dois de julho.

 

*x*

Não se lembrava a ultima vez que conseguira sentir tanta paz e serenidade como naquele momento.

A verdade é que mesmo com todo o dinheiro do mundo, Lucy não conseguia se sentir feliz. Talvez a ausência de um pai e uma mãe ou até mesmo de amigos, a fizesse pensar inúmeras vezes porque continuava lutando para conseguir entrar em uma guilda...

Talvez a forma como ela via Fairy Tail a fizesse crer que alguma coisa de especial estava por acontecer.

Sua Esperança.

Mas com o passar dos anos essa esperança foi diminuindo.

O ódio que todos sentiam por ela, a fraqueza de seu corpo e sua mente... Tudo que um dia poderia estar fortalecendo seus sonhos parecia estar caindo aos pedaços.

Até meses atrás...

A noticia de que ela teria de se tornar uma maga forte a fez quase desistir de qualquer tipo de sonho. Se não fosse por aquele petulante Dragon Slayer do Fogo... Se ele não tivesse feito um acordo estupidamente ridículo, ela definitivamente já teria desistido.

Lembrar dos treinos e dias perdidos de estudo por causa de Natsu, fazia Lucy suspirar repetidas vezes ao mesmo tempo em que ria.

- Srta. Heartfilia – um homem disse no microfone – Por favor, prenda a respiração por alguns segundos. – dito isso, Lucy segurou a respiração, e manteve os olhos castanhos fechados, sentindo frio em todo seu corpo. Definitivamente, exames de tomografia a deixavam irritada, como os médicos podiam esquecer que ela estava utilizando um avental fino, sem nada para aquecer seu corpo e mesmo assim mantinham a sala em uma temperatura tão baixa ?

O som da maquina a irritava, a sensação de estar dentro de um caixão a deixava aterrorizada, o frio a deixava desconfortável e para piorar ainda tinha que segurar a respiração por alguns segundos.

- Pronto, pode relaxar um pouco. – o mesmo homem disse, e ela deu uma pequena risadinha, pensando ironicamente que “Claro, muito fácil relaxar”. Ficou ali por mais alguns segundo até a maquina finalmente começar a se movimentar e ela pode, de fato, relaxar.

- Os exames estão sendo laudados, enviaremos para o medico assim que ficar pronto. – o homem que até então falava pelo microfone, recepcionou Lucy até a sala onde estavam os pertences da loira, explicando o que deveria ser feito a seguir – Agora a senhorita pode se trocar e aguardar na sala de espera.

- Ok. – ela falou com um pequeno sorriso – Obrigada.

Colocou sua roupa lentamente, ainda sentindo dores da luta de alguns dias atrás. Sua pele ainda estava sensível e a todo momento ela se perguntava como estavam as coisas no colégio. Por um segundo havia esquecido seu celular, na verdade durante aqueles dias estava tudo tão corrido que a loira simplesmente havia deixado qualquer pessoa de lado, não pode dar um sinal de vida, nem mesmo para sua prima.

Sentou, dando um grande suspiro, pegou o celular dentro de sua bolsa e o ligou.

“Sua viada, você some assim e não da um sinal de vida, o que pensa que está fazendo ?” – para melhor dizer essa foi a mensagem mais sutil que recebeu de Juvia naqueles dias.

“Me mande noticias” – Natsu.

“Estamos de férias Lu-chan, muitas coisas aconteceram. Como você está ?” – Levy-chan.

“Lucy, o que aconteceu ?” – Natsu.

“Lucy, sei que é de ultima hora mas Jellal esta dando uma festa de despedida, você esta convidada” – Erza Scarlet.  A loira leu a mensagem atentamente, ate porque não era comum Erza enviar mensagens de texto, mas não conseguiu entender o que significava a tal festa de despedida.

-Srta Heartfilia ? - ouviu uma menina a chamando, já havia passado um bom tempo desde que Lucy estava trancada no armário “se trocando”, era de se esperar que alguém apareceria para ver se ela estava bem.

- Já estou saindo! – respondeu sutilmente, enquanto se levantava.

Preferiu desligar novamente o telefone e tratou de ir até a sala de espera para receber os resultados de seus exames e a partir dali poderia enviar qualquer mensagem para todos.

*x*

- Mandei mensagem para nossos amigos mais próximos, você tem certeza disso ? - a ruiva que estava na casa do namorado, perguntou séria.

Ambos já tinham conversado sobre aquele assunto algumas vezes, mas Erza nunca imaginou que Jellal realmente desistiria do colégio e da guilda para seguir uma vida solitária...

- Erza, eu preciso saber o que realmente aconteceu com a minha família. – Fernandes respondeu com os olhos determinados. Ele não suportava ter que abandonar a única que pessoa com a qual ele realmente se importava, mas não conseguia ficar mais nenhum segundo ali em Magnolia sem saber o que havia acontecido aquele dia com sua família.

Ela tocou a mão do azulado, sentindo a pele quente do mesmo o que o fez a olhar já que Erza estava fria, muito fria.

- Jellal, eu sei que você se culpa, mas todos nós vimos que foi um incêndio... – tentou convencer o rapaz, o que não iria funcionar, já que pela décima vez ele respondeu a mesma coisa.

- Eu vi alguém aqui... Tinha alguém na minha cabeça naquela época... Aquela pessoa me fez matar minha família e eu andei pesquisando... Existe um padrão. – suspirou – Erza, eu não sou o único garoto que passou por algo do tipo.

Ela suspirou, não sabia mais o que falar. Jogou o corpo para trás, escorando as costas no sofá de couro da sala de Jellal, fechou os olhos e falou:

- Vamos juntos... Podemos procurar por isso juntos... –uma ultima tentativa.

- Não gosto de imaginar o que poderia acontecer se você for comigo... Se eu realmente encontrar essa pessoa a chance de ele entrar na minha mente novamente é muito grande e eu nunca – enfatizou uma ultima vez a palavra “nunca” – me perdoaria se fizesse qualquer coisa para te machucar.

- Vamos sentir sua falta – murmurou baixinho, olhando para o teto, procurando conter a raiva e a tristeza contida nas suas lagrimas.

O azulado se aproximou, observando atentamente aquele rosto sutilmente rosado, onde os lábios estavam perfeitamente alinhados, os olhos cheios de lagrima. Aproximou mais um pouco, tocando o rosto de Erza, que fechou os olhos instantaneamente, podendo sentir o toque do rapaz com mais intensidade.

- Nunca vou encontrar alguém como você – ele murmurou, quase em um sussurro, tocando os fios vermelhos dela, observando a beleza da garota que tirava seu fôlego todos os dias – Minha Titânia.

Erza abriu os olhos surpresa com o “apelido”, nunca havia sido chamada daquela forma e mesmo que quisesse falar algo sobre aquilo não teria tempo já que seus lábios já estavam selados com os de Fernandes e naquele momento nada mais importava.  

Aquele beijo era um primeiro adeus. 


Notas Finais


E ai ? Mereço comentarios pessoal ?

Vou tentar postar mais capitulos esse mes! Vou começar a escrever o proximo agora mesmo!!!

Qualquer sugestão, dica ou critica, elogio são muito bem vindos *-*

Até Mais (:


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...