História Stranger Dreams (Camren) - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Camila Cabello, Camren, Fifth Harmony, Justin Bieber, Lauren Jauregui
Exibições 1.055
Palavras 1.536
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção Científica, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Was Not Just A Dream


P.O.V Camila

 

 Acordei pingando suor por conta daquele pesadelo, por que diabos eu sonhei que a Lauren foi atropelada. Precisei tomar um banho para me recompor, e como já estava quase na hora do despertador tocar, eu já vesti uma roupa para o colégio, uma calça preta é uma camiseta cinza, logo após vesti um moletom preto com a escrita Love Only. Quando terminei de me arrumar já estava na hora de entrar no colégio, encontrei Emma no corredor e fomos juntas até Logan, que como sempre já estava nos esperando na frente dos armários, peguei o meu material e fui até a sala, assim como no outro dia as pessoas estavam me olhando.

 

- Camila tá uma gata. -Logan disse antes de nos sentarmos.

- É tudo da Lauren. -Emma riu.

- Menos, gente. -Revirei os olhos e sentei em meu lugar. Lauren não apareceu hoje, tentei prestar atenção na aula, mas aquele sonho ainda não havia desaparecido, ele foi tão real, só espero que a Lauren esteja bem.

- Camila Cabello. -O professor de física chamou a minha atenção.

- Sim? -Voltei para a realidade.

- Presta atenção na explicação, parece sempre estar em um planeta diferente. -Ele voltou a falar.

 

 Eu realmente estou em um planeta diferente, o planeta dos olhos verdes. Tentei ao máximo ouvir o que o professor estava falando, mas a cada segundo o meu pensamento se voltava para a Lauren Jauregui, por que uma garota que é tão diferente mexe tanto comigo? Ah essas perguntas sem respostas. Após as aulas terminarem eu fui com Logan e Emma para o jardim onde alguns hippies estavam, um deles com vários colares num mostruário e cheirando a maconha.

 

- O que é isso, Harry? -Emma perguntou ao hippie.

- São pedras, não tá vendo? -Ele a encarou sem entender, com seus olhos vermelhos.

- O que significa essa rosa? -Perguntei segurando o colar.

- Essa é a Quartzo Rosa, pedra do amor. -Ele pegou o colar e me entregou.

- Presente? -Sorri colocando no pescoço.

- Que presente? Me dá meus cinco dólares. -Ele estendeu a mão. Dei cinco dólares ao Harry e fiquei com a pedra, por mais que eu não acredite muito nessas coisas eu até gostei do colar, e quem sabe a minha sorte não muda né.

 

Um tempo depois de ficarmos ali conversando e comendo besteiras, até que me lembrei do que a Lauren disse, provavelmente ela vai estar dormindo em seu quarto essa hora, por isso me levantei e fui até o dormitório feminino.

 

- Lauren! -A chamei enquanto batia na porta.

- Que foi, caralho? -Ela abriu a porta toda bagunçada, mas ainda sim linda. - Ah, é você.

- Você pode ser mais educada comigo? -Revirei os olhos.

- Olá, Camila Coelho. -Ela forçou um sorriso.

- Não vamos começar a pesquisa do professor Ed? -A encarei, será que é tão difícil assim lembrar meu sobrenome?

- Ah porra. -Ela colocou a mão na testa. - Hoje não vai dar não, tenho um compromisso daqui a pouco e volto só de noite. -Ela me olhou.

- Não vou ficar sem nota por sua causa, amanhã as oito você me encontra no meu quarto. -Respirei fundo pra não perder a paciência.

- Prefiro oito e um. -Ela começou a rir.

- Como? -Levantei as sobrancelhas.

- Oito horas, Camz. -Ela fechou a porta. Por sorte ela fechou a porta na minha cara, assim que eu ouvi "Camz" um sorriso enorme brotou em meu rosto, fiquei uns segundos parados na frente daquela porta apenas me lembrando de sua voz rouca, quando senti duas mãos em meus ombros.

- O que foi? -Emma me olhou.

- Que? Ah, nada. Eu só vim falar com a Lauren. -A puxei pra longe da porta para que a Lauren não ouvisse a conversa.

- Vocês estão ficando próximas. -Ela me olhou com aquele sorriso malicioso.

- Estamos apenas fazendo uma pesquisa juntas, e eu preciso estudar. -Comecei a rir.

 

 Emma foi para o seu quarto e eu para o meu, me sentei na cama e abri um livro que falava sobre alguns escritores, é melhor eu me começar a estudar para essa pesquisa, sei bem como a Lauren é nesse aspecto. Li esse livro até anoitecer, perto das dez da noite eu percebi que vou precisar de outro livro que fale mais do Shakespeare, acabei vestindo a minha blusa e saindo do dormitório feminino a caminho da biblioteca, assim que entrei lá, procurei por alguns livros dele, peguei dois rapidamente para sair logo dali. Assim que abri a porta da biblioteca começou a cair uma chuva forte, e logo eu me lembrei daquele pesadelo, meu coração acelerou e eu apressei o passo para o dormitório, mas assim que olhei o portão eu vi uma garota parada perto da rua, e quando forcei a vista eu percebi que era a Lauren, assim como no pesadelo, meu Deus! Tentei chamá-la mas a diante eu vi o carro se aproximando, fechei os olhos ao ouvir a batida e gritei o nome da Lauren, assim que tomei coragem pra abrir os olhos algumas pessoas já estavam correndo para a rua, e a Lauren estava parada do outro lado da calçada. Senti um alívio enorme do peito e corri até lá, quando duas meninas começaram a gritar dizendo que o motorista estava morto, o sonho se tornou realidade.

 A rua em poucos minutos se fechou de tantas pessoas em volta, principalmente os alunos, alguns inspetores foram até a Lauren para ver se estava tudo bem, e estava, ela só machucou um pouco os seus braços por conta dos estilhaços do carro e do muro. Tudo foi exatamente igual ao sonho, a chuva que ainda caia e mesmo assim não impedia as pessoas de observarem tudo, o carro batido no muro depois de eu impedir que batesse na Lauren, como que isso foi acontecer, afinal? Lauren estava sendo atendida por uns paramédicos enquanto outros removiam o corpo do carro, ou o que sobrou.

 

- O cara ficou triturado da cintura pra baixo, vamos ter que levar ele no carro. -Um dos homens chegou avisando, Lauren arregalou os olhos.

- Então faça isso. -O médico que já estava com a gente disse.

- Lauren. -Cheguei perto dela. - Você tá bem? -Perguntei.

- Não foi nada, pelo menos eu to viva. -Ela saiu da ambulância.

 

 Caminhei logo atrás dela para o dormitório das meninas, como as outras saíram com guarda-chuvas apenas eu me molhei, eu e a Lauren. Peguei uma roupa seca no meu quarto e o meu roupão, em seguida caminhei para o banheiro e vi que a Lauren já estava ali dentro.

 

- Oi. -Falei meio tímida.

- Oi, Camila Cadelho. -Ela me olhou e sorriu de canto.

- Apenas Camz. -Revirei os olhos.

 

 Lauren tirou a sua roupa ali mesmo e entrou no chuveiro fechando a cortina, eu mordi os lábios quando a vi de costas, e por sorte ela não me viu fazer isso; fui para outro chuveiro e me despi, logo fechei a cortina e liguei a água, água quente que caia e esquentava meu corpo, talvez eu pegue uma gripe depois de ficar debaixo dessa chuva forte. Enquanto tomava banho eu voltei a lembrar do sonho e do acidente, como tudo aconteceu realmente, como que eu sonhei isso antes de acontecer, e será que de alguma forma eu salvei a Lauren? Meu deus são tantas perguntas. Sai do chuveiro e vesti o meu roupão, enquanto me olhava no espelho eu ouvi o chuveiro da Lauren ser desligado também, logo ela vestiu o seu roupão e parou do meu lado.

 

- Eu ouvi seu grito antes do carro quase me acertar. -Ela falou sem olhar pra mim.

- Eu vi o carro se aproximando me assustei. -Me virei pra ela.

- Eu não vi aquele carro, mas algo fez eu me jogar do outro lado da rua, e talvez tenha sido o seu grito, eu não sei. -Ela suspirou. - Eu só queria agradecer.

- Estou feliz que esteja bem. -Sorri ao ouvir aquilo, talvez eu tenha mesmo salvo a sua vida.

- Eu vou fumar um baseado e dormir o dia todo, boa noite. -Lauren saiu do banheiro.

- Lauren, espera! -Corri atrás dela.

- O que foi? -Ela me olhou.

- Vamos começar a pesquisa amanhã, as oito. -Eu parei na frente de seu quarto.

- Amanhã as oito e um eu vou estar na porta do seu quarto. -Ela entrou no quarto e fechou a porta.

 

 Fui pro meu quarto toda contente, não acredito que Lauren Jauregui me agradeceu, ela conversou numa boa comigo, eu nem posso acreditar nisso, e ainda tem aquele sonho que eu nem sei se foi real ou não, eu só sei que de alguma forma eu vi o que iria acontecer. Vesti uma blusa e uma calcinha e me deitei na cama, abracei o travesseiro e me perdi em pensamentos antes de conseguir dormir. Quando eu finalmente consegui dormir o despertador começou a tocar, mas eu simplesmente estou cansada demais para levantar, por isso o desliguei e virei pro canto, não vou conseguir ficar bem nas aulas hoje, e acredito que os professores irão entender.


Notas Finais


Como estamos?

PS: Compartilhem a fanfic pra ajudar na divulgação, e comentem. <3

FUI


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...