História Stranger Dreams (Camren) - Capítulo 52


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Camila Cabello, Camren, Fifth Harmony, Justin Bieber, Lauren Jauregui
Exibições 682
Palavras 1.877
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção Científica, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 52 - Go Away



P.O.V Camila
 Depois de ouvir um barulho de taças batendo, me virei e de repente estava naquela mesma sala, dessa vez eu pude ver aqueles cristais caindo e perfurando o chão, mas havia algo diferente. Me aproximei e vi sangue escorrer de grande parte deles, comecei a ficar com o coração acelerado por conta do pavor.
 Abri os olhos dando um pulo da cama, meu corpo estava completamente suado, olhei para o lado e Lauren dormia como um anjo. Sai da cama e peguei o meu roupão sem acorda-la, fui até o banheiro e tomei um banho rápido, tentei pensar sobre esse sonho, eu não tinha sonhos assim, agora parece que minha mente está diferente, antes eu conseguia decifrar os sonhos, mas agora tudo fica tão confuso.
 Após o banho eu arrumei meu cabelo, vesti meu roupão e caminhei até o meu quarto. Entrei rapidamente e fechei a porta a trancando, depois da Halsey entrar aqui eu não sei me sentir mais relaxada com o quarto destrancado. Assim que me virei eu vi Lauren de olhos abertos me olhando, sorri de imediato.
- Acordei e você não estava aqui. -Lauren disse. 
- Eu fui tomar um banho. -Sorri.
- Gosto quando fica de roupão. -Ela se sentou na ponta da cama e puxou o meu roupão pela alça para que eu fosse até ela. - Mas é melhor quando tá sem.
- Eu vou me trocar agora. -Falei rindo e ficando vermelha. - Podia fechar os olhos.
- Você não precisa se trocar. -Lauren me puxou para o seu colo com um movimento rápido.
- Lauren, não tenho nada por baixo. -Falei mordendo o lábio, eu estava encostando em seu corpo.
- Deixa eu ver? -Ela deu um sorriso malicioso e desfez o nó do cinto do roupão.
 Eu basicamente não tive escolha, deixei que Lauren abrisse meu roupão, ela deu alguns beijos pelo meio de meus seios e isso me arrepiou.
- Lauren.. -Mordi meu lábio, ela começou passar sua mão por minha cintura. Abri mais o meu roupão deixando meus seios a mostra, aos poucos deixei ele cair até a minha cintura, agora só cobrindo as minhas pernas.
- Eu posso? -Lauren me olhou enquanto colocava uma de suas mãos em meu peito, em seguida apertou.
- Deve. -Falei de olhos fechados.
 Lauren então começou a dar beijos no meu outro peito, junto com chupões e algumas mordidas, inclinei meu corpo para ela. Já havia algumas marcas tanto em meu pescoço quanto o meu peito. Senti a mão da Lauren descer deslizando os dedos pela minha barriga, até chegar onde o roupão ainda estava cobrindo e começar a tirar, agora eu estava completamente nua em seu colo. Comecei a dar alguns beijos em seu pescoço enquanto puxava sua blusa, Lauren tirou ela deixando seus seios a mostra.
- Me deixa tocar você. -Lauren pediu em um sussurro no meu ouvido, aquilo me arrepiou. Mas antes que eu pudesse dizer sim ou não eu senti seus dedos no meio das minhas pernas.
- Coloque seus dedos em mim. -Pedi, senti minhas bochechas aquecerem naquele momento.
 Lauren sorriu ao ouvir aquilo. Logo eu senti seu indicador tocar o meu clitóris e descer pelo meu sexo, a abracei encostando meu rosto em seu ombro e pressionei as unhas em suas costas quando seus dedos penetraram em meu sexo. Conforme Lauren tirava e colocava os dedos meus gemidos ficavam mais altos e a sensação de prazer tomava conta do meu corpo pedindo mais. Desci as unhas pelas costas de Lauren fazendo-a gemer roucamente. Seus dedos foram mais fundos e a velocidade aumentou. Lauren nos virou na cama e então me sentou em seu colo ainda com os dedos em meu sexo.
-Rebola pra mim. -Lauren sussurrou próximo ao meu ouvido e então mordiscou minha orelha me fazendo arrepiar.
Comecei a rebolar em seus dedos e Lauren bateu em minha bunda apertando em seguida. Segurei seu cabelo e a levei para perto dos meus seios. Lauren os beijava e chupava fazendo com que eu me contorcesse mais ainda. Estava quase no meu ápice quando Lauren percebeu e me deitou novamente na cama. Seus lábios percorreram todo o meu corpo até chegar no meio de minhas pernas, Lauren ficou entre elas e jogou o cabelo para o lado para que não a atrapalhasse. A visão de Lauren entre minhas pernas me fez arfar e morder os lábios. 
Coloquei minhas mãos em seu cabelo e então sua língua tocou o meu clitóris me fazendo pressionar sua cabeça em meu corpo. Sua língua desceu até meu sexo e Lauren a penetrou em mim fazendo movimentos circulares. Meus olhos se reviravam e gemai seu nome pensar quando chupava meu clitóris. Cheguei ao ápice e senti o líquido escorrer por minhas pernas. Lauren limpava o canto dos lábios e apertava minhas coxas sugando todo aquele líquido. Puxei ela para cima de mim e a beijei abafando os gemidos.
Ficamos deitadas por um tempo até a Sra. Garret avisar a todos, através de um alto-falante, que teria uma palestra no auditório em 20 minutos e que todos deveriam estar presentes. Lauren insistiu para que não levantássemos, mas a convenci de que poderia ser algo importante.
Coloquei minha roupa e Lauren a sua, calçamos tênis e saímos do quarto. Lauren segurou sua mão e caminhamos pelo corredor rindo e lembrando do Harry no supermercado quando a diversão acabou. 
-Camila! -Halsey veio em minha direção sem se importar com a presença de Lauren. 
-Halsey... -Eu disse engolindo seco. Nem pensei em olhar para Lauren, já podia imaginar sua cara vendo aquilo.
-Podemos conversar agora ou Lauren não deixa? -Halsey sorriu irônicamente olhando Lauren.
-Sabe o que eu queria conversar... -Lauren deu um passo até Halsey fechando os punhos. Puxei ela de volta para perto de mim antes que acontecesse uma briga.
-Ei, calma. Guarda um lugar no auditório, quero sentar ao seu lado. Vamos resolver logo isso. -Disse a Lauren e dei um beijo em seu rosto. Ela saiu sem nem retribuí-lo e então a perdi de vista.
-Ela te trata com tanto desdém, se fosse comigo não seria assim, Camila. -Halsey começou com suas tentativas de me convencer a ficar com ela.
-Você disse que queria conversar comigo, anda logo com isso, por favor. -Suspirei.
-Podemos resolver isso com um simples ‘’aceito’’, Camila. -Halsey sorriu acariciando meu rosto. Tirei suas mãos de mim e a puxei para um lugar mais afastado dali. Não quero mais fofocas sobre mim.
-Halsey, para com isso, por favor. Você parece não ver eu e Lauren andando por aí juntas, trocando beijos e abraços, ou não insistiria em tentar me ganhar. Estou com Lauren agora, caralho, põe isso na cabeça. Não quero que se magoe por criar em sua cabeça um relacionamento que não vai ter. -Minha cabeça começou a doer por conta do stress que eu estava sentindo naquele momento.
-Acontece que eu já ganhei, Camila. Simplesmente não se toca que gosta de mim, vi a forma como me olhou no parque em Toronto quando apareci com aquele buquê. Você gosta de mim. Não tem que ser assim. -Afirmou. 
Revirei os olhos e então a deixei ali. Quando dei um segundo passo para longe de Halsey fui puxada por trás pela cintura e encostada na parede. Halsey se aproximou ficando perto o suficiente do meu rosto. Tentei abaixar a cabeça e Halsey agarrou meu pescoço me fazendo olhar para ela. 
-Apenas um último beijo, Camila. Não me deixa assim. -Sussurrou aproximando os lábios.
-ME SOLTA, HALSEY! -Meu grito ecoou pelo corredor.
-Você me forçou a fazer isso. -Halsey disse e aproximou os lábios dos meus. Fechei os olhos e as lágrimas descerem. Ouvi passos firmes vindo em minha direção e faltando pouco para que ela me beijasse, foi parar no chão.
-QUE PORRA PENSA QUE TÁ FAZENDO, HALSEY? -Harry gritou.
-O que VOCÊ pensa que tá fazendo? -Ela se levantou com a mão apoiada no ombro, talvez tenha se machucado. -Camila está com Lauren agora, caralho. Você disse que deixaria ela em paz. -Continuou.
-Quer saber? Eu desisto, Camila. Vou te deixar em paz. Eu fui tão carinhosa com você e consegui em um único dia te fazer feliz como Lauren não fez por quase um ano. Boa sorte com ela, vai precisar. -Halsey disse se afastando.
-Você tá bem? Cara, não imaginava que Halsey estivesse tão envolvida. -Harry disse com as mãos na cabeça. Sempre desesperado de forma exagerada.
-Eu estou bem. Mas Lauren vai surtar. -Respondi limpando o rosto.
 Harry me levou até o auditório e começamos a procurar por Lauren, até que ela deu um sinal com a mão, estava na última fileira da arquibancada, por sorte havia vários lugares vazios por ali. Seguimos até lá e Harry tomou a frente.
- Primeiro, a Camila não teve culpa alguma. -Ele disse.
- Culpa de que? -Lauren perguntou sem entender.
- Lauren, a Camila nunca faria isso, a Halsey está enlouquecendo, eu não quero brigas, meu De.. -Ele continuou dizendo, mas eu o parei.
- Halsey me beijou na força, por sorte Harry apareceu e impediu que aquilo continuasse. -Respirei fundo, acabou escapando algumas lágrimas. - Eu não queria que isso acontecesse, mas ela está tão louca com isso..
- Para. -Lauren se levantou. - Aquela filha da puta me paga.
P.O.V Lauren
 Empurrei Harry para passar, não estou nem um pouco com raiva da Camila, na verdade eu quero proteger a minha garota, e aquela Halsey vai me pagar. Continuei caminhando olhando para todos os lados, ouvi Harry e Camila gritando desesperadamente meu nome mas nem dei ouvidos. Fui até o jardim do campus e vi aquela arara azul sentada em um banco.
- O que você fez com a Camila? -Perguntei me aproximando.
- Oi Lauren. -Ela me olhou sorrindo, estou ficando sem paciência. - Já disse que você tem tanta sorte por beijar a Camila? Sério cara, aquela boca é tão boa.
- Qual seu problema? -A levantei do banco pela blusa.
- LAUREN, PARA COM ISSO! -Harry estava correndo até mim.
- Infelizmente eu não consegui transar com ela, mas quem sabe se apostarmos agora. -Halsey continuou sorrindo.
- Sua filha da puta. -Fechei os punhos e com toda a minha força dei um soco que acertou seu nariz.
- LAUREN, PORRA. -Camila gritou atrás de mim, senti Harry me segurar.
- Me solta, caralho. -O empurrei. - Não vou perder meu tempo com isso.
 Caminhei até a Camila, ela estava chorando, aquilo me doeu, olhei rapidamente para trás e Harry corria com Halsey para algum lugar, talvez a enfermaria. Olhei minha mão e havia sangue, mas sei que não era o meu sangue.
- Me desculpa. -Camila começou a chorar ainda mais. - Eu causei isso, Lauren, é tudo minha culpa. Eu não consigo escolher certo nunca.
- Ei. -A abracei forte, não entendi isso direito, mas ela está errada. - Não se culpa, Camila, você não tem culpa alguma, e escolheu bem em ficar comigo. -Sorri.
 Camila insistiu para cuidar da minha mão, mas eu disse que estava bem apesar de sentir os ossos doerem um pouco, apenas limpei o sangue em um bebedouro do campus. Segurei a mão da Camila para sairmos dali, não preciso de pessoas perguntando sobre o que aconteceu.
 


Notas Finais


Queridos, tivemos alguns problemas ontem e não teve como postar, peço desculpas e sem violência, crianças.
18:00 tem mais um capítulo, beijinhos
Como estamos? -S


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...