História Stranger Dreams (Camren) - Capítulo 59


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Camila Cabello, Camren, Fifth Harmony, Justin Bieber, Lauren Jauregui
Exibições 567
Palavras 1.948
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção Científica, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 59 - Look The Stars


 P.O.V Camila

 

 A semana se passou e finalmente chegou sexta, as coisas pareciam calmas, sem sonhos, Halsey estava longe e o Harry sempre dizia que estava a ajudando a "me superar". Após as aulas eu falei com o meu pai sobre passar o fim de semana lá, perguntei se eu podia levar a Lauren e ele deixou, acho que seria legal se ela fosse comigo, só espero que aceite.

 Depois de duas horas fazendo um trabalho eu já estava cansada demais para fazer qualquer coisa, estou perdendo a prática de fazer trabalhos o dia todo, talvez porque agora tenho coisas e pessoas mais importantes para focar. Pedi Mc Donald’s e em pouco tempo chegou, mas na porta errada. 

Ouvi as batidas e então saí do quarto, o entregador estava na porta do quarto de Emma.

 

- Oi! Pode me dizer se tem alguém aqui? -Ele disse apontando para a porta.

- N-não, a entrega é minha... -Senti um nó na garganta e engoli seco. Tudo o que acontece ultimamente é voltado a Emma, queria apenas esquecer que aquilo aconteceu, mas é impossível desse jeito.

 

 Paguei o entregador e voltei para o quarto, apaguei as luzes deixando apenas os pisca-piscas acesos e então liguei o notebook para ver algum filme. Escolhi Para Sempre, coloquei e me deitei na cama com o notebook no colo e o lanche ao lado. Ainda no começo do filme Lauren entrou no quarto sorrindo e dizendo que meu pai havia convidado ela para que passasse a noite comigo em minha casa.

 

- Ele é tão gentil e legal e... -Lauren começou a falar, mas interrompi.

- Eu pedi, Lauren. -Disse rindo. Tirei o notebook do colo e a puxei para a cama segurando sua mão.

- Mas ele concordou, ele gosta de mim! -Lauren insistiu e me deu vários selinhos em comemoração. 

- Todos gostam. -Respondi retribuindo todos os selinhos. 

 

 Mudamos de posição e Lauren se sentou encostada na cabeceira da cama, deitei entre suas pernas e ganhei o melhor cafuné. 

 

- Você... sonhou de novo? -Lauren perguntou com o queixo em minha cabeça.

- Não, está tudo tranquilo em relação aos sonhos, pelo menos por enquanto. -Respondi suspirando.

- Eu acredito em você, Camila. E estou com você nessa. -Ela disse beijando meu pescoço, apenas assenti com a cabeça.

 

 Realmente está, Lauren Jauregui. Queria que soubesse que você desencadeou tudo isso, mas talvez não seja a hora de saber disso. 

Meu pai ligou para Lauren e fiquei sem entender o porquê de não ter ligado em meu celular, mas não dei muita importância. Lauren disse que ele estava preparando um jantar para nós e pediu que fossemos um pouco mais cedo, então apenas coloquei meu casaco e calcei os sapatos, já estava arrumada e Lauren também. 

Desliguei o notebook e o guardei. Antes de sair do quarto Lauren me encostou na parede e fechou a porta do quarto com o pé. Suas mãos acariciavam meu rosto com toda a calma do mundo, é incrível como Lauren respeita todos os momentos.

 

- O que? -Perguntei enquanto ela sorria ao me olhar.

- Você é linda. -Respondeu. No mesmo momento minhas bochechas ficaram vermelhas o suficiente para que eu me escondesse em seu rosto.

 

 Lauren levantou meu queixo para que eu olhasse em seu rosto e me beijou calmamente. Coloquei os braços ao redor de seu pescoço e ela me pegou no colo encostando-se na parede. Aos poucos foi deslizando até sentar no chão sem parar de me beijar. Dei leves mordidas em seu lábio inferior enquanto enterrava os dedos em seu cabelo. Aos poucos fomos parando, Emma voltou a rodear a minha mente e Lauren percebeu isso.

 

- Ei, eu estou aqui. Vou cuidar de você. -Disse enquanto me puxava para um abraço.

 

...

 

Chegamos na casa do meu pai uma hora depois, mas ele nos recebeu com toda gentileza mesmo assim, ele dificilmente se irrita. Fomos todos para a mesa e meu pai havia decorado como se estivéssemos em uma ceia de Natal, sempre tão vaidoso com tudo.

Sentamos de frente um para o outro, Lauren do lado do meu pai. Enquanto nos servíamos, contávamos histórias engraçadas que presenciamos ao longo dos anos, Lauren se abriu bastante contando sobre sua família, algo que eu dificilmente conseguia dela. Mas de qualquer forma, foi bom ouvir tantas histórias. Meu pai não deixava de sorrir em momento algum quando contava sobre ele e minha mãe, os dois se conheceram ainda na adolescência e tiveram vários encontros escondidos. A vovó não gostava muito do papai, mas isso mudou ao longo dos anos. 

 

- Aposto que Lauren não conhece o tipo de garota que Camila se torna na mesa de jantar. -Meu pai disse a nós duas num tom desafiador.

- Pai, não! -Olhei assustada para Lauren que não parava de rir.

- Eu nem ia dizer nada. -Meu pai disse e em seguida pegou um copo. -Vai uma Coca-Cola aí? -Segurou o riso.

- PAI! -gritei envergonhada.

- Agora eu fiquei curiosa. Vai, Camila, me conta do que ele está falando! -Lauren bateu os punhos na mesa fingindo estar brava e meu pai caiu no riso. 

- Eu arroto. -Disse enquanto me encolhia.

- NÃO! -Lauren disse surpresa.

- OH, EU NÃO ACREDITO! QUERO QUE PROVE! -Meu pai brincou.

 

 Ele me serviu um copo cheio de Coca-Cola e então tomei metade, segurei o fôlego e arrotei. Todos ficaram em silêncio. 

 

- O que achou? -Lauren perguntou ao meu pai.

- Eu não sei, me pareceu afinado demais. -Ele respondeu com as mãos no queixo.

- Façam melhor então! -Desafiei os dois. 

 

 Lauren bebeu no mesmo copo e meu pai disse que isso era uma atitude bastante corajosa, joguei uma batata recheada em seu ombro e ele retribuiu. Lauren arrotou bem mais alto que eu e meu pai bateu palmas até repetir o que ela fez e se gabar pelo resto da noite por ter o arroto mais alto. Passamos horas rindo e fazendo desafios na mesa quando o celular de Lauren tocou.

 

- E-eu preciso ir lá fora, eu já volto, pessoal. -Disse sem ao menos me dar um beijo no rosto, apenas saiu apressada.

- Mas... -A olhei saindo como se tivesse visto um fantasma no celular.

- Cuidado com os degraus! -Disse meu pai á Lauren, que o olhou e sorriu. Ok, isso foi estranho.

 

P.O.V Lauren

 

 Enquanto os dois riam sem parar na mesa o despertador do meu celular disparou. Faltava menos de 10 minutos para o cometa passar. Saí dali correndo e fui até o carro, antes de passar pela porta, Sean me pediu para ter cuidado, uma boa atuação para quem sabe da surpresa toda. Peguei o telescópio e o levei nas costas até o quarto da Camila pela porta dos fundos. O posicionei na Janela, ajustei o foco e zoom e chequei para ver se estava tudo ok. A constelação estava lá, basta esperar.

 Gritei por Camila como se algo grave estivesse acontecido e ela subiu correndo até o quarto. Quando entrou, me posicionei ao lado do telescópio.

 

- Surpresa. -Sorri enquanto a olhava colocar as mãos na boca. -Mas a surpresa é muito rápida, então se puder correr... -Estendi a mão para Camila.

 

 Ela correu em minha direção e pedi para que olhasse no telescópio. 

 

- O cometa Linear é uma bola verde e brilhante, e eu sei que não parece fofo falando dessa forma, mas eu simplesmente não entendo nada de astrologia -Disse enquanto minhas pernas tremiam de nervoso. Tirei as mãos no bolso e respirei fundo, me aproximei de Camila e apoiei a mão em suas costas olhando na outra lente. 

- Quando ver, não será preciso explicar como ele é maravilhoso. -Disse á ela.

- EU ESTOU VENDO, ELE ESTÁ VINDO, LAUREN! -Camila gritava com um grande sorriso no rosto. -VEM VER, OLHA SÓ COMO ELE BRILHA. -Ela disse me puxando para olhar a lente.

 

 Realmente, era maravilhoso, mas não como o jeito que Camila estava naquele momento.

 

- Ele está quase indo embora, então faz um pedido! -Ela disse segurando minhas mãos, o brilho em seus olhos me deixava boba por ela. 

 

 Camila fechou os olhos e fiquei observando seu rosto sem parar de sorrir. Tenho tanta sorte em tê-la que as vezes fica difícil acreditar. Me sinto completa com ela. 

Ela abriu os olhos e voltou a olhar para o cometa enquanto ele ia embora atravessando o caminho de milhares de estrelas. Estavam tão brilhantes que posso dizer que os ventos sopraram a favor para que tudo desse certo.

 

- Ele se foi. -Camila me olhou e volto a segurar a minha mão. -O que pediu? -Perguntou ansiosa pela resposta.

- Como assim? -Dei de ombros.

- O desejo, o que desejou? -Ela insistiu.

- Vem cá. -Entrelacei nossos dedos e a levei para fora. Caminhamos até os fundos e paramos de frente para uma poça de água que por sorte não congelou.

 

 Me abaixei ficando de joelhos no gramado e então balancei a mão na poça fazendo pequenas ondas ao redor. O reflexo se desfigurou e logo voltou, levantei e segurei a mão de Camila um pouco afastada de seu corpo.

 

- O que você vê? -A olhei de canto. Camila olhou o reflexo na poça e inclinou a cabeça de lado. 

- Hm... Eu. -Ela riu. Me aproximei e fiquei do seu lado.

- E agora? -Perguntei novamente.

- Eu e você. -Ela sorriu. Fiquei de frente para ela e acariciei seu rosto.

- Então o que mais eu poderia pedir se já tenho tudo o que preciso? -Perguntei. Ganhei o sorriso mais lindo de todos naquele momento.

- Lauren... -Camila abaixou a cabeça deixando um riso escapar, voltou a me olhar e colocou as mãos em meu rosto olhando em meus olhos. -Se tivesse ideia do quanto eu amo você. -Disse sem tirar os olhos de mim, em seguida encostou sua cabeça em meu peito e me abraçou forte.

- Eu amo você. -Sussurrei enquanto beijava sua cabeça. Ficamos em silêncio apenas abraçando uma á

- Eu só vejo água. -Disse Sean enquanto olhava a poça d’água com uma mão na cintura e a outra no queixo. 

 

02:00 AM.

 

Estávamos arrumando a cama para deitar quando Sean abriu a porta.

 

- Boa noite, meninas. Lauren... -Ele se virou para mim e fez um sinal como uns dedos de ‘’estou de olho em você’’, então riu e fechou a porta. 

 

 Olhei para Camila e começamos a rir. Fechei as janelas e as cortinas e apaguei as luzes deixando apenas o abajur ligado. Abri minha mochila e peguei minha roupa de dormir, uma calça moletom e uma blusa preta de manga curta.

Fui para a cama e Camila saiu no mesmo momento, olhei o que ia fazer e ela tirou sua roupa, abrindo o armário em seguida e colocando uma camisola preta. Mordi o lábio ao ver Camila daquele jeito, mas por mais que eu queira muito algo um pouco mais além de beijos, posso me comportar. Sei que Camila não está com cabeça para isso agora, e o momento continua sendo único, como todos os dias com ela.

 Deitei com Camila e ficamos de conchinha, mas logo ela se virou para mim e me beijou calmamente. Ela não parava de dizer o quanto me ama, e quando eu dizia o mesmo ela ficava vermelha e escondia o rosto em meu pescoço. 

Depois de um tempo trocando carinho, Camila dormiu. Fiquei observando seu rosto, seus olhos fechados e até mesmo sua respiração calma enquanto dormia. Camila é tudo o que eu preciso, como fui perceber isso agora?

Eu amo essa garota de verdade, e vai ser assim para sempre, meu coração pertence a Camila.


Notas Finais


Bom gente, decidimos postar o capítulo mais cedo porque ontem teve aquele mega atraso. Enfim, espero que tenham gostado, e.. como acham que vai ser o fim da fanfic? (Talvez ele esteja um pouco próximo)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...