História Stranger love - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Lily Collins
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Myfavgangster
Exibições 41
Palavras 1.185
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Luta, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


ADIVINHA QUEM FUCKING VOLTOU?
ISSO MESMO!
EUUUU🎊🎉🎊🎉🎊🎊🎉🎉
ABRAM ALAS PARA MIM, BEIJINHO NO OMBRO😎
DEMOREI? DEMOREI
E PEÇO DESCULPAS POR ISSO
É que eu estou numa fucking semana de prova, então tá tudo muito corrido e eu tô sem tempo até pra cagar (nem sou exagerada,né?)
Bem, esse capítulo não tá muito legal, mas foi o que saiu
BORA LER CAMBADA

Capítulo 15 - Enemies in sight


Fanfic / Fanfiction Stranger love - Capítulo 15 - Enemies in sight

                NARRADORA 

Era pra ser apenas mais um dia normal pra jovem Julie que saia de sua casa, como todos os dias às sete horas da manhã, indo em direção ao Los Angeles High School.

Só que ela não fazia ideia de que cada passo que dava estava sendo monitorado pelo segundo maior traficante de L.A , e maior inimigo de Justin Bieber que por acaso era o maior traficante de Los Angeles.

Ele era conhecido como Ian, mas seu nome era Ian Montgomery Somehalder. Chamado pelo os inimigos de Montgomery e pelos íntimos de Ian.

Ian monitorava cada passo que Julie dava e se bobear até sua respiração. Ele havia percebido que Justin estava muito próximo dessa "pirralha" - Ian fez questão de nomea-lá assim - .

Então o primeiro pensamento de Ian foi: "Se ele está tão próximo dela, quer dizer que ele se apegou á ela, ou seja, ela se tornou um ponto fraco de Justin."

Pobre Julie, mal sabia ela que sua vida estava prestes á se tornar um ardente e fumegante inferno.

               JULIE DUDLEY

Sai de casa, e comecei a caminhar já que hoje eu não poderia ir de carro, porque teve um acidente em uma estrada que ligava minha casa até a escola.

Estava com uma sensação de que estava sendo seguida, mas resolvi ignorar, deveria ser coisa da minha cabeça, eu sou toda paranóica mesmo.

O caminho para a escola foi tranquilo - tirando a terrível sensação de estar sendo seguida. - quando cheguei lá avistei Hailey vindo em minha direção.

-- Bom dia! -- falou animada.

-- Bom dia -- falei nem tão animada assim, pois aquela sensação me tirou todo o humor que eu tinha.

-- Eita, que mal humor é esse? -- perguntou com as sobrancelhas arqueadas. Eu entendo esse comportamento de Hailey, já que todo o dia eu chegava "saltitante".

-- É que eu fiquei sentindo como se estivesse sendo seguida, no caminho da minha casa até aqui. -- falei e pressionei meus lábios. Hailey arregalou os olhos.

-- Toma cuidado Julie! -- Adverteu Hailey. -- Você está meio que "andando" -- fez sinal de aspas com os dedos. -- com o Justin, e ele com certeza tem inimigos que não gostam nadinha dele. -- Hailey falou e eu concordo com a cabeça.

-- Pode deixar, eu vou me cuidar. -- falei e a abracei.

-- Se cuide mesmo. -- falou e deu dois tapinhas em minhas costas. -- Eu não quero ir atrás de ninguém em cativeiro. -- falou fazendo eu me desvenchilhar do abraço e gargalhar. 

-- Vira essa boca pra lá Hailey! -- falei e nós entramos na escola, indo em direção aos nossos armários que eram um ao lado do outro. O meu era o 250 e o dela 249.

-- Hoje o sinal vai tocar atrasado. -- falou Hailey olhando seu relógio de pulso, concordei.

-- Vai mesmo, na verdade já era pro sinal ter tocado. -- falei e do nada uma voz saiu por todos os alto-falantes que possuia na escola.

"Por favor, aluna Julie Dudley, do terceiro ano, turma B6, compareça na diretoria imediatamente."

Olhei de olhos arregalados pra Hailey e eu só conseguia pensar uma coisa: O que eu fiz? Eu não me lembro de ter feito nada.

-- Segura as minhas coisas por favor Hailey. -- falei e entreguei minha mochila e meus livros a ela.

-- Vai lá amiga. -- Hailey falou e eu fui até  a diretoria.

Quando eu cheguei na porta eu bati três vezes na porta e logo ela se abriu sozinha. Nesse momento eu já comecei a pensar em alguma música da igreja até porque nunca se sabe.

-- Ora, ora, parece que eu felizmente conheci a pirralha. -- a voz vinha da televisão que continha na sala, eu ainda estava  na porta observando tudo atentamente.

-- Quem é você? -- falei olhando pra televisão.

-- A curiosidade matou o gato, pirralha. -- o desconhecido falou.

-- Quem é você? -- insisti.

-- Bem, eu vim aqui apenas pra dizer pra você tomar cuidado, pois eu estou mais perto do que imagina. E tira a diretora de dentro do armário, a coitada tá aí desde cinco horas da manhã. - depois disso só se ouviu uma risada e a "voz" parou de falar.

Fui até o armário, o abri e lá encontrei a Sra. Tompson chorando desesperadamente. Ela estava com as mãos e pés amarrados por uma corda e em sua boca havia uma fita, que ao meu ver parecia bem resistente. 

Rapidamente a tirei de lá, desatei o nó das cordas e retirei a fita de sua boca.

-- A senhora está bem? -- perguntei entregando um copo d'água que estava em cima da mesa pra ela.

-- Agora sim, obrigada. -- agradeceu, apenas assenti e sorri fraco. -- Julie de quem é essa voz? -- perguntou a diretora.

-- Eu não faço a mínima ideia Sr. Tompson. -- falei assustada.

-- Pode ir, que agora eu vou tocar o sinal do início das aulas. -- falou secando as lágrimas.

-- Tudo bem, fica bem. Tchau. -- acenei e sai da sala, logo ouvindo o sinal.

Eu estava em choque, eu não fazia noção de quem era esse cara. Como uma pessoa que eu não conheço pode me ameaçar? Eu realmente não sei quem é esse cara.

Cheguei na sala e o Sr. Cullen já estava na sala.

-- Bom dia. -- o cumprimentei e fui para o meu lugar ainda atordoada.

Assim que cheguei na minha cadeira vi que todas as minhas coisas estavam lá. Olhei pra Hailey e acenei a cabeça como forma de agradecimento. Reparei também que Justin já estava em seu lugar.

-- Demorou porque Julie? -- falou pra implicar.

-- Agora não Justin, por favor. -- falei e sentei no meu lugar começando a pensar em tudo que aconteceu nesta manhã.

               JUSTIN BIEBER

Hoje a Julie estava estranha, aconteceu alguma coisa. Eu a provoquei assim que ela entro na sala e em vez de ela começar a discutir comigo, ela apenas disse: "Agora não Justin, por favor. "

Sem contar que ela foi chamada na diretoria um pouco antes de o sinal tocar, na verdade ela já chegou na escola com uma cara meio estranha.

Sim, eu estava vigiando ela, algum problema?

Bem, eu não sei o que aconteceu, mas sei que vou descobrir. 

                  JULIE DUDLEY 

Depois de um longo tempo o sinal da hora da saída tocou. 

Arrumei minhas coisas, me levantei de minha carteira e sai da sala. Estava quase chegando no portão da escola quando escuto Hailey chamando pelo meu nome.

-- O que aconteceu pra você voltar pra sala com uma cara pior do que você já estava? -- falou colocando as mãos na cintura.

-- Quando eu cheguei na sala da diretora não tinha ninguém lá e do nada uma voz começou a sair da televisão falando pra eu ter cuidado e ainda disse que a diretora estava dentro do armário, e quando eu abri a diretora estava lá toda amarrada. -- falei tudo rápido e assim que terminei respirei fundo.

-- Meu Deus! -- Hailey falou chocada. -- Mas você sabe de quem é essa voz aí?

-- Não Hailey, eu não faço a menor ideia. -- falei e soltei o ar decepcionada.

Eu não sabia quem era, apenas sabia que eu estava com medo, muito medo.


Notas Finais


Espero que tenham gostado
Me desculpem pelo capítulo pequeno
Se gostaram comentem e favoritem se vocês quiserem
Digam o que acharam nos comentários
Obrigada
BEIJOCAS NA BUNDA💝🦄💝🦄


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...