História Stranger Love - Capítulo 8


Escrita por: ~ e ~MinWa

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Seventeen, UP10TION
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Soonyoung "Hoshi", V, Wei, Wen Junhui "JUN", Xu Ming Hao "THE8"
Tags Bagtan Boys, Seventeen
Visualizações 11
Palavras 1.735
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fluffy, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Annyeong personas!! Mais um capitulo...

Os nomes e idades dos irmãos de Taehyung, não são reais. obrigada pela atenção e boa leituura!

Capítulo 8 - Continuação...


Fanfic / Fanfiction Stranger Love - Capítulo 8 - Continuação...

The8

Não acredito que senti um baita ciúmes da irmã dele, nem sabia que ele tinha irmã. Coro de leve e desvio o olhar de Tae focando em um ponto aleatório, pego sua mão de minha bochecha e a seguro.

- Não sabia que tinha um irmã.... – Faço um bico corando mais – Não era ci-ciúmes...

 

Tae

Eu dei muitas gargalhadas com o “não ciúmes” dele, ele é tão fofo... aish me faz sorrir de qualquer jeito. Ele segura minha mão e em seguida nega seu ciúmes, que só precisava estar escrito em sua testa.

- Aham...  Tá bom. – solto uma gargalhada. – Eu tenho um irmãozinho também. – Falando deles parei para pensar que... Eu não sabia muito sobre ele, o mesmo era simplesmente um cara que mudava de humor rapidamente no começo, mas não sei se era a hora de perguntar sobre sua família.

 

The8

Fico bravo o vendo rir de meu ciúme bobo... Quer dizer, não era ciúmes, talvez só um pouco. Reviro os olhos quando o mesmo fala sarcástico, mas logo o olho e sorrio animado quando ele me diz ter um irmãozinho.

- Wow, que legal, qual os nomes deles? – Me aproximo mais. – Qual a idade deles? É legal ter irmãos mais novo? – Falo tudo de uma vez o olhando fixamente, tão lindo.

 

Tae

Eu sorrio com sua empolgação ao saber que tenho irmãos mais novos. Eu sorrio sem parar, falar deles para mim é me derreter por inteiro.

- Eu tenho a minha princesa Taesook e o principezinho Taekwon eles tem 8 e 6 anos, sendo Sook a mais nova. – Falei com um sorriso bobo, ao lembrar deles. – E-Eu quero te apresentar eles, algum dia...
- Ser irmão mais velho é bem legal, principalmente deles, acho que a parte ruim é quando temos que repreende-los ou quando estão doentes dói no coração... Mas acho que nem todo mundo é assim, grudado, como eu sou com eles.

 

The8

Ouvia atentamente cada palavra de Tae sobre seus irmãos e sorria com sua empolgação ao falar deles, deve ser tão incrível e divertido. Quando o mesmo diz que queria me apresentar a eles afirmo freneticamente com a cabeça rindo, devem ser tão fofos quanto ele. Por um instante me lembro do passado e fico sério olhando para a mesa, balanço a cabeça afastando tais pensamentos.

- Você deve ser um irmão mais velho muito bom, baby, quero sim conhecer os pequenos Kim’s

 

Tae

Ele me ouvia atentamente, com aqueles olhinhos me olhando freneticamente. Sorrio com seu elogio corando levemente, e fico feliz em saber que ele quer conhecer meus pequenos. Eu percebo que ele para um pouco cabisbaixo, olhando para o nada mas disfarçando em seguida. Isso me preocupou, mas acho que ele ainda não tinha confiança o suficiente para me contar as coisas... Pensando bem...

- O que foi daddy? Se não for invasão de minha parte... Por que ficou serio de repente – O pergunto arqueando a sobrancelha.

 

The8

Me surpreendo com sua pergunta não sabia que ele havia percebido minha mudança de humor repentina, mas a questão é... Será que devo conta-lo.... Talvez uma parte quem sabe. Ajeito minha postura e coloco a mão em sua cabeça fazendo carinho no local.

- Só estava pensando com algo do passado, pequeno... – o olho e dou um leve sorriso meio triste – Não é nada que tenha que se preocupar, esta bem? – Não quero quebrar o clima tão bom com coisas sobre mim, que não são tão boas de se ouvir.

 

Tae

ATA... Eu vou simplesmente fingir que acreditp nele, pois não quero de jeito nenhum que se chateie comigo, mas ainda não me dou por vencido. Por enquanto a outras coisas para se saber, para se descobrir... Apenas tempo ao tempo, Taehyung. Eu sorrio como forma de que consentia com o que ele dizia, decidi que não iria perguntar mais sobre tal assunto, pois tenho esperança de que quando ele estiver pronto ira me contar. No fim acaricio seu rosto e lhe dou um selinho demorado.

 

The8

Suspiro aliviado pelo mesmo deixar o assunto pra lá e apenas aprecio o selar que o mesmo me dava sentindo seus lábios fofo em contato com os meus. Olho as horas 21:30, já estava meio tarde, não que fizesse diferença para mim.

- Já esta tarde baby – Me lembro de sua conversa com Taesook- Sua princesa te espera ansiosamente em casa. – Rio com minha própria fala, e peso a conta a garçonete que afirma com a cabeça e vai buscar.

Tae

Eu arregalo os olhos ao lembrar das horas, aish! The8 pede a conta e saímos de lá, as lojas já estavam a maioria fechadas.... Chega a hora da despedida desse maravilhoso dia.

- Agora temos que ir cada um para seu canto... – Faço bico – Minha omma vai me matar, pois eu não a avisei que sairia, mas valeu muito a pena... – Chego perto de seu ouvido com uma voz rouca e suave – Obrigado pelo dia daddy... – Desço até seu pescoço deixando um chupão e um beijo, logo sorrindo para o mesmo de forma sapeca.

 

The8

Meu corpo todo estremece com seu chupão, suspiro baixo. Me arrepio com seu beijo e automaticamente minha mão entra na sua camisa e apertando sua cintura meio forte.

- Você está muito safado baby, vai ser punido por isso algum dia. – Sorrio malicioso e dou uma piscadinha, deixo um selar em seus lábios e por fim mordo sua bochecha. – Até amanhã, boa noite pequeno.
Me afasto dele me controlando para não começar a beija-lo freneticamente.

 

Tae

Alguem me helpa por favor, seus toques fazem meus hormônios se atiçarem completamente. Meu corpo se aquece totalmente, estou tentando manter-me a calmo... O que são essas noivas coisas que você me desperta?... “Serei punido?”... Ele me faz ficar sedento ainda mais por sua boca, mas não! Eu irei me controlar, não posso me entregar ao primeiro que me aparecer. Uuufa ele se afastou, porque se não tivesse feito isso, não sei do que seria capaz. Amo quando se arrepia por minha culpa... Pois o mesmo me faz arrepiar-me ainda mais.

- Ah daddy você é mal. – Agora eu tenho que tentar me acalmar antes de chegar em casa. Sorrio e mordo o lábio inferior.

The8

Rio ao ouvir a reclamação do mesmo e me aproximo novamente, droga, por que é tão difícil me distanciar dessa coisa kawai?!

- Ainda nem fiz nada pequeno, quando fizer poderá reclamar... – Começor ater pensamentos impuros e sorrio de lado, ao vê-lo morder o lábio meu coração acelera. Seguro seu queixo depositando outro doce selar e me afasto novamente. – Tchau baby, sonha comigo.

Sorrio abertamente, como só ele consegue me fazer sorri e aceno para o mesmo começando a andar em direção a minha casa. Se não ir rápido não irei me conter, aish...

 

Tae

Não faz isso cara, não faz. Pela primeira vez me senti bem feliz ao receber uma “ameaça”. Meu corpo já estava fervendo e ele ainda se aproximou novamente e me deu seu doce selar. Ele se despede e eu sorrio para o mesmo acenando com uma mão e fazendo um coração com a outra, vejo o mesmo seguir para seu destino, viro-me e começo a andar até minha casa, coloco um capuz para não atrair estranhos e uns fones.
Vou pensando em tudo.... Seu beijo... Sua mão em mim... O seu calor no meu.... Aish daddy, olha como você me deixou! Só quero chegar em casa e tomar um banho frio.

The8

Vou andando para casa sorrindo feito um bobo, ele me deixa tão desnorteado que nem consigo deixar de pensar nele um segundo sequer. Kim Taehyung está se tornando meu vicio, mais e mais preciso ficar, pensar e beijar ele como se minha vida dependesse disso, sempre tão intrigante que me faz querer conhece-lo de todas as maneiras possíveis.
Passo tanto tempo pensando nele que nem percebo que cheguei em casa, abro a porta e logo a tranco.

- Tem alguém em casa?? – Grito bem alto recebendo um vácuo como resposta. – Nem sei porque ainda tento.... – Falo baixo suspirando frustado.

Subo para o meu quarto entrando direto no banheiro.

 

Tae

Estou perdido em meus pensamentos, logo chego em casa. Abro a porta, ouço duas criaturinhas correndo em minha direção, já abro meus braços esperando o “grande abraço de urso” que damos com frequência.

S/K: TaeTae!!! – me abraçam e dão risada gostosa.
- Oi princesa! Oi príncipe! – Beijo a cabeça de cada um.
S/k: Estávamos esperando para a história!! – Dizem em sincronia.
- Eu já vou, vão subindo. – Vou até a cozinha com um sorriso sem graça. – O-oi omma querida!
O: Graças a Deus Taehyung! Já falei que se for demorar, avise pelo menos! Onde estava?
- Fui jantar após o treino com um... amigo, omma.
O: Amigo é? Hum... Bom vá tomar um banho, depois conversamos sobre esse seu “amigo”. – Ela faz aspas com as mãos.
- Aish!!! Como assim??? É só um amigo mesmo!!!- Ela pisca pra mim e eu dou risada. Minha omma me conhecia muito bem.

The8

Tomo um banho demorado relaxando o corpo por completo. Encosto as costas na parede e resmungo após minha pele entrar em contato com a parede gelada, penso em Tae, ele realmente tomou posse de meus pensamentos. Termino o banho e vou ao quarto me vestir, após isso me sento na mesa que há em meu quarto e começo a desenhar novamente.

 

Tae

Subo, tomo um banho bem gostoso, avisto em minha cintura uma pequena marca que The8 deixou ali.

- Aish, daddy mal! – Sorri nasalado.

Me troco e vou ate o quarto dos meus pequenos, leio uma historia, mas ambos dormem na metade pois me esperaram de mais. Vou para meu quarto, deito-me, meus olhos se encontram fixos no teto e ali posso ver a imagem daquele beijo que ele me deu... Eu começo a cantar uma música um tanto quanto romântica... Após isso me viro e adormeço.

 

The8

Dessa vez faço dois desenhos, um do sorriso quadrado de Tae corado, sorrio adorei esse, e outro de nosso beijo do lado de fora do restaurante, ficou idêntico, estou orgulhoso de meu próprio desenho. Fico por um tempo olhando pros desenhos e os coloco junto ao primeiro que havia feito a alguns dias atrás, suspiro os olhando, observo cada detalhe deles enquanto girava o lápis nos dedos. Sorrio e me levanto indo pra cama, me jogo na mesma, me cubro e durmo logo em seguida.


Notas Finais


Annion bolinhos!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...