História Stranger Things - JungKook - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jungkook, Kim Na Hee, Rap Monster, Taehyung
Exibições 228
Palavras 1.365
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Magia, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


MDSS, DESCULPA PELO SUMIÇO, NÃO ME MATEM.
Capítulo novin pra vcs! ʕ•ٹ•ʔ
E desculpe-me por qualquer erro.

Capítulo 10 - Twins


Seul, Coréia do Sul
05h 25min
07/09/2016

Acordei com o despertador tocando com aquele barulho extremamente irritante. O desliguei e fiquei sentada na cama esperando um pouco para me levantar.

Fui até o banheiro e fiz minha higiene matinal. Quando saí coloquei meu uniforme com calma, já que não tinha presa alguma, até por que a escola é o último lugar que eu gostaria de estar nesse momento.

Fui até a cozinha e comi uma bolacha com leite. Quando acabei escovei os dentes e fiz uma make básica. Prendi meu cabelo e deixei a franja reta. Escutei meu celular apitar e fui até o mesmo.

Tae - Estamos te esperando aqui em baixo. ^-^

Eu - Estou indo.

Bloqueio a tela do mesmo, pego minha mochila e fui até a porta e a tranquei. Fui até os meninos e nos cumprimentamos. O caminho até o colégio foi basicamente um monte de conversa "jogada fora", até porque eu queria me distrair o máximo para não pensar que terei de ver Namjoon. Realmente estou com receio de vê-lo. Ainda mais depois do ocorrido...

- Karin? - Jimin fala passando um braço em meu pescoço.

- Oi. - lhe olho franzindo a sombrancelha.

- Não se preocupe com o Namjoon ok? - assenti e deixei um suspiro escapar.

- Mas isso é impossível, por mais que eu tente. - dei uma pausa e vi que Jimin me olhou confuso. - Ele só quer fazer mal a nós e além disso senta do meu lado. Eu estou, literalmente, com me...

- Você não está com medo, hum? - ele disse me cortando. - Se você estiver pense nele como um inimigo do colégio...!? - soltei uma risada, ele levantou a sombrancelha.

- Ele nunca vai chegar perto de ser um simples inimigo do colégio, e você sabe disso. - Jimin apenas tirou seu braço de meu pescoço e deu um suspiro.

- É... talvez você tenha razão, mas mesmo assim, não tenha medo dele. Nós estamos aqui. - ele foi até Jungkook e lhe disse algo. O mesmo veio até mim receoso.

- O que foi? - perguntei franzindo a testa.

- Jimin disse que precisa de mim? - meu olhar foi para de Jimin, ele deu um sorriso malicioso. Aish!

- Ah... Não é nada não. - eu olhei para Jungkook e ele pareceu confuso.

Seul, Coréia do Sul
05h 42min
07/09/2016

Chegamos no colégio e, principalmente, Jungkook e eu recebemos vários olhares de meninas por estarmos de mãos dadas. Qual o problema disso?

- Vamos direto para a sala? - perguntei olhando todas aquelas pessoas nos encarando. Jungkook negou em me deu um selinho.

- Está sendo legal provoca-las. - ele disse baixo no meu ouvido.

- Como? - lhe olhei incrédula.

- Mostrar que você é minha e que elas não podem me ter. - ele esbanjou um sorriso. Que convencido.

- Você nem é tudo isso. - falei dando uma risada. Ele apertou um pouco minha mão e aproximou sua boca de meu ouvido.

- Quer ver depois? - ele disse logo mordendo o lóbulo de minha orelha. Ato que fez um arrepio percorrer minha espinha. - Viu, só com isso te arrepiei. - eu dei um tapa em seu ombro e voltei meu olhar ao chão.

- Pare com isso. Não estamos em um lugar muito apropriado. - Jungkook não falava nada, eu até estranhei. Ele apertou mais forte minha mão causando uma pequena dor.

Olhei para ele e o mesmo mantinha seu olhar focado para frente. Olhei na mesma direção que ele e me deparei com a figura de Namjoon parada no pilar central do colégio. Ele nos lançou um sorriso e eu correspondi de forma irônica.

- Jungkook... O que fazemos? - perguntei levantando a sombrancelha.

- Nada. - ele disse frio.

A cada passo que dávamos ele parecia mais tenso, assim como eu. Íamos passar por seu lado, porém ele bloqueou minha passagem.

- Oi princesa. - ele disse passando a mão em minha bochecha, mas ela foi logo tirada por Jungkook.

- Não encosta nela. - ele disse se alterando, olhei para os meninos e eles apenas olhavam preocupados a tudo o que ocorria.

- Olha quem vai proteger a flor mais bela. - ele disse o olhando. Jungkook apenas fechou os pulsos na tentativa de conter a raiva.

- Namjoon, pare. - ele me olhou surpreso, assim como os meninos. - Por favor, eu não sei o que fiz mas a culpa não é deles. - Namjoon parecia pensar e logo deu um sorriso divertido.

- Verdade, a culpa é sua maninha.

- Maninha? Do que está falando? - disse franzindo a sobrancelha.

- Vejo que não contaram a ela. - Como?

- Meninos... O que está acontecendo? - olhei para eles e os mesmos apenas abaixaram a cabeça. - Jungkook...

- Sou seu irmão Karin, e gêmeo! Que lindo né? - ele sorriu cínico.

- Cale a sua boca! Seu monstro! - eu estava com problema de audição, só pode.

- Não fale assim com o seu irmão. Mamãe não iria gostar. - no exato momento, tive coragem suficiente para lhe dar um tapa no seu lado direito do rosto.

Namjoon apenas movimentou sua mandíbula e colocou a mão na bochecha.

- Vamos Karin... - TaeHyung me puxou indo em direção a nossa sala.

- O que foi isso? Você viu a cara dele de surpreso? - Hoseok começou a falar de forma rápida e feliz.

- Você foi muito foda. - Yoongi complementou dando um sorriso.

- Fiz algo que gostaria de ter feito a tempos. - revirei os olhos só de pensar em Namjoon.

Fomos até a sala e eu me despedi dos meninos, tirando Jungkook e Jimin. Entramos na sala, e como na entrada, recebemos muitos olhares. Isso às vezes me irrita.

Sentei entre Jimin e Jungkook, já que não queria ficar ao lado de Namjoon. Quando bateu o sinal ele entrou e logo se sentou atrás de Jimin.

A aula começou e eu estava completamente tensa, não só por causa de Namjoon, mas pelo o que ele me disse. Eu não posso acreditar que em todo esse tempo os meninos não me contaram o fato de eu ser gêmea... Eles me desapontaram, e muito.

"Sou seu irmão Karin, e gêmeo!" Aquilo apenas ecoava várias e várias vezes em minha cabeça, como um replay.

- Karin? - o professor me chamou. - Tudo bem? - ele perguntou e eu estranhei.

- Acho que sim, por que? - perguntei franzindo o cenho.

- Seu nariz. - passei a mão no mesmo e olhei para minha mão, tinha sangue. Não sei por qual motivo, mas algo me fez sentir sede, e não foi apenas uma sede comum, mas sim uma sede de sangue. Calmamente olhei para Jungkook e dei um sorriso.

Não era mais eu quem comandava meu corpo.

- Posso leva-la a enfermaria? - ele disse e o professor assentiu.

Ele pegou minha mão e rapidamente me levou para o campo da escola, em um lugar meio isolado.

- Eu tô com sede. - falei logo sentindo minhas presas aparecerem.

Jungkook tirou um pouco a gola de sua blusa me dando a visão de seu pescoço. Não sei o porque, mas aquilo me exitou de uma forma muito grande.

- Pode me morder. - ele disse calmo, e eu, sem nenhum receio, coloquei uma mão em seus cabelos e outra em seu pescoço.

Fui perto dele e lhe dei um selinho antes de morde-lho. Jungkook segurou minha cintura no exato momento que perfurei lentamente minhas presas, e a apertando levemente.

Suguei seu sangue me satisfazendo por completa. Quando me separei me deparei com a melhor cena de minha vida. Jungkook estava com a cabeça jogada para trás e mordendo o lábio e de olhos fechados.

- Karin... - ele falou rouco. - Uma coisa que você não sabe, mas... isso é muito excitante.

- Jura? Eu acho que não. - falei lhe provocando, e mordendo levemente seus ombros.

Jungkook apenas segurou minha mão e colocou em seu membro, completamente duro.

Definitivamente, isso excitou ele.

E eu vou ter que acabar com isso, como? Não sei.

   


Notas Finais


Foi isso pessoal! Deixem seus comentários pfvr! E olha o que ela fez com o Jungkook hehe kdjfk.

This Love Is Real?
https://spiritfanfics.com/historia/bts--this-love-is-real-5683657


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...