História Stressed Out • NamJin - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jin, Rap Monster
Tags Lemon, Namjin, Oneshot, Stressed Out, Yaoi
Visualizações 144
Palavras 1.363
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Quer companhia?


Namjoon

- Vou precisar que assine isto... - a secretária me deu um documento - e isso...E mais isso. 

- Acabou? - perguntei aparentemente eufórico para o meu dia de trabalho ter finalizado.

- Sim. Você já pode ir para casa, Sr.Kim. Perdão por segurá-lo aqui até essa hora. 

- Ah...Enfim, já acabou certo? - a mulher assentiu - então está tudo bem. Até segunda-feira - nos despedimos e fui ao estacionamento, onde meu carro estava.

Ah, eu preciso espairecer a cabeça. Esse trabalho está me matando! A cada dia que passa são mais e mais papeladas. Eu espero que esse estagiário desconhecido chegue logo. 

No caminho para casa, observei uma grande movimentação em direção a boate nova que havia aberto...Hmm, está aí! 

Chamada |✓| Hoseok 

Hey, Hobi.

Eai, Nam.

O que acha de irmos para a boate nova que abriu? Sinto que estou realmente precisando disso. 

Claro! Chamo todos?

Sim, por favor.

Vou me arrumar, até!

Até.

Cheguei em casa e tomei um banho rápido, coloquei uma das minhas melhores roupas -talvez um pouco inútil, já que meu plano era acabar sem elas hoje a noite- e perfumei meu pescoço com a minha colônia preferida. Me olhei no espelho e logo depois saí de casa, indo em direção a meu carro. 


É, a boate mal abriu, e já consegue superar as outras. Dava pra ver que era extremamente grande, era bem decorada e iluminada. Avistei meus amigos e me sentei em um sofá com eles. Logo depois fiquei sozinho, já que uns foram dançar e outros beber. Me parece que minha noite não será tão emocionante assim. 

- Está sozinho? - ouvi uma voz masculina e logo segui meu olhar em sua direção.

Era um homem muito bonito: loiro e alto, seus lábios eram cheios, o que me deu muita vontade de mordê-los.

- Sim. Gostaria de ser minha companhia?

- É claro.

- Se sente, por favor. - bati minha mão em um assento do sofá. 

- Qual é o seu nome? - perguntou e mordi meus lábios enquanto o olhava de cima a baixo. 

- Kim Namjoon.

- É um belo nome para gemer. - provocou-me, chegando mais perto.

- Sim, ah, a propósito...Qual o seu nome? Preciso de um nome para gemer enquanto seu buraco pequeno aperta meu pau.

- Me chamo Seokjin. É um prazer ser sua companhia. 

- Oh, sim... - disse e cheguei mas perto do mesmo - mas prazer de verdade você só sentirá quando estivermos em um dos quartos dessa boate. - mordi o lóbulo de sua orelha.

- É só vir comigo. - pegou em minha mão e me levou a um dos famosos quartos. 

Assim que chegamos, o preensei contra a parede e ataquei os lábios tão chamativos, mordi seu lábio inferior, o fazendo arfar. 

Pedi passagem com minha língua e o mesmo cedeu. Agora, nossas línguas se entrelaçavam, dando início a um ósculo maravilhoso. 

Quando a falta de ar se fez presente, desci meus beijos para seu pescoço branquinho, não me importando em marcá-lo, enquanto o mesmo arfava e gemia.

Puxei sua camisa para cima e o mesmo ergueu o braços, ajudando a retirá-la, toquei seu corpo sem pudor, apertando e arranhando  pontos que eu achava em que o loiro sentia prazer -logo depois tendo certeza, ouvindo seus gemidos em aprovação. Voltamos a nos beijar e suas mãos desceram para minha calça, a adentrando e apertando meu membro (agora duro) por cima da calça, arrancando um suspiro meu.

Segurei em suas coxas e logo suas pernas se entrelaçaram em minha cintura, o joguei em cima da cama e fiquei por cima do mesmo, voltando a beijá-lo. Logo o loiro separou nossos lábios e ficou por cima de mim, sentando em meu pau. Começou a rebolar, jogando seu quadril pra frente e depois para trás, o mesmo gemia de propósito, me provocando. 

Retirei todas as minhas roupas ficando apenas de cueca, e logo retirando a calça justa do loiro, selei nossos lábios novamente, me impulsionando para frente, roçando nossas ereções. No quarto só podia de ouvir o barulho dos beijos, e gemidos. 

- SeokJin... - comecei a marcar sua pele com mordidas e chupões, escutando gemidos em aprovação ao ato. - você é tão gostoso... - retirei sua cueca e comecei a masturbá-lo, ouvindo gemidos altos do mesmo. - não vejo a hora de foder essa sua bundinha gostosa - sussurrei em seu ouvido, depois apertando com força suas nádegas.

- A-ah, então faça isso logo... - sua voz era embriagada de prazer - me foda, fundo e forte, como eu te disse antes. - tirei minha cueca e pincelei sua entrada, o ouvindo gemer sôfrego - An-nhw, Namjoon... 

Calma, amor... Eu não quero te machucar...

Aproximei meu rosto, ficando perto de sua bunda, separando as bandas, e me deparando com a entrada piscante e rosada do mais velho. Porra, eu poderia gozar só com essa visão...

Coloquei minha língua pra fora, logo o penetrando e ouvindo um gemido alto.

Minha língua adentrava e saía, enquanto meus lábios chupavam o contorno.

Retirei meus lábios e meu companheiro gemeu em desaprovação. Logo gemendo extremamente alto, quando adentrei um dedo no mesmo. Não demorou muito para que o mesmo rebolasse em minha mão, pedindo por mais, adicionei mais um, fazendo o outro gemer se é que era possível ainda mais alto.

- Nammie... - quase gemi ouvindo o apelido sendo ditado de forma tão manhosa e erótica. - eu quero você, mmmh...

- Me quer? E como você me quer? - retirei meus dedos, os substituindo pelo meu membro - lento? - me movi devagar - fraco? - me movi novamente, estocando vagarosamente - rápido? - estoquei três vezes rapidamente, o ouvindo gemer pelo prazer sentido - fundo? - estoquei novamente, acertando seu ponto. 

Comecei a me mover rapidamente, ouvindo os gemidos ficarem cada vez mais rápidos e finos. Eu beijava e mordia seus ombros, logo depois fazendo o mesmo com seu pescoço a mostra.

Nossos gemidos pareciam melodias. 

- Nam... Eu vo- ah - não conseguiu terminar sua frase, logo soltando seu líquido branco, sujando seu corpo e os lençóis da cama. Logo depois, foi minha vez, retirei meu membro de sua entrada e me deparei com uma imagem completamente linda e erótica: Seokjin suado, corado e marcado, com sua porra em sua barriga, e escorrendo a minha de sua entrada. Lindo.

Nos jogamos na cama, com as respirações pesadas, tentando controlá-las.

- Isso... Foi incrível. - disse e ouvi um riso do mesmo.

- Sim... Eu quero fazer isso mais vezes. 

- Eu também. Você quer carona?

- Adoraria. - Sorriu.


Nos vestimos e fomos em direção a meu carro, o mesmo me disse seu endereço e fomos para sua casa, o caminho todo fomos conversando e rindo, parecia que nos conhecíamos a anos. 

- Chegamos. - disse estacionando o carro. 

- Obrigada, Kim Namjoon.

- Não tem de quê, Kim Seokjin.

- Até algum dia... Eu acho. - abriu a porta, porém quando o mesmo ia sair, o puxei pelo pulso, selando nossos lábios em seguida.

- Foi uma das melhores noites da minha vida...

- S-sério? - assenti - Eu também gostei muito. - sorriu.

- Boa sorte para esconder as marcas. - o mesmo corou e eu sorri - Até, Seokjin. 

- Até.

Saiu do carro e caminhou até a porta de sua casa. 


O resto do meu fim de semana se resumiu a pensamentos e mais pensamentos.

O loiro não saía de minha cabeça. Eu sempre fui de simplesmente transar e no dia seguinte esquecer. O que me deixou ligeiramente assustado, eu não me apaixonei por alguém em uma noite, certo? 


Segunda-feira chegou, e parti em direção a empresa, com meu terno e bolsa. Peguei um elevador e fui para minha sala. Arrumei minha mesa, organizando meus papéis. Escutei alguém batendo na porta, dei permissão para entrar, nem mesmo dando atenção a quem podia ser.

- Com licença, eu sou o estagiário. Começo hoje, Sr.Kim. - essa voz... 

- Seokjin? - o olhei surpreso.

- Oh! Nammie...Quer dizer, Sr.Kim... Então você é esse Kim? Kim Namjoon?

- É o que parece... - sorri malicioso me levantando e se aproximando do loiro.

- Isso é errado...- se aproximou, colocando suas mãos em minha gravata.  - e excitante.

- Quer repetir? - perguntei e levei minha mãos até sua cintura, a apertando.

- Seria uma ótima boas vindas, não? É óbvio que quero, Nammie...





Notas Finais


se gostaram, comentem e favoritem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...