História Stressful Love - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Cana Alberona, Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Laxus Dreyar, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel, Rogue Cheney, Sting Eucliffe
Tags Comedia, Drama, Gale, Graylu, Gruvia, Jelu, Jerza, Laxana, Miraxus, Nali, Nalu, Rolu, Romance, Stincy
Exibições 56
Palavras 691
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Harem, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oie, oie! Olha só quem deu as caras!
Perdoem-me pelo ultimo aviso que dei a vocês, mas ele ainda está valendo. Sim, a fanfic está em hiato — nem tanto assim né, já que estou aqui postando um capítulo. Pois bem, esse capítulo, como já diz no título, é um especial de halloween. Ele não terá ligações com a fanfic em si, mas possui personagens de Fairy Tail, e não vai alterar em nada na história. Este é como o último especial, o de dia dos namorados.
Consegui algum tempinho e acabei escrevendo este belíssimo — ou não — capítulo. Não ficou tão assustador como queria, mas dá um pouco para borrar as calças (ou não né, depende do gosto.) Bom, não podia faltar um especial do dia mais legal do ano, não é?!
Espero que gostem. Perdoem os erros e boa leitura! :3

Capítulo 13 - Friends forever? - Especial de Halloween


 Lucy

  Papai e mamãe haviam me dito que sairiam para jantar em um restaurante muito famoso em nossa cidade. Falaram, também, que me deixariam sozinha brincando com minha querida boneca Michelle. Claro que não incomodaria, ficar sozinha em casa com certeza é o sonho de todas as crianças. 
 Eu olhei uma última vez pela janela de meu quarto no segundo andar, meus pais entrando no carro e partindo. Michelle, como sempre fazia quando estávamos sozinhas, ficou com os olhos vermelhos.
— Somos amigas, não é? — perguntou ela, com sua típica voz grossa.
— Claro, por que perguntas? — indaguei. 
— Por nada... Por que não pulas da janela como eu pedi? Isso vai ser a nossa prova real de amizade — disse. Aquilo de novo não! 
Fazia alguns dias em que Michelle havia me pedido para que pulasse da janela. Eu sempre o neguei, o que irritava profundamente minha boneca.
— Não. Hoje não quero fazer isso — respondi, friamente. Ela, quando estava irritada, começava a sibilar coisas e seus olhos ficavam vermelhos, e naquele momento, não foi diferente. Michelle entrou embaixo da cama e suspirei, me cobrindo com os lençóis.

[...] 

 Passaram-se alguns dias depois daquilo. Mamãe havia contratado outra babá. Mas eu sabia, que ela logo se demitiria porque ficaria com medo da minha boneca, o que sempre deixou confusa, porque não havia motivos para temer aquela mera boneca.
 Estávamos as duas, a brincar e veio-me ela, de novo com o papo de me jogar da janela. Qual era o seu insignificante motivo?
— Vai pular hoje, Lucy? — tornou a perguntar. Bufei, deixando a minha raiva explícita. 
— Não, Michelle. Já lhe disse, não o quero. Pelo menos não hoje — falei, deixando claro que o faria, quando mamãe e papai não estivessem em casa. 
 Novamente, com sua fúria habitual, ela entrou embaixo da cama, podendo-se ver apenas seus pequenos olhos vermelhos, que brilhavam na escuridão assustadora. 

 A babá, chamada Erza, falou que estaria na sala de estar mirando a televisão. O que seria bom, já que teria algum tempo para conversar a sós com a minha querida amiga. 
— Michelle? — chamei. Ela virou seu pescoço de pano em minha direção, mirava-me com tal intensidade, que nenhum outro a sentiria, apenas eu, porque tínhamos uma ligação muito forte. Éramos mais que amigas, éramos irmãs. 
— O que foi, Lucy? — perguntou com a sua voz grave que provavelmente assustaria a nova empregada, mas não a mim. Passei as minhas pequenas mãozinhas em seus poucos fios amarelos que era seu cabelo, e sorri, como nunca antes. 
— Queres tanto assim que eu pule da janela de meu quarto? — atrevi a indagar. Um baixo rosnado veio dela. Acho que se ela tivesse dentes, estaria sorrindo. 
— Claro. 
— Mas por quê?
 Ela ficou durante alguns segundos em silêncio. 
— Você vai ver. Essa é vai ser a maior prova de nossa amizade — disse-me. Se aquilo fosse acabar com os constantes pedidos para o tal feito, eu o faria com o maior prazer existente. Não existe nada mais importante do que fazer Michelle feliz, era o que eu pensava. 
 Tornei a abrir as pesadas janelas de vidro que mostravam a noite tão estrelada e fria, e subi, me preparando para o tal. Não sabia exatamente o porquê, mas aquilo não me assustava nem nada, só me dava meros arrepios gelados. Sentia-me como se fosse por toda a comida para fora, de tanta felicidade que sentia por estar fazendo algo que minha grande amiga Michelle me pedira com tanto carinho. Ou talvez não. 
 Mirei uma última vez seu rosto, que agora tinha sua boca aberta mostrando seus dentes afiadinhos tão lindos e charmosos. 
 Respirei fundo e me joguei na escuridão daquela noite tão tenebrosa para alguns, menos para mim. Fechei os olhos quando estava perto do chão. Eu não sabia o que aquilo significava mas deveria ser de grande significado para minha tão querida amiga. 
  Abri os olhos meus olhos e estranhei, pois eu estava ao lado do meu corpo que estava estourado, derramando litros de um líquido escarlate. Podia-se ver algumas coisas saindo de dentro de mim, que lembrei-me o nome daquilo no mesmo momento, os órgãos
— Finalmente podemos ficar juntas, para sempre — Michelle disse sorrindo, ao meu lado.

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Bom, eu vou deixar vocês mas logo logo volto a postar novamente capítulos novos para a fanfic <3

Feliz Halloween!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...