História Strong - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Drama, Londres, Scott, Tomlinson
Visualizações 8
Palavras 725
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oi vocês, como vão?
Ta um pouco cansativo, desculpa, mas tenho que fazer isso ou reescreve-la pq a lacunas e historia de personagens não contatas. Então sim os proximos capitulos seram cansativos pois precisão contar essas historias e preencher as lacunas
kisses ate as notas finais

Capítulo 17 - Just dream


“ Amar pode doer
Amar pode doer às vezes
Mas é a única coisa que eu sei
Quando fica difícil 
 Você sabe que pode ficar difícil às vezes
É a única coisa que nos mantém vivos
 Nós mantemos este amor numa fotografia
Nós fizemos estas memórias para nós mesmos
Onde nossos olhos nunca fecham
Nossos corações nunca estiveram partido
E o tempo está congelado para sempre ”- Photograph, Ed Sheeran

 

- Estão liberados, e que isso não volte a acontecer. Ou levaram algo pior que uma advertência.... Estamos entendidos? – continuamos calados enquanto ela nos encarava – Isso é uma pergunta, estamos entendidos?

- Claro! – respondemos em uníssono. A diretora Clarice, encerrou a “reunião” nos direcionando a porta.

- Eu realmente espero não velos novamente! – exclamou, logo em seguida fechando a porta, e nos largando sozinhos no corredor.

Levantei meu olhar para o Louis e ainda era possível ver a vermelhidão em seu rosto causado pelo tapa que lhe dei, bem talvez eu tenha exagerado.... Mas este dia tem sido realmente um porre, então logo após ele ter recusado minha proposta engatamos em uma discursão e ele insistia em permanecer com aquele sorriso sínico nos lábios, e eu não tenho sangue de barata... e assim termina nossa saga, vimemos parar na sala da Clarice, com o Mrs. Mashall dizendo que deveria zerar o trabalho,  que agora estávamos no fio na navalha e que ele estaria de olho em todos os nossos passos .... Ótimo!

- Espero que esteja satisfeita Scott! – murmurou.

- Qual o problema? Não sabe como explicar para a mamãe, que o filhinho dela foi parar na sala da diretora? – retruquei no mesmo tom de cinismo no qual ele já estar tão habituado. Este foi meu erro, bem eu já tinha visto as oscilações de humor do Tomlinson, mas nunca desse jeito... ele segurou meu braço e se aproximou de meu rosto.

- Nunca mais repita isso! – arregalei os olhos atônita, e pude ver nos seus um brilho dolorido, antes que eu pudesse me impedir já estava levantando minha mão para tocar seu rosto. Ele me soltou bufando, deu as costas e saiu.

- Desculpa!  - sussurrei, apesar de já estar sozinha.

[xxx]

Eu me sentia estranha, estava escuro e sentia frio... mas ao fundo pude vê-los, caminhando em minha direção.

- Eu sabia que vocês voltariam! – sentir lagrimas molharem meu rosto, e os abracei fortemente.

- Oh... Nossa menininha! Você cresceu tanto, e nos amamos tanto você – ela falou enquanto me abraçava – Mas não precisa mas de nos, não como imagina.

- Não por favor, eu preciso... por favor – por mais que eu os abraçassem eles iam desaparecendo degradamente – POR FAVOR... NÃO ME DEIXEM MAIS UMA VEZ... por favor... eu imploro...

....

- POR FAVOR! – abri os olhos, e vi o Lucca assustado me olhando – Eles estavam aqui Lucca... eles... -  não conseguia parar de soluçar, devido ao choro desesperado.

- Calma Stela... – ele me abraçava, alisando meu cabelo - ... Foi apenas um sonho – sua voz também estava um pouco abalada – Apenas uma sonho ...

[xxx]

 - Tem certeza? – era a terceira vez que o Lucca me perguntava isso.

- Claro! Estou bem, não a necessidade de ficar em casa. – ate conseguir dar um sorriso no final, eu não estava só tentando convence-lo, mas a mim também. Ele ainda me olhava desconfiado, mas não perguntou mais.
Estávamos no elevador indo em direção a garagem, América havia ido resolver uns problemas na Irlanda e só voltaria no final de semana, então seriamos apenas nos dois.

[xxx]

- É uma metáfora, sobre a buscar da perfeição.

- Muito bem, Clark! – Mr. L continuava passando pela sala fazendo perguntas sobre Moby Dick – Stela! Você tem algo a mais para acrescentar? – estava preste a responder, quando fui interrompida por batidas na porta, e a professora se dirigiu em direção a ela – Sr. Tomlinson! Fui avisada de seu atraso pode entrar.
Toda minha concentração se foi, eu ainda estava confusa por ontem. Eu o acompanhei até ele sentar, e sua aparência não era uma das melhores, ele tinha olheiras profundas, ele caminhou de cabeça baixa ate seu lugar e em nenhum momento a levantou.

- Srta. Scott – a professora me tirou de meu devaneio, voltei meu o olhar para ela e deu minha resposta antes, e não votei a me concentrar em nem mais um minuto da aula.              


Notas Finais


oi denovo... vejo vcs no proximo?

beijinhos amadinhas


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...