História Stuck with me - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, Suga, V
Tags Romance, Sonho, Suga
Visualizações 6
Palavras 2.010
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Visual Novel
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oioe

Capítulo 8 - 3 meses se passou


Já havia passado 3 meses e depois daquele dia no parque nunca mais vi Taehyung, não sei se tomei a decisão certa pedi que ele se afastasse mesmo não querendo, eu fiquei com medo nunca me apaixonei por alguém que é proibido pra mim, ele disse que ia se divorciar e pelo o que Yoongi me diz ele está lutando para conseguir, ele até viajou ao Japão para conseguir fazer a cabeça dos pais e não conseguiu de imediato, mas eu tenho esperança o amor que sinto por ele me faz ter, eu o quero só pra mim.

-Acho que agora Kim Taehyung está solteiro - Yoongi chegou na cafeteria e se sentou em um banco em frente ao balcão.

-Bom dia Yoongi, e como sabe?- perguntei.

-Bom dia Rose, ele me disse, os negócios na empresa estão indo bem, isso quer dizer que ele não é mais obrigado a ficar com aquela mesquinha -

-Mas será que ela vai deixar isso barato?- perguntei e Yoongi negou pensativo

-Acha que ela vai tentar fazer algo contra ele-

-Talvez, não sei mas nas novelas isso sempre acontece -

-Rose, estamos na vida real okay, pare de pensar isso agora ele está solteiro e isso quer dizer futuro casamento na área - falou animado.

-Yoongi não viaja tá bom, estamos aqui na cafeteria não leve essa ideia além -

-E por que não ?- perguntou.

-Eu não sei, acho que ele deve estar magoado por eu ter pedido que se afastasse ou por toda vez ter ignorado ele na rua -falei em um tom baixo.

-Se ele estivesse magoado não teria perguntado de você, ele entendeu seus motivos, mas para ele foi difícil, se eu não desse notícias suas para ele, ele estaria em um manicômio agora - falou ele com uma expressão estranha mas logo voltou para serena e tediosa, às vezes sinto que Yoongi esconde algo dentro de si, não o fato de talvez ainda me amar, outra coisa. Tento perguntar a ele mas fui impedida pela a voz de minha chefe.

-Senhorita Rose, quero lhe apresentar o seu novo chefe o senhor Jeon Jungkook - ele soltou uma baixa risada.

-Por favor sem formalidades tudo bem?- ele estendeu a mão para que eu apertasse e assim fiz com um sorriso tímido

-Tudo bem, então como posso chamá lo ?- perguntei, ele sorriu mostrando os dentes e olhou em meus olhos.

-Só Jungkook -

-Então prazer em conhecê lo Jungkook - quando afastamos nossas mãos Yoongi olhou no rosto do rapaz e depois para mim, não havia entendido o seu ato, mas algo me dizia que havia algo errado então voltei a minha profissão.-Deseja algo para beber, comer?- Jungkook olhou para minha chefe e depois para o cardápio.

-Já que vou ser chefe por algum tempo, tenho que provar algo do café certo?- assenti, ele pegou o cardápio e ficou lendo cada guloseimas que tinha -Hum senhorita rose, o que você pede para comer em uma cafeteria ?- ele parou de observar o cardápio e olhou para o meu rosto, minha chefe acompanhava tudo aquilo com muita atenção, parecia mais um teste que se eu não fosse bem iria me dar bem mal no futuro.

-Bom, quando estou de folga sempre venho aqui, não por ser uma funcionária, mas sim porque as comidas daqui são uma delícia - pausei um pouco para molhar os lábios - enfim quando venho, peço o que mais gosto -

- e o que mais gosta?- ele queria mesmo saber?

-hmm, bom em tempo frio peço leite quente com café e bolo de chocolate, e quando está um tempo fresco como hoje, eu peço uma bomba de chocolate com capuccino - Jungkook sorriu ao ter a minha resposta e minha chefe fez o mesmo.

-Boas escolhas Rose - sorri envergonhada com o elogio e Jungkook então me largou o cardápio.

-Então eu vou querer, bomba de chocolate com capuccino -

-Leve a minha sala rose - assenti.

-Não, irei comer aqui em uma dessas mesas - ela se surpreendeu mais concordou com ele.

-Senhora, irá querer algo?- perguntei e ela assentiu.

-Quero o mesmo que o senhor Jeon - falou, assenti e fui a cozinha onde pedi que a confeiteira fizesse duas bombas de chocolate, voltei ao balcão para preparar os cappuccinos. Yoongi não tirava os olhos de mim e isso estava prestes a me deixar irritada.

-Yoongi, algum problema?-

-Sim, ele - Yoongi olhou discretamente para Jungkook e ambos percebemos que ele olhava para mim.

-E por que?-

-O jeito que ele te olhou, a cada palavra que você dizia mesmo não sendo uma declaração ele parecia apreciar cada gesto - comecei a rir e coloquei as mãos sobre a boca para poder abafar o som, Yoongi me olhava sem expressão alguma.-Virei palhaço é isso?- perguntou e eu neguei, peguei um copo médio e coloquei café e leite, logo em seguida canela e mexi para que o sabor da canela se misturasse ao leite, fiz o mesmo com o outro copo.

-Yoongi, não vou mentir a primeira impressão que ele me deixou foi ótima, até fiquei um tanto admirada, mas lembra da história de eu não conseguir me envolver com ninguém, porque sou presa a Taehyung?- ele assentiu - então - Yoongi respirou fundo.

-Eu sei que não tenho nada a ver com tudo isso, mas eu não quero ver o tae sofrer - sorri e assenti.

-Tudo bem Yoongi, eu quero estar com ele, ser amada por ele e enfim poder amá lo sem nenhuma culpa - ouvi a campainha soar o que indicava que a confeiteira já havia terminado de fazer as bombas, fui até um pequeno balcão próximo a janelinha e peguei os pratos e arrumei em uma bandeja retangular, coloquei os dois copos de cappuccino e levei até eles que assim que me viram me olharam sorridentes.

-Licença - pedi e ambos assentiram coloquei tudo que estava na bandeja na mesa -Bom apetite - desejei e fiz uma reverência e voltei para o balcão.

-Ele é tão encantador que até dá nojo - Yoongi disse fazendo a mesma expressão de sempre “Tédio”.

-E a Lia ?- perguntei tentando mudar de assunto.

-Teve que viajar para visitar a mãe dela que não está passando bem, o que me deixa bem preocupado, pelas poucas vezes que tentei falar com Lia ela sempre tinha que desligar rápido para ver a sua mãe - o seu olhar havia preocupação e tristeza.

-Yoongi, por acaso aconteceu algo que queira me contar? -

-Está tão óbvio?- assenti, Yoongi respirou fundo -Sabe Rose, eu… na verdade não sei o que está acontecendo comigo, eu estou confuso em relação ao meu casamento com a Lia, ela ainda fala de você em todas as discussões - respirei fundo e odiei lia por estragar tudo.

-Eu já conversei com ela, mas se quiser eu me Afasto assim vocês podem acertar as coisas- Yoongi negou diversas vezes com a cabeça.

-Não rose isso é idiotice, eu não vou me afastar de você por causa da insegurança dela, eu quero a sua confiança, imagina se eu fizesse tudo que ela quer? Eu não seria feliz e ela sabe que você faz parte da minha felicidade -sorri envergonhada e Yoongi segurou em minha mão que estava pousada no balcão - Nunca mais me pede isso ta bom - ele sorriu e eu fiz o mesmo em resposta de que aquelas palavras não saísse mais de minha boca. -Bom, posso te ligar mais tarde, eu tenho algo em mente e quero te contar, só que agora tenho que voltar ao trabalho, até mais tarde Rose - ele se levantou e saiu do café observei ele entrando no carro e partindo.

-Seu namorado?- perguntou uma voz masculina que apesar de eu ter escutado só hoje já era familiar, virei meu rosto encarando o dele .

-Não só um amigo de infância - disse.

-Bem que vocês pareciam bem íntimos - Jungkook olhou ao redor e voltou a olhar para mim -Tem namorado?- um sorriso de leve surgia em seus lábios.

-Bom, ainda não -

-Como assim ainda senhorita, estás em dúvida?- neguei, iria me abrir com o meu futuro chefe?.

-Não quero lhe incomodar com meus assuntos pessoais - falei pausadamente para que ele entende se que isso já estava fora de questão para nós dois já que nossa relação era só de chefe e funcionária.

-Desculpe - pediu - fiquei surpreso por não ter ninguém e curioso para saber o porque - falou um pouco envergonhado .

-Tudo bem - falei e dei de ombros, ele se sentou em um banco ficando em minha frente.

-Há quanto tempo trabalha aqui senhorita Rose?- RI com sua formalidade.

-Não precisa ser formal com sua funcionária, me chame só de Rose - ele assentiu - e respondendo a sua pergunta, trabalho aqui desde os meus 17 anos -

-E quantos anos a senhor…. Quer dizer você tem?- sorri, Jungkook deveria ter sido criado por pais rigorosos e cheio de classe, bom ele me passava essa impressão cada gesto dele era pensado parecia saber como conversar com uma mulher.

-22 -respondi e Jungkook me olhou surpreso o que de fato me fez estranhar.

-Desculpe, mas você parece ser mais jovem -

-Ter 22 anos não é ser tão velha senhor Jungkook -

-Não, não é isso, eu tinha toda a certeza que você tinha 18 ou 19 não passou pela a minha cabeça que você era mais velha que eu - arregalei os olhos e tampei minha boca para conter minha risada.-O que foi rose?-.l

-Juro que eu achava que você era mais velho que eu - ele me olhou confuso.

-Tenho aparência de ser mais velho ?- ele olhou para mim.

-Na verdade na aparência você parece ser mais novo, eu falo na sua personalidade você é gentil e super educado, o jeito que você fala parece ser tão experiente, você pensa em cada detalhe das palavras que irá falar para ver se atinge a pessoa - ele sorriu e abaixou o olhar como se estivesse envergonhado.

-Sabe Rose, você é uma mulher encantadora, esse cara que você está é muito sortudo - assenti um pouco envergonhada, Jungkook olhou em seu relógio que estava no seu pulso direito que marcava 20:00 horas da noite.-Acho que já está na hora de fechar -

-Verdade, bom vou fechar a cafeteria se me der licença - sai detrás do balcão e fui até as grandes janelas fechando as cortinas, assim que terminei de fechá- las, fui até a porta de entrada e a tranquei para que nenhum cliente chegasse enquanto arrumava a cafeteria, Jungkook permanecia no mesmo lugar mexendo em seu celular, comecei a erguer as cadeiras em cima das mesas, varri o chão para tirar um pouco da sujeira. Assim que havia terminado olhei em volta e me assustei com a presença de Jungkook ele estava com a cabeça apoiada no balcão dormindo, fui até ele e comecei a rir o que fez ele acordar assustado.

-Por que está rindo Rose?- perguntou com a voz um pouco rouca por causa do sono, olhei aquela expressão dele e achei muito fofa parecia uma criança de 5 anos.

-Você estava babando no balcão- falei rindo e ele arregalou os olhos olhando para o balcão, peguei um pano e limpei aquilo- Pronto, bom senhor já está tudo fechado vou pegar as minhas coisas e ir embora, até amanhã e tenha uma boa noite - dei um passo mais Jungkook segurou em meu pulso.

-Não esperei todo esse tempo para você ir embora sozinha, vem vou te levar em sua casa - assenti fui até o quartinho dos fundos e peguei minhas coisas no meu armário, depois de pegar segui Jungkook até seu carro.

-Rose!!- alguém gritou, olhei para os lados a procura dessa voz que eu já reconhecia dos meus sonhos, assim que avistei a silhueta de Taehyung meu corpo gelou, meu coração ficou acelerado e acho que até parou de bater quando eu vi que ele já estava próximo a mim.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...