História Stuck with me - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, Suga, V
Tags Romance, Sonho, Suga
Visualizações 5
Palavras 1.703
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Visual Novel
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Voltei tarde mais voltei kk

Capítulo 9 - Ciúme


-Taehyung - sussurro e Jungkook me olha e depois para o dono desse nome, Taehyung fica a minha frente próximo mais Jungkook o afasta.

-Quem é você ?- ele pergunta Taehyung o olha irado e depois para mim e respira fundo.

-Sou um amigo dela - Jungkook olhou para mim que ainda continuava paralisada eu odiava o efeito que Taehyung tinha sobre mim.

-Isso é verdade Rose?- assenti, balancei minha cabeça tentando sair daquela situação.

-Sim, Taehyung esse é meu chefe Jeon Jungkook - Jungkook me olhou com uma expressão desgostando do que acabei de fazer eu tratei ele com formalidade.

-Prazer Jeon Jungkook- Taehyung estendeu a mão e Jungkook o cumprimentou

-Prazer é todo meu Taehyung, bom vamos rose - Taehyung me olhou um pouco sério e triste.

-Não precisa se incomodar, eu a levo - falou Taehyung, ele estava desconfortável e dava pra ver isso escrito em sua testa.

-Não vou me inco..- apertei o braço de Jungkook e sorri de leve.

-Eu vou com ele, desculpe ter feito você esperar à toa - Jungkook sorriu .

-Tudo bem eu te desculpo, mais só com uma condição, tome seu café da manhã comigo - Taehyung mesmo na pouca iluminação da rua arregalou os olhos e sua feição havia mudado até porque ele se afastou antes de escutar minha resposta.

-Tudo bem - confirmei, Jungkook apertou minha mão e entrou em seu carro, fui até o de Taehyung e entrei no banco de passageiro, Taehyung sem dizer nada ligou o carro e acelerou, dava para ver que ele estava se roendo de raiva mas eu esperaria chegar em casa para conversarmos assim evitaria um acidente .

Olhei para Taehyung assim que percebi que o carro já estava parado em frente a minha casa

-Taehyung, quer entrar?- perguntei calma e ele negou.-Taehyung vamos conversar, e você vai entrar sim - sai do carro dei a volta e abri a porta dele, Taehyung saiu sem olhar em meus olhos e esperou que eu fosse na frente e assim fiz, entrei em casa que não havia ninguém já que minha mãe e irmã viajaram para ver a tia Lisa que estava doente, não tinha como eu ir já que teria que ficar no lugar de Lia na cafeteria, assim que entrei Taehyung fez o mesmo.

-Tae vem, vou fazer algo para comermos - falei mas assim que segurei em sua mão Taehyung a tirou rapidamente, respirei fundo para que minha paciência não se esgotasse. -O que foi? - perguntei.

-O que você acha? Eu fui para o Japão pedir a autorização dos meus pais para que eu me divorcia-se de Nataly para chegar aqui e ver você com outro cara - neguei fazendo gestos com a cabeça.

-eu não estou com outro cara, ele é meu chefe conheci ele hoje ta bom -

-Pois não foi o que pareceu, vocês estavam bem íntimos para o meu gosto “Rose”- respirei fundo para enfim não explodir.

-Eu não sei qual é a dele Taehyung, mas por enquanto ele está sendo um cavaleiro comigo, e é isso que homens educados fazem, você fazia o mesmo não é?- ele suspirou

-Sim, mas eu tinha minhas intenções e você sabe disso, e ele parece ter gostado de você - falou com sarcasmo.

-Taehyung, esquece até porque nunca me envolveria com ele e você sabe disso - me aproximei dele e segurei em suas bochechas -Você sabe que é o único que consegue fazer meu coração querer sair pela a boca, o único que me causa um efeito que eu odeio - ele me olhou curioso

-Que efeito?-perguntou.

-Eu travo, e tudo parece sumir e a única visão que tenho é de você vindo até mim - ele sorriu e me puxou pela a cintura ficando mais perto, ele selou nossos lábios brevemente e voltou a me encarar, peguei em sua mão e o guiei até o sofá onde me sentei e ele fez o mesmo sentando no meio de minhas pernas.- Como foi a viagem?- perguntei.

-Foi ótima por uma parte, e triste por outra -

-Me explique essas partes- pedi e ele assentiu.

-boa porque vi meus pais e consegui o que eu queria a muito tempo, me separar de vez da nataly e ruim porque não parava de pensar em você, achei que ainda estava magoada comigo - RI o que fez meu corpo vibrar.

-Não tem como eu ficar magoada com você Taehyung, e outra foi nataly que me ofendeu e amea…-parei de falar assim que me lembrei do que Nataly havia falado, Taehyung se levantou e olhou para mim.

-Ei não vai acontecer nada com a sua família- ele levou sua mão até minha bochecha acariciando.

-Se ela fizer isso terá que passar por cima de mim, mas Taehyung e se ela não aceitar e tentar fazer algo contra mim - ele negou.

--Eu vou te proteger, vou proteger o nosso amor, vou enfrentar tudo e todos para ficarmos juntos, e sempre vou fazer valer a pena, porque Eu te amo - ele aproximou seu rosto do meu e me beijou, um beijo cálido romântico e cheio de saudade, um beijo no qual era mil vezes melhor na realidade, Taehyung me fez sentar no colo dele sem ao menos quebrar aquele nosso contato, nossas línguas brigavam por espaço, as mãos de Taehyung agora passeiam por todo o meu corpo me causando turbilhões de sensações, eu estava amando aquilo ele me tocando daquela forma, Taehyung parou tudo o que estava fazendo e respirou fundo ele segurou meu rosto em suas mãos e olhou em meus olhos.

-Quer isso ?- perguntou, aquilo de fato mexeu comigo, não sabia se era o momento e meu corpo dizia que já era tarde eu queria ele me tocando igual nos sonhos, quero me entregar a ele.

-Sim - disse sendo convincente ele sorriu e voltou a me beijar.

-Hoje vou fazer essa noite ser inesquecível - ele atacou meu pescoço dando selinhos molhados fazendo-me arrepiar, ele mordia de leve e meu corpo já estremecia com aquilo, ele desceu suas mãos até a barra de meu uniforme e o tirou me deixando de sutiã, Taehyung sem pensar atacou a área descoberta dos meus seios enquanto fazia isso suas mãos foram até o feixe e soltou, tirando o meu sutiã ele atacou meu mamilo chupando enquanto massageava o meu seio esquerdo, ele se levantou comigo ainda em seu colo e me levou até o primeiro quarto que achou no caminho.

-Taehyung aqui é o quarto dos meus pais - falei .

-Eles não vão ficar sabendo - Taehyung me deitou na cama com delicadeza ficando por cima de mim, ele atacou novamente meu lábios, o beijo ficou quente e sensual mordendo meu lábio inferior -Eu te amo-

 

[...]

 

Mais uma vez me pego pensando na noite de ontem, com certeza foi inesquecível, era bom saber que me guardei todos esses anos para me entregar a pessoa certa, mas sou interrompida por meu chefe que chega sorridente até ao balcão, ele se senta no banquinho a minha frente.

-Por que desse sorriso bobo em?- perguntou ainda sorrindo pra mim.

-ah não é nada - falei sem graça - O que deseja?-

-a só um café, será que você poderia levar para a minha sala, e antes que eu me esqueça, você tem uma coisa pendente comigo então escolha o que quer comer de café da manhã e venha para minha sala - falou se retirando do café e indo às salas do segundo andar, respirei fundo e preparei o seu café, peguei só um pedaço de bolo e um café também, coloquei tudo em uma bandeja e fui até a sua sala, bati na porta e escutei sua voz um pouco abafada pedindo que eu entrasse e fiz.

-Licença -

-Toda, sente-se e fique a vontade - assenti e me sentei na cadeira a frente de sua mesa, coloquei a bandeja em cima dela, ele pegou seu café e eu peguei o meu bolo e comecei a comer -Então, você conhece Kim Taehyung desde quando?

-O senhor o conhece?- perguntei e ele negou.

-Só de vista, poucas vezes me encontrei com ele em eventos, ele é bem importante - sorri com aquilo, pensar em Taehyung me deixava sem reação a única coisa que acontecia era um par de bochechas vermelhas -Mas sempre via ele com nataly sua esposa -

-Ex - completei irritada com o seu tom ao pronunciar aquela palavra, ele queria que eu me afetasse quase conseguiu mas eu sei da verdade.

-Ele pediu o divórcio? Isso seria uma queda grande nas ações de sua empresa - Jungkook colocou um dedo sobre seu queixo e estalou a língua mas antes que ele diz algo eu toma frente.

-Onde quer chegar? Por que está tanto interessado na minha vida em ? - ele sorriu e batucou os dedos na mesa.

-Estou interessado em você Rose, Taehyung não te merece -

-E você me merece por acaso?- ele assentiu revirei os olhos.-Mesmo se merecesse, não teria uma chance, se não quer ser desprezado como os outros peço que nem tente - ele me lança um olhar reprovador.

-E por que ele não está sendo desprezado? -

-por que é ele que eu amo - falei irritada e me levantei prestes a sair mas ele segurou em meu pulso me virando e me trazendo para mais perto de seu corpo, olhei em seus olhos e ele foi aproximando seu rosto do meu sem perca de tempo, eu já sentia seu hálito bater em minhas narinas, tentei empurrar ele mas sabia que era inútil então só virei meu rosto mas ele o segurou selando nossos lábios no qual eu mordia com força fazendo ele sangrar.

-O que pensa que está fazendo ?- perguntou passando as mãos por seus lábios .

-Eu que te pergunto- limpei meus lábios - porque me beijou ?-

-Porque eu quero que seja minha Rose.

-Nunca vou ser sua -

-Eu sei o quanto precisa desse emprego então se não ser minha está demitida - dei de ombros.

-Faça o que o senhor quiser - sai da sala e escutei Jungkook derrubando as coisas em sua mesa.

-Você vai pagar caro Rose.


Notas Finais


❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...