História [Stydia] - Forbidden to me - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Allison Argent, Claudia Stilinski, Isaac Lahey, Kira Yukimura, Lydia Martin, Malia Tate, Mieczyslaw “Stiles” Stilinski, Natalie Martin, Personagens Originais, Scott McCall, Sheriff Noah Stilinski, Theo Raeken
Tags Maleo, Romance, Scallison, Stydia
Visualizações 69
Palavras 4.030
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Mistério, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi Lovers!

Por conta das minhas outras fanfics demorei pra postar o capítulo, mas escrevi 3 mil palavras pra compensar.

Boa Leitura!★

Capítulo 6 - Embriaguez


Fanfic / Fanfiction [Stydia] - Forbidden to me - Capítulo 6 - Embriaguez

" nós não precisamos de nada ou de ninguém 

se eu me deitar aqui, se eu simplesmente me deitar aqui

Você deitaria comigo e esqueceria do mundo? 

Eu não sei bem como dizer como eu sinto 

Aquelas três palavras são ditas demais

Elas não são o suficiente"


POV STILES 

Se passaram uma semana desde que beijei os lábios de Lydia dentro de seu carro, sei que ela pediu um tempo mas eu não aguentava mais esperar tanto, no começo achei que esse sentimento seria talvez algo efêmero mas não é, eu não consigo lutar contra isso, é mais forte que eu. Era uma tarde de sábado, a cada 5 minutos eu checava o meu celular pra ver se tinha alguma mensagem ou ligação perdida mas toda vez que eu olhava ficava frustrado, o tédio estava me matando, olhei no relógio e eram 15:30, meu celular tocou e eu atendi rapidamente. 

[Ligação On] 

- Alô? 

- Oi Stiles, é a Allison

- Ah, Oi Allison

- Parece decepcionado ao saber que sou eu 

- desculpa é que eu que talvez fosse a Lydia

- estive com ela hoje mais cedo

- ela falou sobre mim?  Disse alguma coisa? 

- Na verdade não, ela está bem quieta até estranha. Liguei pra avisar que os pais do Scott não estarão em casa essa noite e resolvermos fazer uma social, não quer vim? 

- Não estou afim de sair

- Lydia virá, acho que não vai querer faltar né? 

- ah sério? Se é assim eu vou então mas não fala nada pra ela

- tem outra coisa que eu preciso conversar contigo, estou na porta da sua casa, pode vim abrir pra mim? 

- oh sim, claro, já estou indo. 

[Ligação Off] 

Sai do quarto e fui até a porta abrir pra ela, Allison me abraçou 

- vamos pro meu quarto?  

- pode ser

Fomos então pra lá, ela parecia nervosa, estava estranha

- eu precisava conversar isso com alguém, eu beijei o Scott apenas por experiência uma vez só que a uns dias atrás a gente ele começou a me elogiar , eu não sei o que deu em mim mas eu o beijei de novo

- não Espera ai, você o que? O Scott? - ri

- sim, isso mesmo que você ouviu

- não consigo acreditar 

- mas é sério, eu não brincaria com isso, eu gostei tanto do beijo queria poder ficar com ele mais vezes, tipo sem compromisso 

- então porque não tenta? 

- ele pediu pra mim não fazer isso de novo,  a respeito do beijo sem aviso, nesse dia sai praticamente correndo da casa dele, conversamos depois e ele disse que não estava chateado, era só não voltar a se repetir, mas eu fico só pensando nisso e o clima entre a gente está estranho, ele não me abraça como antes, resolvi falar contigo porque vocês são melhores amigos 

- ele não me falou sobre isso se é o que quer saber, mas o que te aconselho é chamá-lo pra conversar

- e o que eu vou dizer? "Scott eu gostei do nosso beijo e queria que ficássemos mais vezes, sei que  não foi nada pra você mas eu acabei gostando e queria repetir a dose"

- extamente, fale isso mesmo

- está louco? Não quero perder a amizade dele!

- Scott não é assim, acho que não ficaria com raiva se falasse, se ele não estiver afim irá ser sincero contigo eu acho

- acha? Não tem que ter certeza ?

- bom.. É que se ele estiver afim também não acho que irá falar assim de cara. Mas você tem certeza que está afim?  Não é só porque está carente depois de parar de ficar com Issac? 

- não!  Não é carência o meu problema, eu não sei explicar, achei ele lindo desde que o conheci só que não havia sentido atração antes do nosso primeiro beijo acontecer, depois disso comecei a reparar em outras coisas, no quanto ele tem um belo corpo, no quanto a gente se parece em relação aos gostos, ele tem um belo sorriso 

- cuidado, eu começei a assim e agora eu estou na bad eterna por causa da Lydia 

- não conversaram? 

- sim, semana passada e ela pediu um tempo mas até agora não me ligou nem mandou mensagem, não deu sinal de vida

- na nossa festinha vocês conversam, avisa seu pai que vai dormir lá OK? 

- Agora preciso ir, vou pensar sobre o que me disse, se eu tiver coragem falo com Scott ainda hoje 

- ok, boa sorte!  Vocês seriam um belo casal

- não viaja Stiles, eu só falei de atração 

- seii

Saímos do meu quarto e eu fui deixá-la na porta, quando abri dei de cara com o meu pai 

- Chegou cedo hoje 

- Oi filho, não estava me sentindo muito bem acho que é a pressão ai vim mais cedo

- pois se sente por favor, vou pegar o aparelho de medir pressão 

- não se preocupe Stiles estou bem

- mesmo assim quero verificar, ah essa daqui é minha amiga Allison. Esse é meu pai.

- Oi, muito prazer senhor

- o prazer é meu

Os dois deram um aperto de mão e eu me despedi de Allison, depois de fechar a porta fui cuidar do meu pai

- alguém te estressou na delegacia né? 

- a mesma coisa de sempre, as investigações ainda estão correndo e tem alguns colegas de trabalho que não acreditam na minha inocência, acabei discutindo com Jordan que fica me acusando

- não liga pra esses idiotas! Eu acredito na sua inocência 

- eu sei filho

- pai, você precisa descobrir quem matou o Sr. Martin e tirar esse peso de suas costas 

- eu estou fazendo o possível 

- aconteceu uma coisa... 

- o que foi? 

- conheci uma garota 

- isso é ótimo! Quero conhecê-la 

- não dá, pelo menos por enquanto não 

- mas porque? 

- ela é filha do homem que mataram e te incriminaram, a gente começou a se envolver e eu não sabia o sobrenome dela nem ela o meu, quando descobrirmos foi um baque para nós, ela começou a me atacar falando mal e dizendo que queria justiça pro pai dela e eu não pude ficar calado, tive que te defender, mas acontece que depois de uns dias eu não pude ficar longe dela, senti falta mas Lydia não quis que a gente se envolvesse por conta desse conflito entre nossas famílias 

- você realmente gosta dela? 

- sim, muito, semana passada tivemos uma conversa, pedi pra ela ficar comigo e separar esses problemas, não deixa isso interferir no que a gente passou a ter, é um sentimento recíproco ela mesma me disse

- e no que resultou a conversa? 

- ela pediu um tempo mas até agora não me ligou e nem mandou mensagem 

- se ela realmente gostar de você irá te procurar, eu sinto muito ser o motivo que impedi de ficarem juntos

- não sinta muito pai, ela logo verá que é inocente 

- espero que dê tudo certo, ela é uma garota de sorte

- eu também sou um garoto de sorte, Lydia é encantadora. Dormirei fora hoje ok? Vai ter uma social na casa de uns amigos, lyds vau estar lá 

- tudo bem, só não vá beber ok? E se beber não beba tanto

- pode deixar, vou me comportar 

POV ALLISON

Depois que voltei da casa do Stiles fui direto pra minha e separei uma roupa colocando em uma mochila, tomei um banho e fui pra casa do Scott, falei que iria mais cedo, só de pensar que estávamos sozinhos não me sinto confortvel mas tentarei conversar com ele. Ao chegar toquei a campanhia e ele logo atendeu, me deu um abraço rápido e fechou a porta 

- pode colocar sua mochila no meu quarto se quiser 

- tudo bem

Fui até lá e deixei a mochila, olhar pra cama dele me fazia lembrar do beijo. Quando voltei pra sala Scott parecia impaciente 

- o que foi? 

- quero ir logo comprar as bebidas

- a gente pode ir agora se quiser

Ouvi uma buzina

- sim! Iremos agora mesmo! 

Scott abriu a porta bem animado, tinha um carro vermelho rebaixado parado em frente, ele caminhou até lá e beijou uma mulher, fiquei parada na porta olhando

- Allison fecha ai a porta e vem! 

Não falei nada e apenas fiz o que ele pediu, me aproximei do carro

- essa é a Hanna 

- sua namorada? 

- não, a gente está só..ficando mesmo

- ah sim - olhei para a loira e acenei, depois entrei no carro, isso acabou com os meus planos de ter uma conversa com Scott sobre o nosso beijo, agora ele tem alguém e isso foi decepcionante pra mim confesso

Quando chegamos no supermercado preferi ficar no carro enquanto eles saíram pra comprar as bebidas

- não vai vim mesmo? 

- não, espero aqui

- ok então 

Aguardei alguns instantes e logo eles voltaram com 4 grades de cerveja, não sei quem ia beber tanto ali

- por que 3 grades, Lydia, Stiles e eu não bebemos tanto assim 

- eu sei, mas a Hanna irá ficar conosco então resolvi comprar mais bebidas 

- ah, eu não sabia.. 

- não avisei ninguém, mas acho que não vai ter problema nenhum né, tem pra você? 

- não, claro que não, por mim tudo bem

Na verdade eu queria dizer "claro que tem! É um problemão! " aidiota passou o caminho inteiro falando besteira e Scott rindo como se fosse a melhor das piadas, mantive minha cara fechada por todo o caminho. Depois que chegamos ele colocou as cervejas  em um balde de gelo, sentei no sofá e quando pro balcão da cozinha Hanna e ele se beijavam, era só o que me faltava mesmo ter que segurar vela!  Começei a tossir pra mostrar que estava incomodada

- desculpa Allison 

- deixa só algumas pessoas chegarem aí vocês podem ir até pro quarto se quiserem, é constrangedor segurar vela

- ei calma

- eu estou calma, só estou comentando mesmo. Achei que seria um programa só para a gente

- Scott se eu estiver incomodando é só falar que vou embora

- claro que não Hanna, a Allison que parece estar na TPM hoje, pode ficar

Eu já estava entediada ouvindo aqueles dois conversarem, até que a campanhia tocou, corri pra abrir e era Stiles

- nunca fiquei tão feliz em te ver Stiles! 

- olha se estiver querendo provocar ciúmes no Scott comigo.. Não vai rolar já sabe né? 

- e quem disse que estou querendo fazer isso? 

- está parecendo

- cala a boca que ele vem vindo ai

- Stiles, essa é a Hanna

- a mais nova ficante dele - falei 

- ah, sou Stiles Stilinski, prazer

- igualmente 

POV STILES

Dava pra ver o incomodo de Allison de longe, a garota não tinha culpa parecia até ser uma pessoa legal mas eu posso estar enganado, não a conheço. Ou como dizem as aparências enganam, e que aparencia. 

- você precisa disfarçar melhor, sua cara não está ajudando

- é a única que eu tenho

- que estresse hein? 

- desculpa! É que logo quando decido conversar com ele aparece essa puta ai

- as vezes as coisas não saem mesmo como planejado

- serei a segura vela da noite estou logo vendo

- nunca se sabe Allison 

- ei venham começar a beber - Scott disse jogando uma cerveja pra mim e outra pra Allison e em seguida ligou o som 

Enquanto eu nem estava na metade da cerveja Allison já tinha virado 

- ei calma, desse jeito no fim da noite vai estar no hospital por causa de coma alcoólico 

- vou me controlar

A campanhia tocou meu coração acelerou, só podia ser uma pessoa 

- pode deixar que eu atendo! - me adiantei logo

Fui até a porta e quando abrir era exatamente quem eu estava pensando, Lydia Martin 

- Stiles..

- Oi.. você está bem? Não me deu notícias 

- sim, estou bem, não me senti pronta pra te ligar

- hum, tudo bem mas.. eu senti a sua falta

- também senti a sua

- ei casal, podem fechar a porta e entrarem logo? 

- ALLISON! - falamos em uníssono 

Entramos e mau durou minutos a tal Hanna soltou Scott sem motivo algum nos chamou de loucos e saiu pela porta rapidamente 

- que estúpida, ridícula! Onde encontrou uma dessas? Você já escolheu melhor

- eu não sabia que Hanna era assim, desde o começo era pra ser só a gente, eu que fui errado em trazê-la

- agora você falou algo certo! 

- o que foi Allison? Resolveu separar o dia de hoje pra me irritar?

Os dois começaram a discutir e eu sai de fininho com Lydia pro quarto de Scott, pegamos quatro cervejas e levamos junto

- não era melhor ficar lá? E se a briga ficar séria? 

- não vai, é só uma discussão boba, eu queria mesmo ficar sozinho com você, queria saber porque não me enviou pelo menos uma mensagem 

- passei esses dias pensando sobre tudo

" desvio o olhar

quando você tenta olhar nos meus olhos

porque tenho medo "

- e qual foi a sua conclusão? 

- precisa de quanto tempo para poder pronunciar aquelas três palavrinhas? 

- acho que o tempo não existe em relação a isso

" Droga, certamente transpareço

Quando você sorri para mim

Tento não ligar que 

você se tornou o ar nos meus pulmões 

que vivo para respirar 

Eu amo você 

Não tenho mais receio de dizer"

- então Stiles..eu..pude perceber que eu amo você, que estou perdidamente apaixonada pois foram dias sufocantes esses que passei sem ter contato com você, apenas te vendo na faculdade e não falando uma só palavra,  e você respeitou o meu tempo,  eu quero deixar o problema entre nossas famílias nas mãos da justiça, vou tentar não ligar pra isso

- isso é sério mesmo? 

- sim, eu já me decidi..podemos ficar juntos, mas no momento apenas as escondidas, minha mãe não pode saber ainda, ela não pode saber sobre isso, ela será totalmente contra ao meu envolvimento contigo tenho certeza disso

- eu não ligo, eu só quero poder estar contigo mesmo que as escondidas, eu também amo você Lydia! 

Nos beijamos finalmente, eu queria fazer isso desde que abri aquela porta, senti tanta saudade do beijo dela, do cheiro. Nos abraçamos por alguns instantes

- acho melhor bebermos essas cervejas se não ficaram quentes

- é melhor mesmo! 

Tomamos as garafas de cerveja e nos acomodamos na cama de Scott, Lydia colocou sua cabeça em meu peito

- seu corpo é lindo, você é todo perfeitinho - ela disse enquanto passava seu dedo em meu peito

- Você também é muito linda! Amo quando sorri com a língua entre os dentes, isso é fofo

- amo quando você me beija

- ama? Pois eu vou fazer isso agora mesmo

Uni nossas bocas em um beijo calmo e em seguida ficamos trocando leves carícias, era pra ser uma festinha mas preferimos ficar ali juntinhos, não era todo dia que teríamos essa sorte de estar sozinhos. Mas depois de algum tempo notei um enorme silêncio na casa

- Lyds.. Está ouvindo a voz deles? 

- não, estão muito quietos

- acho melhor irmos até lá 

- também acho! 

Saímos da cama e quando chegamos na sala estava um vazio, quando olhei pro balde de gelo quase não tinha cervejas

- esses loucos beberam quase tudo! 

- e Scott não tem esse costume

- nem a Allison 

Fomos procurá-los e logo encontramos Scott sentado no chão ao pé da porta do quarto de seus pais

- ei o que está fazendo ai? 

- a Allison que não quer abrir a merda dessa porta

-vocês discutiram tanto assim? 

- eu sei lá, eu quero entrar lá e dar uma boa lição nela

-Scott do que está falando? Quer bater nela? 

-não, malucos, vocês são dois doidos

- o único maluco aqui é você que está falando coisa com coisa e ainda bebeu de mais do que deveria

- vai dormir Stiles, aproveita e leva a Lydia podem transar no meu quarto, não ligo

Fiquei corado e Lydia também 

- vai, saiam daqui! 

- mas Scott

- sai, os dois, eu me resolvo com ela, a gente não vai se matar não 

- você está bêbado! 

Sai dali com a Lydia e voltamos para o quarto

- acha mesmo que não vão ter problemas? 

- acredito que não, o Scott não é louco, sei que está embriagado mas eles são amigos vão se resolver logo

- vamos deitar então  aproveita que estamos sozinhos 

Deitei na cama e logo minha ruiva logo deitou por cima começando a dar alguns beijos em meu pescoço, eu começei a me sentir apavorado por isso vai que ela queria ir em frente, eu não tinha experiência e estava com medo de fazer algo errado, ela continuou beijando e retirou minha camisa

- Lyds..

- o que foi?

- A gente pode só dormir..

- eu não quero só dormir stilis, eu quero você, quero que a gente faça amor

Meu coração acelerou ainda mais

- o que foi ? Por que está me olhando assim? Não me deseja?

- sim,muito..eu só..estou inseguro, com..

- nãblusa cisa ficar inseguro comigo, acha mesmo que não estou nervosa também? Meu coração está batendo muito forte

Tirou a blusa eu fiquei o encarando até ela depois tirar o sutiã, seus seios eram lindos demais

- sinta como os batimentos estão apressados - colocou minha mão em cima do seu seio esquerdo e foi passando a minha mão ali

-está sentindo?

- hum rum, posso sentir

- você gosta disso UH?

- sim.. É muito bom tocá-la dessa maneira

Apenas deixei as emoções me guiarem, levei minha boca até seu seio e o suguei lentamente

- uuh..issoo, você sabe sim extamente o que fazer Stile..você é tão quentinho

Foi sussurando em meu ouvido e eu continuei o que estava fazendo intercalando entre o seio esquerdo e direito, depois fui beijando sua barriga, era perfeita assim como cada detalhe de seu corpo, beijei naquela região enquanto minhas mãos massageavam seus gigantes e atrativos seios

- uuhh..gosto disso..

Depois dali fiquei receoso com o próximo passo, fui subindo com os beijos até chegar no lóbulo de sua orelha onde mordisquei sem colocar tanta força.. Lydia desabotou seu short  jeans e arrastou a calça para fora de seu corpo ficando apenas com uma calcinha de renda de cor preta, ela tem uma silhueta linda, pernas lindas, tudo nela me encantava

- não tenha medo Stiles, eu também estou um pouco assustada mas quando olho nos seus olhos sinto-me segura e sei que não preciso ter medo, eu sou sua, você é meu, me toque bem aqui..

Disse levando minha mão para a sua região intima ainda coberta pelo fino tecido de sua calcinha, afastei ela um pouco pro lado e começei os movimentos leves em seu clitóris com meus dedos, não sabia bem como seria o jeito certo de fazer isso se é que existe jeito certo, apenas fiquei deslizando meus dedos ali e notei que minha ruiva estava gostando

- está bom assim lyds?- e fui beijando mais uma vez sua barriga

- sim..stiles..só que preciso de mais..

Ela arqueou um pouco as costas pra chegar mais perto de mim e tocou meus lábios, ficou passando seu dedo indicador em meu lábio inferior e eu logo entendi do que se tratava esse "preciso de mais". Se livrei de minhas roupas também.  Ela encaixou as pernas na minha cintura fazendo mantendo um contato gostoso, nos beijavámos enquanto ela ia mexendo sua perna fazendo-a roçar em meu membro e isso estava me excitando

- lyds eu..não estou pronto pra tirar sua virgindade ainda..literalmente falando, podemos apenas fazer uma coisa?

- o que você quer fazer Stiles...

Fiquei na posição invertida a ela na cama, ela fez uma trilha de beijos pelo meu peitoral e descendo e logo   meu membro se chocou com seus lábios grossos, eu nem precisei falar nada, que a tortura começou, ela já estava arrastando sua língua quente de cima até em baixo, apertei suas coxas e e fiz o mesmo, deslizei minha língua na sua intimidade com maestria, eu imaginava muito como seria,  nesse momento me sinto mais relaxado, é apenas nós..nesse quarto, eu e a minha lyds. Suguei seu clitóris e fui bailando com minha língua, passei a pontinha dela rapidamente.

- uuuhh Stiles..hhuu

Senti meu membro esquentar com a boca dela ali , com sua Lingua em movimento em cada extensão e tivemos o nosso primeiro orgasmo assim, juntos..primeiro ela e logo em seguida eu. Ficamos ainda na mesma posição só que de ladinho como se fosse posição fetal, ela brincava com meu membro seus dedos enquanto eu suguei todo o seu gozo e posso dizer , Lydia tem um gosto muito bom!

POV SCOTT

Eu já estava cansado de esperar Allison abrir a porta então lembrei que meus pais tinham uma chave extra guardada no armário, em passos lentos e um pouco cambaleando, consegui chegar até lá, tudo estava girando por conta da bebida , peguei a chave e abri a porta, Allison estava no chão sentada agarrada as próprias pernas , tranquei a porta e me aproximei

- o que você está fazendo ai? Porque não abriu a droga da porta?

- me deixa aqui, eu quero ficar só

- mas eu estou em minha casa, acha que iria pra onde? Lydien e Stiles estão no meu quarto

- Lydia não Lydien , pelo visto está mais bêbado que eu 

- eu falei Lydia você que ta surda 

-falou não

- claro que falei, droga

- vai começar de novo? Eu vou pra minha casa que é melhor

Se levantou-se mas não deixei ela passar

- não vou deixar você sair , está tarde é perigoso

- vai fazer o que pra me impedir? Sou bem maior que você tenho mais força

- eu vou fazer isso aqui

Empurrei ela contra a parede segurando em seus braços

- aí! Minha cabeça,porra Scott!

- deculpa..mas eu não deixo que saia daqui

- posso me soltar quando eu quiser , sabe disso ?

- não se soltará enquanto eu fizer isso

Começei a beijar seu pescoço , acho que aquela bebida deve ter alguma coisa que aflora

-p-para com isso..não faz assim

- aquela Cena toda de ciúme da Hanna foi pra isso?pra me dizer não agora?

- não estava com ciúmes!eu posso estar zonza e um pouco bêbada mas não quero que cometa algo que ira se arrepender amanhã ,

- mas você me quer allison , eu sei, podemos johr a culpa pra bebida no dia seguinte, as pessoas fazem isso sempre

-não quero assim Scott

- transe comigo, vamos ter uma experiência completa

- não! Me solta! Eu não quer ser a droga da sua experiência

- você gostou do primeiro beijo

- a partir do segundo beijo não foi só nada pra mim, te  beijei porque senti vontade e eu ia te contar e dizer que queria ficar com você outras vezes mais te vi com aquela garota

-fique comigo agora então, estou aqui pr você

Tirei minha camisa e segurei nos seus seios com o sutiã

- vem Allison , trnsa comigo!

Ataquei seus lábios em um beijo seento , ela tem umas coxas tão linda. Uma boca tão.., eu não me importei estou bêbado mesmo!

- Ei para! Já disse que não vai rolar

Ela me afastou mas insisti no que eu queria

- me deixa te fazer relxar? - dei um beio no rosto , mordi devagar sua orelha - eu vejo seu corpo reagir , você está arrepiando-se , isso é um bom sinal - fui beijando mais, Allison já estava de olhos fechados, sua respiração estava começando a ficar pesada, tirei sua blusa e ela usava um belo sutiã preto, me abaixei para beijar sua barrig e dessabotoei seu short e fiquei hipnotizado pela visão maravilhosa e sua perna, sua bunda durinha e sua calcinh minúscula, me livrei de minh calça.. Fui descendo com minha mão indo diretamente pra sua intimidade

- Scott !pare já ai

- que difícil hein? Você quer também que eu sei

- Assim não vai rolar já disse, nem está parecendo você

- aqui é a versão Scott bêbado McCall

- quero Scott lúcido, se você disser que quer transar comigo estando lúcido a gente transa

- que drog!- vem vamos dormir

- não vai mesmo transar comigo né?

- não! 

Conformado fomos para a cama,  Allison  deitou um lado e eu do outro,  as vezes  quando estamos bêbado fazemos coisas que  não temos coragem de fazer quando estamos lúcidos, talvez  isso tenha sido o motivo do meu ataque pra cima  dela.  Me aproximei  devagar

- posso pelo menos deitr perto de você? 

- claro Scott, vem.. Deita aqui

Me ajeitei me aproximando delasentido seu cheiro

- Boa noite Scot

- boa noite Allison

Apenas Fechei meus olhos,  não  conseguia mais mantê-los  abertos. 




Notas Finais


Então o que acharam?

Não foi O HOT dos hots porque como viram eles ainda estão se descobrindo

Se pensou em alguma coisa quando estava lendo comentem, se quiser tirar alguma curiosidade, também respondo. Não tenha vergonha se tiver lendo comentem..

Mas espero que tenham gostado..
Kisses. 💋
Até o próximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...