História Style - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer, Little Mix
Personagens Ashton Irwin, Calum Hood, Luke Hemmings, Michael Clifford, Personagens Originais
Tags Amor, Ashton Irwin, Comedia, Drama, James Dean, Perrie Edwards, Romance, Style
Visualizações 26
Palavras 1.301
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha só quem resolveu dar as caras depois de décadas.

Capítulo 5 - Fletcher, o unicórnio cor de rosa


Fanfic / Fanfiction Style - Capítulo 5 - Fletcher, o unicórnio cor de rosa

Isabelle Wates POV.

Emma, Lexie e Maia já haviam ido embora. Eu havia pego o último turno como eu sempre pegava, ao que termino de arrumar a lanchonete pego meu celular no bolso traseiro de minha calça e disco o número de Michael e nada do mesmo me atender, tento uma segunda vez e logo passo para o número de Calum e por fim Luke. Respiro fundo e conto até três antes de ligar para Ashton, permaneço parada enquanto rezava baixinho para que o mesmo atendesse, assim que ouço sua voz de sono do outro lado da linha suspiro aliviada.

Isabelle? – ele questiona confuso.

– Michael e nenhum dos outros garotos me atende, peguei o último turno na lanchonete – explico-me e ouço-o suspirar do outro lado da linha.

Fique ai dentro e só saia quando eu estiver a frente, você me entendeu? – ele diz preocupado o que me deixa até surpresa, murmuro um 'uhum' e Ashton encerra a ligação.

Deslizo meu celular para o bolso de minha calça novamente e pego minha bolsa que estava detrás do balcão, sento-me em uma das cadeiras e fico olhando o local enquanto esperava por Ashton. Após alguns minutos finalmente vejo seu Opala preto parado em frente a lanchonete. Sigo até a porta e abro-a, saio em seguida tranco-a e sigo até o carro de Ashton adentrando-o.

– Muito obrigado – digo relaxando meu corpo sobre o banco.

– Os meninos estão em uma festa – ele diz.

– Grande irmão não é – digo e Ashton solta uma risada baixa.

– Posso lhe perguntar algo? – Ashton questiona desviando o olhar para mim.

– Se não for me deixar constrangida ou algo do tipo, pode ir em frente – passo o cinto por meu corpo e volto meu olhar para Ashton que agora olhava a estrada a nossa frente.

– Por que trabalhar até tarde todas as noites? – ele questiona e eu estou pronta para rebater a respeito mas ele me corta – Michael disse que busca você todas as noites e que você é a última a sair, sempre.

Mordo meu lábio inferior enquanto xingava-me mentalmente, conto até três e logo solto meu lábio.

– Eu pretendo ir a faculdade, sabe como é né, não sou um astro do rock como vocês – respondo abrindo um sorriso fraco e Ashton ri – Então eu pego os últimos turnos e assim consigo mais dinheiro para ir a faculdade.

Ashton balança a cabeça em concordância e durante o resto do caminho ficamos em silêncio mas não era aqueles silêncios que geralmente são constrangedores, esse silêncio significava algo bom, perto de chegar em minha casa sinto meu celular vibrar no meu bolso e logo pego, surpreendo-me ao ler o nome no visor, desvio meu olhar para Ashton que está olhando para meu celular.

– Seu namorado? – Ashton questiona e eu nego – Então...

– As meninas me desafiaram a falar com ele hoje, então ele foi gentil e me deu seu número. Só não há uma razão para ele estar me ligando uma hora dessas – deslizo meu dedo pela tela ignorando a ligação de Jacob.

Ajeito-me sobre o banco uma segunda vez e suspiro aliviada ao que Ashton estaciona em frente a minha casa, retiro o cinto de meu corpo mas continuo sentada no banco. Desvio meu olhar para Ashton que me encara.

– Obrigado, de verdade – digo baixo e Ashton concorda com a cabeça.

– Não foi nada Isabelle – ele diz e eu sorrio fraco.

– Izzie – digo baixinho. Inclino meu corpo para o lado e deixo um beijo estalado sobre sua bochecha, murmuro um boa noite baixo e logo em seguida desço de seu carro. Antes de adentrar em casa aceno para Ashton que retribui, observo-o partir e finalmente entro em casa.

[Dia seguinte]

Eu nunca agradeci tanto a um dia de folga como esse, viro-me para o relógio sobre cômoda e vejo que marcava 10 horas em ponto, abro um sorriso largo e tomo coragem de me levantar da cama. Sigo em direção ao banheiro, retiro o pijama que usava juntamente ao conjunto de lingerie, prendo meu cabelo louro em um coque no alto na cabeça e sigo até o box, adentro de baixo do chuveiro e ligo-o deixando com que a água quente caia sobre meu corpo. […] Retiro a toalha de meu corpo e visto o conjunto de lingerie preto em seguida visto uma blusa simples e uma calça.

Saio de meu quarto, passo pelo de Michael e deduzo que o mesmo estava curtindo sua ressaca da noite anterior. Ao que me aproximo das escadas, escuto vozes no andar de baixo e desço as escadas de forma lenta, ao chegar na cozinha deparo-me com minha mãe fazendo o café, e meu pai conversando com Ashton.

– Bom dia Izzie – ouço Daryl e abro um sorriso amigável. Ashton vira-se para mim e eu consisto o sorriso em meu rosto.

– Bom dia Daryl – respondo-o e viro-me para Ashton – Bom dia Irwin.

Sigo em direção a minha mãe e deixo um beijo estalado em sua bochecha, sento-me ao lado de Ashton e passo a observar minha mãe e Daryl conversarem.

– Como está Michael? – Ashton questiona.

– Curtindo a ressaca dele e creio que outros também estão foi tempo perdido seu de vir aqui – digo para Ashton que ri baixo e nega com a cabeça – O que foi?

– Vim aqui lhe chamar para passear comigo, estou de babá dos meus irmãos e vou levá-los para o parque. Está afim de ser babá também? – prendo meu lábio inferior entre meus dentes e encaro Ashton enquanto pensava sobre sua proposta.

Dia de folga, parque, sol. Não é uma má ideia tão ruim não é? E tenho certeza que os irmãos dele não podem ser pior que Michael e o resto dos meninos juntos.

– Tudo bem, eu aceito a proposta – respondo e o sorriso de Ashton se alarga.

O resto da manhã se dá por minha mãe junto a Daryl tomando café e conversando e eu e Ashton revezando os olhares para eles e para nós.

[…]

Solto uma risada alta enquanto Lauren me contava sobre a vez que ela quase tacou fogo no cabelo de Ashton, o mesmo nega com a cabeça mas nos acompanha na risada. Lauren continua a me contar histórias constrangedoras de Ashton e Harry não fica muito atrás da irmã, eu podia afirmar que meu rosto estava vermelho só pelo tanto de risada que eu dei das histórias.

Ao que Ashton estaciona o carro no estacionamento do parque, Lauren e Harry descem e apenas correm sem nem aos menos olhar para trás. Retiro o cinto de meu corpo e desço do carro, espero com que Ashton desça do mesmo e assim que ele faz caminho até ele e paro ao seu lado.

– Onde vamos primeiro? – questiono e ele me encara – O que foi? Você acha mesmo que só vamos observar eles brincarem por ai? Por favor né, eles dão unicórnios de pelúcia como brinde garoto.

Ashton solta uma risada alta e eu acompanho-o, meio sem jeito pego em sua mão e puxo-o para entrarmos no parque. Caminho em direção a primeira barraca de tiro ao alvo e faço a minha melhor cara de gato de botas para que Ashton tente ganhar um unicórnio para mim, após algumas tentativas finalmente tenho o unicórnio rosa em mãos.

– Qual o seu nome do meio? – questiono e Ashton me olha sem enteder.

– Fletcher – ele diz dando de ombros.

– Então esse é Fletcher, o unicórnio cor de rosa – digo aproximando o nariz do unicórnio do nariz de Ashton que rola os olhos. Abro um sorriso largo e passo a caminhar a procura de outra coisa que me agrade enquanto Ashton me seguia.

''Encontrei meu coração e o parti aqui fiz amigos e os perdi ao longo dos anos e há muito tempo não vejo aqueles vastos campos, eu sei, eu cresci, mas mal posso esperar para ir pra casa.'' - Ed Sheeran.


 


 

 


Notas Finais


E ai?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...