História Sua Cara - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Jikook
Visualizações 312
Palavras 3.030
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Festa, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


LEIAM TUDO, É IMPORTANTE!

Olá!~ Quem retornou com essa história arrasadora? Eu mesma! Unnie Gessye, pra vcs~😍💕
Falei que se vocês pedissem eu continuava, e estou aqui.
Mas eu fico muito feliz por ter tido gente que curtiu o primeiro final pra essa fanfic, que se terminasse no Cap. passado, não teria problema. Eu achei bem digno também ksksksk
Mas o que é bom não pode acabar tão rápido, então...

Quero agradecer pelos +de100 favoritos!😍❤
Essa é a fanfic que mais está deixando feliz, e sei que ela só tendi a crescer, e vou me esforçar para isso!~💕

Como vcs viram, o nome deste capítulo é referente a música Todo Dia da Pabllo Vittar feat. Rico Dalasam. E será apenas mais uma inspiração para os próximos capítulos.

Digo logo de antemão que esse capítulo irá mostrar a visão do Jungkook depois do fora que ele levou, kkkk então não fiquem chateadas, ainda~
Tem mais recado e explicações nas notas finais. LEIAM!
E ótima leitura~💖

Capítulo 3 - Todo Dia


Fanfic / Fanfiction Sua Cara - Capítulo 3 - Todo Dia



As férias de primavera no meio do ano eram um convite para os universitários da Sungkyunkwan University (SKKU), ou de qualquer outra instituição, à terem duas opções.


A primeira era se retirarem do campus e seguirem viagem à cidade natal para ficarem com os familiares, ou tinham viagens turísticas em outras cidades dentro da própria Coréia, ou até mesmo viajavam para fora do país.


Mas na segunda opção, tinha aqueles que decidiam ficar dentro do grande campus, que de maneira alguma ficavam avulsos. E sim tinham uma série de coisas para fazer e curtir ali.


Haviam pessoas que preferiam ficar na Universidade e simplesmente estudar.


Com o extenso conteúdo programático das aulas e livros a disposição na biblioteca, eles aproveitavam para reforçar os assuntos que tinham dificuldade no curso ou adiantar os conteúdos do semestre que estava por vir. E era no interior dos dormitórios em seu comodismo, ou no silêncio da biblioteca que ficava aberta até mesmo nas férias para os alunos nos dias de semana e em horários comerciais, ou na tranquilidade das tardes no gramado que era repleto de sombra e ar fresco, era desta maneira que alguns acadêmicos optavam em passar a estação da primavera, estudando.


Já outros ficavam no campus para aproveitar a lista infinita de atividades que eram oferecidas pelos próprios acadêmicos. Entre elas estavam inúmeras festas durante a semana na República que iam madrugadas a dentro. Festas essas que era possível serem escolhidas a dedo, por serem muitas em um mesmo dia. Ou torneios esportivos apenas para se divertirem, sem ter uma premiação que os levasse a se vangloriar por obtê-la.


Poderiam optar também por tardes no gramado enquanto faziam piqueniques com os amigos. Ou até mesmo enfurnar-se em um quarto com outros alunos enquanto passavam dias acordados sobre efeitos de energéticos apenas jogando jogos online e fazendo competições entre si com notebooks conectados a internet o dia todo.


Enfim, existiam variedades de coisas para se fazer a quem decidisse ficar na Universidade.


Só era entediante para aqueles que decidiam não fazer absolutamente nada. Por que programação existia, e não eram poucas.


Taehyung estava na lista daqueles que decidiram ficar no campus, e o mesmo voltava no final da tarde da segunda-feira, de uma partida de Overwatch dentre tantos dormitórios quaisquer que existiam ali.


Adentrou em seu quarto que dividia com o mesmo colega e amigo de quarto desde que ingressou na SKKU. O mesmo encontrou o outro garoto da mesma maneira que o avistou pela última vez antes de sair para curtir as atividades que o campus tinha pra lhe oferecer. Este estava jogado na própria cama enquanto ouvia música nos fones de ouvido, apenas com a luz ambiente do lado de fora que penetrava a janela, mas que já dizia adeus para a noite que chegava.


- Você ainda está assim? - falou um pouco mais alto para que seu amigo lhe escutasse e lhe desse a devida atenção.


Antes de responder, o garoto se ajeitou na cama encarando o amigo de Daegu e logo retirou um lado do fone de seus ouvidos.


- Sim. Qual o problema? - fez a retórica de modo seco.


- O problema? O problema é que você já passou o domingo todo assim, isolado nesse quarto. Perdeu quase a segunda toda também, e se depender de mim, não vai passar todos os dias das férias assim, desse mesmo jeito! - disse tentando abrir-lhe os olhos.


- E se eu quiser? Não vejo pra quê tanto drama. - respondeu novamente com seu humor áspero.


- Jungkook, fala sério! - iniciou o acastanhado outra vez em busca de convencer o amigo. - Tudo bem que você levou o fora do século na frente da Universidade toda, mas não é motivo para você cortar os pulsos enquanto escuta músicas fúnebres!


- Cala boca Taehyung! - exclamou revirando os olhos em tédio e logo atirou um de seus travesseiros no amigo que já se encontrava na cama ao lado.


- Eu tô falando sério cara! - disse após se defender e não revidar. - Tudo bem que Park Jimin está um puta gostoso da porra agora, mas não é motivo para você desistir de suas férias e ficar preso nesse cafofo.


O moreno ouviu o mais velho e apenas suspirou pesado passando a mão no rosto em frustração. Sabia que o famigerado V - apelido o qual todos o conheciam também - só estava querendo o ajudar como sempre, mas o mesmo não sabia da real situação por qual o amigo estava passando.


- Não é bem assim Taehyung. Se fosse apenas um fora o qual tivesse recebido do Park, eu não estava nem ligando. Mas nossa história vai muito além da festa de sábado à noite.


Revelou deixando o acastanhado primeiramente confuso e depois intrigado e surpreso. Ele não entendia o que o amigo quis dizer com aquilo, por isso, com sua curiosidade não evitou perguntar.


- Me conta tudo! - falou expressivo e animado.


Jungkook sabia que não poderia manter aquilo que ele e o pequeno tiverem em segredo por muito tempo. Uma hora ou outra a verdade viria à tona, só não contava que fosse quando Jimin já tivesse desistido de si. Por isso, sem animação alguma, em contraste ao humor do amigo que aguardava sua fala ansiosamente, ele começou a confessar.


- Bem, eu e Jimin estávamos envolvidos em uma espécie de relação por algum tempo já… - iniciou.


- O quê? - questionou exaltado o mais velho. - Vocês estavam ficando, era isso? - viu o moreno confirmar com a cabeça. - Por quanto tempo?


- Um ano ou mais… - revelou.


- Nossa Jungkook, é muito tempo! Se você gostava dele, o que aparenta a julgar pelo estado que você se encontra, por que não assumiram um relacionamento logo?


E mais uma vez Taehyung viu o amigo suspirar pesado e frustrado durante aquela conversa antes de respondê-lo.


- Se dependesse do Jimin, nós já estaríamos namorando logo após seis meses de nossos encontros. - disse arrependido.


- Então, o que houve? - o perguntou mais uma vez tentando achar fundamento naquela história toda.


- Foi eu, Kim! Foi eu que fui o babaca da história. Eu que não quis assumir essa relação desde o início! - disse exaltado, segurando toda sua raiva que fazia apertar seus punhos com força.


- Mas porquê? O Park parece um garoto tão legal, e depois de sábado, todos o acham incrível!


- E ele realmente é! Não apenas no que demonstrou na frente de todos na festa, mas também como pessoa. Na forma de pensar, de falar e de agir. Park Jimin é realmente incrível! - disse sincero, algo que não havia nem mesmo confessado para si mesmo antes.


- Eu não entendo... Então por quê Jungkook? Por quê não quis assumi-lo se vocês se amavam? - questionou atordoado pela situação.


- Eu não sei! Insegurança talvez… - disse incerto ainda. - Medo de me envolver publicamente com ele e acabar perdendo a popularidade que eu sempre tive, por ele ser apenas um garoto comum sem muitas atratividades ao público… Eu sei lá afinal, eu só me sinto muito idiota agora! - concluiu por fim enquanto seu amigo ouviu tudo em silêncio e ainda demorou assimilando o que ouvira, e também para retomar a fala direcionando ao mais novo outra vez.


- Olha Jeon…. Se esses foram seus motivos, eu sinto te dizer que você foi um cara muito do escroto! - falou sério e ainda desacreditado do que o moreno fez ao loirinho.


Jungkook se assustou por ouvir adjetivo tão chulo sendo direcionado a si pelo amigo. Mas logo em seguida entendeu que ele mesmo não tinha razão nenhuma naquela história. Ele realmente havia sido muito otário!


- Eu sei. Eu sei, okay?! - disse alterado.


- Okay. - respondeu mais calmo que o amigo para manter os ânimos estáveis alí, ele também não poderia julgá-lo não estando no seu lugar. - Como seu Hyung, só digo para pensar bem em relação às atitudes que você tomará daqui para frente relacionadas ao Park, para não feri-lo outra vez, e também sobre sua vida pessoal. - viu o moreno derrotado concordar. - As coisas acontecem na nossa vida como aprendizado Jungkook, e apesar de muito novo ainda, espero que o que aconteceu lhe sirva de lição para agir com mais maturidade daqui para frente. - o acastanhado concluiu ouvindo o amigo concordar em um murmuro apenas.


- Certo.


Após o fim da conversa, os dois ficaram deitados em suas respectivas camas olhando pro teto e pensando na vida por um bom tempo. Não haviam muito o que falar, a não ser brisar somente. Mas logo o mais inquieto e ativo pegou seu celular no criado mudo ao lado analisando algo no aparelho e em seguida questionou o mais novo.


- Jungkook, você sabe alguma coisa sobre Namjoon?


Após ouvir o nome do amigo mais velho, Jeon não evitou de bufar em irritação, tudo por ainda sentir ciúmes das cenas que presenciou dele com Jimin na festa, se pegando.


- Não e nem quero saber desse puto tão cedo! - respondeu seco.


- Okay… - disse estranhando o comportamento do amigo, mas o ignorou. - Só estou questionando porque não o vi mais após ele ter saído da festa junto ao veterano do curso de artes cênicas, o Seokjin. - explicou.


- Devem ainda estarem se fudendo por aí, em algum canto. - respondeu com desdém.


- Esse filho da puta ainda nem responde minhas mensagens! - o acastanhado comentou com um tom de chateação momentânea na voz.


Mas logo o mesmo esqueceu do assunto quando viu o moreno ao lado levantar e pegar uma toalha, ao que aparentado iria tomar banho.


- Acordando pra vida Jeon? - o questionou brincalhão. - Vai sair pra onde depois de se banhar?


- Sei lá cara, eu só vou vagar por aí e espairecer um pouco.


- Hum, entendo…


- Quem sabe eu tomo vergonha na cara e coragem para enfrentar Jimin e lhe pedir perdão, quem sabe. - disse com pouco ânimo.


- Vish cara… - começou o mais velho lembrando-se de algo. - Acho que mesmo que você crie coragem, não vai dar não. Não ao menos tão cedo.


- O quê? Por quê?! - o questionou eufórico querendo respostas.


- Bem, é que antes de vir pra cá, eu vi que algumas pessoas do dormitório do Park organizaram uma saída para se hospedarem em Hongdae e curtirem as férias por lá alguns dias, e ele estava no meio dessa turma.


- Hãm? Ele vai sair do campus? - questionava com aflição. - Como assim? Ele já foi embora?


- Olha cara, eu não sei… eu acho que sim, sei lá. As coisas pareciam já bem resolvidas e adiantadas quando eu ouvi isso.


- Não… eu preciso encontrá-lo! - disse se apressando em ir ao banheiro para sair logo daquele quarto.


- Olha Jungkook… - chamou a atenção do mais novo antes que o mesmo fechasse a porta atrás de si. - Não é te desmotivando nem nada. Mas Hongdae não é tão pequena assim, e mesmo que você vá atrás dele, não é uma garantia de encontrá-lo, e mesmo que o encontre, você não tem certeza se o Park queira mesmo falar com você. - disse sincero.


- E-eu sei… mas eu preciso tentar.


- Eu entendo, mas te aconselho a dar um tempo e esperar a poeira baixar. Ainda é muito recente.


- Eu sinto que se eu demorar mais, vou acabar perdendo o Jimin pra sempre. - confessou aquelas palavras quase de maneira muda, mas aquilo fez seu coração se entristecer e doer, ao ponto de encher seus olhos de lágrimas. E antes que alguma delas caísse, ele adentrou no banheiro por fim, trancando a porta.


Ele não sabia ainda o certo a se fazer. Ele apenas sabia que tinha que fazer alguma coisa para ter o baixinho de volta para si. Mesmo que sua imaturidade fosse de encontro às suas atitudes certas, ele se esforçaria para fazer o correto desta vez.


Hongdae ficava distante da Universidade SKKU onde estava, mas não hesitaria em ir atrás do baixinho e procurar-lhe em meio a tantos outros jovens no imenso bairro agitado.


Após se arrumar, apenas avisou Taehyung que já estava de saída e já foi se retirando do quarto. Todos os conselhos que o amigo poderia ter lhe oferecido, já tinha lhe dado. Agora bastava ele seguir com sua intuição do que era certo.


Sua ideia inicial era de realmente sair para espairecer e pensar em inúmeras possibilidades de se desculpar com Jimin e reconquistá-lo de volta. Mas agora havia urgência. Ele não acharia que fosse capaz de ficar tanto tempo longe do baixinho.


Quando deu-se por si, já estava em frente ao quarto que já era bem conhecido, batendo na porta em um certo desespero camuflado por pressa.


- Jimin! - batidas na madeira. - Jimin, abre aqui, por favor. Eu preciso falar com você! - mais batidas fortes. - Por favor. O que eu tenho pra te falar é sério. - espaço de tempo. - Não me ignore!


- Aish! Que zoada toda! - falou um aluno de outro quarto saindo na porta no corredor. - Não se pode mais nem dar um cochilo em paz antes de sair! - resmungou para o garoto barulhento. - Por mais que Jimin queira te ignorar mesmo, ele não poderia te atender agora imbecil, já que nem ele e nem Hoseok se encontram no quarto, e muito menos no campus! - disse com humor de poucos amigos.


- Ah não? - questionou entristecido mais para si mesmo do que para o ainda desconhecido a sua frente. - Eles já foram?


- Sim, e eu já estou indo também! - o branquelo falou jogando uma mochila nas costas e trancando a porta de seu quarto.


- Você vai para o mesmo lugar que eles, encontrá-los? - perguntou animado e com os olhos esperançosos por ter uma pista de encontrar Jimin novamente.


- E o que te faz pensar que eu te responderei isso? - o respondeu com outra pergunta.


- Por favor hyung, eu preciso falar com ele!


- Ih garoto, sei não hein… nem te conheço! - disse desconfiado.


- Sou Jungkook prazer. - disse apressado. - Qual seu nome?


- Min Yoongi, pra você. - falou sério. - E te analisando bem, você é o garoto do fora épico do ChimChim! - disse apontando pro moreno e rindo de deboche do mesmo. - Cara, depois daquilo te aconselho a esquecer ele e partir pra outra. - falou ainda rindo.


Jungkook ouviu a piada sobre si respirando fundo, procurando não se irritar com o mais velho a sua frente.


- Você vai me ajudar ou não afinal das contas? - o questionou sério ignorando seu comentário anterior.


- Moleque, eu não posso te dizer aonde Jimin está, ou então eu seria um homem morto por Hoseok. Mas se você quer saber tanto onde ele está, já tentou ao menos falar com ele pelo chat? - perguntou o óbvio, mas sabia que o garoto a sua frente ainda tinha muito o que aprender com a vida.


- Não. - disse de modo baixo olhando para o lado, envergonhado por ainda não ter feito o básico. - Tenho receio dele não me responder. - confessou.


- Você nunca vai saber se não tentar. - respondeu o mais velho. - E ainda quer se aventurar e ir atrás dele! - disse rindo irônico. - O não das respostas do Jimin você já tem, só basta ir atrás do sim agora. Chame-o no chat, quem sabe ele te responde. - disse por fim virando de costas para Jungkook e deixando um “Falou” como despedida.


Jungkook o viu sair até se retirar por completo do bloco, e antes de seguir caminho também, olhou mais uma vez para a porta do quarto do seu ex amante e perguntou a si próprio.


“O que eu fiz com a gente Jimin?”


Após isso, saiu do local mais frustrado e com outra ideia em mente, falaria por mensagem com ele. Ou ao menos tentaria.


Já estava de noite, beirando às oito horas, e Jungkook andava pelo gramado verdinho meio sem rumo, ele acabou por se sentar em baixo da primeira árvore que achou mais confortável. Pegou seu celular do bolso e abriu o chat da conversa que tanto já fora movimentado com Park Jimin.


Apertou a foto do mesmo a ampliando na tela do aparelho, suspirou em ver a imagem do ainda antigo Jimin, com o cabelo castanho, óculos grandes e feições fofas, totalmente diferente do Minnie de agora. Um garoto que está cheio de si e que esbanja sensualidade com sua nova fisionomia.


Não que o moreno não o achasse bonito desta nova forma. Jimin estava muito mais lindo agora! Mas Jungkook não amava a aparência de Park, e sim a pessoa dele. Pena que percebeu isso tarde demais.



Conversa Aberta.


Jiminnie Está Offline.


Jeon olhou bem, e suspirou profundamente por incontáveis vezes. Ele buscava coragem para deixar seu orgulho para trás e se desculpar verdadeiramente com seu amado.


Jimin? - enviado, mas não lido.


Oi… - enviado, mas não lido.


Sei que você ainda não deve estar querendo falar comigo ou olhar na minha cara… - enviado, mas não lido.


Mas o que eu tenho pra te falar é muito importante! - enviado, mas não lido.


Agora eu sei o quanto eu errei e fui um canalha com você! - enviado, mas não lido.


Te peço perdão. - enviado, mas não lido.


Eu só quero que você ao menos me dê a chance de te dizer isso pessoalmente e te mostrar que posso ser um Jungkook melhor. - enviado, mas não lido.


Melhor pra você, melhor pra mim e melhor pra gente… - enviado, mas não lido.


Por favor. - enviado, mas não lido.


Jeon após digitar a última frase ainda ficou fitando a tela do celular analisando se expressou-se da forma correto e se foi convincente. Ele só queria mais que tudo agora, que o baixinho lhe desse um voto de confiança e lhe deixasse falar consigo pessoalmente.


Quando viu uma mudança na conversa, chegou a pensar que seu desejo era tanto,  que seu subconsciente estava o enganando, mas não viu errado e abriu um sorriso nos lábios em expectativa e nervosismo.


Jiminnie Está Online.


Todas as mensagens foram lidas.


O tempo de espera por uma mensagem e resposta de Park estava sufocando Jungkook, como se o garoto precisasse daquele feedback o mais rápido possível, senão acharia que poderia morrer por aguardar tanto. Mas logo o próximo passo do loiro o deixou confuso e aflito, mais do que já estava.


Jiminnie Ficou Offline.


Jiminnie saiu da conversa.


Este contato bloqueou você.




Notas Finais


Nosssaaa~
Parece que alguém agora vai ter que se virar nos trinta, não é mesmo?
So sad pelo Kookie, meu Utt~😢😍😂
O que vcs acham que o Jeon irá fazer agora? Irá desistir?!
Comentem! Eu AMO responder o comentário de vocês!💕😊

Bem, como vocês puderam notar, este capítulo é mais curto comparado aos outros, pq? Pq antes eu esperava concluir a fanfic em dois capítulos que precisavam explicar e detalhar muita coisa. Agora não, então entendam meus amores~💕

Não teve a letra da música Todo Dia neste capítulo, mas no próximo, vcs já sabem como funciona! Baixem a música e aguardem para o lacre!😉😄

E por fim, quero agradecer imensamente a @martafragoso, leitora de Sua Cara, que se dispôs a me presentear com uma capa para fanfic, e o melhor, me deu várias outras de presente me dando a opção de escolher a que eu mais me agradei. Estou tão feliz por essa nova amizade!😍❤
Ela ainda betou este capítulo, obrigada!❤😙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...