História Sua Submissa - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Watch Dogs
Visualizações 1
Palavras 1.435
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Cap novo! :D

Capítulo 5 - Capítulo 2 - Guerra Entre Duas Almas


Fanfic / Fanfiction Sua Submissa - Capítulo 5 - Capítulo 2 - Guerra Entre Duas Almas

Já se passaram 5 meses de tudo isso. Das reviravoltas, das brigas, das coisas ruins, da distância...enfim, de tudo. Eu estava sentada na varanda da casa do Wrench, enquanto ele dormia feito pedra na cama. Na noite passada o DedSec havia feito um grande plano de invasão contra a BLUME e seu pessoal. E eu estava lá, Eu vivi tudo o que eles fizeram, claro que eu não fiz nada pois Wrench me pediu para não fazer nada para a minha segurança, então eu não fiz. Foi tão...intenso tudo o que eles fizeram, Marcos falando de planos, Sítara dando concelhos, Josh entrando nos servidores da BLUME, Wrench construindo máquinas para destruir, e eu...sentada no canto da sala, bebendo uma lata de rrfrigrrant, ouvindo todo o plano. De vex em quando eu levantava para pegar batatinhas, mas voltava pro meu lugar. Enfim voltando a varanda, eu estava bebendo um refrigerante de laranja e baixando alguns apps para meu celular, eu estava apreciando a vista de San Francisco, era linda a vista da varanda da casa de Wrench. Era de frente para o mar e eu confesso que nunca tinha vindo aqui, eu nunca tinha entrado mais a fundo na vida pessoal dele. Eu nunca tinha conhecido nada dele, eu só sabia que ele era o meu namorado e que eu estava cansada disso, de não saber mais sobre ele. Eu terminei meu refri e joguei a lata no lixo que estava aí perto, nesse momento eu recebi uma mensagem de Holloway que dizia:

Hacker Space hoje às 15:00 gatinha, não se atrase e chame o grandão. Nós vamos bombar o bumbum da BLUME! :] ~Retr0

Aii o que queria que esses caras estão aprontando agora ? Não insistir em continuar a conversa, me levantei, entrei e fui tomar um banho. Tomei meu banho rápido, e fui acordar o Wrench, me deitei do seu lado e fui acordando ele aos poucos, com beijinhos e uma voizinha fofa, ele foi acordando aos poucos e gemendo de sono.

- Bom dia florzinho do dia

- Bom di....Aaaaaarrrr - Ele boceja e passa a mão nos olhos

- Vamos, acorda, toma um banho e se veste rápido, Marcos precisa da gente hoje às 15:00.

- É pra que ele quer a gente lá a essa hora da manhã ? 

- Da manhã?! Haha Wrench são 15:00 da tarde

- Para mim ainda é manhã, você sabe que eu só funciono a noite, princesa

- Ah é, eu esqueci disso. - Ele da um pulo na cama ficando por cima de mim, ele me da vários beijinhos na testa e nas bochechas.

- Onde você esteve esse tempo todo, em ?!

- Esperando você - Eu o olho fixo nos seus olhos, e pela primeira vez eu vi a cor real de seus olhos, era um azul acinzentado que me hipnotiva.

- Estava me esperando?!

- Sim, eu sempre te esperei. - Ele da outros beijinhos na minha testa e levanta todo animado.

- Vou tomar um banho, princesa. Me espere aqui. - Ele tira a calça a joga de lado e entra no banheiro, eu levanto e vou pra varanda outra vez, e depois de 20 minutos ele sai e ainda de toalha vem até mim, me abraça por trás e me da e vários beijos no pescoço. E leve mordidinhas também, eu sorrio apertando um pouco a sacada da varanda. - Eu quero fazer de você minha única saída, Meu único caminho, a minha volta pra casa, o meu recanto de amor. Quero que seja minha para sempre, pra poder te gravar em cada pedaço do meu coração, para ouvir a batida do meu amor, para dançar junto com o som da minha voz. Pra poder dizer 'eu te amo' sem medo de errar, para sempre comigo você está. Eu serei grato a todos os momentos que com você, a vida vai me dar. Por que você é e sempre vai ser, a minha única saída. - Ele me da um beijo e se afasta, eu fico olhando o mar um pouco tentando me recuperar das palavras lindas que ele acabou de me dizer. Wrench nunca me disse coisa tão linda antes, eu achava até que ele não gostava de mim, e só queria sexo e coisa e tal. Eu estava feliz demais que nem percebi meu celular tocar. Quando me dei conta dei um pulo e atendi:

- Alô ?

- Hey...sou eu...Sítara...você...esta podendo falar agora ?

- Oi! Hã...claro, o que houve ?

- Preciso me encontrar com você antes de irmos para o hacker Space, você tá podendo sair agora ?

- Oh...sim, tudo bem. Nos vemos no Bar Qualquer do Sillicon Valley, ok ?

- Ok...te vejo lá...venha sozinha..por favor... - Desligo o celular e vou ate Wrench. - Sítara acabou de me ligar, disse que precisa conversar.

- Aonde ?

- Eu não sei, eu disse a ela para a gente se encontrar no Bar Qualquer no Sillicon Valley.

- Certo, eu te levo.

- Não, ela me pediu para ir sozinha...

- Porque sozinha? 

- Eu não sei...ela não me falou, mas a voz dela pareceu bem abalada.

- Nunca que você vai sozinha, estou com um mal pressentimento sobre isso.

- Amor não é nada, deve ser só coisa de mulher.

- Não sei não, mas me informe de qualquer coisa que acontecer e eu vou voando te salvar, princesa

- Ta bom meu herói, pode ficar tranquilo - Eu sou um beijo nele, aviso que estou indo e saio de casa. Estou indo sozinha, a tarde para o Sillicon Valley. Eu não frequentava muito aquele lugar pois o Marcos me disse para nunca ir lá sozinha, mas era a Sítara, minha amiga, então eu fui. 40 minutos depois a pé, cheguei ao local, não vi Sítara então decidir esperar. Sentei numa mesa perto da janela lá no fundo do bar, e esperei ela. Passou 1 hora e nada nela, então decidir ir embora, quando me levantei fui barrada por uma moça morena, toda de preto, cabelo raspado de lado, com uma máscara, igual a de Wrench. Tentei passar mais ela sempre me barrava, então ela decidiu falar:

- Você é a mascotinha do Marcos ? 

- Eu não sei do que você está falando, com licença...

- Opa a mascotinha não vai a lugar nenhum...- A moça me agarrar e eu tento revidar, eu bato com o cotovelo em seu pulmão, ela cai no chão e eu saio correndo. Lá fora eu ligo pro Wrench:

- Princesa ?

- Tem uma mulher tentando me pegar, por favor vem me buscar, estou em perigo, por favor estou com tanto medo, preciso de você...

- CALMA PRINCESA, ME MANDA A SUA LOCALIZAÇÃO, JÁ ESTAMOS INDO, SE ESCONDE EM UM LUGAR SEGURO POR FAVOR

- Vem rápido - Eu saio correndo e me escondo em um beco na frente do bar e consigo ver a moça saindo e me procurando pela rua. 

Eu fico agachada ali por um bom tempo, até senti uma presença atrás de mim, sinto uma coisa dura e gelada na minha cabeça e uma voz dizendo para eu nao me mexer e nem olhar para trás. Vejo Wrench chega com o pessoal, eu já não estou mais sozinha. Ele salta do carro e vai direto para um cara de preto, dando socos e gritando "CADÊ ELA ?! CADÊ ELA ?!" O homem que esta comigo apontando uma arma pra minha cabeça, sai abraçado comigo e me mostra para todo mundo. O Wrench tenta vim em minha direção correndo e gritando meu nome mais é barrado e jogado no chão por dois homens,  Marcos tenta de mover mais também é barrado, o homem que está me abraçando por trás tem uma voz conhecida...parece a voz de alguém que o DedSec tentou arruinar..o homem então fala para mim:

- Se eu fosse você, não faria nada, não pensava em nada e não tentaria mandar códigos nem sinais para o seus amigos. Porque se não, o seu namoradinho alí.... morre agora mesmo...- Ele aponta a arma para o Wrench que é erguido por dois caras. - Você entendeu ? - Faço que sim com a cabeça e então ele fala - Oh Wrench, eu não sabia que você curtia mulher cara, ainda mais mulher gostosa...muito gostosa..- Ele passa sua língua na minha orelha, se esfregando em mim...Wrench fica mais furioso ainda e tenta vim pra cima, mais novamente é apunhalado e cai no chão. - Calma ai rapazinho, mais um passo e ela morre. - Marcos interrompe o homem, falando..

- Olha na boa, nós não queremos confusão..o que realmente você quer cara ?

- Você sabe o que eu quero Marcos Holloway. Eu quero justiça, eu quero ganhar...

- Dusan Namic....

- Mas pode me chamar de Senhor todo poderoso! Hahahaha....


Notas Finais


Contínua #--->


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...