História Sua voz - Namjin - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Namjin, Vhope, Yoonseok
Exibições 265
Palavras 3.023
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Só digo uma coisa: boa leitura😘😂

Capítulo 11 - Desentendimento


Um mês depois

Pov Seokjin

Mensagem on:

23:57

(Eu): Você é um idiota, Kim Namjoon.

23:57

(Namjoon): Eu sei 😘

23:57

(Eu): Eu vou dormir, já está tarde.

23:58

(Namjoon): Ah não! Fica mais um pouco.

23:59

(Eu): Você está me incomodando dês das 20h.

23:59

(Namjoon): Te incomodando? Eu não me lembro de você ter reclamado.

00:01

(Eu): Tchau, Namjoon.

00:01

(Namjoon): Boa noite princesa.

Mensagem off.

Ele tem razão. Eu não reclamei. Conversar com Kim Namjoon tem se tornado um hábito. Mesmo eu sendo "obrigado" a conversar com ele. O tempo passa desapercebido. Nós falamos sobre várias coisas, descobri que ele e eu temos algumas coisas em comum, como por exemplo gosto por livros e música. E coisas que não temos em comum, como gosto para roupas, cor, comida. Enfim, essas coisas básicas. No começo eu fiquei receoso de falar com ele, para falar a verdade eu ainda não me sinto a vontade falando com ele, mas não sei por que, eu automaticamente respondo ele quando ele me manda mensagens. Talvez eu sinta saudades de conversar com alguém como antigamente e, me sinto mais a vontade -mesmo não estando 100% a vontade- conversando com ele via mensagens.

Ah! Ele me explicou o por que dele ter me pedido para cantar a um mês atrás. Ele diz que a minha voz acalma ele. No começo eu pensei: ele só pode estar tirando com a minha cara. E hoje eu ainda penso assim.

Sobre a minha relação com a minha mãe: bom, não está 100% também. Pra falar a verdade não está nem 50%, mas de 0,2% para 30/40% é uma boa mudança.

Deito-me na cama e me cubro até o pescoço. Fiquei uns vinte minutos tentando dormir, mas não conseguia. Me levantei e fui até o banheiro que ficava no meu quarto. Liguei a luz e lavei meu rosto. Me olhei no espelho por um instante. Eu sempre me olhava no espelho quando ia ao banheiro, mas nunca parei para me analisar, então por alguma razão desconhecida eu analisei cada detalhe do meu rosto. Eu era bochechudinho a um tempo atrás, agora minhas bochechas tem um volume, mas não tanto quanto antes. Não que antes eu fosse gordo, eu não era, mas eu tinha umas bochechas com um certo volume. Meus lábios carnudos e rosados continuam iguais, com excessão de agora estarem rachados e ressecados, sem sua maciez de antigamente. Meus olhos vermelhos e parecendo menores. Não podiam estar diferentes, já que eu passo a metade do dia chorando ou dormindo. -mesmo eu estando dormindo menos nesses últimos dias- Meus cabelos que antes eram loiros, agora estavam maiores que o normal e com minha coloração natural aparecendo novamente. Estava um grande caos. Sem falar no meu corpo. Eu estava muito mais magro.

Volto para o meu quarto e vejo que tinha recebido mensagens do Namjoon.

Mensagem on:

00:23

(Namjoon): Você está bem? Não falou que ia dormir? Por que está com a luz acesa então?

00:25

Sério que não vai responder? Não é só por que são meia noite e alguma coisa, que eu não vou ai.

00:27

Seokjin, te dou dois minutos para me responder.

00:29

É assim então?

00:32

(Eu): Possessivo. Eu estava no banheiro.

00:32

(Namjoon): Por que demorou tanto lá? Eu vi a luz acesa.

00:33

(Eu): Já passou na sua cabeça que eu poderia estar defecando?

00:33

(Namjoon): Não. E nem quero pensar nisso. 😛

00:34

(Eu): Palhaço.

00:35

(Namjoon): Mas agora me conta. Por que não está dormindo?

00:36

(Eu): Primeiro, eu não te devo satisfação.

Segundo, eu não estou com sono.

00:37

(Namjoon): Você é bipolar, sabia?

00:38

(Eu): Não enche.

00:38

(Namjoon): Tá afim de ver um filme?

00:39

(Eu): não adianta Namjoon, eu não vou na sua casa, e nem você na minha.

00:40

(Namjoon): Ninguém precisa ir na casa de ninguém. A gente assiste o mesmo filme pelo not e conversa pelo celular.

00:41

(Eu): você tem cada ideia idiota.

00:41

(Namjoon): Não é idiota. Já que não podemos ver um filme juntos, então vamos assistir separados, porém interligados.

00:43

(Eu): Não faz sentindo.

00:43

(Namjoon): É, eu sei.

Mas e ai? Vamos ver o filme ou não?

00:44

(Eu): Não quero.

00:44

(Namjoon): Não sejas chato.

Se você aceitar, eu prometo que não te "incomodo" durante o dia inteiro.

00:45

(Eu): Sendo assim eu aceito.

00:45

(Namjoon): Legal. Coloca esse filme: ******

Eu vou te ligar.

00:46

(Eu): Pode ligar, mas eu não vou falar nada, apenas irei assistir o filme.

00:46

(Namjoon): Tá bom.

Mensagem off.

Ligação on:

(Namjoon): Já colocou?

(Eu): Uhum.

(Namjoon): Eu vou contar até três, aí damos o play juntos.

(Eu): Tá.

(Namjoon): Um, dois, três... Play.

...

Vimos um filme de comédia, que eu não achei graça nenhuma.

(Namjoon): gostou do filme?

(Eu): Não.

(Namjoon): Por quê?

(Eu):Porque filme de comédia tem que ter graça, e esse não tem. E eu sei que você não achou graça também, porque você não deu nenhuma risada.

(Namjoon): Eu não ri porque não gosto desse filme.

(Eu): Então por que quis assistir?

(Namjoon): Porque eu pensei que você ia gostar. Os meus amigos vivem assistindo esse filme e dão muitas ridadas. Se bem que eles acham graça em tudo.

(Eu): Então você quer dizer que assistiu um filme que você não gosta que tem quase duas horas de duração, só porque achou que eu ia gostar?

(Namjoon): Sim.

(Eu): E por quê?

(Namjoon): Porque eu queria que você se distraísse. E como eu não sou muito bom em escolher filmes, eu optei por um que meus amigos gostem.

~Por que ele queria me agradar?~

(Eu): E por que você queria me agradar?

(Namjoon): Não sei. Talvez você não estivesse em um bom momento.

(Eu): E o que te faz pensar isso?

(Namjoon): Sei lá. Você não estava conseguindo dormir e...

(Eu): E você ficou com pena.

(Namjoon): O que? Claro que não.

(Eu): Não precisa mentir, Namjoon. Mas eu não preciso da sua compaixão. Não sei por que eu ainda falo com você!

(Namjoon): Ei... Calma. Eu não estou com pena de você. Eu gosto de conversar com você Jin.

(Eu): Para de mentir. Eu não sei por que você me chamou aquele dia. Você quer alguma coisa de mim? Tá querendo zombar da minha cara?

(Namjoon): Será que é algo sobrenatural alguém se importar com você? -fala um pouco exaltado.

(Eu): Se importar comigo? Você mal me conhece. Por que alguém se importaria comigo? Principalmente você.

(Namjoon): Por que "principalmente eu"?

(Eu): Você chegou do nada na minha casa, você nunca me viu, eu nunca vi você -pelo menos não de perto- e me obriga a conversar com você, e depois diz que se importa comigo. Eu não tenho nada para que possa se preocupar.

(Namjoon): Você já notou que eu não obrigo você a nada? Você conversa comigo porque quer. A algumas horas atrás você falou que não falaria comigo por telefone, e olha só, você está falando! Jin, eu sei que você passa por momentos difíceis dês da morte do...

(Eu): CALA A BOCA NAMJOON! Você não sabe de nada!

(Namjoon): Tem razão. Eu não sei de nada, mas eu sei como é a dor de perder alguém que a gente ama. Sei que não é fácil. Eu já te contei sobre a morte da minha mãe e de como os meus amigos me ajudaram a lidar com isso. Deixa eu te ajudar a lidar com isso também, Jin.

(Eu): Eu não preciso de ajuda.

Ligação off.

Pov Namjoon

Agora eu me pergunto: o que eu fiz de errado?

Mensagem on:

01:42

(Eu): Jin, me desculpa. Eu não deveria ter me metido na sua vida.

01:45

Por favor, fala comigo.

01:47

Não é uma ameaça, mas se você não me responder eu vou ir aí.

01:49

Jin, por favor. Não fica chateado comigo.

Mensagem off.

OK, ele não vai me responder. Então o que eu vou fazer? Eu vou na casa dele. São quase duas da manhã, mas eu não quero que ele pense que eu sinto pena dele. Eu aprendi a me importar com ele. Não quero que ele se sinta mal.

Coloquei um casaco, e saí de casa sem fazer barulho para que meu pai não ouvisse.
Cheguei em frente da casa do Jin e toquei a campainha umas 5 vezes. A mãe dele vai me matar, mas tudo bem. Demorou um pouco e a mãe do Jin abriu a porta.

-Namjoon... Aconteceu algo? -ela pergunta com cara de sono.

-Desculpa incomodar, mas eu preciso falar com o Jin. Não me pergunte o por quê. Apenas me deixe conversar com ele.

-Olha, ele não parece estar de bom humor. A alguns minutos ele estava discutindo com alguém, e... -ela para um pouco e pensa. -Era com você que ele estava discutindo, não é? -assinto de cabeça baixa. -Tudo bem. Vai lá e boa sorte.

-Obrigado. -falo e entro na casa indo em direção do quarto do Jin.

Cheguei na porta e quando eu ia bater, eu ouvi soluços. Ele... Ele está chorando?

Pov Seokjin

Ouvi o som da campainha. Ele realmente veio aqui? Que droga! Por que ele finge que se importa? O que ele quer de mim? Eu não vou deixar ele fazer o mesmo que o Kidoh fez comigo. Ele é igualzinho a ele. Finge que se importa e no final mostra quem ele realmente é. Não vou cair nessa novamente. Não vou deixar ninguém brincar comigo desse jeito.

Sem notar eu já estava chorando. Mas eu não estava chorando por me lembrar do passado. Pra falar a verdade eu nem sei por que eu estou chorando. Talvez porque, por um momento eu achei que ele realmente se importava comigo. Ah! Mas o que eu estou falando?! Ninguém se importa comigo. E não, não estou fazendo drama, estou apenas falando a verdade.

Após poucos segundos ouço alguém bater de leve na porta. Não falo nada.

-Jin, sou eu, Namjoon. Não precisa abrir a porta, mas me ouve. Por favor. -fala e eu não respondo nada. -Jin, eu não quero que você pense que eu sinto pena de você ou algo do tipo. Eu só... Eu já passei por isso, então eu te entendo e, é por isso que eu quero te ajudar. Eu sei que você diz que não precisa de ajuda, mas ambos sabemos que você precisa.

-Vai embora, Namjoon. -falo calmo.

-Só se você falar que está tudo bem e que vai continuar a falar comigo.

-Vai logo. -continuo com um tom calmo.

-Porra Jin! Dá pra parar de ser dramático e me ouvir? - Dramático? Ele me chamou de dramático? -D-desculpa Jin. Eu não quis...

-VAI EMBORA NAMJOON!

-Tudo bem. Me desculpe. Eu não quis dizer isso, eu juro. -ouço passos se afastando.

Idiota! Eu sou um completo idiota e ele é ainda mais.

-Filho, você está bem?

-Você nunca deveria ter permitido ele de chegar perto de mim. -falo e ela fica em silêncio.

Pov Namjoon

Eu fiz merda! Eu sou um idiota!

Você não pode dizer para uma pessoa que passou/ passa por coisas difíceis, que ela é dramática. Mas na hora eu não pensei no que estava falando. Apenas saiu.

Resolvi não mandar mais nenhuma mensagem por hora. Até por que ele não responderia.

No outro dia

Acordei -pra falar a verdade, quase nem dormi- e fui me arrastando até o banheiro. Tomei um banho quente e relaxante. Desci e nem tomei café. Fui direto para a escola. No caminho eu mandei um "bom dia" para o Jin, como eu fazia todos os dias. Mas ele não recebeu, pois ele havia me bloqueado. Namjoon, definitivamente você é um retardado sem coração.

Cheguei na escola e fui direto para a sala. Me sentei na última cadeira da fila da janela-como todos os dias- e deitei minha cabeça na mesa, logo adormecendo.

Pov Seokjin

Acordei mais cansado que o normal. Por impulso eu pego o meu celular para verificar se tinha alguma mensagem do Namjoon. Mas então eu lembrei do acontecido de ontem a noite. Eu estava acostumado a acordar e ver uma mensagem do Namjoon me desejando bom dia, mas hoje eu não recebi. Deixei meus pensamentos de lado e voltei a dormir.

Pov Namjoon

-HEY! -acordo assustado. -Resolveu trocar de lugar com o Yoongi? -Jimin pergunta rindo.

-Não enche. -falo sem ânimo.

-O que houve? O Hyung nunca fica de mau humor assim. -Jungkook.

-Nada. Eu só dormi mal. -falo na intenção de colocar um ponto final nesse assunto, porém eu falhei.

-Sei. Não mente para nós. -Taehyung.

-Vai lá pegar o Hoseok e me deixa em paz.

-Ele tá bem de boa por aí, agora você...

-Então cuidado. Vai que ele está se pegando com o Yoongi. Eles são os únicos que ainda não estão aqui. -falo e Kook e Jimin me olham com os olhos arregalados. Taehyung me encara por alguns instantes e em seguida sai da sala sem dizer nada.

-Namjoon, o que é isso? Por que falou aquilo? -Jungkook.

-Aish! Eu fiz merda de novo. -passo a mão no meu rosto.

-De novo? -Jimin pergunta, então eu explico o que aconteceu. Eu sempre falo sobre o Jin com os meninos.

-Hyung, você é um idiota. -diz Jungkook.

-Kook! -Jimin repreende o mais novo. -Não se fala algo que é obvio.

-Obrigado pela sensibilidade. -falo olhando para eles.

-E você é muito sensível né? -o sinal bate e Jimin olha para mim como se quisesse dizer" essa conversa não acabou", então vai para a sua sala.

...

No almoço eu não fui ao refeitório com os meninos. Eu fui até a sala de música. Entrei na mesma e me sentei pegando um violão. Fiquei tocando uma melodia qualquer. Ok, parece bem depressivo, mas como eu já disse, música me acalma e agora eu estava me segurando para não me socar.

Que merda! Em um mês eu já consegui estragar tudo. Do mesmo modo que eu estava conseguindo que as coisas fossem acontecendo com uma certa velocidade, eu consegui estragar as coisas também bem de presa. Não é a toa que me chamam de "Rei da destruição" e "Monster".

O sinal tocou, mas eu não estava afim de voltar para a sala, então continuei alí. Após alguns minutos eu adormeci.

Pov Yoongi

-Ele ainda não apareceu? -pergunto.

-Não. -Jimin disse preocupado.

-Vocês procuraram por tudo já? -Jungkook.

-Por tudo não, né?! -falo.

-Então tratem de procurar logo. Eu queria muito ajudar, mas não posso me atrasar. Sabe como são os meus pais, né? - Jungkook fala.

-Tudo bem. Jimin leva ele que eu, o Hobi e o TaeTae procuramos o Namjoon.

-O Taehyung já foi embora faz tempo. O pai dele veio buscar ele, sei lá por quê. -Jimin.

-Então vão que eu e o Yoongi procuramos ele. -Hoseok.

-Tudo bem. Me avisem qualquer coisa. -Kook.

-Calma pirralho. Ele com certeza não está morrendo. -falo rindo.

-De qualquer maneira me avise. -Kook fala puxando Jimin.

Eu e o Hoseok fomos procurar o Namjoon. A minha relação com o Hobi tá normal. Voltamos a ser os amigos que éramos antes. É lógico que não é 100% igual. Eu ainda gosto muito dele e, confesso que me seguro muito para não tirar ele dos braços do Taehyung e abraça-lo e beijá-lo. Mas é lógico que eu não faço isso. Não seria justo pro Taehyung, pro Hobi e nem para mim. Então eu me seguro.

-Hyung, olha na sala de música que eu vou ver mais uma vez nos banheiros. -Hobi diz e eu assinto.

Fui na sala do 1° ano, e encontrei um grande nada. Fui na sala do 2° ano e lá sim eu encontrei um Namjoon dormindo sentado no chão e encostado na parede.

Peguei uma baqueta e comecei a bater na bateria que estava ali.

-Bonito né viado! -ele acorda em um pulo. -Nós ficamos feito loucos atrás do bonitão aqui -aponto para ele- e você estava de boas dormindo.

-A aula já acabou? -pergunta.

-Faz uns 20 minutos. -falo e ele parece pensar, logo olha no celular.

-Droga! São 16:57. -diz e pega a sua bolsa que eu trouxe comigo e sai correndo da sala.

-Legal. -murmuro. -Obrigado Yoongi por ter me encoberto por ter faltado nas aulas e, mil desculpas por fazer você andar pela escola inteira atrás de mim. -imito a voz do Namjoon. -Ah... Que isso Namjoon. Não foi nada. Amigos fazem esse tipo de coisa. -finjo estar em um diálogo com Namjoon.

Ouço risadas vindas de trás de mim. Me viro e vejo o Hoseok na porta rindo.

-Falando sozinho? -pergunta ainda rindo e sinto minhas bochechas esquentarem.

-Aish... Eu encontrei o Namjoon. -falo.

-É, eu vi ele correndo. Alguém tem que dizer para ele não correr. Ele fica estranho. -dessa vez quem ri sou eu.

-Vamos, eu te levo para casa. -falo.

-Ah, não precisa Hyung. As nossas casas ficam em direções opostas. -fala.

-E dai? Tá tarde e, é perigoso você andar a noite sozinho por ai.

-Não exagera. E está dia. -ri.

-Anda logo. -pucho ele pelo braço.

...

Chegamos na casa do Hobi após 30 minutos. A casa dele não ficava tão longe da escola, mas nós andamos feito lesmas conversando sobre coisas aleatórias.

-Está entregue. -falo sorrindo e ele também sorri.

-Obrigado. -ficamos alguns segundos em silêncio. -Bom, eu vou entrar. -assinto. -Obrigado mais uma vez Suga. -me dá um beijo no rosto e meu corpo se arrepia. -Tchau.

-T-tchau. -falo e observo-o até ele entrar na sua casa.

Aí, aí... A cada dia eu tomo ainda mais no c*

Pov Namjoon

-Por favor que dê tempo! Por favor, por favor... -falo para mim mesmo enquanto corro para casa.

Chegando em casa eu nem vou para o meu quarto. Eu vou até a parte lateral da casa onde  fica a janela do meu quarto e a do Jin. Ele não estava cantando. Pego meu celular e olho: 17:13. Ele já deve ter cantado.

-Cheguei tarde. -sussurro e sento no gramado e me encosto na parede da minha casa.

Só Deus sabe o quanto eu preciso ouvir a voz de Kim Seokjin.
   


Notas Finais


Não liguem, eu sou bem dramática.😂

Desculpem os erros.

Disband 2ne1. Taehyun saiu do Winner. Eu estou é chorando😥


Beijos, tchau!😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...