História Suas flores... minhas dores. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Exibições 11
Palavras 615
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drabble, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Bem cara de pau eu né... Me desculpem adicionar fanfic nova tendo outras por terminar;-; mas já estou atualizando u.ú
Essa história brotou do nada da minha mente e eu escolhi essa entre tantas pra colocar em prática. Espero que gostem!❤🐊
Boa leitura!

Capítulo 1 - Higanbanas malditas...


Fanfic / Fanfiction Suas flores... minhas dores. - Capítulo 1 - Higanbanas malditas...

Você chegou assim de supetão e fez ruir. Meus relacionamentos antigos, meus conceitos, até mesmo meus gostos você conseguiu mudar.

Você me trouxe flores, literalmente, realmente, definitivamente, me trouxe flores.

Você não poderia, por um acaso, ser normal e gostar de flores normais, também, não?

Mas não, além de ter essa doença bizarra que eu sequer sabia da existência, você me faz regurgitar higanbanas. 

Tinha que ser uma flor que simboliza a morte e tem ligações à coisas ruins, né? Também, sou mesmo um espeloteado de gostar de você, estranho, esquisitão, hétero.

Quem me vê falando assim não imagina pelo que eu passo, todo dia, na ausência de pessoas ou na presença delas, mesmo com a presença da pessoa, ponho pra fora meus sentimentos rejeitados, em forma de floreszinhas, não tão zinhas que me doem um bocado para sair. Mas me dói mais ainda ter de manter meus sentimentos para mim mesmo, me dói quando penso que posso estragar sua felicidade lhe contando a minha tristeza, dói pensar que talvez você suma de mim quando souber que estou ruindo por dentro, me dói só de cogitar a ideia de ter você afastado de mim.

Mas pense bem, eu me tornarei sua flor favorita, serei algo que você gosta e admira.

Ah... Maldito dia que você me sorriu com seus malditos Dentinhos de coelhinho lindos, maldito dia que te conheci, naquele -também maldito- colégio. Maldito dia que permiti que se aproximasse. Maldito dia aquele que te deixei expor seus pensamentos, me mostrar o quanto inteligente e sábio poderia ser o menino de feições infantis e atitudes não muito maturas, que mergulhei a fundo nas suas opiniões e mudei as minhas próprias.

Ás vezes quando você desatava a falar, eu admito, ficava pensando em como seria se eu fosse correspondido, pensando em que se a sua namorada, por um acaso te magoasse eu lhe decaptaria, pensando em como pode ser tão adorável o modo com que você até quando está nervoso é doce. Eu amo cada um de seus estados, empolgado, alegre, triste, e acredite, mesmo você sendo lindo até mesmo triste eu prefiro seu sorriso, aliás, eu prefiro o seu sorriso à tudo.

Eu só te peço para que, por favor, não mude seus gostos em relação à ter a flor esquisita como preferida.
E ao contrario do que ela representa, segundo muitos livros, considere uma coisa boa. Peço que quando as flores do equinócio estiverem me consumindo de dentro pra fora não fique triste, eu escolhi perpetuar meu amor, e das flores que distribuí por aí faça um jardim de boas lembranças.

Eu irei partir, mas quem não vai um dia, ne?

  Mas eu particularmente acho essa minha forma de ir bonita, olha, literalmente morrer de amor. Vou deixar elas me consumirem pouco à pouco, me fazendo ter dores quase insuportáveis, me provando cada dia que o que sinto é real, é uma forma de te lembrar, e essa dor me lembra que estou vivo, juntamente dos sentimentos que me causa, me provam que estou vivo unicamente por você.

Você algumas vezes me deu flores, mas as mais marcantes que ganhei de você, são as que me habitam.

Ah, e por favor, novamente eu te peço para que sempre tenha preferência por lycoris radiata, e...

Eu te amo, para sempre, é clichê, não é? Mas bem, você gosta daqueles clichês românticos dos livros, então I see no problem... Eu te amo, muito. 

Eu tenho medo do quanto sou dependente, do quanto me apaixonei por cada uma se suas fases, de como tudo que te compõe se tornou essencial à mim... Eu estou dependente, eu sou seu dependente, Jeon Jungkook, meu Kookie, e meu eterno amor.


Notas Finais


Por favor...comentem o que acharam! Dêem suas opiniões, aceito tudo, beijinhos❤🍎


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...