História Submissa ( Imagine Jimin Hot - BTS) - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 532
Palavras 844
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá pandinhas, Eu voltei com mais um capítulo e espero que gostem.
Boa leitura.

Capítulo 7 - Filho da puta e Jennie?


Fanfic / Fanfiction Submissa ( Imagine Jimin Hot - BTS) - Capítulo 7 - Filho da puta e Jennie?

(Anteriormente)

— Você vai me matar hoje? – Pergunto e ele vem em minha direção, me lançando um olhar malicioso.

— Não… Você é muito linda para morrer agora. – Ele começa a passar a mão na minha coxa. – Vou me divertir um pouco.

(Agora)

¤ Narrativa de Mia On ¤

"Vou me divertir um pouco." Aquela frase ficou na minha cabeça. Ele vai me estuprar também? Já não basta o Sr. Park, aí vem ele também?

— No que tanto pensa, baby? – Ele pergunta e eu o olho com desprezo. – Não me olhe assim... No final você vai gostar de mim. Mas eu acho que não. – Ele começa a rir. – Pois você vai estar morta. – Ele diz e joga meu rosto com força pro lado.

Uma lágrima cai dos meus olhos. Eu não queria morrer. Eu não queria ter um fim assim. Por que minha vida é assim? O que eu fiz para ter uma vida assim?

— Por que quer me matar? – Pergunto. – Por que logo eu? .

— Eu já te respondi, sua idiota. Quero me vingar. Quero ver Park sofrendo por quem ele ama. – Ele diz.

— Ele não me ama… lee deve amar aquela tal Yeri. – Eu digo e uma lágrima cai dos meus olhos. Eu não sei porque estava chorando. Eu sinto saudade dele, mesmo com todas as coisas ruins que ele já fez pra mim, eu o amo. Como sou idiota.

— Não, ele não ama essa tal de Yeri. – Ele diz e senta do meu lado. Ele é bipolar igual ao Jimin? Porque, se for, eu to fodida. – Ele ama você, ele só ama você. – Ele diz e vai se aproximando. E queria me afastar,  mas alguma coisa dizia para eu ficar. – Mas... quero que se esqueça dele. Só hoje. – Com isso ele toma meus lábios.

O beijo dele era bom, mas não se comparava com o beijo do Jimin. O seu beijo era um pouco mais agressivo, mas quente.

— Sr.Min... – Uma menina entra pela porta, interrompendo nós dois. Olho para a mesma e vejo... JENNIE? – MIA!?  

— JENNIE!? – Vou correndo em sua direção e abraço fortem – O que está fazendo aqui?

— Eu que? pergunto isso. Você não deveria estar na casa do Sr. Park? – Ela diz e depois abaixa a cabeça. –  Ah... Já entendi tudo. Você a sequestrou para usar ela também? Cretino. – Ela olhou para o homem que me sequestrou. Então o nome dele é Min...

— COMO me chamou? E se for? Eu fodo com quem eu quiser! Você é só uma qualquer pra mim. – Ele diz e vejo uma lágrima descer dos olhos de Jennie.

— Sr. Min, posso conversar com minha amiga? – Eu pergunto e ele fica pensando,  até que acaba concordando.

— Você gosta dele? – Pergunto, a levando até a cama. – Não é? – Ela assentiu.

— Muito... Mas eu só sou uma puta pra ele, Mia. – Ela começa a chorar e acabo me lembrando de quando o Sr. Park me chamou da mesma coisa. – Eu me odeio por amar ele, Mia.

— Eu já ouvi isso do Sr. Park também,  mas não ligue. – Eu não sei porque eu fiz isso, mas acabei dando um selinho nela.

— Estou melhor agora. – Ela diz e o Sr. Min entra no quarto.

— Você gosta…?  – Ele ia terminar de perguntar, mas alguém o interrompe.

— Sr. Min, o Sr. Park está no telefone, querendo falar com o Sr. – Um homem de cabelos vermelhos muito lindo fala.

— Taehyung, diga ao mesmo que já vou indo. – Ele diz e olha pra Jennie. – Depois terminamos isso.

¤ Narrativa de Jimin On ¤

Mia já estava demorando muito e começo a me preocupar. Meus pensamentos são cortados por Jungkook, que chega desesperado.

— Chefe,  sequestraram a Mia! – Ele fala e uma arrepio me sobe. – Devo ligar para Namjoon para rastrear?

— Deve. – Eu digo e, antes que o mesmo corresse, eu aviso. – Mande prepararem um carro com as armas mais potentes que tiver. – JungKook assentiu.

Corro para meu quarto e pego o meu celular, ligando para aquele canalha.

— Alô? – Não, não era ele, com certeza era Taehyung.

— Taehyung, sou eu, Sr. Park. CHAME O CANALHA DO SEU CHEFE! – Eu grito. Estava nervoso.

Se passam 2 minutos e ele atende.

— Sr. Park?  – Era ele. Era o CANALHA do Min.

— CADÊ ELA? – Eu grito.

— Ahh… Mia? Ela está aqui comigo. – Ele responde com uma voz maliciosa. Se ele encostar um dedo nela, eu o mato.

— A SOLTE! EU QUERO ELA AGORA. – Digo e o mesmo começa a rir.

— Você a quer? Então venha buscar. Eu falei pra você. Eu irei vingar a morte do meu irmão, irei a matar da mesma forma! Eu o amava e você sabia disso e, agora, vou fazer a mesma coisa com sua amada Mia. – Ele diz e começa a rir.

— Não se atreva a tocar nela. MIN, EU QUERO ELA AGORA! EU VOU ARRANCAR SUA CABEÇA, FILHO DA PUTA! – Eu digo.

— Como eu já falei antes: A quer? Vai ter que vir buscar.

— Então vai ser assim? Se prepare Sr. Min, você não sai vivo dessa casa.


Notas Finais


Gostaram? Querem que eu continue? Falem ai nos comentários.
Nenês, me sigam no perfil, vai vim muitas coisas por ai viu?.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...