História Sucker for pain - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Batman, Esquadrão Suicida, Jared Leto
Personagens Bruce Wayne (Batman), Coringa (Jack Napier), Dr. Jonathan Crane (Espantalho), Edward Nashton/Nygma (O Charada), Harleen Frances Quinzel / Harley Quinn (Arlequina), Harvey Dent (Duas-Caras), Personagens Originais, Selina Kyle (Mulher-Gato)
Tags Coringa, Joker
Exibições 339
Palavras 2.593
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


BOA LEITURA MINHAS ESTRELINHAS :3

Capítulo 10 - Wanted


Fanfic / Fanfiction Sucker for pain - Capítulo 10 - Wanted

 

 

 

 

...Joker...

 

*4 SEMANAS DEPOIS *

 

 Cadê ela ?! Onde será que ela está  ?! Ela não pode ter morrido !! Não pode , não .  O que eu faço ? ! Pensa Coringa . Rápido ... Aquela maldita garota não pode ter escapado .  Eu vou encontra-la . Nem que eu revire esse mundo pra acha-la . Eu vou e sei que vou conseguir ...

Minha cabeça estava a mil, não conseguia parar de pensar naquela vadiazinha , depois que  escapei do Morcego , esqueci ela  dentro daquela bendita lamborguini , que deve  está servindo como casa para os peixes no fundo do mar , mas aí que fico em dúvida  se ela conseguiu sobreviver ou escapar de lá .  E é isso que me deixa intrigado ,  estou assim à semanas ,  tentei o possível me distrair com a Harley Quinn , mas isso só foi momentâneo .  Ordenei meus capangas procura-la , mas não obtive nenhuma resposta ou sinal de vida dela .  E agora estou aqui eufórico ,  mais louco do que o louco que  sou .  Eu realmente não sei o que farei . Preciso urgentemente dela , preciso do sofrimento da agonia , do grito e choro dela para me sentir melhor.  Apenas isso... 

Estava sentado no chão do meu escritório ,  porém  meu dia estava péssimo e resolvi me distrair colocando todas as minhas facas , armas em círculo, em minha volta ,  principalmente os computadores com os arquivos e registros da Alexia em aberto .  Sentado no meio daquilo tudo , estava me delirando , queria saber onde está  o paradeiro da Aléxia . Eu preciso .  Meu pulmão estava mais agressivo e precisa de ar , minhas veias salteavam , e o meu sangue corria fervendo  sobre meu corpo .  Estava com a cabeça baixa , com os meus olhos  fechados , tentando o possível paea não surtar . Em minha vokta está um grande silêncio ,  sem movimentação, até  que sinto presença naquele local. 

Levanto rapidamente minha cabeça  , juntamente com minha arma ,  apontando diretamente para um dos três  capangas que já estavam ali  dentro 

- Onde ela está  ??- pergunto roucamente e com a respiração aflartando 

- Senhor . Não achamos ela !!- R.J responde, nego lentamente a minha cabeça  , respiro fundo .  Aquela garota puta deve  estar em algum lugar . Só está escondida . Encaro os três que estão  parados 

- Tentei acha-la !! Seja em qualquer lugar .  Mas a encontre !!- 

- Chefe ?! Já  tentamos , desde que ela sumiu , procuramos em todos os hospitais ,  todas as escolas  , nas ruas . Até  na sua própria casa , e não achamos . E pensamos que realmente a garota  morreu !!- diz R.J 

- Não não não .  Ela não morreu !! Ela deve estar escondida .- digo revirando a cabeça tentando afastar estes pensamentos 

- Tentamos o tempo todo e por enquanto nada chefe !- 

- Pois tentem novamente  . Eu preciso  dela . Preciso preciso .  !!- falo fechando lentamente meus  olhos 

- Nós iríamos sequestrar o irmão caçula dela,  mas ....- 

- Eu não quero a criança inútil , eu quero a garota . - interrompo sem causa , respiro fundo - Vão agora procurar.  !!- digo baixo e com dificuldade ,  porém os babacas ainda continuaram ali e aquilo estava me estressando demais . - ACHE-A AGORA SEUS MERDAS !!- 

- Sim chefe !!- os três dizem ao mesmo tempo 

Quando eles resolvem sair do  escritório ,  Johnny , o meu capanga braço direito ,  aparece com uma expressão surpresa ,  ele me  olha  confirmando com a cabeça ,  estranho naquele  momento 

- Chefe . Eu a encontrei !;- ele diz isso , sem me dar conta um sorriso enorme surge em meus lábios ,  minha respiração alivia , até  a própria arma que estou segurando cai das minhas mãos .  - ... Por um tempo demorei , mas a garota está viva . Hoje à vi indo para seu treinamento de ginástica .  E logo corri para cá  avisar o senhor...- 

- Bom garoto !- única coisa que disse depois  de dois suspiros profundos - Agora saiam por favor !!- eles assenti e em seguida saiem - Johnny ?!! Prepara a nossa van . Vamos trazer meu brinquedinho de volta !- 

-OK chefe !- Johnny afirma e sai em seguida me deixsndo a só  

Então me deito no chão no meio das minhas facas   , aliviado , pensando que a garota tinha morrido , Porém se ela tivesse morta , eu mataria alguém por ela . Já que não tive chance de exprimentar . 

- HA! HA! HA! HA! HAAAAAAAAAAAH !!- dou aquela risada alta e insana 

 

♠♦♠♦♠

 

Depois de ficar tempo e planejando ali ,  vou até  meu quarto , Harley está  dormindo semi nua enrolada em uma manta branca em minha cama  , pois sobre ontem de  noite ,  tive que aproveitar o momento  e o corpo da loira . Vou rapidamente até meu closet e pego o meu blaser roxo . Até  que sinto que  acordei a mulher . 

- Puddin ??- ela me chama , mas continuo a me arrumar para o sequestro novamente - Não vai me dar nem um Bom dia ?!- 

- Que saco !!- digo para mim mesmo , logo de manhã ,  com os meus planos dando certo e ela vem me perturbar . Suspiro - Volte a dormir Quinn . É cedo ainda !!- 

Então ao colocar meu blaser , a mulher estava parada na entrada do closet segurando a manta em seu corpo , me olhava alegremente ,  a encaro de cima abaixo , mas  continuo a fazer o que estava fazendo.

- Você  não disse isso ontem na sua cama !- ela retruca se aproximando 

- Mas agora estou dizendo . Volte a dormir e pare de me infernizar . - digo rangindo 

- O que vai  fazer  pudinzinho ??

- Isso são problemas meus !- falo alterado e sem paciência 

- Se for algo ruim eu  quero ir junto !!- ela se anima  , reviro meus olhos, pois essa mulher está me tirando realmente do sério .  

- Não ,  não quero que você se intrometa !!- saio do closet e a mesma me segui - Volte  a dormir , é mil vezes melhor  ouvir você roncando ...- 

- Mister J ? Esta  me ofendendo !  Você não estava assim nesses últimos tempos  !- ela para , aquilo estava me matando por dentro , já tive tempo o suficiente para aproveita-la , porém a garota não me deixa em paz . Parece que quer mais e mais , estou me esgotando disso . Ela não se toca . Tive tempo todo para dar atenção para Quinn , que deixei de lado a Alexia . E agora que finalmente achei a menina  , a loira vem ratiar pro meu lado . Enfim viro em sua direção e a encaro 

- Eu sempre sou assim Quinn , você  que é  cega !- digo sereno 

- Muito  menos . ..- ela me olha por uns longos períodos e abre sua boca  porém surpresa ,  parece que ela leu meus pensamentos e arregala seus pequenos olhos - Você vai atrás  daquela menina não é  ?!?- 

- Já  disse , que os problemas são meus !- falo irritado - Agora , faz o que mandei !!- 

- Você  não percebe !! Aquela garota está roubando-o de mim . !- ela se dramatiza e se aproxima de mim fazendo um teatro - Fique  aqui Puddin .  Não vá atrás dela . Esqueça ela e fica comigo ,  prometo que vou me comportar !!- 

- Não não não , você está  se fazendo de ciumenta dramática .  Esta se doendo por uma pessoa que não está nem aí para seus sentimentos ! ! Pare !!- digo gesticulando e com um sorriso no final - Agora se parar de me encher o saco , vou fazer meu trabalho  !- 

- NÃO ! !- ela grita , segurando seu choro 

- Por que não ? !- digo desafiando-a 

- Você não pode fazer isso comigo , tudo o que passei, tudo que fiz por sua causa foi a prova de que te amo , apenas aceite isso .- 

- Eu já disse que não sou alguém para ser amado . - digo respirando fundo 

- Você  não vai ir ...VOCÊ NÃO VAI ME DEIXAR ! !- ela grita mais uma vez , e eu simplesmente me contenho ,  dou uma última encarada nela que ainda estava enrolada na manta , e sua expressão é  pra quase chorar .  Solto um suspiro e sorrio insaniamente 

- Você  sempre utilizando as mesmas palavras , não é  Doutora Quinzel !- digo e viro as costas para ela . E saio do quarto . 

Dali do corredor escutos os gritos e choros altos e exagerados da Harley ,  realmente minhas palavras a comoveram ,  mas não me importo  , ela logo de manhã já estava me perturbando ,  merecia de um sermão dos bons .(...)(...)

 

 

 

 

♠♦♠♦♠♦

...Aléxia...

 

Nesses últimos tempos estava sendo um pouco difícil para mim , fiquei internada no hospital depois  que o  Batman me salvou .  Estava com uma fratura no crânio .  Mas logo me recuperei e em 1 semana recebi alta . Minha família ficou alegre por saber que estava viva , mas se surpreenderam pelas marcas que haviam em algumas partes do meu corpo ,  e agora não desgrudando ou não tiram os olhos de mim , até mesmo meus amigos . Eu realmente me senti livre e feliz por ter voltado para minha casa e  sou eternamente grata ao Batman por ter me ajudado  . Porém  os mesmos haviam me falado que todos estavam a minha procura ,  e tentaram noite e dia , mas não conseguiam.  Mas estou aliviada por voltar para casa , portanto algo me diz que sinto falta  de ouvir a risada maléfica e insana do Coringa , mas acho que é apenas loucura minha . Apenas .

Passaram semanas e minha vida simplesmente voltou a ser como antes , e obviamente me recuperei com rapidez .  Nunca mais vi sinal do Coringa na cidade , meu pai ficou preocupado ,  pois acha que  o palhaço está planejando algo cruel. Eu não fiquei surpresa.  Mas se eu visse o novamente ,  tentaria mata-lo antes que ele faça o mesmo comigo.  E eu estou tentando o possível ser segura nas ruas da cidade de Gotham . E principalmente estou mais próximo da minha família do que nunca . 

 

Depois de 3 horas de treinamento na ginástica .  Resolvo ir embora de a pé ,  teimosa , poderia muito bem ligar para meu pai me buscar ,ou até  mesmo ir de carona com a Tiffany , mas preferi  me arriscar a caminhar até  em casa ,  acreditando que não haveria nenhum perigo próximo .  Ainda era 11:00 horas da manhã e havia pouco movimento pelas calçadas , o tempo estava nublado , porém estava caindo uma garoa fraca , afirmei meus passos e além disso resolvi cortar caminho pelos becos que tinham próximo .  

Em uma rua , tinha pouco movimento de carros, porém havia uma van preta me perseguindo , que me notei naquele momento  , meu coração acelerou e meus passos também ,  quando vi um   beco próximo  ali , resolveria que entraria nele. E é o  que fiz , mas para meu azar havia uns homens parados  bloqueando a passagem para o outro lado , então resolvi dar a meia volta , mas outros homens que surgiram bloqueram . Rapidamente meu coração disparou de novo , minha respiração aumentou intensamente ,  fiquei paralisada .  Eu estava com medo de ser abusada por esses homens , e além disso  estava vestida com uma regata branca soltinha e cavada , com uma calção  curto colado preto e segurava uma bolsa grande . Naquele momento sinto a presença de alguém se aproximando .

- HA! HA! HA! HA!-  aquela risada ecooa pelo beco , fazendo ligeiramente meus pelos se arrepiarem , e porém  estava vindo atrás  de mim - O que temos aqui  !? ... Não imagina como essa visão daqui é ótima ! !- 

Não digo nada , apenas surge um sorriso falso de canto em meu rosto , respiro fundo 

- Sentiu falta Mister J ?!- provoco-o ainda de costas  para o  mesmo.  

- Principalmente do seu sofrimento nénem !- ele se aproxima e solta uma risada tosca em meus ouvidos e eu apenas assenti - E sei que minha boneca sentiu saudades do papai  ?!- 

- Se eu sentisse , correria atrás  de você  , igualmente a Harley Quinn !!- dito essas palavras  , ele surge na minha frente revelando seu rosto e me encara minha expressão  e enfim coloca as duas mãos em meu  rosto 

- Shhhhhiiii !! Já disse para deixar a Quinn de lado , por favor . - ele me olha nos olhos 

- O que você quer ?!- pergunto com pouco caso 

- Ué ... vim buscar meu brinquedinho . Estava  fazendo uma falta enorme em minha cama !- ele pisca para mim e sorri , brincando comigo naquele momento . 

Então resolvo entrar nessa , aproximo o meu rosto do dele , coloco os meus braços em seus ombros ,  fico na ponta do pé  para alcançar a sua altura o olho por um tempo que está paralisado com suas mãos em meu rosto ainda . Porfim , chuto fortemente e com brutalidade suas partes íntimas fazendo o palhaço se agachar e encolher de dor e gemer  , abro um sorriso em meu rosto ...

- Vá  para o inferno !- digo e os capangas apontam todas  as armas para mim , mas em seguida abaixam , porém a oportunidade foi fugir e correr para longe sem olhar para trás  .  E é  o que fiz . 

Mas achei estranho o por que  Coringa me deixou fugir ,  sem que me matasse , fiquei estranhando .Corro loucamente   eu poderia gritar mas sei qye ninguém me ajudaria facilmente ,  até  se for na situação que o Coringa esteja . Portanto  corro longe me afastando o possível  , porém  alguém  me prende com a cara na parede de um prédio próximo . E já  deveria saber quem menos seria o palhaço idiota  

- É  melhor  ficar quietinha , ou vai piorar pra você  !!- ele cochicha puxando meus cabelos para trás.

- Eu já estou fudida , só de ter chutado suas bolas . Se é que você tem !- retruco 

- Gosto que me testem , assim mais tarde terei o prazer de torturar lentamente ! - ele fala me prensando na parede 

- É  a única coisa que você  faz ! Sente o prazer de enfiar a faca em uma vítima .  Já sei isso .  Obviamente passei por isso ! - 

Então ele puxa o meu corpo pra mais perto do seu , fazendo a minha bunda se prensar com o seu membro que está  coberto pela  suas calças ,  então ele aproxima a sua boca em minha orelha e suspira rapidamente 

- Vamos para casa amor !!- 

Ele rapidamente injeta em meu pescoço  um líquido ardido , wue em questão de segundos , já fax a minha volta girar e escurecer , a minha  cabeça comeca a pesar e eu cair no chão . Fraca e zonza .

- Por favor Mister J . Não me mate !!- 

 

 

 

♦♠♦♠ 

Continua 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado, e mil desculpas pelos errinhos de português
Qualquer coisa comentem
*------------*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...