História Sucker for pain - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Batman, Esquadrão Suicida, Jared Leto
Personagens Bruce Wayne (Batman), Coringa (Jack Napier), Dr. Jonathan Crane (Espantalho), Edward Nashton/Nygma (O Charada), Harleen Frances Quinzel / Harley Quinn (Arlequina), Harvey Dent (Duas-Caras), Personagens Originais, Selina Kyle (Mulher-Gato)
Tags Coringa, Joker
Exibições 88
Palavras 3.125
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Docinhos , está aqui mais um capítulo pra vcs
AVISO
Este capítulo haverá hot , hentai , seja qualquer coisa que significa sacanagem kkk
Se você não gosta ou não sente-se confortável a esse tema , por favor não leia . Mas se está esperando por esse momento siga em frente e sinta o prazer junto kkkkk
Enfim ...
Boa leitura

Capítulo 11 - Propriety Hot


Fanfic / Fanfiction Sucker for pain - Capítulo 11 - Propriety Hot

 

 

 

 

...Aléxia...

 

E mais uma vez presa e capturada , porém estou agora em uma cela , sentada no chão com minhas pernas cruzads em formas de borboletas,  alias estava meditando ,  depois da pequena surra que levei do Coringa , fui obrigada a ficar o dia inteiro trancada nessa cela úmida e fedida . Estou tentando me controlar para não chorar e pedir socorro como da primeira vez . Eu fui muito burra de não ter pedido ajuda naquele momento em que o palhaço me sequestrava . Poderia ter feito  ?! Sim poderia .  Mas não fiz , por burrada . E olha aonde estou agora . 

Meu corpo estava doendo demais , mas me mantive firme ,  meditando naquele momento me fazia estar em outro lugar ,  e apesar disso depois que fui salva, as minhas esperanças em que o Bstman irá  novamente me salvar são  maiores .... E apesar disso eu já aprendi a como tratar esses loucos ,  com uma simples ironia e sarcasmo na conversas eles já se sentem frustrados demais , e é isso que ultimamente estou fazendo , sendo fria ,  se é algo que  eles querem eu serei . .. Meus olhos estavam mantido fechados ,  tentando em pensar em nada , até  que alguém se aproxima da cela ...

- Se está tentando dormir , tente na cama sua bobinha !- aquela bendita voz fina , ecoava em meus  ouvidos ... Não abro meus olhos pra nada 

- Vejo que a loira sentiu a falta de me irritar  !!- abro um sorriso maligno em meus lábios 

- Não mesmo . Apenas vim verificar se a gatinha não  escapou  !- 

- Sabe que não gosto de que me chame assim !!- agora abro meus olhos e a encaro , que está  diferente hoje . 

Usava uma roupa que cobria  seu corpo inteiro ,  era vermelho e preto , e usava  um chapéu esquisito em sua cabeça , ela se parecia muito com um bobo-da- corte , rapidamente solto uma risada debochante e ela me olha seriamente .

- Você  se parece aqueles bobos-da-corte !! Só que afeminado !!- digo rindo 

- É  por isso  , Arlequim e Arlequina ! Tem que fazer sentido  - ela diz revoltada

- Oouh !! Obviamente  tem que fazer sentido ! !- 

- E além disso  , foi o Puddin que escolheu essa roupa !- ela se exibe com um sorriso insano 

- Grandes coisas ! Ele tem um  péssimo gosto . Principalmente em escolher mulheres  ..- eu à  provoco

- É  por isso  que ele te espanca !- ela se revolta ainda mais , então me levanto caminhando próximo a grade da cela ficando de cara com a Harley 

- Olha quem fala ... quase se matou por ele , mas é  torturada e abusada e louca !!- 

- Eu o amo e sei  que ele me  ama ! - ela range 

- Aaa claro . Você já se reparou que está cega por amor .. ? Ele te xinga, te espanca , te abusa e ainda você está do lado dele .  Francamente  Harley .  Vocês vivem em um amor abusivo demais . - 

- Mas ele não desistiu de mim . Por que sei que ele precisa de mim !!-

- Desistiu sim , você que não percebe , que pra ele você  é  um brinquedo ultrapassado , já passou do prazo . Ele tem que aturar você  aqui , Coringa só precisa de você na hora de descontar a raiva ou de precisar de alguém para sentir tesão . Se fosse por ele , você  estaria na cidade de Gotham vagando aleatóriomente ... Ele não precisa de você ! - digo nervosa gesticulando 

- É  o que você acha , as vezes penso que ele poderia ter te matado na primeira oportunidade  !!- ela se extressa 

- Sim , ele poderia . Ele poderia muito bem não  ter ido atrás  de mim , ele poderia muito bem ter me dado um tiro na cabeça  . Claro que ele poderia  . Mas não fez e porque  ?!- faço uma pausa e a encaro - Porque ele sabe muito bem o que faz . E sei que pra ele faria muita falta aqui !- 

- Você  nem fez e nunca fará  !!- ela se revolta - Ele não perderia tempo tentando te conquistar  !- 

- E quem disse que ele conquista ,  você não percebe Harley .  Ele é  um  ser que não deve ser amado .  Mas .... sempre existe uma idiota que acaba amando !- 

- Idiota é você  .. Ele me ama sim e eu vou sempre ama- lo !!- 

- Hahshsh !! Tá  ok !!- respiro fundo e me aproximo mais da grade - Se ele te amasse mesmo  , ele não teria me beijado aquela noite !- 

Sem perceber a loira me puxa pelo colarinho , me prensando fortemente na grade , a única reação que  tive foi encara-la e sorrir insaniamente para a mesma que me olha mortalmente 

- Eu vou te matar sua vadiazinha nojenta !!- ela diz apertando mais ainda meu colarinho 

- Faça  isso , que terei que fazer o mesmo com você  !!- Andrea aparece apontando sua arma para a cabeça da loira 

- Duvido !! Mister J , irá  te matar também  !!- Harley ainda me segura 

-Se ele fizesse isso no meu lugar , ele não me mataria e sim você  !- ela diz serena - Agora solte a garota Quinn !- 

Então ela me solta lentamente e me encara com mortalidade 

- Mais tarde você  me paga !- ela se afasta de mim , e eu psra testar ainda aceno cim um Tchau psra ela 

- O Coringa está te chamando Harley . - Andrea fala  e a loira sai  saltitando igual uma cabrita pelo corredor . 

Enfim Andrea me olha 

- Por que falou  aquelas coisas ?!- ela altera a voz 

- Ai . Ela merecia ver a realidade e escutar !- digo revirando os olhos 

- Sim , mas você não sabe o risco que passou aqui !? Ela é  louca , mais louca do que ele e ficar desafiando ,  é  perigoso demais Aléxia !- 

- Eu não estou nem aí  . Ela é cega , vai acabar se matando ! - digo franzido o cenho 

- Deixa que ela se arrisque ! Ela o ama , e nada vai  deixar que isso se rompe , até mesmo suas palavras . !- 

- Se ela estivr numa risca da morte por causa dele , não diga que não avisei . - 

- E se isso acontecer , vai ser o problema dela .- 

Não digo nada apenas fico olhando por um bom tempo ,  respiro fundo , pois esse diálogo pra mim não foi o suficiente bastante  e nem sei porque discuti com aquela loira boba . Enfim Andrea destranca a grade e abre a  , me fazendo ficar confusa 

- O Chefe precisa de você  !!- ela me alerta , dando passagem para eu sair 

- E desde quando ele precisa de mim  ?!- digo fazendo careta - Aééé. Ele precisa me espancar  !- 

Caminhamos pelo corredor em silêncio , até  que subimos a escada , ondem dali dava para escutar duas pessoas conversando altamente .  Fomos até  a sala onde Coringa e um dos seus capangas estavam conversando , rapidamente os olhares cairam sobre nós .  Me fazendo se assustar e Andrea caminhar para trás  

- Mil desculpas Chefe !- ela roucamente se defende 

- Andrea ! Como sempre se metendo onde não é chamada  !-ele muda de expressão . 

- É  que eu trouxe a garota ,  como o senhor  havia me pedido . - 

Então Coringa me olha e rapidamente abre um sorriso psicotico e gesticula as mãos 

- Ah sim . Havia me esquecido .  Leve-a até o  quarto . Logo irei até  lá ! - 

Respiro fundo , não me surpreendi com as palavras que ele havia dito , apenas revirei meus olhos mais uma vez e fui direcionada, para o andar de cima.  Caminhamos até  o corredor e fomos ate o quarto do Coringa . Fico parada observando a minha volta , me viro para Andrea que está  parada na porta

- O que ele vai  fazer ??- pergunto nervosa 

- Eu não sei Aléxia . Apesar ele não trás ninguém ao quarto dele !- 

- Andrea . Agora estou com medo !- digo me aproximando da mesma que franzi o cenho 

- Não fique . É  como eu digo . Não faça nada o que eu faria .- 

- Mas isso não faz sentido  !!- digo dramática 

- Por trás disso  , você  não percebe muito .- ela olha para o corredor  e me olha novamente  - Agora com licença ,  preciso sair antes que ele venha .- 

- Andrea , Andrea !- ela fecha a porta . 

Caminho lentamente de costas , coloco minhas mãos em minha cabeça ,  naquele momento fiquei nervosa , não sei o que realmente vai acontecer ,  meu coração estava na boca , me viro para frente e encaro a janela  porém havia me esquecido que era de noite . Fico ali parada viajando no meu nervosismo e na paranóia e pensando no que ele irá  fazer . Mas não demorou muito para mim sentir a presença de alguém  atrás de mim . Então eu já sabia quem era , respirei fundo e quebrei o gelo 

- É  errado apunhalar alguém pelas costas Mister J  !- digo com um sorriso , e sentindo a arma sobre minha cabeça  

- Como é  ?!- ele pergunta 

- Anda logo , me mata . Anda . Eu sei que você  quer !- digo desafiando ainda de costas para o mesmo  

Por um tempo aquele quarto fica em um extremo silêncio .  Até  que Coringa aparece na minha frente  com um sorriso estampado em seu rosto . 

- Eu não vim matar você  ! - ele segura meu rosto , fazendo eu o encarar completamente 

- Então pra que estou aqui ?! - pergunto 

- Porque você  é  meu brinquedo. Você  está aqui , porque preciso de você  !- ele gesticula soltando do meu rosto 

- Eu não sou e nunca serei seu brinquedo ..- rangi meus dentes 

- Mas você  está  aqui . Não está  !? Ou seja você  é  agora a minha propriedade , ou será  por bem ou por mal bonequinha ! - 

- Nem a pau . Utilize essas palavras para a sua Arlequina . - falo revoltada e aproximando dele 

- Ha! Ha! Como  você  é  corajosa em me desafiar . É  disso que eu gosto ! Uma mina boazuda e destemida !!- ele sorri loucamente 

- Você  pode me machucar ,  pode me espancar pode até  me estuprar . Mas a sua morte está  à  sua espera !- falo cruzando os braços  

- Todos os dias ela me espera , mas eu sempre dou a volta e consigo . - ele se afasta e tira seu blaser roxo 

- Ah claro . Não esquecemos que estamos falando do príncipe palhaço de Gotham - falo com ironia  

Ele me olha e sorri por completo , fico assustada . Devo admitir  . Ele se aproxima mais e com uma das suas mãos  segura um canto do meu pescoço  , fazendo o arrepiar . Olho no fundo dos seus olhos 

- Mesmo você falando só  merda . Eu não me importo . Porque você é a minha propriedade é  apenas minha . - 

- E aa.... - abro a boca mas ele aperta meu pescoço fazendo eu ficar em silêncio 

- Não quero que você ouse citar a Harley ! Ouviu ?!- ele me encara e eu apenas assenti - Boa garota . Agora apenas obedeça ,  e respeita o que vou fazer !- ele se aproxima de mim , mas eu me afasto assustada 

- Não . ..- 

- Olha . Se você não obedecer , vou ter que espanca-la novamente e joga-la naquela cela nojenta de novo . E eu sei que você não vai querer , Não é ?!- 

Eu apenas négo , então  ele se aproxima de uma vez , e cola nossos lábios ,  ferozmente ele pede passagem de sua linguagem em minha boca , mas eu tento o possível  , mas ele aperta mais meu pescoço e eu com fraqueza deixo passagem .  Ele morde fortemente meus lábios  e suas mãos começam a caminhar pelo meu corpo . Eu me mantinha sem me mexer , agora soube o que ele queria  , e sei que ele quer aproveitar esses momento , mas estava em choque por um momento  , até  que sinto ele me erguer em seu colo e me carregar até  a cama . 

Ele me coloca deitada na cama , e sobe em cima de mim , e volta a me beijar loucamente  , então aos poucos desse mordendo o meu pescoço  por um tempo , então com suas mãos  ele arranca a minha regata do meu corpo deixando apenss de sutiã .  Então  ele começa a mordiscsr a minha barriga , descrndo cada vez mais , e eu estava toda arrepiada e contida naquele momento  , mas insegura . Eu não sei se é  o certo , mas estava com medo de algo acontecer . Então ele para e rapidamente arranca meu  calção , apenas me deixando de  calcinha e sutiã  , e novamente ele volta a me beijar , porém erguendo  os meus braços ao lado do meu rosto , sem perceber ele algema o meu pulso direito na cabeceira da cama . Rapidamente estranho e me assusto e o mesmo abre um sorriso  metálico  

- Só por precaução  néném!- ele diz , naquele momento  , me entreguei para ele , deixei ele usar o meu corpo , precisava sentir prazer depois de todos os   sofrimentos e dores que senti. - Ahh . E isso  também  .  - Ele colocou  um tapa olhos  , cobrindo inteiramente minha visão , meu coração bombiou loucamente .  

Então senti ele proximo a minha parte íntima que está  coberta,  o mesmo lentamente afasta minhas pernas e em seguida sinto sua mão  sobre ela , fazendo eu me arrepiar e suspirar de primeira  . Então sem ele tirar a minha calcinha , Coringa começa  a brincar com sua mão  o meu clitóris ,  rapidamente me masturbando , naquele momento  senti ondas de prazeres , porém estava sem enxergar .  Ele aumentava a velocidade do contato , eu não aguentei e comecei a gemer altamente ,  até  que ele parou , fazendo eu respirar e estranhar . 

Ele demorou muito ,  mas rapidamente sinto ele me virar , fazendo eu ficar de quatro ,  porém com uma dificuldade por conta da algema que estava atrapalhando .  Coringa segura meu rosto e aproxima sua boca em minha orelha  

- Néném .  Como gosto de ouvir você  sofrer . Vou me divertir um pouco . !- ele cochica em meu ouvido 

Eu ainda estava com aquele tapa olho , e não conseguiria ver o que ele iria fazer , eu estava de quatro ,  e minha bunda estava empinada , e ali mesmo sinto ,  algo deslizar vagarosamente .  Mas não esperava , ele chicotei , fazendo eu soltar um grito agudo e dolorido ,  e  mais uma vez ele chicotei  e eu solto um grito . 

Por longos minutos ele ficou fazendo isso , porém escutava  a sua risada . Até  que ele parou . Sinto ele tirar meu sutiã e em seguida minha calcinha ,  me deixando nua . E sinto um tapa lastrado em minha bunda , enfim Coringa introduz  seu pênis dentro da minha vagina com violência ,  fazendo eu soltar um grito .  

Ele começa a estocar violentamente ,  aquilo estava me machucando por dentro  , mas ao decorrer estava se transformando em prazer . Ele segurava fortemente a minha cintura , enquanto ele estocova o meu corpo se movimentava ligeiramente ,  vindo e voltando  . A cada estocoda sentia uma onda de prazer chegando loucamente  , eu mordia meus lábios inferiores e apertava o lençol .  Coringa soltava gemidos roucos , aquele prazer todo estava me enlouquecendo 

- O Meu Deusss !! Mais rápido  ..- digo entre gemidos 

- Sua vadia ...Você  é  apertada demais - ele diz roucamente , e em seguida sinto ele puxar meu cabelo , fazendo minha cabeça se esquivar para trás  . 

Depois de alguns estocadas , ele troca de posição  , agora fica em cima de mim , e também tira o tapa olhos do meu rosto . Então  ele ergue as minhas pernas , colocando as em seu ombro  , então novamente ele entra dentro de mim e novamente faz os movimentos vindo e voltando dentro de mim . Mas agora  devagar . Meus seios balançavam aos movimentos  e eu afartava a cada toque e movimento que Coringa realizava . Aos poucos ele aumentava a velocidade  e meus gemidos ocupava o quarto inteiro . Ele acelera fortemente e geme , o mesmo segura meu pescoço  , eu fechava meus olhos a cada prazer que sentia . Então Coringa aumentou as estocadas e em seguida gozou dentro de mim . Porém  aquilo satifez ele , mas eu não  , então  tomei coragem e troquei de posição , agora fiquei em cima dele , com uma dificuldade por conta do meu braço estar preso. 

Então  eu começo  a cavalgar em cima de seu membro , Coringa segura a minha cintura enquanto  fazia os movimentos  , o mesmo beijava e mordiscava os meus seios , enquanto jogava minha cabeça  para trás e gemia loucamente  . Eu estava aumentando  a velocidade , o palhaço começou  a gemer e eu também  , a cama balançava  e faxia barulhos rangentes . Eu estava chegando próximo  a ápice . Eu estava delirando e suando os movimentos estavam cada vez mais rápido  

- E- eu vvvou gozarr Misster J !- digo gemendo  e olhando para o mesmo , que aperta fortemente minhas coxas 

- Faça  isso logo delícia  , porque está  demorando  !!- ele fecha os olhos

Depois de três  cavalgadas  eu derramo o líquido para fora , e eu soltei um último  gemido e desabei do seu lado ofegante e totalmente suada. Meu coração pulava loucamente  , enquanto estava com os olhos fechados  .

- Você  poderia  ter me matado ao invés de ter feito  isso . .. - falo respirando  profundamente 

- Nem terminamos direito , e você já está  reclamando  !- 

- Não  estou reclamando .  estou dizendo a verdade ...- falo ofegante 

- Mais tarde você vai me agradecer  por isso !!- ele diz roucamente e soltando uma risada 

 

 

 

♠♦♠♦♠

Continua

 

 

 


Notas Finais


Desculpas pelo capítulo ruinzinho
Dá próxima eu capricho kkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...