História Suddenly - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Hot, Inglaterra, Intercâmbio, Mentiras, Romance, Sexy, Surpresas, Traição, Viagem
Visualizações 50
Palavras 881
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Saga

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Gente, estou escrevendo esse livro e gostaria muito da opinião de vocês para poder continuar! Hoje vou postar mais 2 capítulos! Brigadaaa <3 <3

Capítulo 4 - I can't get


Assim que fecho a porta vou direto para a cama. Deito e fico olhando para o teto tão pouco familiar. Mil perguntas vem em minha mente; por que estou aqui? Como vou viver nessa casa? Eles vão ser legais comigo? E a escola? E aquele garoto? Só de pensar nele reviro os olhos. Será que ele vai ser legal comigo? Porque pelo que parece, não. E aliás, porque mentiram sobre a minha família na ficha ? Preciso falar com  Ken sobre isso. Só de imaginar acordar com aquela risadinha sarcástica todo dia me embrulha o estômago. Se minha mãe estivesse aqui me diria o que fazer...Minha mãe!
No mesmo instante me levanto e procuro pelo meu celular. Como tinha me esquecido de ligar para ela? Disco o seu nome e no terceiro toque ela atende:
-Mia?!
- Oi mãe!- respondo já esperando pela bronca
- Pelo amor de Deus Mia! Esqueceu que tem mãe? Você não sabe o quanto estava preocupada- ela continua falando e me deito na cama ouvindo sua metralhadora de palavras.

- Eu sei mãe, desculpa. Só cheguei agora na casa- digo olhando para as minhas unhas pintadas e agradecendo em silêncio por ter levado um chipe. Não ia ter coragem de pedir Wi Fi para eles agora.

- Eai? Como é a casa ? A família foi educada com você? Você foi educada com eles?- Diz minha mãe num tom quase urgente

- Então mãe... aqui não é exatamente o que dizia na ficha- digo fechando os olhos com força para não imaginar aqueles olhos me encarando.

- O que você está querendo dizer com isso?- Diz a minha mãe mais nervosa do que nunca

- Vamos dizer que assim... nessa casa tem só um pai- aquele homem era o pai? Era tão novo- e dois filhos

- O que??- grita a minha mãe e tenho que tirar o celular do ouvido

Continuamos conversando um pouco e prometo a ela que iria ligar para Ken mais tarde. Desligo o celular e suspiro, aquilo estava sendo o oposto do que imaginava. Pelo menos iria me encontrar novamente com John, tinha adorado a sua companhia. Resolvo guardar algumas das minhas roupas no armário, mesmo se tivesse que me mudar. 

Separo algumas delas na estante e vou guardando-as em ordem. Para me distrair um pouco coloco meus fones de ouvido e ouço uma das minhas músicas favoritas : I can't get no satisfaction. Confiro se a porta esta fechada e continuo.

Começo a cantar baixinho a letra da música e quando vejo já terminei de guardar quase tudo. Me viro para pegar mais roupas na cama e quase desmaio de susto. James está  ali sentado, com uma das minhas calcinhas na mão

- Estou vendo que a senhora Mia gosta de Rolling Stones... E aliás, linda a calcinha- diz ele com um divertimento evidente no rosto. 

-Ei! O que você está fazendo?!- vou até ele e arranco a minha peça íntima de suas garras- Você não tem o direito de ficar mexendo nas minhas coisas!

Estou muito irritada agora, e provavelmente vermelha. Por que tenho que ficar vermelha para tudo?

-Calma, calma- diz ele com um sorriso e um gesto de vítima com as mãos- só vim te chamar para jantar.

O sorriso dele não parece irônico como habitual, mas não ligo para isso agora.

- Mas isso não te leva a entrar sem minha permissão e ainda mexer nas minhas roupas!

-Não foi bem assim não- ele começa a se aproximar de mim- eu bati na sua porta 5 vezes, mas você não ouviu- ele diz apontando para o meu fone- e quando entrei vi que estava ocupada demais , então resolvi esperar o showzinho acabar sentado na cama- ele está com um sorriso lindo no rosto que se não fosse pelas circunstâncias, acharia fofo.

- Ah bem...- estou sentindo meu rosto pegar fogo

-Por que  você fica assim quando esta comigo?- ele diz colocando uma mecha de cabelo atrás de minha orelha- toda nervosa e preocupada- ele parece estar sério agora.Mordo o lábio inferior e ele olha atentamente

- Você precisa relaxar- Percebo que ele está perto demais agora

A minha respiração esta bastante acelerada no momento e tento conter. Mas não consigo fazer isso de jeito nenhum

- Bem eu acho que nós deviamos...- ele se aproxima um pouco mais e acho que meu coração vai sair voando da boca

- Eu não posso fazer isso!- deixo escapar quase num grito. Ele me olha com dúvida e umas das sobrancelhas levantada.

- O que? Comer macarrão?- ele pergunta 

- Eu tenho namor... O que?- Nesse momento percebi que nada do que tinha imaginado era sua intenção

-Você pensou ...que estava chegando em você? - ele ri- devia ter esperado terminar a frase, maninha. Como ia dizendo, nós devíamos ir descendo antes que Louis se irrite 

E aquele maldito sorriso estava em seu rosto novamente.Eu acho que nunca fiquei tão envergonhada na vida. Ele me deixa muito confusa e não consigo ordenhar os meu pensamentos direito quando estou perto dele. Era óbvio que James não estava chegando em mim, ele seria o meu "irmão".

- Vou descendo então, vai rápido porque já deve ter esfriado o macarrão- ele diz e vira as costas me deixando sozinha, de novo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...