História Suddenly - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Hot, Inglaterra, Intercâmbio, Mentiras, Romance, Sexy, Surpresas, Traição, Viagem
Visualizações 16
Palavras 1.049
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Saga

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Gente! Aqui vai mais um capitulo, se gostarem por favor escrevam o que acharam!! Bjocass

Capítulo 6 - Mordida


Me levanto e sento na cama. A voz é feminina vindo de baixo. Será que é a Summer? Não me lembro de Stive ter mencionado o nome dela ao avisar sobre a festa.Me ajeito no lençol e esfrego os olhos para raciocinar melhor. Sei que estou nessa casa a poucas horas, e que não conheço nada dessas pessoas, mas não consigo vencer a curiosidade. Calço as minhas pantufas cor-de-rosa , e em passos leves vou até a porta. 

Coloco o meu ouvido na madeira fria:

-  Ai James!- a voz da garota é tão fina que me lembra Alvin e os esquilos.

Eles ficam conversando no andar de baixo até a escada começar a ranger, estão subindo.

Como curiosidade é meu ponto fraco, abro a porta bem devagar e espero eles chegarem. O som do salto alto batucando na madeira e a risada esganiçada da garota preenchem o corredor. Até que vejo finalmente as três silhuetas.

Stive é o primeiro a chegar; está com o cabelo todo despenteado e com uma garrafa na mão. Ele grunhi alguma coisa e entra em seu quarto tropeçando com os próprios pés. 

Em seguida aparece James, e uma loira atrás dele.

Ela está cambaleando pelo corredor com um vestido vermelho quase inexistente em seu corpo. Qualquer coisa que James comentava, a garota ria escandalosamente. 

Continuei observando eles até que James vira a loira e a beija contra a parede.

Eu mereço, ele é o tipico canalha que traz uma mulher diferente para cama toda noite. Agradeço em silêncio por amanhã já sair dessa casa, e não precisar me preocupar de outra esganiçada acordar meus sonhos.

James termina o seu longo beijo na garota e guia até seu quarto.

Ela esta totalmente bamba, fica se debatendo por todas as paredes e… TUM

Eu estava no chão.

A minha testa estava doendo pela pancada. Ela tinha se desiquilibrado bem na porta em que estava fazendo minha espionagem. 

Esfrego a mão na minha testa dolorida e ao olhar para cima vejo James e a loira me olhando no chão.

-  Mas que porra é essa? – fala a minha agressora enrolando as palavras.

-  O que você estava fazendo Mia?- pergunta James sem entender.

-  Ah… bem… eu estava i-indo pegar água- digo forçando um sorrisinho

-  Ataaaa! Eu seei que v-você estava vigiiiiando a gente!- diz a loira apontando a unha postiça na minha cara- sua vaaca intrometidaa!

Nesse momento não me aguentei e mordi o dedo dela.

Sim. Eu mordi o dedo dela. 

A garota deu um grito ensurdecedor e as luzes começaram a se acender:

-  Que porra ta acontecendo aqui?!- pergunta Louis tentando abrir os olhos com a claridade

-  Essa vaca me mordeu!- Ela diz apontando novamente para mim, acho que está pedindo outra mordida.

Stive que já estava no corredor, olha para James. Os dois se encaram por uns segundos e começam a cair na gargalhada na mesma hora.

-  Você mordeu ela?!- grita Stive enquanto se ajoelha de tanto rir

Eu não sabia o que fazer. Eu mordi ela? Sim. Ninguem me chama de vaca e ainda sair eleso.

-  Masss porque você esta rindo Jaames?! Não tem a mínima graça nisso!- esbraveja a garota

-  Desculpa gata, mas isso é engraçado sim- diz ele enquanto me ajuda a sair do chão.

-  Isso é verdade Mia?- pergunta Louis me olhando sério

-  Bem… vamos dizer que sim- digo envergonhada olhando para o chão. Nunca tinha feito isso com ninguém. Mas aquela garota tinha me tirado do sério.

Quando eu retomo a olhar para cima, vejo que Louis esta vermelho. Ele olha para os garotos e começa a rir junto. Rir não, ele estava literalmente chorando.

-  Vocês são uns canalhas!- diz a loira batendo os saltos com força até a escada.

-  Daisy espera!- diz James rindo atrás dela

-  Olha Mia, você fez algo que sempre quiz fazer com aquela garota mimada- diz Louis limpando as lágrimas do rosto- Toda vez que James a traz aqui, é um saco. Ela se acha namorada dele,fica mandando o tempo todo, até em mim. Como se alguém ouvisse alguma palavra dela. É até engraçado.

-  É verdade, ela é um porre. Mas saio com ela por falta de opção- diz James com os ombros.

-  A louca não aceitou seu pedido de desculpa?- diz Stive se divertindo

-  Não é minha culpa se Daisy não quer uma noite de prazer- diz James com aquele sorrisinho- ela realmente achou que iria atrás dela me desculpando por alguma coisa.

Nós ficamos conversando no corredor um pouco sobre essa tal Daisy. Pelo que entendi, a coitada é totalmente iludida. Ela tem um amor platônico pelo James desde que se mudou, e quando transaram, nunca mais o largou, mesmo ele avisando frequentemente que não quer nada sério. E então Louis enterrompe:

-  Bom pessoal, me diverti bastante mas agora vou voltar a dormir. Boa noite para todos.-  e entra no quarto

-  É, tambem vou ir descansar- diz Stive esfregando os olhos- To até vendo a ressaca de amanhã.

Ele se vira e entra em seu quarto quase caindo, nos deixando sozinhos. Me viro para para James e ele esta me encarando com um sorriso de lado mostrando uma de suas covinhas.

Dou um sorriso para aliviar a tensão que domina meu corpo e falo:

-  É, acho que já vou indo também. Me desculpa se estraguei sua “noite de prazer”- digo fazendo aspas no ar

James se aproxima de mim devagar e me encosta na parede. Consigo sentir seu hálito de bebida e menta misturado quando fica a centimetros do meu rosto. Ele coloca as mãos de leve em meu quadril e sua boca vai até o meu ouvido. Só de sentir o ar quente em meu pescoço minhas pernas bambeiam:

-  Se você quiser tanto assim, é só pedir, não precisa ficar apenas olhando

Eu fiquei em choque. Ele sabe que estava realmente espionando ele, e principalmente o beijo. Tento falar alguma coisa, qualquer coisa mas não consigo:

-  Boa noite Mia- ele diz tirando as mãos do meu quadril e dando um beijo na minha bochecha.

Ele sai andando pelo corredor antes de me dar uma piscadinha.

Entro no meu quarto e deito na minha cama. O que tem de errado comigo?!

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...