História Suddenly It Becomes​ All 2 - Capítulo 40


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Visualizações 9
Palavras 720
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ficção

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 40 - 40


Louis: Meu bem...

Me abraçou apertado, enquanto eu chorava com a cabeça enterrada em seu pescoço.

Liam: Oh Isa..

Niall: Vai ficar tudo bem, okay?

Zayn: Já tem notícias?

-Ele está em coma.

Os meninos ficaram em choque. Niall sentou logo, Louis e Liam já estavam com olhos lacrimejados e Zayn me abraçava.

Louis: C-coma?

-Foi exatamente essa minha reação.

Liam: Deve ter sido um acidente feio...

-Ele não usava nenhum acessório de proteção.

Niall: Mas o depósito de bebidas não é tão longe.

Zayn: De qualquer forma, não se pôde quebrar essa regra Niall. Mas agora já foi...

-Eu.. Nem sei como reagir.

Liam: O que você precisar, não esqueça que vamos te ajudar em tudo.

Niall: É isso aí. Estamos aqui sempre Isa.

-Obrigado meninos. O que seria de mim sem vocês?

Louis: Com certeza, uma pessoa menos retardada.

Soltamos risos forçados.

Niall: Já ligou para Anne?

-A Darcy fez isso e ela já está vindo.

Louis: Se você ficar por aqui com ele, vou levar Darcy e Dylan para minha casa, assim eles não ficam sozinhos.

-Muito obrigado Lou.

Liam: No que eu puder ajudar...

-Você pode olhar, as vezes, lá em casa e colocar comida e água para Dafne, Rudd e Mallu?

Dafne vocês já conhecem, Rudd é o marido da Daf, eles cruzaram e o resultado foi a Mallu. Ainda vou contar toda história de como Rudd foi parar lá em casa e a briga que foi.

Liam: Óbvio, eu posso fazer isso.

Niall: Quero ajudar também.

-Niall, me traga algumas roupas, e para Harry.

Niall: Sabe que isso é uma ordem da minha Isinha. Então fica tranquila que quando eu for com os meninos, volto com as roupas.

-Obrigado a todos vocês.

Liam limpou as lágrimas do meu rosto.

Louis: Bom, temos que ir..

Policial: Senhorita Eloisa?

Olhamos para ele.

Policial: Precisamos lhe falar sobre a motorcycle.

Olhei para Zayn.

Zayn: Eu cuido disso, pode deixar, princesa.

Policial: Então vamos!

_________

Duas horas de espera por um exame, nunca demorou tanto!

Dr: Entre! Ele está na maca fixa. Não faça muito barulho.

Entrei respirando fundo e fui até a maca que ele estava... Era tão triste, não evitei chorar. No canto de sua boca estava cortado, ao lado do olho também, toquei em seus cabelos e pude ver que ele levou alguns pontos na cabeça, seu braço também estava com pontos, o peito e a barriga totalmente cheios de feridas sangrentas e inflamadas, ele respirava através de máquinas, estava cheio de agulhas pelo corpo e tomando soro.

-Harry...

Falei com as lágrimas descendo pelas minhas bochechas.

-Eu estou aqui! Acorda, por favor.

Segurei sua mão e apertei levemente mas ele não deu nenhum sinal.

-Eu te amo..

Beijei seu testa.

_________

Algumas horas depois, já amanhecendo, eu não largo a mão do Harry de jeito nenhum, esse é o verdadeiro sentido de; a esperança é a última que morre. O médico me avisou que havia duas mulheres lá fora e eu logo pensei na Gemma e a Anne. Saí da sala e esperei um abraço da Anne, mas ela me recebeu com sete pedras.

Anne: É tudo culpa sua!

Gemma: Mãe! Para! A Isa é tão vítima quanto eu e você.

Eu apenas conseguia chorar.

Anne: Ele sempre se arrisca por você, e aposto que desta vez não foi diferente, e agora está do jeito que está. Você pode até gostar dele, mas a tal da Larissa não fazia ele de retardado e passar por tudo isso!

Gemma: Mãe, para! A Eloisa está mau com isso e ela não tem culpa.

Anne: Ele vive chorando por você, estão sempre brigando, ele está triste. Espero que quando ele ficar melhor, abra os olhos e veja a cobra, idiota e um tanto cruel que você é, e o quanto mau você faz a ele!

Gemma: Chega!

Anne: Se ele não sobreviver, Eloisa, saiba que a culpa é sua. E você não vai sair tão na boa assim.

Gemma: Se você quer ver o Harry, entra na sala, mãe.

Ela entrou sem olhar para trás.

Gemma: Desculpa por ela. E não dá bola, Isa. Não é culpa sua.

Me abraçou.

-Obrigado.

Entrou na sala.

Eu estava em choque pela atitude da Anne, realmente é incrível, eu jamais esperava ela falar dessa forma comigo, sim, ela poderia dar broncas em mim como antes por não saber fazer certas coisas, mas isso já foi longe, me xingar, dizendo que a culpa é minha, sendo que eu nem estava com ele, e ele apenas estava indo comprar bebidas. Ou talvez seja culpa minha mesmo...

____________



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...