História Suddenly Love - Capítulo 87


Escrita por: ~

Postado
Categorias Júlio Cocielo
Personagens Júlio Cocielo
Tags Julio Cocielo
Exibições 393
Palavras 1.806
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


boa leitura (:

Capítulo 87 - Oitenta e sete


- A mais linda chegou.

- Sumiu hein. - Aline falou. - Nem parece que você ta nessa viagem.

- Me perdoe, estarei mais presente agora. Gente, vamos fazer um luau hoje? A praia é maravilhosa.

- Cê foi pra praia? - Paulo perguntou.

- Fui.

- Nem chamou. - ele falou.

- Queria ir sozinha, tava irritada.

- Ah sim…

- Então, vamos?

- EU topo. - Lira falou. Nisso todos concordaram e estávamos resolvendo as coisas.

- Que que vocês estão combinando sem mim? - escutei a voz dele e já sorri. Ele veio pra trás de mim e beijou meu cabelo. As pessoas me olharam confusas e eu sorri sem graça.

- Eu tava falando que a gente podia fazer um luau na praia que tem aqui na frente…

- Ah sim, podemos. Que que vocês estão bebendo?

- Whisky, quer? - Paulo ofereceu.

- Claro que quero. Vou só buscar um copo.

- Traz a selvagem de açaí? - falei e ele afirmou com a cabeça. Ele voltou e eu fiquei bebendo a catuaba com a Fernanda. Eu já tava tontinha. Nisso a Giovana já tinha vindo pra fora e estava em cima do Júlio.

- Vamos jogar alguma coisa? Seria bom esquentar as coisas. - Daniel disse e eu senti ele sorrindo sacana pra mim.

- Só vamos. - respondi. Todos nos ajeitamos.

- Vai devagar ta? - Júlio falou no meu ouvindo me arrepiando inteirinha. Ele reparou e riu. - Então vamos lá. - e ele falou mais alto - Jogo das cartas?

- Eu vou lá pegar. - Giovana foi correndo na casa pegar e eu revirei os olhos. - Prontinho. - ela entregou pro Júlio. Ele embaralhou as cartas.

- Eu começo. - falei e peguei. - Opa. - era letra Q, eu estava sem sutiã, então resolvi tirar o short, porque calcinha e bíquini era a mesma coisa. Levantei, e desci meu short de maneira sexy, virada de costas pra mesa. Virei de frente e o Júlio tava de cara amarrada.

Mensagem

lice: amor, deixa eles curtirem um pouquinho
      eu toda sua
      eles nunca vão ter o que você tem:
      minha xota

Mandei pra ele. Ele pegou, deu uma risada e balançou a cabeça.

- Agora é minha vez. - Giovana falou. - J. - ela olhou sem entender porque ela não sabia os significados.

- Verdade ou desafio. - falei e girei a garrafa. - Daniel faz pra você.

- Verdade ou desafio? - ele perguntou.

- Desafio. - ela respondeu.

- Lap dance em qualquer um dos participantes do jogo. - fiquei irritada.

- Escolhe uma pessoa Daniel! - falei.

- Não ué, quero que ela que escolha.

- Hmmm, Júlio. - ela falou e olhou pra mim. Júlio olhou pra mim como quem diz: não tenho culpa e eu sorri de leve. Ela começou, colocaram uma musica e o Júlio colocou as duas mãos pra trás. Ela era meio desengonçada, não sabia fazer direito. Fiquei olhando ela tentando seduzir e o Júlio disfarçando olhando pra bunda dela.

- êeeee - parei a música. - Ótimo show, agora vamos continuar. - falei e o jogo continuou e eu tava torcendo pra eu tirar verdade ou consequência, queria muito fazer um lap dance no Júlio. Chegou minha vez de novo, acho que de tanto eu mentalizar saiu J pra mim.

- Deixa que eu giro. - Júlio falou. Ele girou e caiu exatamente pra ele. Sorrimos. - Verdade ou desafio?

- Desafio.

- Lap dance.

- Em quem? - me fiz de tonta.

- Em mim. - levantei rindo a toa.

- Olha e aprende. - falei com a Giovana. Fernanda tava tendo uma síncope de tanto que ria. Colocou a música e eu só de calcinha, sentei no colo dele e comecei. Ele segurava a minha bunda quando eu tava de frente pra ele, e ele fechava os olhos, eu já sentia o pau dele crescendo. Virei de costas, e a mão dele foi pra dentro da minha blusa, ele passou a mão nos meus seios, e eu vi o Paulo segurando o pau.

- Num acabou o tempo não? - Giovana perguntou.

- Cala a boca e curte essa maravilha. - Júlia falou. A música acabou e eu levantei.

- Aprendeu Gio? - falei e sentei. Gente, desculpem por falar isso, mas eu estava melada. Sentia meu corpo quente, até prendi meu cabelo. Júlio virou uma dose e eu precisava de algo gelado, peguei um gelo no balde e fiquei chupando.

- Que pornográfica. - Aline falou e começou a gargalhar, ela tava bem chapada. - Chris, posso pegar a Alice? - olhei chocada em Cristo Rei. Olhei pro Júlio e ele afirmou com a cabeça. Mordi o gelo e engoli, fui até ela, sentei no colo dela e nos pegamos. Aline beijava calmo demais, já eu era mais hard né? Olhei pro Chris e ele tava excitadíssimo, ri e voltei pra minha cadeira.

- Ô meu Deus, me ajuda, ex - mulher de amigo meu pra mim tem que ser homem. - Christian falou olhando pra cima e rimos.

- Vamos continuar a brincadeira né. - Giovana falou.

- Alguém tira essa garota chata daqui? - falei.

- Acho que o Júlio não quer que eu saia, né? - ela falou colocando a perna em cima dele.

- Bom, ele parece ta fazendo muita questão né? - falei e ri. O jogo continuou e eu faria uma pergunta ou um desafio pra Fernanda.

- Desafio. - ela respondeu.

- Ficar com o T3ddy. - ela olhou pra mim com cara de tédio.

- Outra coisa vai.

- Para de fingir que não quer, Fernanda. - Júlio falou.

- Vem logo Fernanda. - Lucas falou.

- Só vou porque é o jogo. - ela levantou e foi até ele, sentou no colo dele e se pegaram.

- Deu pra mim dessa brincadeira. - falei me levantando e fui pra piscina. Pulei na mesma e Fernanda me acompanhou, entrando de sutiã e calcinha.

- Miga, eu gosto muito do Lucas.

- Eu sei.

- Ele falou pra gente conversar daqui a pouco.

- Então, conversem, transem, fiquem bem.

- Miga, cê ta muito chapada, seu olho ta pequininho.

- Eu sei. - falei e ri. - Eu tô tão feliz amiga.

- Eu sei, fico muito feliz também.

Júlio

Alice tava bem alterada e tava na piscina com a Fernanda. Eu ainda estava impressionado com a atitude da Aline, Chris e ela saíram animadinhos de lá, hoje a noite ia ser show. Queria subir com a Alice, mas a Fernanda parecia estar desabafando, certamente era sobre T3ddy né? Deixei elas lá e fui pegar uma cerveja.

- Qual é você e Alice? - Giovana surgiu perto de mim.

- O que Giovana?

- Vocês dois trocaram olhares o jogo inteiro, ela rebolando pra você e você excitado, todo mundo percebeu. Fora que quando a Aline pediu pra ficar com ela, ela meio que olhou pra você como se estivesse pedindo. Qual foi hein?

- Giovana, desde quando eu tenho que te dar satisfação? Me responde rapidinho.

- Você é um ignorante. Por isso a Alice não quer mais nada com você.

- Nossa, que apelativa. - falei rindo. - Pergunta a ela se ela não quer nada comigo. - peguei uma cerveja e um suco pra começar a passar a cachaça da Alice. Saí e deixei ela plantada na cozinha. - Toma Alice. - entreguei o copo pra ela.

Alice

- Que que é isso?

- Suco.

- Pra que?

- Começar a tirar esse álcool do teu corpo.

- Isso sai no suor quando a gente tiver trepando.

- Você me enoja Alice. - Fernanda falou - Eu vou dar uma voltinha. - ela saiu da piscina.

- Ave Maria. - Júlio falou olhando pra bunda dela.

- Ta satisfeito com a minha não?

- Tô mais que satisfeito, a gente só não pode negar que ela tem um raba linda.

- Ta ta, entra aqui na piscina comigo. - ele tirou a blusa e entrou. Ele ficou bebendo a cerveja dele e eu meu suquinho. - Quero te beijar.

- Muitas querem.

- Mas só eu posso.

- Você sabe que essa blusa ta transparente e dá pra ver seu peito todinho.

- E daí? - ele me puxou pela cintura. Começou a beijar meu maxilar, encaixei meu rosto na curvatura do pescoço dele. Ele ficou fazendo carinho nas minhas costas.

- Ué casal voltou? - Lira falou e eu ri. Julio olhou pra mim.

- Fala. - falei no ouvido dele.

- É né, ela não aguentou de saudades não.

- Até que enfim Senhor. - Bruna falou.

- A gente precisa comemorarrrrr. - Júlia falou.

- Vai ter o luau mais tarde né? Aí a gente comemora. - Lira falou. - Mas felicidades a esse casalzinho que eu amo.

- Também amo vocêsssssss. - falei. - Mas vou subir pra dormir, se não, mas tarde eu num aguento… E eu não to falando só do luau. - falei olhando pro Julio e saí da piscina, senti o olhar do Lira pra minha blusa, Júlia mordeu o lábio e encarou também. Virei de costas tirei a blusa e vesti a do Júlio.

- Pensei que tu era meu amigo hein Lira. - Júlio falou saindo da piscina rindo - Só vou deixar passar porque é difícil não olhar. - Ele entrou comigo e subimos.

- Ai, tô tão feliz… - falei.

- Oxi, por que?

- Porque a gente ta junto de novo né? Eu não imaginei que isso aconteceria logo.

- Nem eu né. Pra mim é maravilhoso, tava quase perdendo as esperanças, investindo na Giovana…

- Ah, vai se foder Cocielo. Babaca. - saí andando.

- Para de show Alice, eu tava zoando.

- Eu sei, ta pra nascer melhor que eu.

- Você me irrita com esse convencimento. - ele falou e eu sorri.

- Meu quarto ou o seu?

- O seu, Igor ta com a Marcela no meu.

- Será que eles tão trepando agora?

- Tomara que não, tenho que pegar roupa. - encostamos o rosto na porta estava silêncio. Júlio entrou. - Tão dormindo - ele falou sussurrando. Fui atrás dele. - Segura o celular, e põe a lanterna na minha direção. - fiz o que ele pediu e ele catou as roupas dele. - Bora. - apaguei a lanterna e fui andando na frente, senti as mãos do Júlio na minha cintura e sorri. Saímos do quarto e ele continuou andando abraçado comigo. Entramos no meu quarto e a Fernanda tava abraçada no travesseiro chorando, de barriga pra baixo.

- Fernanda, o que houve? - falei me sentando na cama. Júlio me olhou indicando que ia pro banheiro e eu balancei a cabeça afirmando.


Notas Finais


demorei mas voltei heinnnn
espero q gostem <3333


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...