História Suddenly Love - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Romance, Suddenly Love, Suga, Yoongi
Visualizações 26
Palavras 1.135
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Hentai, Musical (Songfic), Poesias
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie lindos,
To começando essa fic agr e espero que vocês a amem assim como eu estou amando escreve-la.
os capítulos sairam um por semana, so pra deixar um gostinho de quero mais kdljfhgaqk.

Vou deixar de enrolar...
Tenham uma boa leitura meus pandocas...

Capítulo 1 - Min Yoongi, seu desconhecido


Fanfic / Fanfiction Suddenly Love - Capítulo 1 - Min Yoongi, seu desconhecido

Oie pessoa do lado dai!

 Você deve está se perguntando quem sou eu né? Bom eu sou a ____, tenho 19 anos, faço o ultimo ano do ensino médio, moro em Seul. Eu sou brasileira, ai vem a grande pergunta, o que uma brasileira faz do outro lado do mundo? Eu vim parar aqui depois de um ocorrido digamos que traumatizante.

Aconteceu quando eu tinha cerca de 2 anos, pra vocês entenderem melhor minha historia precisam saber de um ponto alto dela, meus pais biológicos morreram quando eu tinha 6 meses de nascida, um fato trágico da minha vida, porém que não me importo mais , voltando para a história, fui adotada. A família que me adoto era um casal de coreanos, e foi assim que eu vim parar do outro lado do mundo, pra muitos uma historia digna de uma pessoa com depressão, pra mim... só mais uma historia normal.

Nessa minha linda vida já sofri de preconceito a violência, mesmo assim não me mudei nem por dentro e nem por fora, continuo sendo a mesma ____. Fiz amizades, poucas mas fiz. Kim Hee, mais conhecida por mim como Hee ou meu apelido carinhoso Molango, estranho? Um pouco, mas tem um motivo, ela tem um cabelo ruivo e odeia morango e algumas coisas vermelhas, menos o seu cabelo.

Eu já me apaixonei, minha primeira paixãozinha foi quando eu tinha de 9 pra 10 anos, ele é o melhor amigo do meu irmão, é bem normal mesmo já que isso normalmente acontece. Eu no inicio de tudo não era próxima do meu irmão, ele me via como ´´ a outra que veio roubar a atenção dos meus pais´´ , depois de um tempo ele sofreu por conta de uma garota, e mesmo que ele nunca tivesse ido com  a minha cara eu o amava mesmo assim, então quando ele chegou chorando nossa mãe foi falar com ele e eu ouvi que tinha sido aquela coisa, então só fiz colocar um tênis e um casaco e fui atrás dela, encontrei ela na frente da escola onde meu irmão estudava com ela, foi ai que eu meio que dei uma bela de uma surra nela, coisa pouca, ela passou uns 3 dias no hospital com dor nas costelas, só não a machuquei mais por que ligaram para minha mãe que veio correndo com meu irmão, depois desse dia ele meio que começo a notar que eu não queria o mal dele e foi quando ele começo a me aceitar mais digamos assim. Hoje somos mais próximos.

 

-_____ a mãe tá chamando pra almoçar- disse meu irmão, que por sinal se chama Park Jimin- Vem logo se não eu como sua comida-disse em tom brincalhão.

- Jiminei não come minha comida- disse tentando parecer fofa, coisa que não combina muito comigo- To descendo.

Tinha acabado de chagar da escola, vou até meu guarda roupa e pego um short que apesar de ser curto é muito confortável, um moletom e vou ate o banheiro, troco de roupa e desço para almoçar com a minha linda família.

 

- Boa tarde família, bom ver que estamos todos unidos hoje – falei com um tom de ironia, meus pais tinham se separado, ele traiu minha mãe com uma prostituta qualquer, se apaixonou por ela e deixou minha mãe, quando ele aparece por aqui é porque quer alguma coisa.

- Bom saber que está feliz com a minha presença minha filha, ops esqueci você não passa de um ser abandonado que eu tive que adotar – ele disse com ironia e sarcasmo.

- Park não fale assim com ela, você antigamente era tão apegado a ela e hoje a trata assim- minha mãe disse em um tom triste.

- Pelo visto a putinha que ele tem em casa fez ele se arrepender de me ter agora na família, eu lamento se não posso te fazer me amar mais, uma pena que você está fazendo o mesmo comigo, me dando motivos pra te desprezar e te querer cada dia a mais longe de mim.- disse pegando um prato me servindo e voltando para o meu quarto.

 

Desde que Seok entrou na vida do meu ``pai`` ele passou a me odiar, realmente não entendo, quando eu vim morar aqui ele realmente me tratava como sua prorpia filha, não deixava ninguém me machucar, quando falavam coisas para me deixar triste ele sempre ia para me defender e me animar, mas pelo visto agora só sou um peso para ele. Ouvi um barulho na minha porta e me virei, era  o Kook, meu melhor amigo, o único que iria poder me consolar agora, o único que não iria falar nada e só iria me distrair.

 

- Oi pequena – disse entrando no quarto e fechando a porta atrás de si.

- Oi- disse triste, e foi ai que as lagrimas começaram a escorrer pelo meu rosto.

- Que tal eu e você irmos para o nosso balanço e você me fala o que tanto tá doendo ai dentro?- ele disse logo abrindo seu sorriso de coelho, a coisa mais fofa do mundo.

- Vou trocar de roupa- disse já indo no armário pegar uma calça jeans e um tênis qualquer, foi ate o banheiro, me troquei e voltei pro quarto- Tó pronta, vamos- disse puxando ele pela mão e enxugando as lagrimas que continuavam a cair sobre o meu rosto.

Passamos pela sala, onde meu pai, minha mãe e o meu irmão estavam.

 

- ____ você vai aonde? Você nem almoçou minha filha- disse minha mãe preocupada, cheguei ao seu lado e falei em seu ouvido.

- Preciso desabafar, vou está com o Kook, eu prometo que eu volto.- disse e logo dei um beijo no topo de sua cabeça, antes de sair o Jimin me puxou para um abraço, o que realmente me confortou muito.

- Obrigada- disse baixinho para somente ele escutar.

Eu e o Kook estamos caminhando ate um parque que tem aqui perto, o caminho estava silencioso ate que um garoto branquelo esbarra em mim, ele pelo visto ta destraido com o seu livro.

 

- Foi mal, não te vi- disse o menino com um certo tom de deboche.

- Da próxima vez deixa meu corpo no lugar- disse no seu mesmo tom, assim fazendo o mesmo arregalar os olhos.

- Bem atrevida você- disse ele querendo começar uma discussão que eu realmente não estou nem um pouco afim.

-Olha eu poderia ate ficar aqui no meio da rua discutindo com um estranho, mas eu realmente não tó no clima, você passa por mim e finge que nada aconteceu, e eu fingo que você é só mais uma pessoa na rua lendo um livro por enquanto anda.- disse bem direta e ele sorriu.

- Sim senhora, mas antes.. prazer me chamo Min Yoongi, o seu desconhecido.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, quem sabe não saia mais um capitulo no decorrer da semana...
Já amo todos vocês,
Obrigada por lerem, se tiverem algo que possa ajudar a construir a historia ou melhora-la só deixar ai nos comentários.
Beijos Pandocas....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...