História Sugar Place - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Logan Lerman
Personagens Logan Lerman, Personagens Originais
Tags Aventura, Drama, Logan Lerman, Revelaçoes, Romance
Exibições 6
Palavras 1.129
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Primeiro capítulo ^-^

Capítulo 2 - O início


Pov Angeline

Coragem...

Essa era a atitude que eu nunca imaginei que tanto iriam me cobrar.Eu fui criada para ser rainha,ser forte e ao mesmo tempo educada e gentil e NUNCA pensar em machucar um ser vivo,dar a minha vida pela a dos outros,estar sempre bonita e ser feminina.

Uma rainha não luta,ela deve sempre proteger os outros mas precisa sempre ser protegida.Eu não penso assim,se eu quero defender os outros preciso saber me defender sozinha,se tenho que dar minha vida pela dos meus súditos porque ia querer que meus guardas deem a vida deles por mim? Por isso que desde os meus 9 anos,pedi ao guarda braço direito de meu pai para me ensinar a arte da alto defesa mas nunca pensei que um dia eu teria que usar essas técnicas.

Minha mãe achou uma loucura,cada vez que eu aparecia roxa ou arranhada ela enlouquecia e quase demitia meu instrutor, meu pai não achou tão ruim desde que eu me comportasse como uma dama nos outros locais.

Enquanto eu vivia minha vida pacífica,só me importando com o que faria para me livrar do tédio no dia seguinte,os reinos em minha volta sofriam com as invasões.Casas eram destruídas,pessoas eram mortas e reinos eram tomados.

Mas eu não me importava,pois para mim ninguém no mundo seria capaz de destruir um lugar tão pacífico como Sugar Place,acontece que eu não conhecia Alan Agnoletto.Meus pais raramente comentavam sobre o assunto,quase nunca,o que me deixava ignorante ao assunto.

Meus pais,os governantes mais amdos de todos os reinos do país,estavam sempre dispostos a ajudar quem precisa,eu os adimiro como Rei Cornellius e Rainha Virginia e como Mamãe e Papai.

Antes de tudo acontecer eu vivia a minha vida normalmente me preocupando apenas com o meu futuro e os meus deveres reais,o que acontecia fora do meu reino não me importava,até que o destino se voltou contra mim e eu não fiz nada para impedir que minha vida perfeita desabasse.

ANTES

Primeira semana da primavera,a estação em que Sugar Place realçava  sua perfeição.

Acordo com o sol entrando pela janela proporcionado pela minha criada.

-Bom dia majestade!-diz fazendo uma reverência

-Bom dia Luiza!-digo ainda sonolenta

-Minhas sinceras desculpas por te acordar alteza mas vossa mãe te espera para o desjejum,seu banho já está pronto

-Obrigada -digo me levantando e indo ao banheiro

-É um prazer servi-la majestade - faz outra reverência e se retira

Depois de tomar um banho e de ter minha guerra diária para entrar no espartilho,vou até a mesa do café onde encontro minha mãe.

-Bom dia cupcake!-diz ao me ver e dá um sorriso radiante

Desde de pequena,a rainha Virgínia me chamava desse geito,as vezes era vergonhoso,mas já estava acostumada.

-Bom dia mamãe! -respondo me juntando a ela na mesa

-Animada para o dia de hoje?

Pego um dos croassants enquanto minhas criadas me servem o chá.

-O que tem hoje de tão especial?-digo realmente não fazendo ideia

-Não acredito que esqueceu cupcake!Hoje seu belo noivo virá visita-la.

Meu noivo, Demetrius Pyzerman, herdeiro do trono de Jewelsville e o príncipe mais bonito e desejado de todos os reinos.Meu pai me prometeu a ele quando tínhamos 10 anos,na época nós achavamos besteira este negócio de casamento arranjado,erámos crianças,mas conforme eu crescia fui me apaixonando por ele e me senti honrada por tê-lo como noivo,meu pai não podia ter escolhido pretendente melhor,Demetrius é lindo,inteligente e gentil,um verdadeiro príncipe.

Faziam três meses que não nos víamos,devido ao ataque inimigo ao seu reino,ele voltou para lá para tentar reerguer o reino e o povo que lá vive.Seus pais já não estavam mais no mundo dos vivos,mesmo assim ele estava firme e de pé,o que o tornava aos meus olhos alguém extraordinário,capaz de passar por cima das tristezas para reerguer o seu povo,Demetrius era o meu herói.

-Sabe como ele está mamãe?

-não filha -respira fundo-Sei que o Rei Leone e a Rainha Julliet não estão mas entre nós e por isso quando ele voltar dê todo apoio a ele,a situação em que ele se encontra deve ser difícil...Mas não se empolgue,lembre-se de seus limites.

-Sim senhora-digo

Ela me olha com um misto de desconfiança e dúvida,apena solto uma risada fraca e termino meu desejum.

Depois do café fui até a arena para mais um dia de aula de lutas,pedi a Eduardo para dificultar meu treino de hoje pois queria ocupar meu corpo e minha mente mas meus pensamentos só conseguiam focar em Demetrius e seu reino,se um reino como Jewelsville poderia ser atacado e destruído,imagine Sugar Place.Não éramos guerrilheiros,claro que tínhamos uma guarda severa e bem treinada,mas não éramos páreos para os reinos em que as crianças já nasciam sabendo que serviriam ao exército,não tínhamos uma base militar sólida.

A preocupação com os acontecimentos e com o meu noivo estava me corroendo por dentro.

-Está muito distraída hoje,seus golpes estão fracos,o que está havendo? - perguntou meu instrutor Eduardo

-Mil desculpas mas minha cabeça está um poço de preocupação-digo me sentando e apoiando a espada em meu colo

-Diga-me o que te aflinge-pede se sentando ao meu lado

-Sabe algo sobre os ataques aos reinos vizinhos?-pergunto

-Sei...até de mais-responde-Isso não é algo para uma princesa se preocupar

-Não sou uma simples princesa,em breve serei Rainha-digo ofendida

-Mas quem cuidará dos assuntos militares será seu marido-diz se levantando

-O que meu pai está fazendo no reino vizinho?

-Questões burocráticas-diz

-Exijo saber do que se trata-digo

-Ouça,majestade-diz tentando manter a calma-Vosso pai está tentando resolver um assunto de interesse de todos nós habitantes de Sugar Place,tentando manter seu povo seguro,Futura rainha...

-Porque me deixam alheia de tudo?-pergunto-É o meu reino,se tem alguém tentando invadí-lo eu preciso saber...

-Acho melhor ir descançar...Está dispensada por hoje

-Mas...

-Vá!-diz me dispensando com a mão-Afinal,você precisa estar arrumada para cortejar o príncipe prometido

Minhas bochechas ficam vermelhas e ele ri.

-Até mais,Angeline!

-Até mais-digo e saio irritada

Algo estava sendo escondido de mim,Papai nunca ia em reuniões nos reinos vizinhos,elas sempre aconteciam em Sugar Place,pois ele odiava viajar á cavalo.Não queria ser a última a saber de assuntos que eram de extrema importância aos que viviam em meu reino.

Começo a caminhar em direção aos meus aposentos,paro quando vejo minha mãe no jardim,ela arregala os olhos ao me olhar.

-MEUS DEUSES!!!OLHA O SEU ESTADO!!!-ela não estava exagerando

Eu realmente estava horrível,suja,despenteada,com marcas da luta perdida e suada,eu usava uma calça de couro,botas de cavalgada e uma túnica branca pois não poderia lutar de vestido,a espada pendurada em meu cinto reluzia a luz do sol,pelo olhar de minha mãe,poderia dizer que estava um tanto...masculina.

-Vamos tomar um banho e depois vou ter uma conversinha com esse Eduardo.

Ela me puxa pelos corredores quando vejo alguém conversando com um dos criados,meu corpo paralisa na hora e meu coração acelera.

-Eu não acredito!!!-exclamo incrédula


Notas Finais


Espero que tenham gostado e até o próximo❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...