História Sugar Place - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Logan Lerman
Personagens Logan Lerman, Personagens Originais
Tags Aventura, Drama, Logan Lerman, Revelaçoes, Romance
Exibições 4
Palavras 1.432
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa Leitura❤❤

Capítulo 3 - Aleph


Fanfic / Fanfiction Sugar Place - Capítulo 3 - Aleph

Pov Angeline

-Não acredito!!!- digo incrédula-O que ele faz aqui,justo agora???

-Parece que seu noivo chegou mais cedo-diz minha mãe-Viu?eu sempre digo que você deve andar sempre arrumada mas você não me ouve...Agora vai perder o noivo...

-Ele não pode me ver assim-digo

-tarde demais,ele está vindo ao nosso encontro...Sorria e acene,que talvez ele vá embora

Mas para minha infelicidade,ele não foi embora.

-Majestade-ele se aproxima e faz uma reverência-é um prazer revê-la

-Igualmente meu futuro genro

Ele volta sua atenção a mim e dá um sorriso encantador

-Angeline -beija minha mão-Devo dizer que mesmo desarrumada você continua encantadora

-Mentiroso-reviro os olhos

-Cornellius deve estar me esperando...Com licença-diz mamãe se retirando-NÃO SE EMPOLGUEM MUITO!!!-grita

-Vou tentar-Demetrius responde e leva um tapa no braço proporcionado por mim-Ai!Você bate igual um homem

-Então as aulas de luta estão funcionando-digo convencida

-Sentiu minha falta,docinho?-ele pergunta se aproximando mais

-Nem tanto-digo

Ele me puxa pela cintura colando nossos corpos.

-Tem certeza?-pergunta em meu ouvido me fazendo arrepiar

Me solto bruscamente com as bochechas coradas.

-Estamos em público,Pare com isso!

Ele bufa e revira os olhos.

-Quero ficar a sós com você-diz sério mas logo abre um sorriso encantador-Que tal um pique-nique no jardim, Senhorita?Espero que não esteja de dieta.

-acha que eu preciso??-digo arqueando a sombrancelha e colocando as mãos na cintura

-Se você me deixar olhar direito talvez eu poderia dar minha opinião-ganha outro tapa e começa a rir-Parei!Parei!

Percebo o meu estado e a proximidade que estamos e rapidamente fico corada.

-acho melhor eu ir me banhar antes de irmos ao jardim.

-Como quiser,estarei esperando.

-Não vou demorar-Digo me afastando mas logo o ouço me chamando

-não vai me dar um beijo de despedida? -Me aproximo e lhe dou um beijo no rosto-acho que pode fazer melhor que isso.

-Demetrius!!!Os criados irão ver, e depois eu ficarei falada.

-não tem ninguém olhando-olho em volta e percebo que estão muito ocupados com seus afazeres-Será rápido.

Me aproximo mais e rapidamente lhe dou um selinho,ele dá um sorriso, satisfeito

-até mais-digo saindo envergonhada.

Chego ao meus aposentos e me direciono até o banheiro.Termino meu banho,me visto com meu mais belo e adequado vestido e vou até o jardim.

Lá encontro o chão forrado com uma toalha florida e uma cesta com doces muito saborosos,os mais delicados vinhos e um buquê de flores muito belas,mas nem sinal do meu príncipe.Me sento perto de uma árvore e o espero chegar.

Depois de um cinco minutos ouço o som de um cavalo se aproximando.

-Até que enfim-digo levanto minha cabeça para encará-lo

Mas não era meu príncipe montado no cavalo.

-O que uma bela dama faz sozinha? -Diz o moreno de olhos azuis desmontando do cavalo

-não lhe interessa -digo estressada

-Nossa, parece que não está em um bom dia.Deixe me apresentar, sou Aleph-faz uma reverência-posso saber seu nome?

-Angeline Castellaneta-digo sem humor e logo estranho o fato dele não se apresentar usando o sobrenome mas não dou muita importancia

-Olha só,a herdeira Castellaneta,é um prazer conhecê-la majestade-faz outra reverência-devo dizer que és mais linda do que dizem.

-deve ser

-esperando alguém? -ele senta ao meu lado.

Devo admitir que ele era extremamente lindo mas nada comparado com o meu lindo noivo ruivo.

-Não lhe diz respeito -ele ri

-parece que a realeza está com alguns  "probleminhas"femininos-ele gargalha e eu o olho incrédula pela sua ousadia

-quem você pensa que é para fazer esse tipo de brincadeira comigo?

-Poderia dizer que sou seu melhor sonho -puxa minha mão e deposita um beijo,logo retiro a mesma e limpo em meu vestido, ele ri com a cena

-Perdi algo?-levo um susto quando percebo a presença de Demetrius-Quem é o seu novo amigo Angeline??

Me levando acompanhada por Aleph.

-Acabei de conhecê-lo...

-Sou Aleph-responde me interrompendo e estende a mão ao meu noivo com seu sorriso atrevido

-Demetrius Pyzerman-o comprimenta com um sorriso sarcástico-Nunca o vi por aqui-diz passando o braço por minha cintura e apertando um pouco

-Vim trazer notícias ao rei-responde-E encontrei essa bela dama abandonada aqui...

-Não estava abandonada-digo

-De qualquer modo,não devia deixá-la sozinha por aí,Demetrius-diz

-Agradeço por ter feito companhia a ela-diz-Eu assumo de agora em diante...

-Foi um prazer conhece-los,principalmente a senhorita-Aleph diz e beija minha mão-Mas tenho que ir.Até mais ver!

-Até mais ver!-responde Demetrius e se volta para mim-Demorei, docinho??

-Um pouco-respondo

-Espero que não o suficiente para lhe fazer mudar de noivo-diz com ciúmes

-Não seja bobo,Demétrius-digo rindo

-Mil desculpas em deixa-la esperando, vossa alteza

-Não conseguirá meu perdão com um simples pedido de desculpa Príncipe Demetrius-digo fazendo charme

-Posso tentar de outra form -diz se aproximando-Que tal irmos até o celeiro antes de começarmos o pique-nique?? -pergunta com um sorriso nos lábios

-Só se conseguir me pegar-digo correndo até o celeiro e ele corre atrás de mim

Passo pelo portão do celeiro onde há apenas feno e sacos de ração animal,já que os animais foram retirados dali,por algum motivo que não me interessei saber.Me escondo atrás de um monte de feno e Demetrius chega logo depois e fecha o portão.

-Docinho-ele começa a me procurar, solto uma risada baixa-Apareça amor, não estamos na idade de brincar de esconder-continuo abaixada-Então se você prefere assim,se eu te achar vou merecer uma recompensa.

Fico em silêncio e me encolho, quando volto a olhar ele não está mais lá.

-Te achei-ele diz me agarrando pela cintura por trás, solto um gritinho de susto-Mereço minha recompensa.

-Não me lembro de concordar em recompensá-lo-digo me virando e colocando minhas mãos em seus ombros-Mas como eu sou boazinha, você pode escolher sua recompensa-digo próxima ao seu ouvido.

-Já sei o que eu quero-ele diz fingindo pensar-Isso.

Ele me puxa mais pra perto e inicia um beijo intenso,minhas mãos vão até seus cabelos ruivos enquanto ele aperta minha cintura.

-Demetrius -digo tentando parar o beijo,ele começa a beijar meu pescoço
-Para,alguém pode ver.

-Ninguém verá e se ver, não terá nada a ver com isso-ele volta a beijar meu pescoço

-Eu vou ficar mal falada e o pior vai acontecer se meu pai souber -digo preocupada

-Todos estão muito atarefados para prestar atenção em nós-ele volta a beijar meus lábios passando as mãos em meu corpo-Vai ter que arrumar desculpa melhor

-Eu quero muito fazer isso, mas-digo ofegante e ele me olha-em um celeiro?

-Está bem-ele diz se afastando-Desculpa, é que eu senti saudades de você,das noites que passamos juntos-ele sorri de lado, vou até ele e lhe dou um selinho.

-Eu te amo-ele diz de olhos fechados enquanto acaricio seus cabelos-Muito,muito,muito...mas não mereço seu amor.

-Eu te amo -digo e ele abre os olhos -Muito,e mesmo merecendo ou não,meu coração é todo seu-Beijo seus lábios e ele corresponde.

Paro o beijo e digo próximo ao seu ouvido.

-Tem um quartinho nos fundos-sorrio de forma maliciosa-Ninguém nunca aparece lá

-Senhorita Castellaneta-ela balança a cabeça negativamente-Seu pai não aprovaria sua conduta,sua Indecente-ele me beija com vontade e suas mãos descem até meus quadris.

Ele começa o imenso esforço de tirar meu espartilho enquanto morde meu pescoço...

Pov Aleph

Depois de dar as péssimas notícias ao rei,penso em ir até Angeline para me despedir e contar que terá que me aguentar a noite toda no baile(se durar até o final).

Aquela bela princesa tinha tomado meus pensamentos de uma forma incrívelmente rápida.

Não a encontro no jardim e decido procurá-la,logo a encontro sentada em uma árvore com um belo sorriso no rosto.

Pov Angeline

Depois de nosso "passeio "pelo celeiro e do pique-nique,Demetrius se despediu pois hoje a noite teria um baile de máscaras aqui no castelo(que eu já tinha me esquecido totalmente) e eu precisava me arrumar mas decidi descansar um pouco antes de me aprontar para o baile.

Sinto que há mais alguém na árvore e logo sinto mãos tampando meus olhos, meu coração dispara ao pensar que Demetrius estava de volta.

-adivinha quem é?-não era a voz dele mas sim de um ser atrevido que conheci hoje

-O que quer?-digo tirando as mãos dele de meus olhos

-Vim me despedir e lhe dizer que hoje a noite guarde uma dança para mim

-O que quer dizer?

-Que hoje eu fui convidado para o baile e que você dançará comigo

-A única pessoa com quem quero dançar esta noite é com meu noivo-cruzo os braços

-Diz o água de salsicha?-ele ri e eu o encaro-Ele é meio esquisito não acha?

-Não fale assim dele se não quiser ser jogado dessa árvore

-Está bem,eu me rendo -diz levantando as mãos-Estou ansioso para hoje a noite princesa-ele beija minha mão e desce da árvore indo embora

-Atrevido-sussurro

Será um baile realmente inesquecível...


Notas Finais


Espero que tenham gostado e até a próxima❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...