História Suicidal Girl - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Shawn Mendes
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Suícidio
Exibições 24
Palavras 1.508
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Incesto, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OI GENTE SENTIRAM MINHA FALTA? Desculpa a demora do capítulo deu block de criatividade, é isso espero que gostem do capítulo. Fiz com muito carinho.

Ass: quel e rafa

Capítulo 8 - Voltando pra casa


- Belinda... Filha... - escuto a suave e tranquila voz de minha mãe e abro os olhos, me deparando com seus lindos olhos cor do céu. Me sento sem entender o que estava acontecendo. Olho ao redor e percebo que estava em um campo com árvores lindas ao redor, flores roxas por todo canto. Uma paz e felicidade invadem meu ser, olho novamente pra minha mãe e me encanto com toda sua beleza. Ela estava linda cheia de vida, com um semblante de paz e felicidade, ela sorri pra mim, fazendo meus olhos se enxerem de lágrimas. Ela me abraça apertado, o que faz minhas lágrimas rolarem.


- seja forte....- sussura no meu ouvido. Ainda abraçada com minha mãe vejo o cenário a minha volta mudar. O sol se esconde, causando um breu assustador, as árvores agora se transformaram em nada menos que troncos secos, as flores roxas tomaram um tom cor de sangue. Todos os sentimentos bons que invadiam meu ser desapareceram.


- porquê não se jogou vadia? - meus olhos se arregalaram, meu coração bateu acelerado. me afasto rapidamente percebendo que não era mais minha mãe que estava ali, mas sim quem estava era Justin. Me levanto olhando ao redor, o cenário muda de novo, eu estava de volta ao penhasco. 


- hein... Me diz! Porque não se joga de uma vez - justin diz se aproximando, me afasto chegando mais perto da ponta do penhasco. - não fuja do que é inevitável! - Justin diz com um tom de voz alto e com a voz grossa. Me assusto. Dou mais dois passos pra trás, o chão me falta. Eu Despenco.

Levanto da cama em um pulo, eu estava soando frio e estava ofegante. Agradeço a deus por tudo ter sido só um sonho, me recompondo e observo ao redor, estava sozinha no quarto de Shawn. Me levanto vou ao banheiro, tiro a camiseta que Shawn me emprestou e coloco as roupas que eu vim, lavo o rosto, e desço a procura de Shawn. A casa era enorme, tenho até medo de me perder aqui dentro. Vou a cozinha e encontro um dos funcionários da casa.

- oi... - digo mais a senhora que se encontrava de costas pra mim cortando alguns legumes me ignora - Hãm.... Poderia me informar onde está o Shawn? - se vira e me encara

- oi! Precisa de ajuda? - Observo a senhora que aparentava ter sessenta anos e reparo que ela usava um aparelho aparelho auditivo. Agora entendo porque me ignorou...

- sim, sabe onde está o Shawn?

- sim, ele esta na piscina.

- Obrigada - sorriu gentil e me afasto, chego na piscina e Shawn estava mexendo o celular deitado em uma das espreguiçadeiras, me sento em umas das espreguiçadeiras ao lado dele.

- bom dia ou boa tarde slá - ele me olha

- e bom dia mesmo - diz e volta a mexer no celular

- porque não me acordou?

- porque eu odeio quando me acordam, então não vou fazer isso com as pessoas né - me responde sem tirar os olhos do celular e isso já tava me irritando.

- oque você tá fazendo nesse celular que você não pode nem olhar na minha cara?! - olha pra mim e rir

- calma... bom eu estou resolvendo um assusto com meu amigo sobre minha música..

- Você canta? - ele abre a boca pronto pra falar mais eu o interrompi - ah mentira, canta pra mim - fico com uma cara de espectativa esperando. Ele rir

- err... num sei não

- Ah Shawn você vai cantar na frente de muita gente, porque ta com vergonha de mim?

- não estou com vergonha...

- então canta..

- I love it when you just don't care I love it when you dance Like there's nobody there So when it gets hard, don't be afraid We don't care what them people say I love it when you don't take no I love it when you do what you want Cause you just said so Let them all go home, we out late We don't care what them people say We don't have to be ordinary Make your best mistakes 'Cause we don't have the time to be sorry So baby be the life of the party I'm telling you to take your shot It might be scary Hearts are gonna break 'Cause we don't have the time to be sorry - ele canta, estava encantada por ele, ele tem uma voz linda e suave.

- você. é. incrivel! Amei - bato palminhas pra ele, ele sorri. Meu deus que sorriso lindo!

- Obrigado...

- Ah canta mais...

- não mesmo!

- Shawn please

- Eu até posso cantar, mas não será a minha música.

- tudo bem...

- qual música você mais gosta?

- bom eu gosto muito da música flashlight da Jessie J

- Ah sim, conheço...

- começa.

- When tomorrow comes I'll be on my own


Feeling frightened of the things that I don't know


When tomorrow comes, tomorrow comes


Tomorrow comes - começo a cantar junto com ele - I know the road is long, now look up to the sky


And in the dark I found last hope that I won't fly


Then I sing along, I sing along


Then I sing along


I got all I need when I got you and I


I look around me, and see a sweet life


I'm stuck in the dark but you're my flashlight


You're getting me, getting me through the night - abro os olhos, nem havia reparado que estava de olhos fechados.

- Uau! Até que você canta bem

- para de me iludir ok? - me levanto

- não é sério não estou te iludindo - se levanta também.

- uhm tá - volto pra dentro da casa e me sento no sofá. Shawn se senta ao meu lado.

- quem sabe a gente faça um dueto... - o encaro

- Shawn não! 

- Tudo bem, até lá eu te convenço - ele diz o que me faz rir

- querido ninguém me convence de fazer algo que eu não quero

- será mesmo?

-acho que vou embora... - mudo completamente de assunto.

- não precisa ir

- não posso fugir pra sempre - me levanto e subo as escadas em direção ao quarto de Shawn, escuto passos logo atrás de mim.

- pode ficar aqui, eu deixo - olho pra cara dele riu e pego a chave do carro.

- adoraria ficar aqui, mais não posso -passo por ele que estava encostado na porta e desço novamente para o andar de baixo.

- tudo bem, não vou te manter aqui em cárcere privado - se aproxima de mim - pelo menos vamos nos ver de novo né?

- claro - não estava gostando muito de toda aquela aproximadamente então me afasto.

- eu não mordo

- eu sei err... tenho que ir embora lembra? - vou até a porta

- eu não tenho seu número - pega o celular do bolso e me entrega, digito meu número e devolvo pra ele.

- obrigado por toda hospitalidade desculpa qualquer coisa e... tchau - me viro e vou em direção ao carro.

- tchau bel - ele me chamou de bel me lembrou da Jhen e da Sue.

- tchau - aceno e entro no carro. Ligo o carro olho pro Shawn novamente, ele ainda estava parado na porta. Aceno e arranco com o carro.

Não queria ir embora, mas também não podia fugir. Estou odiando meu pai, ja odeio o Justin. Devia pensar na frase que minha mãe me disse "seja forte". Falando na frase da minha mãe que sonho foi aquele, foi tão real! pelo menos no meio de toda essa confusão eu conheci Shawn, que se mostrou um cara muito legal ele me ajudou bastante. Sigo meu caminho pra casa pensando em como tudo deve estar, e se eu tivesse me mantado? oque aconteceria? será q foi o destino que colocou Shawn no meu caminho? Mais uma vez milhões de perguntas em minha cabeça, já estou cansada de me questionar tanto. O caminho pra casa não foi muito demorado, pois já estava estacionando o carro em frente à minha casa. Estar em casa novamente me deu uma dor no coração. Abro a porta de casa e não encontro ninguém me perguntando onde eu estava. Olho todos os cômodos da casa e tenho a confirmação de que não há ninguém em casa. Oque me deixa bem feliz, não quero ver ninguém mesmo. Subo ao meu quarto e me certifico de fechar a porta, não queria nenhuma surpresa inesperada quando estivesse tomando banho. Entro no banheiro. Estava louca pra tomar banho e tirar aquelas roupas. Tomo banho e lavo meus cabelos, saio do banheiro e visto as roupas que havia separado. Seco meu cabelo com secador e me deito na minha cama e fico pensando em minha mãe e como ela vai fazer falta em minha vida. Acabo adormecendo..


Notas Finais


Foi isso gente, prometo não demorar com o próximo capítulo bjss de luz 😘

Obs: gostaram da capa nova? digam oque acharam.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...