História Suicide Squad - Interativa - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Esquadrão Suicida
Personagens Personagens Originais
Tags Esquadrão Suicida, Interativa, Suicide Squad
Exibições 67
Palavras 997
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Luta, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Boa Leitura♡

Capítulo 1 - .:Prologue:.


Star detestava estar impotente. Odiava a sensação que estar presa causava-lhe, e as pessoas a sua frente —Principalmente os agentes superiores e psiquiatras— sabiam de tal fato, e por isso a calma e tranquilidade que a garota de cabelos ruivos exalava causou certo espanto nos ali presentes.

Sua expressão era completamente neutra. A cada pergunta que faziam, parecia que a garota apenas se tornava mais impenetrável e inalcançável a eles. O jeito imparcial com o que ela estava lidando com a situação era totalmente inesperado e todos ali temiam estar em uma armadilha.

—Alexandra — Uma das agentes ali presente chamou a garota pelo nome, fazendo com que pela primeira vez ela emitisse algum barulho em quatro horas de observação, sendo o mesmo um ruído descontente

—Alexandra, como em “máximo”, e não como em “xadrez”. Alexandra... — Disse, explicando pacientemente como seria o uso correto da consoante em seu nome e aonde a silaba tônica se encaixava — E meu nome é Star — Corrigiu assim que notou o erro.

—Que seja — Jessica Waller disse, seu tom de superioridade vinha acompanhado de um dar de ombros

—Jesssssica Waller — Star saboreou o nome que saiu de seus lábios, exagerando propositalmente na pronuncia do “S” — O que faz aqui? — Perguntou com certo desinteresse, mas logo percebendo que tal pergunta poderia ser usada a seu favor — Amanda não teve tempo para vir cuidar de mim e mandou a afilhadinha mimada? Poupe-me. Vocês podem me chamar quando tiverem alguém realmente importante...

Jessica se mexeu de maneira inquieta e desconfortável. Detestava ser sempre comparada a sua tia-madrinha. Já era difícil precisar ser sempre mencionada como “A afilhada de Amanda Waller” em todas as conversas, e ela sabia que as coisas piorariam agora que todos sabiam de tal fato.

—O que minha tia fez ou deixou de fazer não me interessa — Rugiu Jessica, batendo as mãos contra a mesa a sua frente, sendo o único móvel que a separava de Star — Eu estou aqui agora. Eu estou no comando...

—Algum problema, queridinha? — Star perguntou, não escondendo o quanto estava se divertindo com a ceninha feita pela outra.

—No momento só um, e ele tem nome, sobrenome, cabelos ruivos e uma capacidade incrível de voltar para a cadeia — Comentou e se jogou contra a cadeira atrás de si, ajeitando a postura após sentada — Apenas colabore e podemos diminuir a sua sentença...

—Qual é o problema de vocês idiotas? — A ruiva perguntou, não de uma maneira grosseira, mas sim cômica — Alguma vez já me viram trabalhar em grupinho com amiguinhos? Eu trabalho sozinha. Aqueles seres imbecis estarem ali foi apenas uma infeliz coincidência do destino. Acho que você e sua tia entendem bem disso, não?

—Basta — Jessica gritou — Jogue-a na primeira solitária que encontrar e a deixe lá até segunda ordem — Falou, já sem paciência, fazendo sinal para que os outros se retirassem.

Após alguns instantes ela já se encontrava sozinha na grande e escura sala que um dia foi de Amanda. Para Jessica, toda essa responsabilidade era excessiva para uma jovem como ela.

Bendita hora em que você resolveu se aposentar. Pensou enquanto observava uma foto emoldurada sua ao lado de Amanda.

Jessica massageou as têmporas e respirou fundo. Mais uma vez as coisas estavam dando errado, e ela tinha noção de que diferente de sua madrinha, ela não poderia simplesmente expandir um projeto tão maluco quando o Esquadrão Suicida.

Por mais que tivesse dado certo, os riscos eram grandes e ela não se sentia capacitada o suficiente para isso. Mal conseguia controlar a jovem Alexandra, quanto mais um grupo deles.

Mais uma vez ela repousou os olhos sobre a pasta amarelada a sua frente, deixada ali naquela manhã, e abriu a mesma.

Ameaças ao governo, atentados a praças públicas, e os problemas com meta-humanos. A única coisa que ela sentia que jamais conseguiria controlar era a que se expandia cada vez mais. Ela tinha noção de que os meta-humanos eram cada vez mais e precisava controla-los. Se ela talvez...

—Não — Disse em bom e alto som, apenas para si mesma — Não seja tão maluca Jessica. Isso com toda a certeza vai dar errado e tudo cairá sobre as suas costas — Aconselhou a si mesma e passou os finos e longos dedos dentre os cabelos escuros — Droga...

Ela passou mais um tempo pensando, ela não sabia o quanto, mas sabia que não havia sido pouco. Ponderou a ideia, pesou seus prós e contras e sentiu tudo em suas costas desabar. Os anti-heróis não eram fáceis de se lidar, e ela definitivamente não teria paciência para isso. De jeito algum.

—Mandou chamar, Srtª Waller? — A jovem estagiaria entrou ali de forma afobada, ajeitando os vários papéis em suas mãos

—Mandei sim — Concordou e ajeitou o blazer acinzentado que usava — Entregue essa pasta ao departamento. Diga a eles que está aprovada, e que nós vamos começar o mais breve possível...

{------------------------------------------------------------------------------------------------}

Olá seus lindos!!!

Eu apenas dividi essa parte para poder trocar algumas palavrinhas com vocês!!

Essa é uma ideia que eu venho carregando a um tempinho já, mas eu precisei aperfeiçoa-la até chegar aqui. Eu sei que não está aquelas maravilhas, mas é apenas algo para verem mais ou menos a base que a história vai ter e como é a minha escrita!!

Todas as regras, informações sobre a Star e a Jessica, e os moldes de ficha, estarão nesse jornal da descrição.

A Star é uma personagem que eu resolvi criar, porque eu simplesmente queria enfiar a Holland ali no meio e eu já havia planejado a personagem dela desde a época da ideia da Fanfic então...

Quaisquer dúvidas vocês podem me chamar por MP ou aqui nos comentários mesmo!! Eu tentarei ser o mais breve possível, mas é que o colégio tá SUPER pesado agora fim de ano então... Mas eu entro quase todos os dias pelo menos uma hora! [Na verdade de amanhã (quinta) até domingo eu não poderei entrar, o que dá mais tempo para vocês fazerem as fichas!!]

É só isso, um beijo anjos!!


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...