História Suíte 23. ¤ Interativa. - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Assassinato, Mistério, Suíte 23, Suspense, Terror
Visualizações 22
Palavras 1.113
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Ecchi, Ficção, Luta, Mistério, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


A personagem May é apenas uma OC minha, porque ninguém merece ser iludida por Larry Carter.
Aqui temos a aparição de dois personagens aceitos ♡ logo logo vem mais.

Capítulo 3 - Olá, Senhor Price.


Fanfic / Fanfiction Suíte 23. ¤ Interativa. - Capítulo 3 - Olá, Senhor Price.

Argh, esse avião não chega nunca? Até parece que Amsterdã é TÃO longe assim.Tive que acordar as 5:30 para ficar aqui morrendo de tédio no avião, quero ver a Kat logo! Finalmente ela arranjou um emprego, a essas horas agradeço o maldito Larry Carter por ter quebrado o coração dela, agora Katherine está trabalhando no melhor hotel da Holanda. “O jogo virou não é?

Infelizmente o Larry é o ex da minha amiga e ilude qualquer um, mas que homem. Toda vez que Katherine me convidava para ir à praia eu observava o corpo que parecia ser esculpido pelos deuses gregos de Larry Carter, aqueles olhos castanhos e aquela voz grossa e deliciosa, excitante… É O EX DA MINHA AMIGA E ISSO NÃO É CERTO!


Okay, okay. Se concentra Samray Price, você é um gay com classe, não é qualquer um. 


[1 h 30 m depois]



Ótimo. Cheguei em Amsterdã, vou mandar uma mensagem à Katherine para me buscar. 


Katinha ♡ Online


- Cheguei viada, tô aqui no aeroporto, poderia me buscar assim não passo a noite aqui?


- Migo, eu tô com um hóspede reclamando sobre qualquer coisa aleatória. Calma as pontas, faça qualquer coisa menos dar essa bunda púrpurinada.


- Agradeço o elogio sobre minha bunda, mas o hóspede é bonito pelo menos?


- Oxi! É um velho com sei lá quantos anos e você quer que eu ache ele bonito? 


- Ata. Vou esperar. 


Katinha ♡ Offline


Assim que mandei a mensagem para Kat, um garoto senta do meu lado. De todos os acentos que havia nessa fileira, ele veio do meu lado, é melhor ele sair se não me apaixono, não, espera, fica meu amor eu só te peço isso. Noto que estava usando um boné preto com a sua aba para trás, uma simples camiseta da mesma cor, jeans escuras e um All Star cinza. Como uma roupa tão simplória pode ficar incrível em alguém? Ele me retira de meus pensamentos e diz:

- Vejo que está me analisando, o que tanto fascina seu olhar em minha pessoa? -Após isso, sorri de lado arqueando uma sobrancelha. 

PUTA MERDA QUE HOMÃO DA POHA JESUS TE BOTOU NA TERRA E DISSE “DESCE E ARRASA”. Sinto minhas bochechas queimarem um pouco, tento pensar em uma respostas e acabo por achar outra pergunta:

- De todos os lugares, por que do meu lado? 

- Gostei do seu estilo, roupas rebuscadas e aparentemente de marcas importadas. Meu pai tem umas roupas iguais, por isso. -Diz segurando meu blazer camurça. 

- Essas roupas custam mais do que minha casa, como seu pai tem essas mesmíssimas vestimentas?

- Hum, vejo que não está me reconhecendo. Isso é ótimo, sou Tayler Reynolds, filho de Viktor e Lucy Reynolds. -Estende sua mão até mim. 

Viktor, Viktor Reynolds… Já ouvi esse nome em algum lugar, espera. Não é o autor bilionário, marido de Lucy Monik Reynolds a maior modelo com sua própria linha de roupas…? OBRIGADO VIDA! NUNCA TE AMEI TANTO! VOCÊ ME FEZ CONHECER TAYLER REYNOLDS, FILHO DOS FUGGER MAIORES ARTISTAS DOS ESTADOS UNIDOS! O indago:

- Mas o que faz aqui, em Amsterdã? -Aceito seu aperto de mão forte e rápido. 

- Fugindo dos problemas, minha mãe quer me tornar o novo modelo para estrear sua nova coleção, The Real Boldness (A verdadeira ousadia). Aliás, você não falou seu nome. -Sorri fechado seus olhos. 

- Sou Samray Price, posso te chamar de Tay? -Retribuo seu sorriso hipnotizante. 

- Claro, Sam. 

Ficamos um tempo conversando sobre várias coisas aleatórias, até que chegou Katherine e interrompeu nosso momento (perfeito). Tay acabou por ir junto até o hotel, pois também iria se hospedar durante um tempo. Chegando no local determinado, Kat mostrou nossos quartos e que qualquer coisas falasse com ela. Antes dela sair, pergunto a mesma:

- Ei, soube que você tem um “perfil” dos hóspedes, posso ver o do Tayler? -Digo a olhando com olhos brilhantes. Ela não vai resistir. 

- Não. -Falou friamente essa palavra. Juro que senti um arrepio na espinha. 

- Por que não Kat? 

Após um longo suspiro, ela diz:

- Okay, mas isso fica entre nós. -Fala com os olhos semicerrados para mim. 

Segui Katherine até a recepção, a mesma abriu a gaveta de perfis dos hóspedes e foi diretamente na letra “T”. Finalmente chegou o maravilhoso nome de Tayler Reynolds, o peguei e observei cautelosamente. 


Hóspede n° 279. Informações. 


Nome: Tayler Reynolds. 

Data de nascimento: 26/04/1992.

Idade: 25 anos. 

Sexo: Masculino. 

Sexualidade: Bissexual. 

Pais e/ou responsáveis: Viktor Reynolds e Lucy Monik Reynolds. 


VIDA EU TÔ TE AMANDO MAIS QUE MAQUIAGEM E ROUPAS DE MARCA! LITERALMENTE VOCÊ DESCEU E TÁ ARRASANDO MIGO. Me seguro para não ter um ataque de felicidade na frente dos novos hóspedes. Escuto alguém me chamar e sigo meu olhar até o mesmo, era o infeliz do Larry, vejo Katherine fechar a cara e cruzar os braços. Ele fala:

- Katherine Evans, a quanto tempo não? E como vai seu amiguinho gay? Vejo que está ótima desde o nosso fim. -Se apoia no balcão e sorri de lado.

- Sim Larry, estou ótima e pare julgar meu amigo! Ele vale mais do que qualquer coisa no mundo, ao contrário de você seu miserável. -Obrigado Kat pela parte que me toca. 

- Kitkat, meu amor, não fique bravinha. Sabe que isso tira sua beleza. 

Uma mulher loira passa rapidamente e sobe as escadas do hotel, assim não prestando tanta atenção, caindo na mesma. Larry não perde a chance de conquistar/iludir a loira, ela estava carregando alguns papéis provavelmente importantes para talvez o velho do Senhor Scott (Ela me contou o nome de seu chefe.) assinar, Larry a ajudou levantar e juntar seus papéis do chão. Eu e Katherine murmuramos ao mesmo tempo:

- Maldito moreno.


[Na suíte.]


Depois de arrumar minhas roupas no closet, me troco, jogo me na cama e acabo por adormecer durante um tempo. Acordo com batidas na porta, coloco uma vestimenta mais apresentável e abro a mesma. É Katherine, ela está bem… Animada, em sua mão direita se localiza sua câmera digital, ela aponta o aparelho para mim e fala:

- Tá pronto para ver o Homão da Poha jogando? 

- Quem? 

- O Tayler, ele tá jogando basquete. Vamos ou quer perder o tanquinho definido dele?

- SÓ VAI! 

Descemos como um raio as escadas e seguimos à quadra do hotel. Já falei que odeio correr? Não, pois eu odeio. Mas nessa ocasião é necessário. Nos sentamos nos bancos da quadra e apreciamos o corpo -Quero dizer, o jogo- do Tay, ele é realmente bom em esportes e tem braços musculosos, não deu para notar no aeroporto, mas sua pele é de um tom caramelado incrível, assim como seus olhos azuis claros e… SAMRAY PRICE VOCÊ É UM MENINO DE FAMÍLIA! NÃO PENSE NESSA COISAS OBSENAS! 


Notas Finais


Aparência do Tayler ( Conhecido como Homão da Poha) jogando basquete: http://pinterest.com/pin/531424824768366225/?source_app=android


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...