História Suits With Red Lipstick Mark - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Adolescente, Amor, Amor Proibido, Bdsm, Mazoquismo, Professor, Professor X Aluna, Romance, Sadomasoquismo
Exibições 21
Palavras 2.436
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Demorei? Demorei! Desculpa

Capítulo 5 - Party


Fanfic / Fanfiction Suits With Red Lipstick Mark - Capítulo 5 - Party

 Point of View Scarlett's

Após escovar os dentes mais vezes do que sei contar, retocar a maquiagem, desfilar pelo quarto e passar perfume até perder a sensibilidade do meu olfato, as garotas falaram que eu estava pronta, Brad deu uma passada no quarto para nos dar Oi

- Axl mandou a mensagem! Desce e arrasa, tem camisinhas em todos os quartos! - Mariah avisa com um sorriso malicioso no rosto e a olho séria

- Eu não vou fazer sexo com um estranho! - Falo envergonhada e a mesma resmunga algumas bobagens, saio do quarto e passo pelo corredor ignorando as pessoas se agarrando e bebendo, não é possível pais deixarem os filhos fazer isso

O barulho estava alto, havia música eletrônica e vozes confundindo minha audição, cheguei no topo da escada e comecei a olhar ao redor, eu estou mesmo fazendo isso? Desço alguns degraus até ver o Sr.Lewis olhando ao redor confuso, não quero imaginar como ele foi papar aqui

- Professor Lewis, esta perdido? - Pergunto me aproximando e ganho sua atenção

Era desconfortável ele me analisando, era como se eu estivesse nua, ou algo mais constrangedor do que isso, após perceber que não conseguia ouvir nada que o mesmo dizia o puxei até a cozinha que estava deserta

- Desculpa, mas o barulho estava atrapalhado - Me desculpo sentando no balcão da cozinha e encarando um copo com água, contado visual era algo que estava tentando evitar, principalmente com ele

- Alguém me ligou, falando que queria aulas para a filha, me passou esse endereço e aqui estou! - Após ele falar paro para analisar sua roupa, era formal demais para uma festa desse gênero, a não ser que ele não tenha  o mínimo bom senso sobre o que vestir em uma festa cheia de adolescentes bêbados

- O senhor não se enganou? - Ele arqueia a sobrancelha e ri seco

- Não, me informaram até o jeito que é a casa e é essa, e por favor só Hector, estamos fora da escola! - Hector sorri misterioso, e o acompanho de modo tímido, isso fazia me sentir íntima dele

- De quem é a festa? - Ele olha ao redor e larga a mochila que trazia 

- Dos Johnson, são seus alunos! - Sorrio tentando parecer gentil, essa situação era tão... estranha, não é todo dia que você está em uma festa colocando o papo em dia com o seu professor gato e misterioso

- Não decorei o nome de todos os alunos, Bennett é o único que está na minha cabeça - Meu professor fala naturalmente e arregalo os olhos de forma sutil, eu devo ter problemas na interpretação, porque isso soou tão intenso

- Hector, você não é de Seattle, não? - Pergunto tentando mudar de assunto e o mesmo sorri de modo imperceptível, mas não aos meus olhos

- San José, Califórnia, conhece? - Ele fala após pegar alguma bebida e tomar, coisa que eu estranhei mas ignorei

- Sim, cedes da Apple, Google, e outras multinacionais! O tesouro da Califórnia! - Sorrio encantada, homem maravilhoso, cidade maravilhosa

- Mas, por que veio pra cá? Digo, Seattle é pequena perto de San José! - Falo levemente indignada, mas a curiosidade falou mais alto

- Meus pais queriam que eu fosse um arquiteto famoso, e que fosse um homem importante em um lugar importante, mas sempre gostei de lesionar, e depois de fazer arquitetura, me formei professor de francês, Seattle tem uma educação ótima, e a Villa school sempre me chamou atenção! - Hector fala encarando sua bebida e logo sua atenção de volta a mim, estava me sentindo privilegiada, não era como estivesse falando com o meu professor

- Arquitetura? - Sorrio divertida o imaginando como arquiteto, ele tinha mais jeito de arquiteto do que professor, digo "jeito", julgando pela aparência

- Sim, e você senhorita Bennett, o que tem há me contar? - Lewis indaga após tomar mais um gole de alguma bebida

- Bom, meus pais são um advogado e uma modelo, sou da aqui de Seattle e só! Me chame de Scarlett, não estamos na escola! - Sorrio e ele me acompanha

- Então Scarlett, o que uma garota bonita como você faz desacompanhada em uma festa? - Hector indaga e sorri de modo sedutor se aproximando

- Você está me fazendo companhia agora, então não estou desacompanhada! - Sorrio com sinceridade e o vejo beber mais um pouco, o olho preocupada e ele me lança um sorriso divertido

- Não é como seu eu nunca tivesse bebido, fiz coisas que você nem sonha Babe! - Prendo uma risada em dúvida se ele estava sob o efeito do álcool

- Você não bebe, Babe? - Hector me estende um copo e o encaro incerta

- Não quero saber o que eu sou capaz de fazer bêbada! - Enquanto ele bebê o copo solta uma gargalhada

- Só você pra me fazer rir Babe! - Ele se aproxima e encara meus olhos

- Hector, não quer tomar água? - Indago preocupada, o mesmo me olha extasiado

- Quer saber o que eu quero ? - Ele fala de modo perverso enquanto sinto a ponta de suas dedos em contado com a minha coxa que são  fechadas por reflexo, o mesmo me encara com um olhar indescritível que me fez relaxar e não ficar tão tensa

- O senhor n-não quer que eu chame um táxi? -Falo nervosa enquanto seu polegar subia meu vestido fazendo meu rosto ruborizar

- É tão estimulante quando me chamas de senhor, aqui eu não sou seu professor! - O ouço comentar ao pé do meu ouvido, ates a música atrapalhava minha audição agora talvez seja meu coração acelerado e a consciência pesada

Alguém entra na cozinha nos fazendo se afastar instantaneamente e tomo um gole de água tentando hidratar minha garganta que estava mais seca que o normal, a festa estava cheia de alunos e eu estava trocando carícias despreocupadamente com meu professor

Olho para a pessoa que entrou e impeço um suspiro aliviado, o loiro me olha de modo duro e pega alguma bebida no frigobar e sai cambaleando

- Eu vou falar com ele! - Digo tentando escapar quando já estava encurralada pelos braços de Hector

- Hey, esse garoto está tão chapado que não se lembra a nem do próprio nome! - Ele sorri irônico e passa o nariz pelo meu pescoço fungando o mesmo, tento controlar minha respiração acelerada, coisa que não funciona

- Eu estava louco pra te tocar, desde a primeira vez que te vi! - Seus dedos trilham caminha pela parte interna da minha coxa, enquanto seus lábios se arrastavam pelo meu pescoço

- Ah, a-ah e-eu vou no banheiro! - Saio correndo da cozinha sem dar chance do mesmo protestar e vou para provavelmente o banheiro dos empregados, que ficava em um corredor vazio e estreito

Fecho a porta e começo a encare eu reflexo no espelho, era tão surreal, e eu ainda estada amando aquela sensação e pensando absurdos, respiro calmamente enquanto meu coração palpita de modo descompassado

- Scarlatt, eu não queria te assustar... - Ouço a voz de Hector do outro lado da porta falar de modo calmo

- Isso é confuso! - Falo e ouço o mesmo suspirar enquanto ri nasalmente

- Babe, eu nunca me envolvi com uma aluna, eu estou tão confuso quanto! - Após ele falar o silêncio reina e decido sair do banheiro 

Point of View Brad's

A festa estava cheia e me orgulhei por ter arrumado algumas coisias, como todo anfitrião eu tinha vantagens: Popularidade, garotas.

Ok que eu sou conhecido por ser capitão do time e pegar 12 líderes de torcida, mas hoje meu foco era a Scar, pela primeira vez me senti diferente em relação a uma garota, não era só vontade de pelar ela, é algo mais puro igual a Scarlett, ela não é o tipo de garota fresca e maldosa, ela tem um ar inocente

- Cara, aquela novata, Raquel, tá pelada na piscina! - Alx anuncia após largar um fardo de energético no balcão

- Tenho outros planos! Aproveita você cara! - Digo enquanto guardo o fardo no frigobar

- Não cara, tô em outra! - O mesmo me alcança um drink com vodka e tomo em um gole

- Vai com calma Bro, queremos você em pé até o fim da festa! - James, um jogador do time e fornecedor de certas coisa, fala me dando um tapa amigável nas costas

Fui procure as garotas mas não achei ela em nenhum lugar, entrada, quintal, jardim, sala, até que pensei direto e obviamente elas estariam no quarto de Mariah, subo as escadas e ouço umas garotas que convidei apenas para os caras que estão na seca pegarem, dando risadinhas e modéstia minha, estão falando de mim obviamente, bati na porta do quarto da minha irmã e Brook abriu

- Ahn, B-Brad? - Brook fala surpresa enquanto me encara

- O que estão fazendo? - Pergunto desconfiado e a morena sorri de modo inocente

- Nada, apenas conversando, como garotas normais fazem, o que mais estaríamos fazendo? - Brook fala nervosa, realmente ela não sabia disfarçar, entro no quarto mesmo com ela tentando me impedir

- Scar... - Comprimento a garota que estava enplendida, bem na minha frente

Ela estava linda, mais que o normal, não estava vestida pra um festa de adolescentes, parecia uma mais madura, coisa que fazia seu tipo, porque cai entre nós todos ela é a mais responsavel do grupo

- Hey Brad, o que achou? - Scar pergunta enquanto se olha no espelho

- Uma gata! - Mandei uma piscadela e ela riu

Encarei Mariah e vi sua expressão assustada, como se não quisesse que eu a visse, a mesma expressão da Brook. Menos a Scar , ela parecia estar com vergonha, mas contente.

- Por que tão deslumbrante? - Pergunto sorrindo e a garota me olha sem respostas

- Ah... me deu vontade de me arrumar! Não posso? - Após ela explicar saio do quarto mas fico perto da porta ouvindo a conversa na medida do possível

-Axl mandou a mensagem! Desce e arrasa, tem camisinhas em todos os quartos! - Ouço a voz da minha sendo abafada pelo som da música e das pessoas ao redor

Scarlett sussurra algo e logo sai da quarto

Me senti mal, mas queria ver se era realmente o que eu  pensei. Fui para o meu quarto e acendi um cigarro. Então desci , fui até a piscina e vi uma galera se jogando, dançando, bebendo e rindo, resumindo, curtindo a festa. Na sala de estar e tinha umas duas garotas conversando.

- Pro pega umas bebidas pra mim? - James me pede e confirmo seguindo para a cozinha, Scarlett estava muito próxima de um cara, que não foi convidado, pelo menos por mim, pego uma bebida e a encaro sem expressão enquanto a mesma sorri aliviada

Eles estavam se divertindo pelo que parecia, mas nada de toques e nem beijos. Aquilo me magoou, minha vontade era de sumir.

 Meus pensamentos voaram , para bem longe, em um mundo em que Scar me abraçasse... não como amigos! e depois falasse que gostava de mim, eu sou um completo babaca em acreditar que uma garota como ela  fique na minha assim como todas "vadias" que transei

Respirei fundo e fui procurar Axl mesmo um pouco tonto, para saber o que estava acontecendo, ele sabia que eu estava afim da Scar, e pelo que me pareceu ele estava ajudando elas, e Mariah a minha pròpria irmã? Achei ele saindo do banheiro e coloquei ele contra parede com força

- É assim canalha? - Indago enquanto o mesmo me olha assustado e logo toma uma expressão raivosa, ele me empurra, eu caio no chão e me levanto rápido mesmo cambaleando

- O que eu fiz? Tá maluco? - O cara pergunta como seu não soubesse de nada 

- Sabia que eu estava afim da Scar e ajudou ela a se encontrar com aquele cara? - Sorrio cínico e ele revira os olhos

- Brad, por favor se acalme , a Scar está na dele cara!- Seguro ele pela camisa e jogo no chão , ele me dá um soco mas me recupero em questão de segundos e retribuo.

 Uma multidão se junta no corredor e aparece Brook, ela empurra Axl que estava vindo para cima de mim e segura seus braços.

- VOCÊS ESTÃO MALUCOS?- ela grita, com as veias da testa pulsando

-  Vocês me trairam . Valeu grandes amigos! - Saio dali tendo uma última visão de Brook limpando a boca de Axl

Entro no meu quarto e pego um saco de droga de baixo do travesseiro e fumo com intenção de me acalmar, desço as escadas correndo, com um monte de pessoas me olhando, vou até o quintal e me jogo atrás de um arbusto.

Eu estava chorando, com o coração acelerado, soando e começou uma dor de cabeça que só aumentava.

 Traguei três cigarros seguidos, eu estava me sentindo enjoado, e também disposto a bater em qualquer babaca que aparecesse por ali.

Respiro fundo e sinto passos atrás de mim, quando olho para o lado , vi James , meu parceiro de campo abaixado olhando para mim.

- Vi você vindo para cá, assisti a briga. - Ele comenta se desejando do meu lado

- Todo mundo me trai , até meu melhor amigo e minha irmã! - Falo indignado e recebo tapinhas nas minhas costas

- Cara tenho uma coisa que vai fazer esquecer seus problemas! - Ele coloca na minha frente , o que eu calculei ser 20 gramas de maconha enrrolado em um plático . Na mesma hora eu começei a bolar uma, dei vários tragos e ele também, naqueles minutos eu me tranquilizei.

- Quer saber? que se fodam todos esse amigos da onça! - Digo alto e algumas pessoas ao redor me encaram

Me jogo na grama perto da piscina e trago um inteiro, enquanto James prepara outro. Enquanto a fumaça saltava pela minhas narinas eu dei um gole na garrafa de tequila que estava com uma menina. Traguei vários no baseado, quando pecebi estava cantando Want to break free caindo para os lados.

James estava me acompanhando, ele bolava um cada vez que acabava. percebi um silêncio absurdo na casa , do nada desligaram o som e todo mundo estava olhando para porta, percebi que Mariah estava na sala apavorada, quando a figura de terno e outra de vestido entraram, eram nossos pais, ali frente a frente com Mariah e logo percebo meu pai vindo em direçao a mim com os olhos arregalados, jogo fora o maço da minha boca e meu pai me encara raivoso 


Notas Finais


Gnt tá dando um bug com o espaço! Relevem, q q ta conteceno! '-'


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...