História Summer Camp - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cameron Dallas, Crystal Reed, Matthew Espinosa, Nash Grier, Nate Maloley, Shawn Mendes
Personagens Cameron Dallas, Matthew Espinosa, Nash Grier, Nate Maloley, Personagens Originais, Shawn Mendes
Tags Acampamento, Adolescente, Cameron Dallas, Comedia, Crystal Reed, Holland Roden, Katherine Mcnamara, Matthew Espinosa, Nash Grier, Romance, Shawn Mendes
Exibições 478
Palavras 1.342
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


gente desculpem a demora mas o pior aconteceu: eu, Vitória Araújo, estou crushando.
skskskssk
mas sério, eu paro p por as ideias em ordem, mas só vem a cabeça: ele tão meigo, tão precioso, tão lindinho mas cheio de amiguinha puta vaca etc
AAAAAAAAAAAA
mas olha, eu e ele meio que estamos sem nos falar, então EU TO BEM TRISTE!!!!!!
e tb, segunda é a entrega de boletim na minha escola e eu fiquei com uma nota baixa, então acho que vou ficar sem cel pq meu pai vai tirar, e eu escrevo e posto pelo celular:(((((
então, se eu sumir, me desculpem
amo vocês de verdade, sério
tudo que pode dar errado na minha vida tá dando, e escrever está sendo tipo a minha "fuga" pra tudo isso, summer camp é mt importante p mim
:(((((

Capítulo 23 - Como alguém consegue?


Victoria point of view 

 

Nina marcou para todos nós - todos mesmo, até a Sra. Mendes - nos encontrarmos ás 3 da manhã em frente ao lago, menos Luiza. Era óbvio que ia falar do aniversário dela.

A madrugada estava mais do que fria, então puxo a camisa de Nash e a visto pela segunda vez. Sorrio ao sentir seu cheiro fortemente nela, enquanto desamarro o rabo de cavalo em que meu cabelo estava.

Saio do quarto com Giovana, a única ainda no quarto além da Luiza, que dormia tranquilamente, até roncando.

Depois de uma curta caminhada até o lago,  que eu percorri abraçada de lado com Gio em completo silêncio, devido ao nosso sono, encontramos todos ali. Sento ao lado de Pietra, que sorri simpática para mim.

Olho em volta, e acho Nina junto com Liv. A ruiva estava com uma folha e caneta, acredito que esteja conferindo se falta alguém.

Continuo varrendo a sala com os olhos, e meu olhar se cruza com o de Nash, que sorri ao ver sua camisa em meu corpo, dando uma piscadela rápida para mim. 

- Então a camisa não é do seu pai, sua safada? - ouço Giovana murmurar ao meu lado.

Olho para ela, sorrindo.

- Como sabe que meus pais estiveram aqui? Não estava passando o dia no lago com a Liv? - pergunto, franzindo o cenho.

- Os garotos me falaram o que rolou, aliás, me desculpa por não ter ficado contigo. Liv e eu nem sabíamos o que tava rolando na casa. - ela faz um bico fofo, antes de beijar minha bochecha - Espero que você esteja melhor, Vi.

Sorrio. Olhando assim nem parece que é a tarada da vida.

- Imagina. - rolo os olhos, rindo fraco.

- Gente! - Nina fala, indo para o centro da roda em que estávamos - Sobre a festa, eu falei com a Sra. Mendes, e ela vai conseguir algumas coisas para a gente. Tipo um som, comidas legais e blablablá, mas a Luiza não pode desconfiar de nada! - frizou a última palavra, encarando sériamente todos nós.

Nina sempre levou essas coisas de festa á sério demais. Era sempre ela que organizava tudo em nosso grupo desde crianças. Acabava que ela ficava estressada, paranóica e chorosa demais até o dia das malditas festas que ela organizava, descontando tudo em mim ou em Luiza. Bom, dessa vez a Luiza se safou.

- Como vamos organizar uma festa aqui no dia e ela não reparar? - pergunto, irônica.

- Eu não sei! Precisamos de uma ideia. - Nina bufa, e eu sei que daqui a pouco ia começar a chorar se alguém não desse um jeito.

- Alguém passa o dia no celeiro distraindo ela? - Shawn dá a ideia, fazendo uma careta confusa.

Todos olhamos para Matthew, que praticamente dormia no ombro de Pietra.

- Matt! - Nina grita, e ele pula de susto.

- Eu?

- Você é a salvação, Matthew! - Nina vai até ele, segurando seu rosto sonolento entre as mãos e dando um beijo estralado em sua bochecha, enquanto o garoto tinha uma expressão confusa e sonolenta.

Olho para Shawn, que tinha as sobrancelhas arqueadas e braços cruzados. Prendo o riso, junto á Giovana ao meu lado.

Nina explica para Matthew tudo que ele tem que fazer, e depois de um plano de muitas chances de dar errado está bolado, todos nos levantamos para ir embora.

Caminho de volta logo atrás de Giovana, mas sinto duas mãos grandes apertarem minha cintura por trás, me fazendo parar.

- Você tá maravilhosa com a minha camisa. - Nash diz, beijando meu pescoço.

Olho para frente, vendo Giovana continuar caminhando, apenas dando uma rápida olhada para nós e abrindo um sorrisinho malicioso.

Me viro para Nash, vendo o mesmo com um pijama cinza.

- Obrigada? - franzo o cenho, e ele ri.

Nos beijamos rapidamente, enquanto todos passavam por nós, nos ignorando completamente.

Nash aperta cada vez mais minha cintura, descendo um pouco uma mão em direção a minha bunda, enquanto a outra subia pelas minhas costas, e eu sinto um choque quando ele as passa por lá, me fazendo lembrar que eu estava sem sutiã e nem calcinha. Afinal, era pra eu estar dormindo agora.

Empurro Nash com força, e ele vai para longe, me olhando confuso.

- O que foi? Fiz algo errado? - ele pergunta, e eu nego rapidamente com a cabeça, saindo dali.

Que droga! Argh!

Alcanço Nina e Shawn, que estavam conversando calmamente de mãos dadas, mas param ao me verem.

- Aconteceu alguma coisa? - Shawn pergunta, confuso.

Apenas nego com a cabeça, olhando para os lados.

- Cadê o Nash? - Nina pergunta.

Dou de ombros, continuando calada, e eles se entreolham sorrindo de lado.

Bufo, apressando o passo até a casa.

 

(...)

Nina point of view 

 

A maldita sirene toca alta, e eu pulo na cama em um susto, junto com todas as meninas, em uma sicronia sofrida.

- Que coisa chata! - Giovana murmura alto, com voz rouca de sono.

- Hoje é o dia de folga, gente, lado posivito! - Liv fala, em uma falsa animação

Giovana vai para o banheiro, enquanto Luiza começava á resmungar de olhos fechados.

Depois de longos minutos, Giovana sai apenas de toalha, e eu corro para dentro. Tomo banho rapidamente e me visto com a roupa que levei pra lá, que se baseava em uma calça jeans, camisa cinza e casaco xadrez. Não sei de onde veio esse casaco, mas não era meu.

Depois de todas banhadas e vestidas, fomos até o refeitório conversando animadamente, apesar de famintas.

Eu só conseguia pensar que amanhã seria a festa de Luiza, e ela não podia desconfiar de nada.

- Amanhã alguém vai estar mais velha... - começo, sorrindo presunçosa para Nina.

- Shhh! - ela faz sinal de silêncio - Ninguém aqui pode saber. - a ruiva diz, olhando em volta.

Troco um olhar rápido com as garotas, antes de voltarmos para Luiza.

- Ah, que nada! Não quer ganhar um presente especial do Matt? - Giovana sorri, arqueando uma sobrancelha.

- Esqueceu que ele é de câncer? 

- Não começa com esse papo de astrologia. - Liv bufa.

- Você diz isso porque é de Áries. - Luiza se defende.

Reviro os olhos.

- Vou pegar comida para a gente. - me levanto, indo até a enorme mesa cheia de comida.

Pego qualquer garrafa de suco ali e um prato de panquecas, mas assim que me viro, dou de cara com Shawn, e quase derrubo tudo ao vê-lo com o  cabelo bagunçado e cara de sono. Que coisa mais maravilhosa.

- Olá. - diz, rindo.

Franzo o cenho, sentindo o cheiro de Tori quando ele se aproxima. Cheiro a sua camisa, assustando Shawn.

- Por que sua camisa está o cheiro da minha irmã? - rio.

- Ah, - Shawn relaxa os ombros, se afastando um pouco - essa camisa é de Nash. - ri.

É, eles têm mesmo a mania de usar a roupa dos amigos.

- Bom dia! - olho para o lado, vendo Pietra caminhar até a gente.

Forço meu lábio á dar um sorriso simpático, antes de sair dali.

- Foi pegar comida ou fazer? Que demora! - Tori murmurou, pegando a garrafa que estava em minhas mãos.

- Nina? Tá tudo bem? - Giovana pergunta, me olhando confusa.

- Ela estava falando com o Shawn, vamos dar uma folga. - Luiza brinca, fazendo as garotas rirem.

Volto meu  olhar para onde eu estava antes, vendo Shawn e Pietra conversarem animadamente.

Como uma pessoa pode fazer com que você se sinta tão animada em um segundo, e no outro parece esmagar toda sua esperança de algo dar certo com ela? É frustrante estar se apaixonando por alguém que nunca vai te ver da mesma forma que você o vê.

E para piorar, mesmo se eu tivesse a opção de escolher por quem me apaixonar, eu ainda escolheria ele. Ninguém se encaixaria tão bem no meu coração como Shawn, apesar de tudo..


Notas Finais


falei o que tinha de falar nas notas iniciais, e peço que vocês me respondam aqui nos comentários o que eu disse lá nas notas, ALÉM DE COMENTAR SOBRE O CAP NE FFGJKMKKGFD
BJOSSS, ATE LOGO
uh,, me encontrem lá no tt tbm @griercause AMO QUANDO VEM LEITORAS FALAR DE FICS MINHAS LÁ AAAA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...