História Summer Love - Imagine Harry Styles - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Harry Styles, Imagine, Imagine Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, One Direction, Romance, Zayn Malik
Visualizações 67
Palavras 1.389
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ooopa, tudo bom? 100 favoritos? Oi? Sério? Aaaaaaah ❤❤

Vcs não tem noção do quanto estou feliz! ❤ amo vcs ❤

Muito obrigado por não desistirem de mim, mesmo as vezes eu demorando séculos para atualizar, serião amo vcs ❤

E muito obrigado pelos favoritos e cada comentário ❤❤

Capítulo 22 - Você é minha e eu sou seu


Harry - eii - diz me balançando - acorda S/n, não estou me sentindo bem

- o que? - abro os olhos - an?

Harry - não estou me sentindo bem - me sentei na cama

- que horas são?

Harry - 17:30 - colocou a mão na cabeça - acho que vou morrer! - diz dramático

- para de falar asneiras! O que você tem?

Harry - estou com o nariz entupido e dor de cabeça - coloquei minha mão na testa dele

- você está com febre

Harry - Jesus...

- calma, você está com febre não com Aids - riu

Harry - ta esperando o que pra começar a cuidar de mim?

- vish filho, ganho o que com isso?

Harry - nossa...

- nada é de graça! Fala, ganho o que?

Harry - hum...se eu melhorar você vai poder me beijar

- você que quer beijar, não eu

Harry - vai dizer que não quer me beijar? - assenti - sei...

- falando sério agora, vai na enfermaria já parou de chover

Harry - vai comigo? - fungou

- tô cansada

Harry - você acabou de acordar!

- fiz muito esforço nos meus sonhos

Harry - S/n!!

- ai que chato - me levantei e fui calçar meu chinelo - anda logo sua criança mimada!

Harry - criança mimada? Eu? - se levantou - você que é! Vamos logo

Saímos da cabana e fomos em direção a enfermaria, quando passamos pelo refeitório vimos as tias da cozinha reclamando enquanto limpavam o chão, rimos disfarçadamente e entramos na enfermaria.

Na enfermaria tinha alguns quartos pra se caso alguém precisasse ficar de repouso, mas nós fomos direto para a sala da enfermeira e batemos na porta, ela disse um "entra" e nos entramos na sala vendo a senhora que deveria ter uns cinquenta anos, lendo algum livro sentada em sua cadeira atrás da mesa.

Enfermeira - em que posso ajudar? - fechou o livro após marcar a página

Harry - fala pra ela, S/n - diz manhoso, bufei

- essa criança aqui, está com dor de cabeça, nariz entupido e febre - disse sem ânimo e ela sorriu

Enfermeira - bom, deve ser uma gripe mesmo - começou a mexer em uma gaveta que havia na mesa - tome esse remédio duas vezes ao dia e logo estará melhor - me entregou um frasco com remédio

Harry - não tem em comprimido? - ela negou - eu não gosto desse remédio, é horrível

Enfermeira - ou você toma ou continua doente - ele bufou

- obrigada, tchau - puxei ele e saímos da sala

Harry - S/n, eu não vou tomar isso

- vai sim

Harry - não, não vou

- se você não tomar isso​, pode esquecer nosso trato - andávamos em direção a cabana

Harry - que trato?

- de você me reconquistar - entramos na cabana

Harry - aah não, sacanagem

- anda logo - abri o remédio e coloquei o líquido naquela "tampinha" - toma

Harry - não

- anda logo!

Harry - não

- abre a boca!

Harry - quer me dar na boquinha? - sorriu

- abre logo

Harry - vai me beijar depois? - assenti - mesmo? - me olhou surpreso e novamente assenti - ta bom - abriu a boca e eu despejei o líquido lá vendo ele engolir fazendo uma careta

- pronto

Harry - cadê meu beijo? - fez biquinho

- aqui - segurei o queixo dele trazendo seu rosto para mais perto, e beijei sua bochecha - pronto

Harry - como assim?

- eu disse que ia te beijar, mas não disse aonde - sorri

Harry - ah não S/n, não gostei - cruzou os braços e se sentou na cama parecendo uma criança birrenta

- sabe de uma coisa? Eu não ligo - ri e me sentei ao seu lado

Harry - sai tó bravo com você - me afastou dele

- a criança ta bravinha? Tá? - provoquei vendo ele bufar

Harry - você me enganou, me iludiu! - ri

- ai tadinho dele gente! - disse sarcástica

Harry - você é chata!

- você também é

Harry - S/n - me olhou - eu quero um selinho - se deitou na cama

- e eu com isso?

Harry - que você vai me dar um selinho

- vou é?

Harry - vai

- se você diz

Subi nele ficando sentada em cima de seu membro e vi ele se contorcer um pouco pelo ato repentino, ele levou as mãos até minha cintura deixando ali um leve aperto enquanto me olhava nos olhos. Me inclinei deixando um leve selar em seus lábios, depois voltando a posição inicial.

Harry - só? - diz descendo e subindo suas mãos na minha cintura

- sim - sorri - por que? Quer mais? - sorriu malicioso

Harry - você sabe que sim

- hum... - me inclinei pra frente chegando perto de seu pescoço, aonde beijei sentindo ele se arrepiar - o que você quer?

Harry - eu quero muitas coisas - apertou minha cintura

- mas é uma pena que eu não possa te dar o que quer - disse no ouvido dele e depois voltei a me sentar direito em cima dele

Harry - você pode sim

- não, não posso - sorri - você não me reconquistou ainda

Harry - mas - interrompi

- sem mas! - sorri

Harry - S/n, sabe de uma coisa?

- o que?

Harry - você não me deu presente de aniversário!

- quando foi seu aniversário?

Harry - em fevereiro

- nossa, eu nem te conhecia ainda! - rimos

Harry - mas mesmo assim não me deu

- se eu não sabia, como ia te dar?!

Harry - pode me dar agora, eu aceito

- e o que você quer?

Harry - um beijo!

- sério? Qual a parte que você está doente, você não entendeu?

Harry - estou doente, não morto! Eu ainda posso beijar

- mas eu não quero ficar doente!

Harry - na saúde ou na doença!

- o querido, a gente não casou

Harry - ainda

- e nem vamos!

Harry - quem disse?

- eu disse!

Harry - quem é você na fila do pão?

- a pessoa que vai te bater se você continuar falando merda! - riu

Harry - vai S/n, me da um beijo! - diz manhoso

- huum... - me aproximei dele deixando nossos lábios a centímetros de distância - não - ri pela cara que ele fez e me distanciei

Harry - olha eu vou ir ali no banheiro escovar os dentes, pois minha boca está com o gosto horrível daquele remédio! - me jogou pro lado e se levantou indo até o banheiro

Me arrumei na cama deitando exatamente aonde ele estava, não demorou muito e ele saiu do banheiro e veio na minha direção, ficando em cima de mim deixando nossos rostos próximos.

Harry - agora eu vou ganhar meu presente - sussurrou e selou nossos lábios

Foi um selinho demorado mas logo ele foi se intensificando, ele pediu passagem com a língua e eu cedi, logo a língua dele foi de encontro com a minha. Era um beijo calmo porém profundo, enquanto nos beijávamos suas mãos passeavam pelo meu corpo e apertavam algumas regiões, minhas mãos estavam em sua nuca puxando alguns fios de cabelo o fazendo soltar alguns murmúrios durante o beijo.

Mas logo o ar se fez necessário, então encerramos o beijo com alguns selinhos e ele desceu sua boca para o meu pescoço, deixando alguns beijos por ali me causando arrepios. Ele parou de beijar meu pescoço e mordeu o mesmo me fazendo arfar e puxar seu cabelo, depois de morder ele deixou um beijo em cima da mordida e levantou o rosto me olhando.

Harry - foi tão ruim assim? - perguntou sorrindo

- não, mas se eu ficar doente você vai ver só - riu

Harry - se você ficar doente, eu cuido de você - me deu um selinho rápido

- olha, você disse que era só um beijo, mas você me mordeu

Harry - a mordida foi um brinde - sorriu

- então você devia ganhar um brinde também

Harry - eu adoraria - sorriu e abaixou um pouco para que eu alcançasse seu pescoço, mordi seu pescoço sem dó vendo ele arfar e apertar minha cintura

- pronto - passei minha língua pela mordida vendo ele se arrepiar

Harry - estamos marcados agora, você é minha e eu sou seu



Notas Finais


Gente, vocês vão no show do Harry?
Eu não vou 😭 tô triste, não vou ver meu mozão
No dia do show provavelmente vou ficar em casa chorando enquanto escuto "Sign of the times" ❤

............


Espero que tenham gostado 💕
Bjs e até o próximo cap 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...