História Summer Love - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 16
Palavras 1.589
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oiie gente, eu queria avisar que as caracteristicas dos personagens são as das imagens, as imagens pertencem ao anime Free! Mas eu não quero que vcs interpretem como fosse os personagens do anime, ok?! Boa leitura!

Capítulo 1 - A ida para praia


Fanfic / Fanfiction Summer Love - Capítulo 1 - A ida para praia


Era dezembro pleno verão quando eu estava prestes a ir para praia com o meu amigo Joan. Joan era meu amigo da faculdade, ele tinha olhos e cabelos castanhos, era alto e tinha o corpo definido. Meu celular estava a vibrar, quando eu atendo era o Joan:
~Ei cara, eu já estou aqui embaixo
~Ok, eu já estou descendo
Eu peguei minha mala, chaves, carteira e tranquei meu apartamento. Eu chamei o elevador, e quando ele chegou um vizinho chato estava lá:
-Olá Rafael!- ele gritou
-Olá senhor Pedro- eu respondi por educação
Eu desci e encontrei com o Joan na praça do meu prédio, onde ele estava sentado no banco:
-Vamos?- eu chamei ele
-Vamos- ele se levantou e me seguio
Nós entramos no estacionamento e fomos direto ao meu carro:
-Ei, trouxe os cd's que eu pedi?- eu perguntei para ele
-Claro! Estão todos aqui, Beyoncé, Lady Gaga, Iggy Azalea e o mais importante: o 25 da Adele
-Oh meu deus- meus olhos brilharam quando ele falou os cd's dele.
Nós estavamos saindo da garagem, para ir para o posto e comprar algumas garrafas de água. Nós chegamos no posto, abastecemos, compramos a água, e fomos para a estrada.
Nós saimos da cidade e Joan já tinha adormecido. Eu comecei a olhar para ele, ao mesmo tempo que olhava para estrada. Ele estava usando um headphone por baixo da toca, eu conseguia ver respingos de suor na sua cabeça, eles descião pela sua testa, eu liguei o ar com a mão direita, eu comecei a suar tambem, minha mão começou a tremer, ela estava entre a embrenhagem e a perna dele, meus batimentos aceleraram e meu sangue começou a correr em outras regiões, eu estava para tocar na perna dele, mas um carro que estava me ultrapassando businou acordando ele, em um movimento rapido eu voltei para minha posição.
Ele tirou a toca dele e seus headphones, se espriguiçou-se e falou:
-Esta calor não?
-Verdade, mas eu já liguei o ar
-Eu sei, eu vi você- ele pega a minha mão direita- tentando pegar na minha perna- e coloca ela na perna dele
-Na...não -gaguejei- não fiz nada -eu puxei meu braço.
-Ok então, mas se você quiser...é só me acordar- ele colocou os headphones denovo e dormio.
Eu tinha que fazer uma parada pois eu precisava ir ao banheiro. No primeiro posto eu parei, abasteci o carro novamente e fui ao banheiro, Joan me acompanhou. Nós entramos no banheiro juntos, eu fui para a ultima cabine; ele no mictorio. Quando eu sai para lavar as mãos eu vi pelo espelho ele chegando perto de mim:
-O que você esta faze...- ele me agarrou por trás, pegou na minha cintura e começou a lamber meu pescoço
-Relaxe Rafa...apenas relaxe
-Pa...pa...pare..- eu gaguejei
Ele começou a me puxar para tras, entrando em uma cabine. As suas mãos nas minhas cinturas começaram a subir tirando minha camisa:
-Você não precisa mais disso...-ele disse
Meu corpo estava fervendo, meu coração, disparado, sentia meu sangue correndo em outras partes:
-Continue quieto...- ele sussurrou no meu ouvido
Ele mordeu minha orelha fazendo eu soltar um gemido baixo. Suas mãos começaram a descer pelo meu corpo, enquanto ele brincava com o meu pescoço. Ele desabotuou a minha calça e me deixou semi nu:
-Parece que alguem esta gostando...- ele sussurrou para mim, em seguida me deu um chupão
Ainda de costas ele mexe em meu membro em cima da minha cueca me deixando mais exitado:
-Isso parece uma pedra...
Ele abaixou minha cueca deixando meu membro exposto. Ele agarrou meu membro, e começou a fazer um movimento satisfatorio e relaxante com suas mãos no meu membro. Cada vez ele fazia esses movimentos mais rapidos, cada vez mais rapidos, até que eu ajaculo na porta da cabine soltando um gemido:
-Se arrume, eu vou estar te esperando no carro- ele me disse saindo da cabine.
Eu fiquei paralizado lá, pensando em oque fazer. Eu me vesti e sai do banheiro. Joan já tinha pago o abastecimento.
Fui em direção ao carro quando vejo que Joan ia dirigir:
-Ei- eu bato no vidro
-Minha vez agora- ele baixou o vidro e falou
Eu entrei no banco de passageiros para descansar.
Joan era apressado então foi direto a estrada, na velocidade que eu sentia que ele estava, eu já deveria ter levado umas 50 multas:
-Seu infrator- eu disse para ele- você que vai pagar as multas
-Engraçadinho, que eu saiba o carro não é meu.
-Você vai pagar sim.
Eu coloquei meus headphones e adormeci.
Eu sentia alguma coisa relando na minha orelha e algo molhado no meu pescoço, aquela coisa ia e voltava devagar, fazia um pouco de cocegas, até que eu senti uma mordida e acordei imediatamente. Eu tinha abrido os olhos, não me movia, nós estavamos parados, eu estava confuso, Joan não estava na cadeira do motorista e eu sentia uma dor no pescoço. Eu sai do carro e vi Joan fumando encostado no porta malas:
-Ei, tem alguma coisa no meu pescoço?- eu apontei pra ele
-Nadaa- ele abriu os olhos, virou a cabeça e falou duvidosamente
Eu peguei a camera do meu celular e vi que tinha uma marca de mordida e a area estava estremamente roxa:
-JOAN! COMO TEM NADA? ISSO TA ROXO
-Nem sei...- ele olhou para o lada, desviando o olhar
-Pera...- eu tirei um fio dorado de cabelo que estava no meu pescoço - esse cabelo por acaso é seu?- eu mostrei
-Não- ele bateu na minha mão
-Não?- eu avancei nele, eu redirecionei a cara dele com a minha mão e selei nossos labios
-Por que você fez isso?- ele perguntou indeciso
-Por que você fez isso?- eu apontei para o devido chupão
Eu voltei para o carro no banco de motorista, ele abriu a porta de passageiro depois que eu fechei a minha:
-Não faça mais isso- eu falei pra ele
-Ok
-Coloque um cd ai
Começou a tocar "Pray if you catch me" da Beyoncé e eu pulei rapidamente para "Sorry".
Nós cantavamos juntos e dançavamos juntos:
-Vai começar- ele falou
-Vai "Midlle finger up, and your hands high"- nós levantamos nossos dedos do meio, e fizemos a dancinha igual ao clipe. Ele foi adormecendo aos poucos, até que ele desmaiou no banco. Eu segui a viagem.
Depois de 2 horas nós tinhamos chegados à cidade:
-Ei, acorde, nós chegamos- eu chacoalhei ele, fazendo-o acordar
Eu fui até a casa de praia que tinha reservado. 
Descarregamos o carro, nós nos arrumamos e fomos a praia.
A caminho da praia, passamos em um drive-thru e pedimos lanches e batatas. Nós comemos no caminho. 
Estacionei meu carro perto do local que iamos ficar e pedimos uma mesa para o restaurante que ficava na calçada:
-Podiamos ter comido aqui né?- falou Joan
-Eu não sabia que tinha restaurante
-Como não?! Você tinha falado que já morou aqui!
-Foi so uma desculpa mesmo- eu chamei ele e falei no seu ouvido- é porque eu não gosto de frutos do mar
-Se mata- Joan apontou para o mar
Nós fomos em direção a nossa mesa. Joan tinha tirado a camiseta dele e colocado seus oculos de sol. O vente balançava seus cabelos louros e leves, o corpo dele, um pouco suado, chamava todas as minhas atenções, ele era a minha Pieta no momento. Ele tirou o protetor solar da bolsa e começou a passar pelo seu corpo:
-Ei Rafa, passa nas minhas costas?
-Sim
Eu me levantei e fui em sua direção. Ele me deu o protetor e virou as costas, ele era maior do que eu, eu comecei a passar nos seus ombros, e depois espalhei por todas as costas dele, ele estava de braços abertos, eu alonguei meus braços, e limpei minhas mãos no abdomen dele, eu ficava espalhando mais por todo seu abdomen e torax, quando eu comecei a sentir uma mini ereção eu parei:
-Cansou?- perguntou ele- porque eu estava adorando...- ele olhou de lado para mim
Eu tirei minha camisa e passei protetor pelo meu corpo e pedi para ele passar nas minhas costas. Ele espalhou pelo menos ombros e desceu as mãos espalhando por toda ela, depois de passar ele deu um tapa forte na minha bunda:
-Ei, me respeita- eu ri
Nós dois fomos para o mar. O mar estava calmo, com poucas ondas, estava um pouco frio, mas agua era cristalina:
-Para de ir pro fundo Joan, eu não alcanço mais
-Então me abraça que eu te levo lá
Eu me aguarrei nele e nós fomos mais fundo. La era mais frio do que no raso. Eu estava sentindo minha perna formigar:
-Ei, sua perna ta formigando?
-Eu não to mais sentindo ela- ele colocou meus oculos de nadar em mim e se auto colocou tambem
Nós começamos a afundar, eu afundava mais rapido pois perdia o oxigenio facil embaixo da água, Joan fazia o maior esforço para nadar com os braços até eu, eu estava ficando sem ar quando Joan sela nossos labios me dando mais oxigenio mas ele acaba afundando dando sentido de desmaio. Eu agarrei ele e nós empurrei para cima, eu consegui aspirar um pouco de oxigenio, voltando para água, eu já estava sentindo novamente minhas pernas e comecei a nadar para onde eu alcançava. Ao chega no raso eu deitei ele no chão e comecei a fazer uma massagem cardiaca, eu intercalava entre 30 movimentos e uma dada de ar. Depois de 3 minutos ele acordou e cospio toda a água que ele havia respirado.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...