História Summer Memories - Camren - Capítulo 55


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Personagens Originais
Tags Camren, Comedia, Drama, Romance
Exibições 773
Palavras 2.197
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bom dia a todos

Capítulo 55 - Coração Apertado


P.O.V  Camila

Puxei Lauren pela gola de sua blusa e fui levando ela comigo até o nosso quarto,acabamos de chegar depois de um dia cheio e as meninas foram embora alegando que mais tarde vamos ao parque de diversão.Assim que chegamos no quarto,eu empurrei a minha Lolo até a cama fazendo a mesma se deitar e eu colei nossos corpos.Temos que aproveitar cada momento juntas,colei nossas bocas antes que a minha esposa diga alguma coisa,chupei seus lábios e minha mão desceu pelo nossos corpos.

- Huum....Amor – Lauren tentava falar mas eu não deixava e puxava para mais um beijo.

Comecei abaixar seu short,descolei nossas bocas causando aquele estalo gostoso de se ouvir.Olhei para a minha esposa que está ofegante e me olhando sem entender,tirei o resto do seu short junto com a calcinha.

- O que você está fazendo? – Finalmente deixei ela perguntar.

- Eu te quero meu amor – Falei com lentidão dando aquele ar sensual.

Lauren sorriu de lado e eu apertei suas coxas torneadas que me deixa louca,mordi cada coxa dando um chupada para deixar uma marca.Não agüentei e lambi sua intimidade que está molhada,minha esposa se remexeu fazendo criar mais contato.Brinquei com o seu clitóris molhadinho e deixei ele preso entre os dentes para dar uma sugada,mordi o mesmo na ponta ouvindo o gemido da Lolo.Lambi até parar em sua entrada,penetrei com a língua algumas vezes e a minha esposa rebolou na minha boca.Olhei para cima admirando-a e vi ela tentando tirar a sua blusa junto com o sutiã,ela conseguiu e voltou a me olhar.Chupei ela novamente e logo senti seu gosto em minha boca.

- Uma delicia – Sussurrei depois que tomei todo seu liquido.

- Minha vez,meu amor. – Lauren sorriu maliciosa e me tacou com tudo na cama me fazendo gritar em surpresa.

Soltei um riso sensual quando sua boca foi direto para o meu pescoço,tombei minha cabeça para o lado dando liberdade a ela.Lauren sugou meu ponto de pulso e eu segurei em seus cabelos,suspirei começando a ficar ofegante e eu senti meu corpo pegar fogo junto com o dela,gemi quando seus dentes cravaram em meu pescoço.Comecei a tentar tirar minha blusa mas não estava conseguindo,minha morena tomou posse e arrancou numa habilidade a minha blusa e o meu sutiã.

- Tão linda. – Disse deixando um beijo em minha barriga.

Senti minhas bochechas corando mas logo voltei meu foco,arqueei minhas costas quando senti sua boca em meu seio.Meus lábios estão entreabertos e saindo alguns gemidos,eu sentia o suor de nossos corpos,Lauren sugou tão forte o meu seio que deixou completamente sensível.Logo foi dar atenção ao outro e eu passei a arranhar suas costas sentindo cada vez mais o prazer,mordi meu lábio contendo um gemido que iria sair quando sua boca passou pela minha barriga deixando mordidas e chupadas.

- Amor,estou pingando por você – Falei meio ofegante.

Isso só deixou a minha mulher atiçada,logo ela se livrou do meu short e da minha calcinha.Amo quando ela tem habilidade nisso,Lauren colocou dois de seus dedos em minha boca me fazendo chupar.Passei a língua pelos mesmo e chupava-os,eu fazia de tudo para sair uma cena bem erótica e vi que estava conseguindo já que ela me olhava mordendo os lábios.Parei de chupar seus dedos e Lauren logo enfiou na minha entrada,gritei de prazer sentindo a melhor coisa e segurei em seus cabelos dando algumas apertadas.

- Você é tão apertada Camila.

Senti o gemido em minha garganta que logo saiu pela minha boca quando a Lauren passou a me estocar com força e lentidão ao mesmo tempo,uma mão minha está em seus cabelos e a outra em suas costas que está arranhando.Senti três estocadas fortes que eu quase me engasgo com os meus gemidos e logo a Lauren voltou a lentidão,meu fim foi quando ela achou meu ponto G,segurei com força o lençol e mordi o ombro da minha esposa para contar um grito.Suas estocadas aumentaram e meu corpo se mexia com forme as estocadas fortes,a cama começou a fazer barulho e a Lauren mordeu meus lábios para depois sugar.Não agüentei e gozei em seus dedos.

- Eu te amo – Ela disse depois que chupou seus dedos.

- Eu também te amo Lo.

[...]

Acabei de tomar um banho e já estou devidamente vestida,optei por uma calça jeans,uma blusa da Lolo e all star nos pés.Agora estou no quarto da minha filha ajudando ela se vestir,Lauren ainda está tomando banho.As meninas até encheram o saco dizendo que estão quase chegando no parque,coloquei o conjunto de short e blusa de alça na minha filha que está tão linda.Ela queria por uma jaqueta mas eu não deixei,minha filha quer se vestir igual a Lauren.

- Porque não posso mama? – Fez bico.

- Meu amor,você vive colocando a jaqueta que a Ally te deu.Usa algo diferente – Acariciei seus cabelos molhados – Outro dia você usa a jaqueta,ta bom?

- Ta mama – Falou me abraçando com força.

Peguei minha filha no colo e desci as escadas vendo meus pais e os meus sogros com roupas elegantes,onde será que vão? Taylor e Sofi falaram que tinha planos para hoje e que vão ficar a sós,tenho até medo disso.Vai que as duas querem fazer algo sexual,segundo a Taylor,ela vai levar a Sofi para um piquenique perto de um parque da vizinhança.

- Onde vocês vão? – Perguntei a eles.

- Nós vamos para um restaurante e jogar truco. – Minha mãe respondeu – Temos que ficar elegantes,já que só lá no restaurante só vai rico.

- Tudo bem – Dei de ombros – Que horas vocês chegam?

- Não sabemos – Mike fala arrumando seu paletó – Só não espere por nós.

Apenas balancei a cabeça e eles se despediram de nós alegando que tem que estar lá as oito horas,logo Sofia e Taylor apareceram de mãos das e se despediu de mim.Apenas disse um “juízo hein” e então elas se foram,minha mulher apareceu com um short branco e uma blusa preta com alguns desenhos.Dei um selinho nela e fomos para o carro,coloquei minha filha no banco de trás com cinto e voltei para o meu lugar ligando o som.

- Mama,meu coração deu uma apertada – Bea disse e eu a olhei.

- Está doendo?

- Não,só deu uma apertada e parou – Bea respondeu com a mão no coração.

- Filha,se voltar a doer forte nos avise – Lauren alertou.

- Ta bom mamãe,eu quero cachorro quente e algodão doce – Bea pediu.

- Tudo bem princesa.

- Amo vocês mamães – Senti meus olhos marejarem com o pequeno gesto dela.

- Eu te amo minha filha – Virei para trás pegando em sua mão.

- Eu te amo princesa – Lauren disse dando uma pequena olhada para trás mas voltou a prestar atenção na estrada.

Coloquei minha mão na coxa da minha esposa que me olhou sorrindo,ela também estava com os olhos marejados.Somos duas bobonas mesmo,o caminho inteiro foi assim.Entre carinhos e risadas,estacionamos em frente ao parque de diversão todo iluminado e fomos de encontro com as meninas que estão perto de uma arvore.

- Até que enfim – Dinah foi a primeira a se pronunciar.

- Olha só,a  família Cabello-Jauregui estão lindas – Ally como sempre sendo adorável.

- Obrigada baixinha – Lauren disse abraçando a Ally.

- Vamos nos diverti – Falei pegando a minha filha no colo.

- CARRINHO DE BATE BATE – Vero gritou animada.

Começamos a seguir nossa amiga doida que puxava a Lucy com ela,compramos os bilhetes para os brinquedos e ficamos na fila para o carrinho bate bate,Vero e Dinah toda hora reclamavam da demora por conta da fila.

P.O.V  Lauren

Abracei a minha esposa por trás que está segurando a nossa filha no colo,beijei a bochecha de Bea que sorriu para mim e eu beijei a nuca da minha mulher.Um tempo depois cada um se acomodou em um carrinho para a nossa diversão,Ariana e Ally foram juntas em um carrinho.Bea foi com a Lucy,Vero foi em um e a Dinah em outro.Normani também vai sozinha e eu vou com a Camz.

- Vou trombar muito com você Vero sapata – Avisei fazendo a minha amiga mostrar o dedo do meio para mim.

- Não antes de mim.

Então a diversão começou,comecei a dirigir o carrinho e a Camila ia rindo das trombadas que as meninas davam em nós.Virei o carrinho com tudo fazendo trombar na Vero que ficou irritada,bati no da Lucy fazendo a minha filha gargalhar toda animada com as mãos para o alto.Tirei uma mão do volante e segurei na mão da minha esposa que me olhava sorrindo com a língua entre os dentes.

Fomos para frente quando a Dinah nos bateu e eu só ouvi um grito da Vero,Ariana e Normani encurralaram a Verônica.Gargalhei com a Camz vendo a nossa amiga doida tentando sair mas parei de rir quando senti uma nova trombada,infelizmente o nosso tempo de diversão acabou e saímos daquele brinquedo.

- Eu matar a Mani e a Ari – Vero disse indo para o lado de Lucy.

- Otaria – Cantarolei e entrelacei minha mão com a de Camz.

- Eu quero comida – Bea chamou atenção de todas.

- Então vamos comer.

Depois de uma ótima diversão precisamos comer mesmo,nos sentamos em uma mesa que tem perto do trailer de cachorro quente.Logo pedimos nossos lanches que ficaram pronto em 10 minutos,o senhor colocou mostarda e ketchup na mesa.Começamos a comer entre conversas sobre o parque.

- Dinah,está sujo aqui – Vero apontou para o rosto de Dinah,mas não tem nada.

- Aqui? – Dinah passou a mão e viu que não tinha nada – Mentirosa,não tem nada.

- Agora tem.

Vero espirrou o ketchup com tudo na cara de Dinah que ficou de boca aberta,todas da mesa gritaram “Uuuh” até mesmo a minha filha,como a Dinah é um ser vingativo.Pegou a mostarda e espirrou com tudo na cara de Vero,a guerra começou uma jogando molho na outra.Isso acabou que eu também levei o molho na cara,Lucy bateu na Vero repreendendo a sua namorada que não tem vergonha na cara.Normani ria tanto de boca aberta que a Dinah aproveitou e jogou o molho na boca da namorada,mais uma briga para a lista.Ally e Ariana não ficaram de fora.

- Pega essa – Ally disse toda brava pegou o suporte de guardanapo e jogou na Verônica que parou de rir na hora.

- CHUPA – Gritamos novamente.

- Tia Vero e tia Dinah,mama também quer brincar – Apontou para a Camz que estava limpa.

- Então vamos brincar.

- BEA.

Dinah e Vero jogaram molho na minha esposa que se melecou toda,está toda de amarelo e vermelho.Sabe no que isso rendeu? Isso rendeu uma latina furiosa jogando o seu all star nas duas loucas,paramos com a guerra e olhamos em volta vendo algumas pessoas nos encarando como se fossemos loucas.Dei de ombros e passei meu braço nos ombros da minha Camila.

- Faz tempo que não ficávamos assim,nos divertindo tanto em família – Camila comentou.

- Tantas coisas que aconteceram e esquecemos de como nos divertimos juntas – Ariana disse e suspirou – Mas logo essas coisas vão passar.

- Não importa o que aconteça,seguiremos em frente sempre – Falei apertando a mão na minha esposa. – Somos uma família.

- Não sou muito de falar coisas bonitas,mas sempre estaremos juntas e não importa o que acontecer. – Vero disse olhando para cada uma – Seremos fortes.

- Eu amo vocês – Dissemos em união e harmonia.

Meus olhos marejaram e logo vi que todas as meninas também estavam com os olhos marejados,Ally foi a primeira a chorar grudando na Ari.Coloquei a minha mão na mesa e logo cada uma das meninas iam colocando suas mãos em cima da minha,Bea foi a ultima a colocar.

- Essa é a nossa família – Olhei para a minha filha que disse isso.

Ultimamente Bea está ficando bem sabia,todas nós jogamos as mãos para os altos e Vero e Dinah bateram na mesa só pra fazer barulho em comemoração.Limpei minhas lagrimas e vi a minha esposa se levantando.

- Onde vai amor? – Perguntei a olhando.

- Tem um banheiro aqui perto,vou lá.Já volto – Ela me deu um selinho e deu um beijo na bochecha da nossa filha.

Vi que a minha esposa limpou as lagrimas que escorreram,acompanhei seus passos com os meus olhos e logo ela sumiu da minha visão quando entrou em uma porta para o banheiro,voltei a minha atenção para as meninas que conversavam com os olhos marejados.Eu encontrei a minha família.

- Mama,está doendo meu coração e muito – Bea começou a chorar do nada – Faça essa dor parar,por favor.MÃE.

Entrei em desespero e a minha filha começou a soluçar alto,todas as minhas amigas se levantaram em um pulo e jogaram as coisas que tinha na mesa no chão.Peguei minha filha deitando a mesma na mesa de plástico e passei a mão em seu coração fazendo um afago tentando parar a dor.

- MÃE,SOCORRO. – Bea se esperneava – Mãe,dói muito faça parar.Eu...

Bea parou de chorar e ficou calada na mesma hora me que meu celular apitou.Lucy começou a conversar com a minha filha que apenas ficava quieta respirando normal,meu coração deu uma pulsada forte e uma dor no mesmo.Segurei na mesa tomando uma lufada de ar e saquei meu celular vendo uma mensagem desconhecida,cliquei para ver.

“ Você não deveria deixar sua mulher ir sozinha para o banheiro,agora vou aproveitar ela.A próxima será você Jauregui”  


Notas Finais


4/5


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...