História Summertime - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Jiraiya, Kakashi Hatake, Konohamaru, Kurenai Yuuhi, Matsuri, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shion, Temari, TenTen Mitsashi, Toneri Otsutsuki, Tsunade Senju
Tags Naruhina, Naruto
Exibições 176
Palavras 3.326
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hey-o Minnaaaaaaa!!!
Estamos de volta :3 Esse capítulo teria saído mais cedo, mas tive uma semana complicada.
Enfim, o importante é que estamos aqui, né?!
Cê já estão ligados: ignorem os erros de português (e me avisem onde eles estão pra eu poder ajeitar) e simbora galera viaje <3
E de repente eu vos apresento um querido amigo meu: o famoso flashback!

P.S: Esta fic também está sendo postada por mim no Nyah Fanfiction, uso de mesmo perfil e nome lá, então não denunciem pois a fic não está sendo plagiada.

Capítulo 14 - Memórias Parte I


– E-eu... – as imagens em sua mente eram confusas, sem começo, meio ou fim. Parecia que alguém havia lhe dado peças de um quebra-cabeça sem lhe mostrar que imagem devia formar – ... me lembro?!

Parte de si dizia que sim, mas a outra parte não tinha certeza. Hinata levantou, sentando-se no chão ao lado da cama. Seu quarto estava bagunçado, pois ao arremessar a Kurama e outras almofadas, acabou derrubando uma série de coisas no chão, incluindo perfumes, livros, retratos e porta-jóias. Suspirou.

Ficou parada fitando um canto qualquer por um bom tempo, até que um brilho suave do outro lado do quarto, perto do espelho, lhe chamou atenção. A luminosidade aumentou, fazendo a Hyuuga fechar os olhos, voltando a abrir quando a luz se foi. Uma garotinha estava parada diante da Hyuuga, ela vestia um casaco bege aberto e um maiô cinza por baixo, sua pele era pálida, o cabelo preto e seus olhos perolados; a menina era extremamente familiar para Hinata.

– Hanabi? – sussurrou a morena. A garotinha a sua frente parecia sua irmã, mas ainda assim era diferente. "N-não é a Hanabi...". – Q-quem é você? – a menina correu e segurou a maçaneta da porta, fitando a morena em silêncio – Espera, aonde vai? – perguntou Hinata, ficando em pé.

A garotinha abriu alguns centímetros da porta e fez um movimento com a mão, indicando para que Hinata a seguisse. A Hyuuga se viu sem escolha e levantou, indo em direção à porta, que foi aberta e ao passar pela mesma, Hinata se viu num local diferente do corredor de sua casa.

– Onde estamos? – perguntou à menina ao seu lado e, como resposta, a mesma apontou para um panfleto no bolso de um homem que passava por ali, assim como muitas outras pessoas – Summertime Hotel...? Por que me trouxe aqui?

– Memória. – respondeu a garotinha com voz gentil, sem abandonar o rosto sério.

– V-você está me levando por minhas memórias, é isso? – a morena pediu uma confirmação final. A pequena a olhou com seus olhos perolados e fez um movimento positivo com a cabeça, pedindo para que Hinata a seguisse novamente logo depois.

~Flashback~

– Sua reserva foi confirmada, senhor. Aproveite sua estadia. – a recepcionista disse sorrindo abertamente – Aqui o key-card do seu quarto.

– Obrigado. – Jiraiya sorriu e pegou o cartão das mãos da moça – Então, já que vou passar um tempo aqui, nós podíamos sair pra jantar qualquer hora, o que acha, hm? – sorriu e se apoiou no balcão – Eu sou um escritor famoso e vim aqui em busca de inspiração, hehe...

Naruto revirou os olhos observando o mais velho dar em cima da jovem recepcionista. Bufou e deu uma cotovelada forte no estomago do padrinho, que logo deu atenção ao garoto loiro.

– Será que podemos ir, 'tebayo? Quero deixar minhas coisas no quarto pra ir à praia. – Naruto o fitou, com uma sobrancelha arqueada e logo viu o mais velho suspirar.

– Certo, certo. – Jiraiya pegou a mala do chão – Foi um prazer conhecê-la. – sorriu gentilmente, se despedindo da garota. Conduziu o jovem Uzumaki ao elevador e apertou o botão, chamando o mesmo – Cinco minutos...

– Você ia ficar cantando ela uma eternidade e depois me abandonar sem a chave do quarto. – interrompeu o loiro.

– Naruto, isso só aconteceu uma vez. – Jiraiya sorriu sem jeito. A porta do elevador abriu e os dois entraram.

– Foram quatro vezes. – murmurou o Uzumaki enquanto a porta se fechava.

Não muito tempo depois os dois saíram do elevador, adentrando o corredor de um dos andares do hotel. As luzes levemente amareladas e o chão coberto por um tapete amarronzado deixava o ambiente leve e elegante. Jiraiya avistou uma figura familiar caminhando para o lado oposto ao qual devia seguir e não hesitou em cumprimentar o velho conhecido.

– Hiashi. – chamou e o homem se virou – Quem diria que o veria aqui.

– Jiraiya, veio fazer mais uma noite de autógrafos? – o Hyuuga perguntou enquanto o outro se aproximava.

– Não, não. – respondeu com um riso fraco – Só estamos aproveitando as férias. – Jiraiya respondeu e apoiou a mão na cabeça do Uzumaki, que estava ao seu lado.

– É seu afilhado? – Hiashi fitou o garoto de olhos azuis sem muita emoção.

– Meu nome é Uzumaki Naruto! – o garoto se apresentou animadamente, com um sorriso largo.

– Já vi que tem energia. – disse Hiashi.

– E você? Veio passar as férias também? – perguntou Jiraiya.

– Infelizmente não. Vim fechar uma parceria entre o hotel e os restaurantes Hyuuga antes de levar minha filha mais velha ao País das Ondas, para começar um tratamento... – respondeu Hiashi com sem mudar sua expressão facial.

Só nesse momento Naruto notou uma figura menor, encolhida atrás do homem a sua frente. Os olhos perolados e brilhantes lhe fitavam e ela esboçava um sorriso tímido; seu rosto alvo e corado era emoldurado pelo cabelo curto, de um preto azulado; a garota vestia um casaco bege e grande, calça legging que ia até pouco depois de seus joelhos e sandálias. Uma sensação estranha tomou o Uzumaki, fazendo seu coração palpitar e um arrepio gélido percorrer sua espinha.

– ... até lá ficaremos aqui. Neji, meu sobrinho, e Hanabi, a caçula, também vieram. – a conversa entre os adultos continuava.

– Naruto, você queria ir à praia, certo? – Jiraiya tirou o garoto do transe em que se encontrava – Por que não leva Hinata com você? Já que já viemos aqui antes, você podia mostrar o lugar.

– Anh... – o loiro pensava em como responder que adoraria fazer isso, sem deixar óbvio que adoraria fazer isso.

– Se a Hinata vai, eu vou também. – disse uma voz e logo depois Neji estava ao lado da Hyuuga – Alguém precisa cuidar dela. – concluiu, colocando a mão no ombro da prima.

– Eu quero ir com minha Nee-sama! – Hanabi correu e se agarrou à irmã, sorrindo para a mesma.

– O que acha, Hiashi? – Jiraiya o olhou – podemos deixar as crianças se divertindo e tratar das coisas de adulto sem distrações. – sugeriu, apesar de irem fazer coisas completamente diferentes. Enquanto ele faria a sua "pesquisa", o Hyuuga resolveria seus assuntos com a gerencia do hotel.

– Só me preocupo com a saúde de Hinata...

– Não se preocupe, os meninos estarão lá. – Jiraiya retrucou confiante e tranquilo.

Hiashi olhou para a filha mais velha, que não tirava os olhos do Uzumaki. O garoto sorria e aguardava a resposta do Hyuuga, que suspirou rendido a situação.

– Por que não vão se trocar, meninas? Talvez queiram entrar na água durante o passeio. – disse olhando para as filhas, que logo abriram sorrisos e trocaram olhares empolgados. Hanabi puxou a irmã para o quarto o mais rápido que pôde – Neji, vá também. – o sobrinho apenas confirmou e saiu.

– Eu vou me ajeitar também. – disse Naruto, furtando o key-card das mãos do padrinho e correndo até o quarto.

~x~

Hinata observava a cena. Descobriu que era invisível para as pessoas naquele ambiente e que as mesmas podiam atravessar seu corpo. Ainda não acreditava que estava dentro de suas memórias de quatro anos atrás, sendo guiada por sua própria versão criança e assistindo a tudo o que havia esquecido.

Mais uma vez a garotinha a chamou para segui-la, fazendo Hinata entrar num quarto qualquer daquele andar, mas ao invés de saírem num quarto, as duas foram parar na praia.

~Flashback~

Naruto havia levado os Hyuugas por um passeio rápido dentro do hotel, mostrando lugares como as piscinas e campos de golf, mas logo levou todos a praia, que era o principal motivo de popularidade do hotel, já que era uma das praias mais belas do País do Fogo.

– Neji-Nii-San, vamos jogar? – pediu Hanabi, com sua bola amarela com estrelas verdes já em mãos – Você também, Naruto-Nii-Chan!

Mesmo que quisessem recusar, não havia ser na Terra que resistisse a um pedido feito pela pequena. Os dois meninos trocaram olhares e decidiram por brincar de jogar a bola um para o outro, sem deixar a mesma cair.

– Não vem jogar, Hinata? – perguntou Naruto, vendo a outra garota sentar-se na areia.

– Talvez outra hora. – Hinata respondeu com um leve sorriso. Sentiu o olhar preocupado do primo e logo fez sinal de que estava bem e que ele podia ir brincar com Hanabi.

 

Após algum tempo de jogo, Hanabi chutou a bola para longe e Neji teve de acompanhá-la na busca pelo brinquedo, que saiu quicando pelo meio das pessoas. Naruto sentou-se ao lado de Hinata, que fitava o mar.

– Então... você vai pro País das Ondas. – disse o Uzumaki. Apesar de ser uma afirmação, seu tom de voz foi quase uma pergunta.

– H-hai. – Hinata juntou os dedos indicadores, deixando evidente sua timidez – Lá tem um hospital especializado no tratamento que preciso fazer. – disse baixo, mas de maneira audível para o loiro.

– Está doente? – Naruto a olhou preocupado, apesar de nem reparar na própria preocupação pela garota. Ela apenas afirmou.

– Minha saúde é fraca. – a Hyuuga suspirou – Meu pai disse que fiquei internada durante dois meses depois que nasci, pois estava doente; os médicos acharam que eu não ia sobreviver já que a febre não sedia e a situação se complicava constantemente, mas...

– Mas você foi mais forte. – interrompeu Naruto, sorrindo abertamente – E continua sendo, até hoje. Tô certo! – o comentário fez a Hyuuga corar violentamente, estava mais acostumada a ver as pessoas sentirem pena dela do que elogiarem por ter sobrevivido.

– Na-Naruto-kun... – Hinata fitou os olhos azuis e brilhantes do Uzumaki.

– Hm?

– Arigatou. – a Hyuuga sorriu gentil, com seus olhos fechados e sentindo seu rosto esquentar em seguida. O coração de Naruto pareceu querer pular para fora do corpo e tudo o que o Uzumaki conseguiu fazer foi retribuir o sorriso.

No momento seguinte Hinata começou a tossir descontroladamente e respirar rápido, fazendo um som estranho ao inspirar. Ela o olhou, claramente desesperada por estar sem ar, e o loiro não pensou duas vezes antes de levantar e pegá-la no colo, correndo na direção do hotel. Repetia várias vezes que ela ficaria bem e para ter calma.

– Neji! – Naruto chamou o Hyuuga assim que viu o mesmo voltando para a praia, com a bola e a irmã mais nova de Hinata.

~x~

Hinata observou as versões mais novas de Naruto e Neji a levarem para dentro do Summertime Hotel. Suspirou. Apesar de ainda se sentir magoada por Naruto, ver que ele ainda era o mesmo, carinhoso e preocupado com ela, aliviava seu ser. Olhou para onde estava o reflexo de sua versão mais nova, que lhe guiava por todos os acontecimentos, mas ela não estava ali.

– O-onde você foi?? – chamou em tom mais alto, olhando em volta.

Encontrou a pequena junto a um coqueiro, lhe chamando com um movimento que fazia com a mão. Correu até a mesma, que se escondeu atrás da árvore, e assim que virou para ficar de frente para a pequena, já estava num quarto. Adentrou o ambiente, ficando novamente junto de sua guia.

~Flashback~

– Tem certeza que está bem? – perguntou Naruto novamente.

– Hai, hai. – Hinata respondeu em tom calmo. Estava sentada em sua cama e acabara de receber atendimento médico pela crise de asma que teve quando estava com Naruto.

– Naruto, vamos. – disse Jiraiya, colocando a mão no ombro do Uzumaki e conduzindo-o para a saída – Vai poder vê-la mais tarde, na festa.

– Que festa? – perguntou o garoto.

– O jantar que o dono do hotel está promovendo hoje. Hiashi tinha convites sobrando e nos ofereceu, agora vamos deixar Hinata descansar. – o padrinho explicou, praticamente arrastando o afilhado para fora do recinto.

– A-até mais. – Naruto se despediu antes da porta se fechar – Cinco minutos...

– Você ia ficar enrolando um ano lá dentro. – retrucou o mais velho. Hinata riu, ouvindo parte da conversa que seguia no corredor.

~x~

Não muito tempo depois que a porta se fechou, Hinata foi levada para outro cômodo do quarto e se viu na entrada do salão de festas do hotel, onde ocorria um belo jantar. Todos estavam bem vestidos, deixando evidente a presença de uma maioria mais rica; o local era iluminado por lustres grandes e brilhantes.

Avistou seu pai conversando com Jiraiya, perto da mesa de bebidas, mas foi guiada para o lado oposto. No centro do salão, Hanabi dançava com Neji, que a conduzia por entre as outras pessoas, sem deixar de sorrir e dar atenção para a mesma. Hinata passou direto por eles, deixando que outros casais atravessassem seu corpo, indo para a varanda.

~Flashback~

Hinata observava o jardim do hotel de cima, já que a varanda ficava no primeiro andar. A fonte e o tronco das árvores eram bem iluminados com lampadas, essas mudavam a cor dentro da fonte, fazendo a mesma parecer um arco-íris.

Naruto se aproximou da Hyuuga, ficando ao lado da mesma; ele estava com um terno, que não queria vestir a princípio, mas foi forçado a fazê-lo já que era uma festa "importante" com pessoas "importantes", e ele não poderia se vestir de qualquer jeito. Hinata, por sua vez, estava acostumada àquela situação e não relutou em vestir-se de acordo, com um vestido branco de alça, curto e com detalhes em dourado na parte superior; uma sapatilha e algumas jóias pequenas, que combinassem com o resto da roupa.

– Por que está aqui fora sozinha? – perguntou, olhando-a pelo canto do olho.

– Hm? – Hinata o olhou e depois desviou o olhar de volta ao jardim – Na verdade, nem sei direito. Eu só... vim. – deu de ombros. Percebeu o garoto se movimentar ao seu lado e logo em seguida colocar o paletó sobre seus ombros.

– Está frio aqui... – disse Naruto, sem olhar para Hinata, que lhe fitava. A Hyuuga logo percebeu que ele estava corado e sem jeito – ... não quero que fique doente, 'tebayo.

– Naruto-kun. – Hinata o chamou e no mesmo instante seus olhos se encontraram, fazendo a garota corar. Rapidamente ela se colocou na ponta dos pés e lhe deu um beijo na bochecha – Arigatou.

~x~

O som da festa ficou distante e, quando Hinata olhou para trás, a porta do salão levava à uma espécie de floresta. Sua guia a chamava com a mão, indicando que era hora de ver outra coisa.

~Flashback~

– Aqui é definitivamente o melhor lugar para acampar. – disse Jiraiya, jogando suas coisas no chão. Ele havia se responsabilizado pelas crianças, já que Hiashi estava ocupado com negociações – Podem relaxar que eu monto o acampamento.

Hanabi foi nadar e Neji a acompanhou, a pedido de Hinata, que preferiu procurar conchas na areia. Naruto a observava um pouco distante, mas sua presença não passava despercebida para a Hyuuga.

– Quer me ajudar? – questionou Hinata, virando-se para Naruto. O garoto sorriu torto e caminhou até ela, agachando-se ao seu lado.

Hinata usava seu inseparável casaco bege, com o zíper aberto, e um maiô cinza por baixo; Naruto vestia apenas um calção de banho verde. A morena não lhe explicou muito, apenas que procurava uma para fazer um colar ou pulseira, como forma de lembrar daquelas férias.

 

Passaram a tarde procurando por conchas a maior parte do tempo, principalmente quando desenterraram juntos uma que não tinha par. Essa tinha formato bivalve, sem a segunda metade; era roxeada na ponta mais estreita e tomava uma coloração amarelada, ficando levemente laranja no final. Hinata comparou a cor ao céu durante o pôr-do-sol, o que fez Naruto nomeá-la de "concha poente" por brincadeira, mas acabou ficando. Ao escurecer, vaga-lumes preencheram o local.

Jiraiya chamou a todos para jantarem em volta de uma fogueira. Conversa vem e vai, até o mais velho resolver se trancar na barraca para escrever um pouco e Neji ir colocar Hanabi para dormir, apesar da mesma alegar estar sem sono e querer ficar mais tempo acordada com a irmã mais velha. Naruto estava prestes a ir se recolher como os outros, mas avistou Hinata em pé, deixando a água do mar molhar seus pés descalços.

– Você gosta de lugares isolados, né? – o Uzumaki perguntou em tom divertido, ficando ao lado da Hyuuga.

– Um pouco. – Hinata riu baixo e abaixou o olhar, fitando a concha que achara mais cedo – E-estava pensando numa lenda... – seu rosto corou levemente.

– Que lenda? – indagou o loiro.

– Sobre uma sereia que se apaixonou por um humano que não a amava. Ela podia ter usado sua magia para destruir a costa em que o homem vivia, mas o amava demais para matá-lo, então jurou protegê-lo e a todos os humanos que acharam um amor sincero e para isso ela aceitou passar a eternidade sozinha. Então ela criou as conchas e espalhou por todo o mundo, para ouvir aos lamentos e pedidos de amantes separados, por isso são sempre duas conchas idênticas. Mas algumas conchas não tinham uma igual. – Hinata olhou de Naruto para a concha e visse e versa, com certa vergonha de continuar a história.

– Como a poente. – concluiu o Uzumaki com um sorriso.

– É, como a poente. – a garota sorriu e fitou as ondas – A sereia permitiu que, se um casal encontrasse uma concha sem par, poderiam fazer um pedido à ela, mas para a mensagem chegar até a sereia precisam atirar a concha de volta ao mar.

– É uma lenda bem bonita, apesar da sereia ter um fim triste, vendo todo mundo achar alguém e ela continuar sozinha. – Naruto desviou o olhar para as ondas, pensando sobre a história e tomando coragem para fazer uma pergunta.

– Verdade. – ela disse baixo, de modo que chegasse a duvidar que ele a teria ouvido.

– Hi-Hinata... – chamou, ficando de frente para a garota que respondeu com um murmuro e o fitou – ... v-você quer... fazer um pedido à sereia comigo?

– U-um pedido juntos? C-c-como um casal?? – Hinata ficou visivelmente nervosa e corada, deixando a concha cair na areia. O Uzumaki abaixou e pegou e limpou a areia.

– É-é. – ele suspirou – Eu... gosto de você, Hinata. Mesmo não tendo muito tempo que te conheço eu... eu gosto de você, mais do que como amiga. – a Hyuuga sorriu e Naruto pôde jurar que os olhos perolados dela estavam brilhando.

– Eu t-também gosto de você, Naruto-kun... – disse em tom suave e gaguejou um pouco – ... quero fazer o pedido. – Hinata colocou suas mãos sobre as de Naruto, segurando a concha junto com ele. O Uzumaki sorriu largamente.

– Hm, mas antes, – ele disse virando a parte interna e branca da concha para cima. A garota ainda estava confusa – me empresta seu brinco?

A morena tirou um dos pequenos brincos que usava e entregou ao garoto, que logo pegou o objeto e começou a arranhar a parte interna. Alguns minutos depois o loiro devolveu o brinco.

– Pronto, agora vamos saber quando ela voltar. – Naruto sorriu e mostrou o trabalho feito.

Hinata segurou a pequena concha, sorrindo ao ler NH escrito na parte branca. Olhou o garoto a sua frente, que parecia ansioso por uma resposta da garota. A Hyuuga fechou os olhos, se concentrando em como faria seu desejo.

– Desejo ficar com o Naruto-kun. – sussurrou e permitiu-se deixar um beijo na parte em que suas iniciais estavam gravadas. O loiro sentiu seu rosto esquentar ao ouvir o pedido baixo que Hinata fizera e pegou o objeto quando a mesma lhe entregou.

– Desejo que a Hina-chan fique comigo. – proferiu em tom baixo, porém audível para a Hyuuga. Assim como ela, Naruto depositou um beijo rápido no interior da concha, e olhou a morena nos olhos em seguida – Vou jogar, está bem?

– H-hai. – Hinata sorriu e segurou a mão livre de Naruto, vendo-o inclinar o braço para trás e tomar impulso, arremessando a concha em seguida.

Hinata o olhou sorrindo e o Uzumaki retribuiu. Seus olhos se encontraram e ambos aproximaram seus rostos, juntando seus lábios num beijo inocente e apaixonado.

~x~

Hinata assistiu a cena de seu primeiro beijo sentindo um nó se formar em sua garganta. "Ele foi meu primeiro 'tudo' no fim das contas...", pensou. Secou uma lágrima silenciosa que insistiu em cair.

– Mas... o que houve? – perguntou à sua alma mais jovem, que pareceu triste ao ouvir a pergunta – Como eu esqueci tudo isso? – a Hinata criança apenas apontou para um barco temático distante, preso ao cais – Vai me mostrar isso agora? – a morena indagou e recebeu uma responta positiva, seguindo sua versão mais nova logo depois.


Notas Finais


*Pra quem não entendeu um pouco direito (lerdos nível Naruto asuhaus tipo eu... e-e) , a Hina está sendo guiada por ela mesma através de suas memórias e assistindo a tudo o que é contado no flashback*

Aeeeooooww, o passado da Hinata e do Naruto finalmente está sendo mostrado com mais detalhes, yaaay!!
Nos vemos no próximo pedacinho de Summertime, pq se eu for falar qualquer coisa vou dar spoiler. Bjs <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...