História Summertime. - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Califórnia, Diversão, Jungkook, Namjoom, Park Jimin, Romance, Suga
Exibições 29
Palavras 1.001
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Leiam as notas finais e espero que gostem desse capítulo! 😁
Desculpem os erros, fiz no celular :/ Desculpem pela qualidade da imagem!

Capítulo 19 - Estado grave.


Fanfic / Fanfiction Summertime. - Capítulo 19 - Estado grave.

- Julie On. -

São onze e meia da noite e estou na sala principal com as meninas assistindo alguma série que não me interessou. Estou preocupada com Mia, ela não é de demorar nessas coisas. Fico olhando para o relógio de cinco em cinco minutos esperando que ela passe pela porta, mas isso não acontece. Me levantei e peguei meu celular, eu tinha que ligar para ela.

Beatrice: O que vai fazer? Para quem vai ligar? - disse estranhando. -

Eu: Para Mia, eu estou preocupada. Já se passaram muitas horas desde que ela saiu.

Danyella: Julie não, não pode fazer isso. Ela foi à um encontro, normalmente se volta tarde de encontros! - se sentando no sofá. -

Beatrice: É, ela deve ter ido para casa dele e quem sabe, estão fazendo algo interessante.- disse sorrindo maliciosamente. -

Danyella: Não vamos estragar o momento deles, Julie. - disse pegando em minha mão. -

Olhei para o número dela. Eu não deveria estragar isso, mas eu so quero saber se ela está bem. Subi as escadas e Luna veio atrás de mim, me joguei na cama e ela ficou na porta.

Eu: Eu apenas me preocupo com ela... - com a mão na cabeça. -

Luna: Eu também. O fato dela ser a mais nova não ajuda. Mas, temos que assumir que ela cresceu e também quer viver que nem a gente. Olhe para você, saiu e passou a noite toda fora e não ligamos, sabíamos com quem você estava.

Eu: Sabiam? - disse estranhando. -

Luna: Sim, sempre que você sai com algum garoto deixa seu guarda-roupa aberto, sem falar que quando são garotos diferentes usa seus cem perfumes diferentes para cada garoto. Nunca percebeu que faz isso. - disse sorrindo. -

Ri um pouco e coloquei o celular de lado e no modo silencioso.

Eu: É verdade, eu acho que estou exagerando. Bom, vou tentar dormir, adoraria ir com todas vocês em uma praia amanhã cedo. - disse sorrindo. -

Luna: Eu tambem, vou tentar dormir também, xau... - disse fechando a porta devagar. -

É apenas coisa da minha cabeça. Fechei os olhos e dormi tranquilamente. Meu celular apontava, mas eu não escutava. Era Hoseok. Mas não li nenhuma mensagem.

O telefone da casa tocava e eu pude escutar, eram três horas e meia da manhã, quem poderia ser? Desci as escadas devagar e vi Danyella saindo de seu quarto também.

Danyella: Quem deve ser essa hora da madrugada?

Atendi o telefone e fiquei surpresa com a voz e a pergunta feita dela.

Voz: Mia Young? 

Eu: Ela saiu, quem é? - estranhando. -

Voz: Estou com ela. Hospital Joseph Lister, sala 6. Ela estava desmaiada em uma rua e eu estava passando e ajudei. O estado dela é grave, pois bateu com a cabeça.

Eu: Meu Deus! Estamos indo imediatamente! 

Desliguei o telefone e fui correndo subir as escadas, Danyella se assustou.

Danyella: O que aconteceu?! Julie, o que aconteceu?

Eu: Encontraram Mia, ela está em um hospital perto da cidade e seu estado é grave.

Danyella: Ai meu Deus! - levando as mãos até a boca. - Vou acordar as meninas.

Não nos arrumamos, apenas liguei para Hoseok para nós levar até o hospital, ele chegou em menos de cinco minutos. Íamos em uma velocidade e eu so podia observar uma coisa dentro do carro: Danyella chorava baixo. Se nós ferrasemos a culpa ia toda para ela, por ser a mais velha. Peguei na sua mão, assim como Beatrice e Luna em seguida. Chegando no hospital, não perdi tempo e desci do carro correndo. Entrei na emergência a ponto de chorar, mas não podia. Ela ia sobreviver. 

Eu: Mia Young! Sala 6! Qual estado do paciente?!

Um médico veio atrás da gente e Danyella pôs-se a chorar, meu Deus. Não pode ter acontecido isso. Comecei a tremer de medo. E se acontecesse algo pior com Mia? Como eu iria contar para os seus pais, para seu irmão? Mia passa mais tempo com ele do que com os pais separados que quase não estão em casa. Voei em cima do médico.

Médico: Responsáveis por Mia Young? 

Eu: Somos nos! Como ela está?! - disse nervosa. -

Médico: Ela está em estado grave. O acidente dela foi uma queda de pressão, causando tontura e em seguida, um desmaio. A queda que o corpo dela levou no chão foi de grande impacto, batendo a cabeça com força e fazendo um corte. Estamos de olho nela para ver se não obtém nenhuma mudança nos neurônios ou coisa do tipo.

Em menos de segundos, uma sala começou a chamar em emergência e vários enfermeiros foram correndo atrás. Levantei a cabeça e vi: Sala 6. Não! O médico começou a se distanciar da gente e so consegui ver Danyella se jogando nos braços de Beatrice, chorando muito.

Médico: Preciso que esperem, darei notícias o mais rápido que puder! - disse correndo. -

Não consegui guardar mais nada para mim. Desabei em lágrimas.

- Danyella On. -

Eu estava muito nervosa. Respirava fundo, andava para um lado e para o outro. Horas que pareciam dias. Estava em pé tentando conversar com Beatrice e Hoseok.

Hoseok: Ela simplesmente saiu do restaurante correndo na chuva, não soube o que fazer. Ainda procurei ela por algumas ruas, mas não encontrei nada, pensei que ela pudesse ter voltado para casa.

Olhei para o lado e tinha uma pessoa que eu conhecia. Uma pessoa que me fez enxugar as lágrima assim que vi que era ela.

Jungkook: Dany! - ele veio correndo em minha direção. -

Eu: Oi Kook...

Ele me deu um abraço forte que reconfortou minha alma.

Eu: O que faz aqui?

Jungkook: Meu irmão cortou a mão com um copo de vidro, precisou levar pontos. E você ? 

Eu: Mia... Ela teve uma queda de pressão e bateu com a cabeça...

Ele viu que eu queria chorar. Ele colocou os braços sobre meus ombros e andou.

Jungkook: Vem, vamos conversar. Te pago um café.

 


Notas Finais


Comentem o que estão achando, mais tarde posto outro capítulo e obrigada por lerem! 😁


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...