História Sun And Stars - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias The 100
Tags Clexa, Drama, Romance, The 100
Exibições 34
Palavras 2.129
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Mistério, Orange
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi, oi gente. Tudo bem com vocês? Comigo tá tudo bem.
Mais um capítulo, não saiu seguido dos outros mas consegui fazer... desculpem e espero que gostem.

Capítulo 4 - Obrigações.



Lincoln.


Estava tudo bem desde nossa chegada estavam todos instalados e aconchegados, nossos hóspedes comeram e beberam o que lhes ofereceu proteção vc como a lei de hospitalidade garante.
Estávamos todos no pátio de treino Lexa finalmente estava treinando comigo e ela parecia inspirada.
- Vamos Lincoln espada pra cima, não abaixe a guarda. - Lexa me deu um golpe com a espada bem nas minhas pernas, consegui pula e escapar do golpe.
- Você tem que ser mais rápida. - sorrir e logo ela bateu com o cabo da espada no meu rosto. - AI LEXA… Não devia me fazer sangrar.
- Você me chamou de lenta. - Lexa ficou em posição de ataque.
Empunhei minha espada e logo dei um golpe, mas ela defendeu segui de mais golpes rápidos. Minha espada de nada servia todos os golpes Lexa defendia muito bem e depois de seguir uma série de golpes um mais forte que o outro vi que estava deixando - a cansada o que me fez acertar um golpe e cruzar nossas espadas… era uma luta por força até que consegui empurra- lá Lexa caiu no chão de soltou a espada.
Pulei em cima dela e ela me deu uma série de socos no rosto até meu nariz sangrar me deitei do seu lado sorrindo, estávamos ambos cansados e felizes por lutar de novo.
- É bom lutar com você finalmente Lincoln. Lexa se levantou e me estendeu a mão eu me levantei e à abracei.
- Melhor que isso vai ser lutar ao seu lado contra esses malditos. - Peguei a espada de Lexa e entreguei a ela.
- Vai ser bom acabar com eles. - Lexa olhou e viu Anya parada esperando perto da torre.
- Vai lá e não deixa nossa mãe vê.
Clarke
Estava frio e desde que cheguei ao castelo não entreguei a capa para Lexa, esperava encontra - lá logo, mas estava difícil não a via desde que estávamos na estrada eu apenas à observava lutar com seu irmão.
Depois q a luta acabou pensei em ir até ela, mas a vi saindo com uma loira não sabia quem era mas me sentia incomodada Lincoln me viu olhando a situação do pátio e acenou pra mim sorri gentilmente e deixei a janela.
Sai tentando encontrar meu pai, ele estava com Lord Eddard e Lord Titus tomando vinho e fazendo planos e logo que me viram o assunto se encerrou.
-Meu pai preciso falar com você. - Lord Tywin me olhou com reprovação.
- Esse não é o momento Clarke, vá e procure se arrumar para o jantar de hoje a noite.- Tywin parecia irritado com tudo, mas estava disposto a fazer o que fosse preciso para voltar pra casa.
- Jantar?- perguntei confusa.
- Vamos nos reunir com meus vassalos e anunciar os casamentos dentro de uma semana vamos selar nossos acordos e é só isso que você precisa saber. - Lord Titus, me tratava com inferioridade diferente de como tratava sua filha e as demais mulheres da ilha.
Abaixei a cabeça e sai fechando a porta e me mantendo firme, me segurando para não chorar com tudo aquilo.
Fui até o quarto as criadas me prepararam um bom banho, reconheci a garota que estava cuidando de tudo era a mesma que estava com Lexa tempos atrás, tirei minha roupa assim que vi que a água estava pronta e entrei na banheira, olhei para a garota e não consegui evitar a curiosidade.
- Você conhece a Lady Lexa? - falei enquanto molhava meu corpo.
- Sim, Lexa é muito gentil. - A garota colocava um perfume na água.
- Lexa? Você parece ser bem íntima dela. - Olhei a garota. - Qual seu nome? 
-Anya. - Respondeu sem questionar.
- Anya o quão bem você conhece a Lady Lexa. - permaneci com meus olhos focados nela.
- Desde jovem, ela é minha Lady sou sua criada. - Anya me ajudava a esfregar meu corpo.
- Mentirosa.
- Minha Lady dúvida de mim? - Anya parou o que estava fazendo e ficou em pé bem na minha frente.
-Sim, duvido de você. - levantei da banheira e fiquei nua frente a frente com ela. - vi vocês duas hoje e duvido muito que você seja apenas uma criada. - sai da banheira e me enrolei no roupão. - Diga a verdade, não vou contar a ninguém.
- Eu e Lady Lexa nos amamos. - Anya parecia muito apaixonada ao falar isso.
- Ela disse que te amava? - Sentei na pentiadeira.
- Não senhora, nunca disse formalmente. - a garota abaixou a cabeça parecendo estar decepcionada.
- Então como pode dizer que vocês se amam? 
Anya não ouviu mais nada apenas pegou a capa da Lexa que estava na cama e abriu a porta.
-Deixei a capa aí, eu mesma entregarei para ela… agora vá preciso me arrumar.
A garota soltou a capa e apenas foi embora.

 

Lexa.


Voltei para o castelo e minha mãe me esperava nos estábulos e eu apenas olhei para ela sorrindo.
- Você está imunda Lexa. - Joana segurou meu rosto sujo. - Largue esse cavalo você precisa se preparar, já estão esperando por você.
- Que comecem sem mim mamãe eu não sou nada. - Entreguei as rédeas para o menino. - Limpe ele por favor.
- Sim minha Lady. - sorriu o garoto e depois saiu.
- Lexa você é a herdeira do seu pai voz não pode sair por aí se aventurando sem proteção e ainda mais quando tem coisas importantes para fazer. - Lady Joana estava aborrecida e eu resolvi ceder.
- Tudo bem mamãe, logo estarei lá pronta… prometo não me atrasar mais. - Beijei a sua testa e sai deixando -a pra trás.
- Lexa pare.
- Sim mamãe. - Olhei para minha mãe e sabia que ela iria pedir algo.
- Eu sei por que você trouxe aquela moça pra cá. Você está se envolvendo com ela. - Minha mãe arrumou o vestido que estava torto em sua cintura. - E sinceramente, não quero ter que contar ao seu pai o que você está fazendo com ela.
- Mamãe não está acontecendo nada. - me aproximei dela e segurei sua mão. - Eu sei o que estou fazendo.
Soltei a mão de minha mãe e começamos a caminhar lado a lado.
-Não sabe, Lexa você irá se casar em breve e esse tipo de comportamento não é aceitável.
- Ninguém vai saber mãe. - parei em frente a escada que dava no meu quarto.
- Ninguém vai saber por que você não irá mais se encontrar com essa garota e pra garantir isso seu pai vai deixar um escudeiro com você. - o homem se aproximou e permaneceu atrás de minha mãe.
- Não preciso de babá - Olhei o rapaz do pé a cabeça.
- Não é uma babá, é um escudeiro e ele vai lhe acompanhar são ordens do seu pai e ele só recebe ordens dele e minhas. - o rapaz deu alguns passos e ficou atrás de mim.
Minha mãe se dirigiu até ele.
- Guarda, nenhuma mulher além da sua futura noiva chega próximo a minha filha, você será seu escudeiro, aprenderá tudo com ela, mas só recebe ordens minhas e do meu marido, fui clara.- Joana estava falando sério, totalmente sério.
- Sim minha Lady. - o garoto apenas respondeu e minha mãe saiu após ouvir o garoto.
Subi até as escadas e o garoto realmente me seguia obversando cada passo meu até chegar a porta do meu quarto.
- Posso saber seu nome pelo menos? - O garoto não respondeu. - Vou te chamar de mudinho… até mais mudinho.

 

Clarke.


O jantar estava animado todos comiam e bebiam, alguns Lords já estavam bêbados e seus filhos estavam cortejando as moças inclusive a mim, porém, meu pai não me permitiu se quer uma dança.
Lexa ainda não havia aparecido e todos já estavam ansiosos pois só faltava ela para o Lord Titus fazer seus anúncios.
Lincoln estava com a filha de Lord Eddard ele sorria bastante, o que era raro por que desde que o vi apenas Lexa conseguia faze -lo sorrir, ele estava lindo vestido de cota de malha cinza com a grande árvore da sua família desenhada no seu peito. Era bastante admirável como eles pareciam fortes fortes e determinados usando as cores de sua família.
Desviei o olhar e encontrei Lexa chegando no salão com um garoto atrás, parecia um guarda mas era jovem, apenas um garoto. Era a primeira vez que vi Lexa usando vestido e ela estava linda com um vestido longo vermelho escuro, os cabelos estavam presos por uma trança e algumas pedras estavam no sei cabelo, era realmente incrível vê -la assim.
Lexa falou com cada vassalo de seu pai e sorriu para todos que sorriam para ela, após isso Lexa se sentou na mesa onde sua família estava bem ao lado do seu pai e de Lincoln, sua mãe sentava a esquerda de seu pai e eu do lado de sua mãe a direita do meu pai como filha única esse era meu lugar de direito e e eu exigi te - lo.
Logo Lord Titus se levantou rra um homem forte, mas já estava velho. Ele ergueu a taça de vinho e de repente todos pararam para observa- lo.
- Meus Lords, velhos amigos e novos amigos. - Olhou para meu pai que olhou de volta erguendo a taça em respeito. - Hoje é um dia especial, estamos aqui para compartilhar com vocês essa nova união dos nortenhos com o sul, nosso objetivo principal é nos tornamos uma grande família como somos aqui.
Lord Tywin e Lord Eddard vinheta juntar suas forças as nossas com um único propósito, o propósito de tornamos apenas um país unido, completo de próspero e principalmente sem os Roose e sem os lobos.
Todos que estavam no salão bateram palmas para Lord Titus.
- É por isso que daqui a uma semana selaremos nossa aliança com o casamento de Lincoln, meu filho e mestre em batalhas com a bela Lady Octavia filha de Lord Eddard e o casamento da minha herdeira Lexa com a jovem filha de Lord Tywin, Lady Clarke.
Lexa suspirou e se levantou com sua taça.
- Um brinde a união em prol de um futuro melhor cheio de paz.
Enquanto todos brindavam e bebiam Lexa despejou o vinho no chão e saiu, até com raiva Lexa parecia a mulher mais linda do mundo, decidi então segui- la.

 

Lexa.


LEXA, Lexa espere por favor. - uma voz doce falou bem atrás de mim.
Me virei rapidamente e dei de cara com a Lady Clarke, poucos centímetros e teríamos nos beijado.
- O que faz aqui? - me afastei dela e prossegui andando e Clarke vinha atrás de mim andando calmamente.
-Vim atrás de você, para conversarmos. - seus passos eram apressados e ela subia as escadas devagar com medo talvez.
- Não temos o que conversar, já está tudo decidido. - parei em frente a porta do meu quarto
Logo apareceu o mudinho correndo desajeitado tropeçando em suas próprias pernas.
- Não se preocupe garoto, Clarke é uma Lady, minha futura esposa não precisa tira- lá daqui. - o garoto permaneceu calado.
- Lady Lexa por que saiu daquela forma? - Clarke parecia curiosa, ela é curiosa isso é de sua natureza.
- Não quero que ninguém se case comigo por uma obrigação ou por uma unificação pacífica. - Abri a porta e antes mesmo de entrar Clarke já estava dentro do quarto.
- Você já parou pra pensar que talvez essa união seja a melhor para nossas famílias? - Clarke me olhou com aqueles olhos verdes que me deixava enfeitiçada.
- Obrigar duas pessoas a se casar contra sua vontade é o melhor pra quem? -  sentei na cadeira próximo a lareira.
- Meu pai sempre diz que devemos olhar pro nosso povo eles precisam de proteção mais que nós. Uma união vai trazer paz a todos pense nisso.
Nada foi dito o silêncio era constante mas Clarke permanecia ali.
- Volte comigo para a festa e seja a herdeira que seu pai e seu povo tanto amam. - Olhei para Clarke, ela estava certa sobre tudo e eu não podia deixar acontecer nada as pessoas que eu amava.
- Obrigado Clarke, você está certa vamos voltar a festa.
Voltamos ao salão e todos estavam bebendo, minha mãe me olhou seria ao me vê do lado de Clarke, meu pai não gostou nada e nem sequer me olhou apenas me sentei ao lado de Clarke e continuamos conversando e bebendo  a noite toda e isso foi incrível, comecei a me sentir muito bem ao lado dela.
 


Notas Finais


Se você gostou favorite, comente, manda pras amigas vão me ajudar bastante.
Um beijo e até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...