História Sun And Stars - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias The 100
Tags Clexa, Drama, Romance, The 100
Visualizações 167
Palavras 1.413
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Mistério, Orange
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi, Oi gente tudo bem com vocês? Comigo tá tudo bem.
Mais um capítulo espero que gostem.
E lembrando os capítulos vão sair todo dia se possível caso não seja vai sair logo rsrsr.
As coisas vão começar a esquentar a partir do próximo capítulo. Tá ouvindo os sinos? São casamentos vindo aí.

Capítulo 5 - Obrigações parte 2.



Anya 


Após o anúncio formal vi Lexa sair as pressas pensei em ir atrás dela até vê a filha do Lord Tywin segui - la, não sabia se aquilo era bom ou ruim. Lexa não gostou de ter que se casar com alguém que não conhece e isso todo mundo viu, mas ela saiu sendo seguida por aquela garota e aparentemente algo estava mudado por que elas voltaram e agora algo aconteceu.
Passei a noite toda na esperança de ter uma oportunidade de falar com ela, mas Lexa não saia de perto daquela garota e não podia sequer chegar até a mesa onde ela estava.
- Anya? - estava tão concentrada em Lexa que nem reparei que alguém se aproximava. - ANYA.
Olhei pro lado de repente e vi a Lady Joana me olhar furiosa.
- Aonde você está com a cabeça garota? - Lady Joana nem me deixou falar apenas continuou. - O que você pensa que está fazendo aqui? Essa é uma noite importante para nossa família e você não tem o direito de está aqui.
Ela era minha patroa e eu não podia nem olha-lo de forma diferente ou iria acabar perdendo a língua ou os olhos.
- Desculpe minha Lady eu não queria atrapalhar só estava trabalhando e não tive intenção alguma… já estou indo embora. - abaixei a cabeça e procurei a saída mais próxima, mas Lady Joana não me deixou ir fácil.
- Você irá vir comigo garota.


Lincoln 


Estávamos conversando eu e Lexa contávamos histórias de quando éramos crianças para as garotas elas pareciam gostar, estavam rindo. Lexa contou sobre nossa terra e de como erramos e os nossos costumes Octavia não parava de rir desde quando Lexa disse que eu sempre perdia pra ela, mas na verdade, Lexa nunca foi derrotada em batalha.
Olhei ao redor e vi minha mãe saindo com a garota da Lexa.
- Lexa mamãe pegou sua garota. - Lexa procurou o salão inteiro até encontrar minha mãe.
- Lincoln vamos. - Lexa se levantou tão apressada pegou sua faca ela nunca andava sem ela e apenas saiu. 
- Desculpa meninas, Clarke era vai te explicar tudo. Eu volto logo Octavia. - sai seguindo Lexa, ela com certeza iria fazer algo.
Encontramos Lady Joana próximo o poço do castelo com dois guardas e a garota amarrada de joelhos.
- Mãe o que você pensa que está fazendo? - Lexa deu um soco em um dos guardas que acabaram de bater na garota.
- Estou cuidando de nós, essa garota é um perigo e pode por tudo a perder. - levantei a garota para vê se ela estava muito machucada.
- Ela é minha e ela não apresenta risco algum.
- Se você deixa essa garota no castelo eu vou mata - la. Se você não pensa nas consequências eu penso… estamos cercados por todos os lados eu não vou deixar que você e sua paixãozinha acabem com a linhagem do seu pai. - Minha mãe estava certa Lexa não devia ser tão burra a ponto de deixar uma garota interferir em negócios importantes se nossa família.
Lexa caminhava de um lado pro outro estava nervosa e não sabia o que fazer.
- Lexa nossa mãe está certa. - Decidi interferir antes que as coisas saíssem do controle. - Nossa família e nosso povo vem sempre em primeiro lugar.
Lexa pensava e não parava um minuto. A garota parecia tão cansada de ser açoitada que desmaiou nos meus braços.
- Minha filha por favor, pense no melhor pro seu povo.
Lexa finalmente parou estava seria parecia querer matar alguém.
- Vocês estão certos, mas eu não vou mata - la, não quero o sangue dela em nossas mãos ela mão tem culpa. - Lexa olhou para o jovem escudeiro que estava presenciando tudo. - Garoto pegue nossos cavalos a festa acabou pra nós… vamos Lincoln.


Clarke 


Já era de manhã todos tomavam café menos Lexa e Lincoln eles não apareceram e todos já estavam preocupados, menos Lady Joana ela parecia despreocupada o suficiente para conseguir tomar café.
- AONDE ESTÃO MEUS FILHOS. -Lord Titus encontrou no salão furioso o homem está velho, mas não permitia que ninguém visse suas fraquezas.
- Não se preocupe querido… logo voltarão eu os mandei numa missão ontem a noite. - Joana continuava a comer tranquilamente eu não entendia o que estava acontecendo.
- Jon vá atrás dos dois. - Lord Titus se virou para amigo de Lexa que estava tomando café. - Se não voltarem até o meio dia eu mato todos.
O garoto saiu apressado e eu estava assustada com a raiva do pai de Lexa, imaginei se ela era igual a ele, mas com certeza não, não era possível que fosse.
Antes de voltar para meu quarto um dos soldados do meu pai me avisou que o próprio queria falar comigo, então fui encontrar meu pai na biblioteca o soldado me seguiu até lá, mas não me disse uma palavra sequer.
- Queria me vê pai? - Lord Tywin não sorria muito menos demonstrava qualquer tipo de afeto por mim, ele apenas me criou para seguir suas ordens.
- Sim, eu mandei chama- lá para conversarmos. Eu sei que devo explicações sobre o que está acontecendo. - Meu pai se dirigiu até a mim e ficou na minha frente.
- Não precisa de explicações, eu sei porque estamos aqui e sei do meu dever e eu vou fazer. Eu sou sua filha Lord Tywin, você me ensinou tudo e eu preciso saber. - arrumei o broche do meu pai que estava torto no seu peito.
- Não queria que você tivesse que casar com a filha dele, mas…
- Mas é necessário eu sei, você me quer como herdeira. - Afastei de meu pai e me sentei. - Eu me casarei e farei o que for preciso para voltarmos para casa e assim poderei governar ao lado da Lexa.
- Que bom que você sabe seu dever filha. - e pela primeira vez meu pai me beijou no rosto. - Estou orgulhoso.
-Eu sei que sim.
Antes de continuarmos a conversa a porta se abriu era Lexa de volta as roupas normais do dia a dia e com seu escudeiro ao lado.
- Me desculpem, não sabia que vocês estavam aqui… eu só vim buscar um livro. - Lexa logo pegou o livro e já saia da biblioteca.
- Meu pai ainda precisa de mim? - perguntei antes que Lexa saísse era minha chance de falar com ela.
- Pode ir, depois conversamos. - Lord Tywin se sentou e continuou lendo seus livros.
- Lexa espere. -  corri até ela.
- Oi Lady Clarke, me desculpe eu não queria interromper sua conversa com seu pai e…
- Você não interrompeu, já havíamos falado tudo. - apenas segui Lexa em silêncio. - Lexa me acompanha até meu quarto?
- Sim claro. - Lexa olhou para o escudeiro. - Mudinho, vá até os estábulos e sele meu cavalo e o seu nós vamos sair eu já alcanço você.
O garoto não se mexeu, continuou calado apenas obversando.
- Mudinho eu estou com a Lady Clarke, ela é a minha noiva está tudo bem. - Ainda sim o garoto não se mexeu.
- Que seja. - Lexa revirou os olhos.
Caminhamos um pouco eu não sabia como falar com ela, não sabia o que dizer até ela quebrar o silêncio.
- Me desculpe sair ontem daquela forma, eu não queria que nada tivesse acontecido e que pudéssemos passar a noite nos conhecendo. - Olhei para ela e por incrível que pareça ela estava desconfortável. - Temos um dever, um compromisso uma com a outra e vou cumpri-lo. Você abriu meus olhos Clarke, obrigado.
- Só disse o que era preciso, temos um dever e nosso povo precisa de nos juntas.
Lexa parecia me ouvir e concordar comigo.
-Isso não vai mais acontecer novamente. - Olhei ao redor e já estávamos no meu quarto olhei pra Lexa e me lembrei da capa.
- Eu não devolvi sua capa, preciso devolve - lá. - entrei rápido e peguei a capa, Lexa me esperou paciente na porta.
Sai e entrei na sua mão, Lexa olhou por alguns estantes e me devolveu 
- Clarke a capa é sua, pode ficar com ela … Quando for amanhã depois do café coloque ela e me encontre no portão. Vou te mostrar meu mundo.
Lexa sorriu antes de me deixar e meu coração gelou.
 


Notas Finais


Se você gostou comente, favorite manda pras amigas e pras inimiga também.
É importante que vocês me ajudem a continuar a história.
Um beijo e até o próximo capítulo. =D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...