História Sunlight - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Monsta X
Personagens Hyung Won, I'M, Joo Heon, Ki Hyun, Min Hyuk, Show Nu, Won Ho
Tags Monsta X, Romance, Sunlight, Wonho
Exibições 35
Palavras 1.029
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá raios de sol💕 Como estão?
Eu sei que demorei um pouquinho mas tenho uma explicação: estava/estou em semana de provas e não tive muito tempo pra escrever, perdoem-me!
Hoje não é sexta mas eu estou att a fic por que não sei se vou conseguir amanhã, então vai ser hoje mesmo! Desculpa qualquer erro! Espero que gostem e boa leitura!

Capítulo 15 - Girlfriend


Fanfic / Fanfiction Sunlight - Capítulo 15 - Girlfriend

1. Amor
(ô) s.m.(o) 1- Afeição profunda a outrem, a ponto de estabelecer um vínculo afetivo intenso, capaz de doações próprias, até o sacrifício. 2. Dedicação extrema e carinhosa. 3. Apego. 

Naquela noite eu dormi como nunca antes, me senti protegida pelos braços do meu anjo, do meu amor, da minha luz do sol. 

E quando acordei não foi diferente. Ver os cabelos quase ruivos do mais velho se esparramando pela testa enquanto seus olhos estavam fechados e sua respiração tranquila, era de encher os olhos. Poderia ficar admirando por horas suas feições angelicais. 

A figura bela então se remexeu por baixo dos lençóis e esticou os braços até o alto da cabeça. Esboçou uma expressão de preguiça e abriu os olhos lentamente, os fixando nos meus. 

- Bom dia pirralha - Ainda teimava em me chamar pelo apelido mesmo eu sendo alguns anos mais nova apenas - Como foi sua noite? 

- Uma das melhores! Eu sonhei com você sabia? - disse virando de bruços e me apoiando nos cotovelos - foi tão bonito! Eu não queria que acabasse nunca! 

- Ah é? E como foi? 

- Nós estávamos em um parque de diversões e você me pediu em namoro. Tinha um buquê de rosas brancas e luzes brilhantes por todo lugar, e tinha um anel...o mais bonito que eu já vi - Terminei e sorri ao ver Hoseok me olhando atento, ele sorriu também.

- Você tem uma imaginação bem fértil não é mesmo? - o mais velho disse rindo e eu revirei os olhos, já era de se esperar que ele falaria uma coisa desse tipo.

- Seu idiota! 

- Olha, não tenho um buquê de rosas brancas, nem uma roda gigante - Hoseok tateou a calça que vestia na noite passada e tirou uma caixinha do bolso de trás - Eu também não sei se o anel é o mais bonito, mas... Você quer namorar comigo Park Hyunshi? 

Assim que ele abriu a caixinha de veludo vinho, pude ver um anel fino  dourado com uma pedrinha de brilhante em cima, não era um dos maiores, porém era o mais simples e lindo que eu já havia visto. Senti uma lágrima rolar pela minha bochecha. Abri um sorriso largo e tentei pronunciar alguma palavra.

- E-eu... é claro que eu quero! - Disse pulando em seu colo e dando um forte abraço seguido de um beijo calmo 

Nos separamos do beijo e Hoseok colocou a aliança em meu dedo. Ela só não brilhava tanto quanto o sorriso que estava estampado no rosto do mais velho.

- Ela pode não ser a maior e mais brilhante, porém tem um significado muito mais que especial para mim então espero que cuide bem dela meu amor 

- Ta de brincadeira? Eu vou cuidar como se fosse minha vida! - o abracei mais uma vez - Eu te amo muito Shin Hoseok 

- Eu também te amo Park Hyunshi

~Quebra de tempo~
 

Segunda feira novamente, voltar ao trabalho novamente...

- Férias! Só o que eu quero agora são férias - Respondi ao moreno que me entregava mais uma das pilhas de papel - Chang eu não aguento mais! Olha essas olheiras! 

- Por que você não pede umas férias pro seu pai enh? - Disse o moreno rindo 

- Seria uma ótima ideia, se ele não quisesse que eu trabalhasse 360 dias no ano! 

- Ah não custa tentar! Eu vou lá com você. O que acha? 

- Obrigada, mas posso fazer isso sozinha, eu preciso mesmo conversar a sós com ele... - disse me levantando da cadeira. 

- É sobre você e o Hoseok né? Ainda não falou com ele Hyun? 

- Não... - abaixei a cabeça ao pronunciar - Estava esperando isso acontecer - mostrei a mão com a aliança 

- AÍ MEU DEUS - O moreno disse em espanto - ELE REALMENTE TE PEDIU EM NAMORO? 

- SIM OLHA QUE LINDA ELA BRILHA TANTO É TÃO LINDA NÉ? - Disse dando gritinhos e surtando junto com o maior 

Bati na porta duas vezes até escutar um "entra" pronunciado por ele.

- Annyeong appa - Fiz uma reverência - eu gostaria de falar com o senhor por um instante, será possível? 

- Ah mas é claro minha filha! Entre! Entre! - A figura grisalha disse apoiando os óculos em cima da mesa de vidro e fazendo sinal com a mão para que eu entrasse - sente-se ali - apontou para uma das cadeiras em sua frente - Diga minha filha. Algum problema com mais algum funcionário? 

- Ah, não appa, está tudo bem com todos eles. Eu na verdade vim falar sobre duas coisas com o senhor: uma é mais pessoal e a outra é sobre o trabalho mesmo. 

- Estou a ouvidos 

- Sobre o trabalho... - Encarei meus dedos que se remexiam incessantemente pelo nervosismo 

- Acho que eu já sei o que você quer falar... Vou te dar...hm...3 meses, o que acha? Bastante tempo pra férias? Certo? 

- Com certeza! - Abri um largo sorriso - Muito obrigada appa 

- Mas eu fiquei curioso, o que é a coisa pessoal que você queria falar? 

- Eu não quero ficar enrolando, vou falar de uma vez! - O mais velho apenas assentiu e eu continuei - Eu e Hoseok estamos namorando! E antes que você fale alguma coisa nós nos amamos muito e não...

- Eu já sabia. 

- O-o que? Sabia? 

- Sim - Riu - acha que eu não percebi a maneira como se tratam? 

- Mas o senhor não vai nos proibir ou algo do tipo? 

- Por que proibiria? Vocês não são irmãos, não tem problema nenhum, vocês se amam não é mesmo? - Assenti ainda meio estatística - O que importa é o amor minha filha. Eu amei sua mãe na mesma intensidade que você o ama hoje, e quando ela se foi, pude ter certeza que a amava de verdade, porque nem a saudade foi maior do que o meu amor por ela. 

Meu interior, era um turbilhão de emoções, todas juntas explodindo no meu coração. A alegria era tanta que transbordava pelos meus olhos e transparecia em meu sorriso.


Notas Finais


Espero que tenham gostado! Até sexta que vem meus raios de sol ✨


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...