História Sunset Love - Capítulo 5


Escrita por: ~

Exibições 19
Palavras 1.392
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Droubble, Escolar, Famí­lia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi, oi lindezas. Tudo bem? Espero que sim. Hoje to aqui com mais um mega - nem tanto - capítulo pra vocês. Pra quem quiser me conhecer o link do meu canal esta nas notas finais. 😘

Obs: Ignorem os erros, tentei corrigir o máximo.

Elenco:

One Direction
Zayn Malik
Tyler Posey
Emma Roberts
Nina Dobrev - Violet Collins.
Kat Graham -Alex Connor.
Sofia Carson - Beth Daves.
Sebastian Roché - Mickael Collins.
Ian Somerhalder - Ian Collins.
Victoria Justice - Lilith Green.
Evan Peters - Nick Green.

Capítulo 5 - A volta do Demônio - Parte 2.


Fanfic / Fanfiction Sunset Love - Capítulo 5 - A volta do Demônio - Parte 2.


“Eu achei que tinha sido machucado antes. Mas ninguém jamais me deixou tão dolorido. Suas palavras fizeram um corte mais fundo do que uma faca...” – Stitches.

                    Tyler P.o.v

Acompanhei Violet no café da manhã já que a tia Anne e meu pai saíram mais cedo. Ainda não acredito que a Lilith voltou, ontem a noite ela apareceu do meu lado enquanto eu observava a Violet, realmente foi a volta do Demônio.

Guardei meus cadernos na mochila enquanto ela gritava para mim me apresar, pois o ônibus já estava na porta.

- Pronto, pronto! – exclamei enquanto nos dirigíamos até a grande nave laranja.

- Anota o que eu digo, tua noiva vai cansar de te esperar no altar.

Não se ela for você – pensei.

Sentei ao seu lado e tentei – tentei mesmo – não a observar ao longo do caminho.

                     Violet P.o.v

Enquanto eu esperava o atrasadinho acabei encontrando um trabalho do Harry na mesinha de centro com a data de hoje, então resolvi trazer comigo já que ele foi dormir na casa do Liam ontem.

Desci do ônibus correndo e acabei avistando Harry de longe com alguns garotos desconhecidos, pelo jeito são de time de futbol.

- Harry – ele esta de costas para mim.
Ouvi algumas risadinhas vindo daqueles garotos.

- Harry? – chamei-o de novo, dessa vez com mais firmeza.

- Ah, eu te conheço? – seu semblante é nulo.

Ele só pode estar brincando comigo.

- Para de bobeira – toquei em seu ombro.

- Garota você é doida – riu e retirou meu braço.

Violet respira. Um, dois, três e fica calma.

- Esquisitinha vai procurar sua turma – um moreno alto e musculoso disse.
Olhei novamente para Harry, esperando alguma reação da sua parte, mas ele só ria com os outros.

- Desculpa, acho que me enganei – engoli o choro e me retirei dali.

Rasguei aquele papel em milhares de pedaços enquanto minhas lágrimas escorriam pela minha pele. Meu melhor amigo não devia me tratar dessa forma, achei que tudo estava indo como eu imaginei, seriamos um trio novamente... Talvez não.

Lavei meu rosto e evitei olhar meu reflexo no espelho, não me importo se estou horrível.

O sinal enfim soou pelos grandes corredores da Sunset High School, entrei na sala de biologia e os acentos estão completamente ocupados, menos um onde um garoto loiro sorria para seu caderno.

- Posso me sentar aqui? – evitei manter contato visual, não quero ninguém me fazendo perguntas clichês.

- Claro – puxou a cadeira para mim e eu pode ver o que há em seu caderno, é um desenho do bob esponja.

- Que lindo! – sorri para o desenho.

- Um dos meus desenhos favoritos de infância. Vou confessar que continua sendo – riu nasalmente.

- É, eu também amo o bob esponja. Ele é tão de bem com a vida, sinto inveja.

- Oh! Temos pensamentos iguais.

Olhei em seus olhos e as coisas ficaram assim por uns 5 segundos, mas pareceu uma eternidade.

- Estou tão avoada que esqueci de me apresentar – sussurrei ao ver o professor entrar na sala – Sou Violet Collins e você?

- Nick Green – sorriu sem mostrar os dentes.

- Parente da Lilith? – abri meu caderno.

- Meio irmão.

- Ela nunca me falou sobre você. Se bem que eu não convive muito com ela.

- Pois é, meu pai deu uma pulada de cerca enquanto estava casado com a minha mãe e deu nisso.

Ri baixinho.

- Alunos, hoje vamos dissecar um sapo – sorriu – Eu vou amar isso.

Ele entregou as bandejas onde os pobres e inocentes sapinhos estavam.

- Não vou fazer isso – empurrei a bandeja pro Nick.

- Isso é sem necessidade – retirou as palavras da minha boca – Mas vou fazer, anote tudo.

Terminamos o trabalho e saímos da sala antes que eu vomitasse até as minhas tripas.

- Eu não sou nenhuma mimadinha – sentei – Só tenho o estomago fraco.

- Entendo – alisou minhas costas – Seus pais devem te amar muito.

Eu nunca gostei que falassem dos meus pais, é como se tudo voltasse em um só momento.

- Não muito – suspirei.

- Desculpa, devo ter falado bobagem.

- Capaz.

{...}

Guardei meus livros no armário e segui com as meninas para o refeitório.

- Eu amo quando tem lasanha – Alex disse.

- Não é só você – Beth completou.

Peguei minha bandeja e fui indo até a nossa mesa, mas acabei batendo em uma muralha.

- A esquisitinha de novo – riu.

Eu acabei sujando o garoto que estava com Harry hoje mais cedo.

- Desculpa – disse.

- Desculpa? – segurou meu braço.

- Ei, você tá me machucando – bati em seu ombro.

- Garota – fechou a mão.

- Solta ela – Tyler o empurrou contra um pilar da cantina.

- De graças a Deus que ele apareceu – bufou.

Olhei na direção da mesa onde Harry esta com algumas garotas e vi, sim eu vi, ele sorrindo enquanto as meninas riam.

- Vem comigo – Tyler entrelaçou nossas mãos – Ok – me abraçou enquanto eu chorava. 

Eu nem percebi quando a aula acabou, só me peguei sentada em baixo de umas das enormes árvores da praça, nem sei como vim parar aqui.
   
                   Lilith P.o.v

Sorri para mim mesma no espelho, como sempre eu continuo maravilhosa. Peguei a minha bolsa e parti rumo a qualquer lugar que me desse vontade.

Dava pra ver os olhos famintos daqueles garotos ao me verem caminhando pela praça, como minha mãe diz “eu arranco suspiros de todos”.

Olhei de relance até uma das árvores e vi Violet sentada escrevendo. Ela foi humilhada na frente de todos na escola e me surpreendi ao ver Harry rindo invés de ir ajudar sua querida – ou nem tanto – amiga.

- Olá – ela fechou o caderno rapidamente.

- Oi – limpou seu olhos.

Acho que ela estava chorando.

- Tudo bem? – revirei os olhos, preciso me aproximar dela.

- Sim – sorriu.

- Eu vi o que aquele babaca fez com você – sentei do seu lado – Também vi o Harry sendo um completo idiota.

- Não me importo, sei que ele não queria fazer aquilo.

- Pelo jeito não sabe mais quem é seu melhor amigo.

- Como assim?

- Harry depois de algum tempo virou um típico popular sem humildade. Eram poucas as vezes que ele voltava a ser o antigo.

- Não, não.

- Hoje ele provou isso, eu sei que você não quer acreditar, mas é assim agora – levantei – Até mais.

Primeira parte esta totalmente completa, agora vamos deixar que a fogueira se acenda.

                   Violet P.o.v

Voltei para casa depois que o sol desapareceu no horizonte.

- Vilu até que enfim – tia Anne me abraçou – Tenho que acompanhar o tio Batman em uma festa, cuide da casa para mim – riu.

- Se divirtam – sorri.

Fiz pipoca e coloquei no primeiro filme que encontrei na TV.

O barulho da porta me fez virar bruscamente vendo Harry entrar, bela hora. Ele veio até o sofá e se sentou ao meu lado, larguei o pote com as pipocas na mesinha de centro me levantando, mas ele segurou meu braço.

- Ang...

- Não me peça desculpas – meu ódio é tanto que quero bater nele.

- Eu...

- Você o que?

- Eu não devia ter agido daquela maneira.

- Mas agiu e é tarde pra consertar – senti uma lágrima rolar pela minha bochecha – Não sei mais quem você é.

- Sou o mesmo Harry de alguns anos atrás.

- O antigo Harry nunca me trataria daquela forma, o antigo Harry iria bater tanto naquela garoto só pelo simples fato dele ter me chamado de esquisita – empurrei seu corpo para trás – Só que ele não existe mais – suspirei.

- Sinto muito.

- PORRA VOCÊ NÃO SENTE NADA – gritei – Eu vim pra cá apenas pra ficar com você, porque eu achei que alguém pudesse...

- Pudesse?

Me amar, me amar – pensei.

- Não importa – ele tentou se aproximar, mas eu recuei – Me deixa, por favor – olhei pela última vez para ele e subi pro meu quarto.


Notas Finais


Espero que tenha gostado, então não seja um leitor/leitora fantasma. ❤❤❤

Link do meu canal: https://youtu.be/rnKZrh5z078


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...