História Sunshine - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Capitão América, Chris Evans, Chris Hemsworth, Homem de Ferro (Iron Man), Os Vingadores (The Avengers), Robert Downey Jr., Scarlett Johansson, Sebastian Stan, Thor, Viúva-Negra (Black Widow)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Chris Evans, Chris Hemsworth, James Buchanan "Bucky" Barnes, Natasha Romanoff, Pepper Potts, Robert Downey Jr., Scarlet Johanson, Sebastian Stan, Steve Rogers, Thor
Tags Amor, Anthony, Baixaria, Bucky, Capitão América, Ciumes, Conhecidos, Crianças, Downevans, Drama, Família, Fanfic, Homem De Ferro, Natasha, Natorsha, Rogers, safadeza, Stark, Stony, Thor, Thortasha, Tony Ama Steve
Exibições 106
Palavras 1.290
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OLHA QUEM CHEGOU ( eu mesmo ), como vocês estão?? Espero que muito bem. Eu escrevi esse capítulo vomitando arco-iris

Still Falling for you - Ellie Goulding

Capítulo 17 - Ѕтιℓℓ ƒαℓℓιηﻭ ƒσя уσυ


Fanfic / Fanfiction Sunshine - Capítulo 17 - Ѕтιℓℓ ƒαℓℓιηﻭ ƒσя уσυ

  

 O casal foi surpreendido por um abraço, os pequenos bracinhos mal chegavam ao meio das costas de ambos os homens, porém era como se aquele abraço fosse o melhor de todos.

- Já acordou meu príncipe. - Tony separou-se do loiro, deixando espaço para o pequenino adentrar no meio dos pais.

- Eu..- Sorriu envergonhado - Escutei a voz do papai Steve..- Ben olhou o arquiteto - Papai! - seu sorriso era enorme e a criança de cabelos castanhos jogou-se no colo do homem.

- Também Senti sua falta meu amor. - Steve comentou abraçando-o, com o mesmo sorrisão.

Tony observou a cena derretendo-se por inteiro, os amores da sua vida juntos, aquele momento com toda certeza ficaria guardado em sua memória e em seu coração, como uma fotografia.

- Meu Deus, meu coração não aguenta. - o bilionário colocou a destra sobre o peito suspirando pesadamente.

- Bobo. - Steve e Ben disseram em unísoro e entre olharam-se sorrindo.

- Isso é um complô! Que absurdo. - o moreno cruzou os braços exibindo um bico manhoso.

- Acho que o papai Tony ficou chateado, vamos dar um abraço bem apertado nele. - Steve sussurrou para o filho, tendo sua ideia prontamente atendida.

Os dois jogaram-se em cima do filantropo, fazendo cócegas e tirando boas risadas do mesmo.

- TA BOM! TA BOM, EU DESISTO.- Tony sorriu ofegante. - Agora vamos tomar café da manhã, porque eu tô morto de fome.

- CAFÉ DA MANHÃ! - Steve e Ben gritaram correndo para dentro da residência.

Tony sorriu acompanhando logo atrás, observando suas paixões. Os três sentaram-se na mesa de jantar que estava posta para o café da manhã. O bilionário apoiou os cotovelos na mesma utilizando as mãos para segurar o queixo e observou o loiro e a criança de cabelos cor de chocolate, como ele estava feliz...finalmente em paz, junto daqueles que ama incondicionalmente. Steve tocou o ombro do noivo, tirando-o de seus devaneios.

- Sim? - o moreno sorriu observando o ex-militar.

- Você parece distante, tudo bem?

- Não poderia está melhor, eu te amo. - Tony segurou a nuca do amante puxando-o para um beijo repleto de afeto.

- Também te amo.. - Steve sorriu.

- Ecaaa.. - Ben pois as mãozinhas na boca, fazendo cara de nojo. - Beijo é nojento.

- Vamos ver se você vai dizer isso daqui a alguns anos. - Tony comentou recebendo um tapa de Steve, no ombro.

- O meu bebê não vai namorar.

- Tabom, mamãe coruja. - Tony sorriu mais uma vez, beijando o loiro com ternura.

O trio tomou seu desjejum demoradamente, aproveitando cada sabor e principalmente cada sensação, afinal era a primeira vez que a família estava ceando depois do infeliz acontecimento.

- Então todos prontos para o passeio?? - Tony perguntou exibindo um sorrisão enquanto segurava uma cesta de piquenique.

- Prontos! - Steve e o filho disseram juntos.

O loiro segurava o Ben em um dos braços enquanto levantava o outro em sinal de comemoração juntamente ao pequeno.

- Bom, já que estamos prontos, vamos logo cambada.

Tony ainda sorrindo, abriu a porta da mansão dando passagem para os dois, logo em seguida saindo também. Os três entraram no Volvo preto pertencente ao Steve rapidamente, Tony ajudou o noivo a colocar o filho na cadeirinha e depois abriu a porta do carona educadamente para que o loiro entrasse.

- Obrigado.. - Steve sorriu levemente ruborizado, colocando o cinto de segurança

- o bilionário sorriu e correu entrando no lado do motorista, também colocando o cinto - Todos prontos? Lá vamos nós!

Steve olhou por cima do ombro encontrando o filho que brincava com duas miniaturas de super ação, heróis, homem de ferro e capitão América. O loiro sorriu abertamente sentindo uma lágrima solitária escorrer por sua bochecha e morreu ao encontrar o fim do queixo.

- Meu amor.. tá chorando? - Tony olhou rapidamente o amado, voltando sua atenção para a avenida.

- Steve olhou o bilionário e sorriu - É apenas felicidade, desculpe.

- Não precisa se desculpar.. - Tony sorriu - Eu te amo.

- Eu também te amo.. - Steve esticou-se depositando um beijo rápido e casto na maçã do rosto rosada do moreno.

Trinta minutos de estrada foi o suficiente para a família chegar até o parque mais próximo. A brisa estava realmente leve, porém forte o suficiente para fazerem alguns fios dourados de Steve planarem pelo ar, Tony com seu óculos inseparável, suspirou sentindo a natureza.

- Foi uma ótima ideia vim aqui, digamos de passagem, ideia de gênio. - o bilionário comentou observando as pessoas conversando - De quem foi a ideia mesmo?

- Hahaha muito engraçado, senhor gênio do ano. - o loiro mordeu o lábio inferior reprimindo um riso. - Quem quer sorvete? - o pequenino de cabelo acastanhado gritou juntamente com o filantropo um - EU! , fazendo o ex-militar rir alto. - Então tá bom minhas duas crias, vamos comprar sorvete.

Steve pegou o filho nos braços e caminhou ao lado do amado até a barraquinha de sorvete, onde compraram três sorvetes de casquinha, um de morango que o loiro fez questão de pedir, flocos para o bilionário e chocolate para a criança.

- Eu vou pegar a cesta de piquenique, fiquem por aqui, tá ? - o arquiteto depositou um selinho nos lábios finos e róseos do moreno e correu até o automóvel.

- E esse sorvete tá bom? - Tony indagou observando o filho sujar-se.

- Muito muito muito bom sim! - Ben sorriu exibindo os dentinhos melados pelo gelado.

Steve chegou carregando a cesta e uma toalha de mesa xadrez, de cores vermelha, branca e preta, o loiro estendeu-a sobre o gramado esverdeado, que ficava sob um grande carvalho perto do parquinho infantil e depositou o lanche presente na cesta de palha, em cima da toalha rubro negra.

- Eu posso brincar no parquinho? - o pequenino de pele alva perguntou.

- Claro meu anjo, mas não vá muito longe. - o arquiteto permitiu, enquanto encostava-se na árvore.

- Nós precisamos leva o Ben para a Rose conhecer. - Tony comentou sentando-se entre as pernas do loiro e encostando em seu peito definido.

- Aposto que ela vai adorar ele, estou com saudades da mamãe - Steve sorriu abraçando o moreno.

- Estou com saudades de foder com você até cansar. - o gênio disse simples.

- Acho que vou começar a acreditar que você é um maníaco por sexo, que quer casar comigo só pra ter meu corpo nú. - o ex-militar sussurrou próximo a orelha do outro, fazendo-o arrepiar-se.

- Está completamente certo. - Tony mexeu seu quadril, apertando o membro do noivo.

- Não me provoque Stark, estamos em um parque, cheio de crianças e idosos.

- Esses velhotes sabem melhor do que a gente como é gostoso o bem bom. - o moreno sorriu olhando sobre os ombros a feição envergonhada do loiro. - Além de tudo, é muito difícil me controlar perto de você.

O filantropo esticou-se tomando os lábios rosados do arquiteto para si, em um beijo libidinosos e promíscuo. O casal encerrou beijo com mais alguns selinho voltando a observar o horizonte.

- Que tal se formos jantar na casa da minha sogrinha favorita hoje? - Tony debruçou-se sobre a toalha, ficando de quatro para pegar um sanduíche, dando uma bela visão ao loiro.

- Seria ótimo - Steve balançou a cabeça voltando a concentrar-se - Vou ligar para ela e avisar.

- Ótimo. - O filantropo voltou a posição original mordendo o lanche. - Quer? - Ofereceu ainda de boca cheia.

- Quero. - o arquivo mordeu o sanduíche devorando-o por inteiro.

- Steve! - Tony o olhou furioso segurando apenas as migalhas.

- Isso foi por você ter me provocado, me aguarde hoje à noite. - o ex-militar sorriu vitorioso.

- Mas gente..


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...